Estação Esperança | Elisa Andrade Buzzo | Digestivo Cultural

busca | avançada
75243 visitas/dia
2,2 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Conto HAYEK, de Maurício Limeira, é selecionado em coletânea da Editora Persona
>>> Os Três Mosqueteiros - Um por Todos e Todos por Um
>>> Sesc 24 de Maio recebe o projeto Parlavratório - Conversas sobre escrita na arte
>>> Cia Caravana Tapioca faz 10 anos e comemora com programação gratuita
>>> Eugênio Lima dirige Cia O GRITO em novas intervenções urbanas
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Eleições na quinta série
>>> Mãos de veludo: Toda terça, de Carola Saavedra
>>> A ostra, o Algarve e o vento
>>> O abalo sísmico de Luiz Vilela
>>> A poesia com outras palavras, Ana Martins Marques
>>> Lourival, Dorival, assim como você e eu
>>> O idiota do rebanho, romance de José Carlos Reis
>>> LSD 3 - uma entrevista com Bento Araujo
>>> Errando por Nomadland
>>> É um brinquedo inofensivo...
Colunistas
Últimos Posts
>>> Uma história da Chilli Beans
>>> Depeche Mode no Kazagastão
>>> Uma história da Sambatech
>>> Uma história da Petz
>>> A história de Chieko Aoki
>>> Uma história do Fogo de Chão
>>> BDRs, um guia
>>> Iggor Cavalera por André Barcinski
>>> Dave Brubeck Quartet 1964
>>> Conrado Hubner fala a Pedro Doria
Últimos Posts
>>> Inação
>>> Fuga em concerto
>>> Unindo retalhos
>>> Gente sem direção
>>> Além do ontem
>>> Indistinto
>>> Mais fácil? Talvez
>>> Riacho da cacimba
>>> Mimético
>>> Cinema: Curtíssimas terá estreia neste sábado (28)
Blogueiros
Mais Recentes
>>> A todos que passem por aqui
>>> João Paulo Cuenca e seu Corpo Presente
>>> Neruda, oportunista fantasiado de santo
>>> VTEX e Black & Decker sobre transformação digital
>>> Apresentação
>>> Fetiches de segunda mão
>>> Em busca do vampiro de Curitiba
>>> Millennials
>>> Um ano de blog
>>> Aracy Guimaraes Rosa
Mais Recentes
>>> Evangelho por Emmanuel - Comentários ao Evangelho Segundo Mateus de Francisco Cândido Xavier pela Feb (2015)
>>> A Casa do Califa de Tahir Shah pela Roça Nova (2008)
>>> Personagens da Boa Nova de Federação Espírita do Paraná pela Fep (2010)
>>> Personagens da Boa Nova de Federação Espírita do Paraná pela Fep (2010)
>>> Francisco - o Sol de Assis de Divaldo Franco e Cezar Braga Said pela Leal (2014)
>>> Salomé - o Encanto das Mulheres Que Surgem do Céu de Sandra Carneiro pela Vivaluz (2014)
>>> Eight early tantras of the great perfection - elixir ambrosia de Christopher wilkinson pela Christopher wilkinson (2016)
>>> O Homem Que Amava os Cachorros de Leonardo Padura pela Boitempo (2014)
>>> O fogo invisível: O segredo mais importante da humanidade está prestes a ser revelado de Javier Sierra pela Planeta (2018)
>>> Moreira da Silva: O último dos malandros de Alexandre Augusto pela Sonora (2013)
>>> O Bairro: Viva a Nossa Turma - Geografia e História de Aracy do R. Antunes; Maria de L. de A. Trindade pela Access (2013)
>>> Antes de Nascer o Mundo de Mia Couto pela Companhia das Letras (2016)
>>> Teogonia: A Origem dos Deuses- edição revisada e acrescida do original grego de Hesíodo pela Iluminuras (1995)
>>> Bíblia de Jerusalém - Média Encadernada de Deus e Vários autores pela Paulus (2004)
>>> Madame Bovary de Gustave Flaubert pela Abril Cultural (1979)
>>> Gente pequena também tem direitos de Malô Carvalho pela Autêntica (2012)
>>> Gramatyka? Dlaczego nie?!: Ćwiczenia gramatyczne dla poziomu A1 de Joanna Machowska pela Universitas (2014)
>>> Você e a Mediunidade de M. B. Tamassia pela O Clarim (2001)
>>> Depois da Queda de Dennis Lehane pela Companhia das Letras (2018)
>>> Erros e Acertos de Célia Xavier De Camargo pela O Clarim (2002)
>>> História Moderna e Contemporânea de Alceu Luiz Pazzinato; Maria Helena Valente Senise pela Ática (1998)
>>> Atlas Visual Compacto do Corpo Humano de Rúbia Yuri Tomita pela Rideel (1999)
>>> Tranca ruas das almas de João Ribeiro & Decelso pela Eco (1974)
>>> Umbanda dos pretos velhos de Antonio Alves Teixeira pela Eco (1985)
>>> O livro da bruxa de Amadeo de Santander pela Eco (1974)
COLUNAS

Quinta-feira, 3/1/2013
Estação Esperança
Elisa Andrade Buzzo

+ de 3000 Acessos


ilustra: Renato Lima

Eis que a primavera é chegada em cada escapamento desabrochando. Ai que linda a dança dos carburadores alimentando a vida que finalmente dá seu salto esperançoso de continuidade. Essa transição promíscua entre a morte e a vida mexe com os cidadãos da urbe pouco afeita às maravilhas vegetais. No Centro Velho, os rosas e azuis da arquitetura de Artacho Jurado estão mais vivos e os cachecóis dos passantes imprimem estampas étnicas coloridas. A circulação de gente nada mais é que sombras oscilantes na claridade suspensa do retomar. A cidade é um camaleão que cria suas próprias cores, a depender da luminosidade, aprendeu a verter o cinza em cor de beleza e flor para a chegada da estação.

Do alto do Minhocão o dia amanheceu em tons de pêssego e nêspera, e eles vão se sucedendo numa luminosidade baça e entediante, não fosse a esperança da mudança atmosférica, da vida movendo-se ao pico do meio-dia. As fachadas dos prédios adquirem tonalidades fortes, sob o látego deste sol que adquire intensidade. As grandes vidraças resplandecem o sentimento da primavera nas poucas samambaias entregues ao vento, e é na velocidade dos autos que o recorte do skyline e da pista se desfaz em um todo contínuo, sucessão de imagens como um raciocínio que se autocompletasse.

Um trânsito descomunal toma conta das avenidas, pois a primavera é chegada, é tempo de se estar ao ar livre, contemplando a poluição, sentindo no rosto a baforada quente do eterno terral que não vence os contornos serranos. Cada antena alojada num prédio é um pico de alegria. Cada sombrinha uma flor bem-aberta e triste. Esta primavera tem mais termômetros palpitando do que botões abrindo. Ainda assim, do ipê contempla-se a singeleza do espetáculo de sua chuva rosada. E em meio à população em polvorosa, os gringos a trabalho na cidade querida encantam-se com o bom clima, a beleza discreta das mulheres paulistanas.

E pelos túneis da Estação Esperança as gentes perpassam e saem renovadas da terra sem frescor. Não importa se lhe falta profusão, a primavera chega deslizando em abismos. Pelas escadarias, elas são levadas pela tarde que se diz gostosa, quente e fresca com um céu de nuvens macias e brancas. Fim de tarde em tempo de primavera na cidade é assim, sem flores, dentro de apartamento, com taça de vinho e música lenta, que a vida pode não ter pétalas, nem ser poética, mas tem caule e a força do desfalecimento dos sentidos. E no início de noite primaveril, o céu carregado se desvai em chuva, em beijo duro e distante, em aspereza de espinho e incerteza.

Em outras casas, palmeiras artificiais dão a essa estação um ar de médio-oriente, é a planta que cresce e oferece sua sombra rastejante como dádiva aos seres errantes. E as amoreiras perdidas pelos bairros oferecem ao chão asfaltado sua tintura rubra de fruta madura, enquanto seus galhos altos ostentam o inalcançável. Que não se engane quem deixa o que se pode fazer hoje para depois, que posterga o amor para mais tarde − a certeza do desabrochar é esta: a vida é no aqui e no agora.


Elisa Andrade Buzzo
São Paulo, 3/1/2013


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Os contos de degeneração de Irvine Welsh de Luiz Rebinski Junior
02. Teoria dos jogos perdidos de Vicente Escudero
03. Fui assaltado de Julio Daio Borges
04. Machado de Assis: assassinado ou esquecido? de Jardel Dias Cavalcanti
05. Blogueiros vs. Jornalistas? ROTFLOL (-:> de Lisandro Gaertner


Mais Elisa Andrade Buzzo
Mais Acessadas de Elisa Andrade Buzzo em 2013
01. Reflexões de um desempregado - 11/4/2013
02. A Casa de Ramos - 31/1/2013
03. Tempo de nebulosas - 31/10/2013
04. A cidade do improvável - 16/5/2013
05. De tinta e fio é feito o homem - 14/3/2013


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Cinquenta tons de cinza
E L James
Intrínseca
(2012)



Estandartes das Tribos de Israel
Plínio Martins Filho
Atiliê Editorial
(2001)



O Fabricante de Terremotos
Wilson Rocha
Ática
(1995)



Contornos do Dia Que Vem Vindo - 1ª Edição
Leonora Miano
Pallas
(2009)



Inglês: Guia de Conversação para Viagens
Folha de São Paulo
Publifolha
(1999)



O Círculo Matarese
Robert Ludlum
Nova Fronteira
(1979)



Os Portais do Santuario
Os Portais do Santuario
Esotera
(2001)
+ frete grátis



Soltando os Bichos Em Três Tempos
Lindomar da Silva
Rhj
(2011)



É Facil Decorar/ Bolos-doces-salgados Vol Ii
Francisco / Elza Henriques
Calçada
(1958)



A Estrutura do Tesão Melissa
Claudia Riecken
Universidade Quantum
(2012)





busca | avançada
75243 visitas/dia
2,2 milhões/mês