Contos em pianíssimo, de Patricia Maês | Jardel Dias Cavalcanti | Digestivo Cultural

busca | avançada
63898 visitas/dia
2,0 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Yassir Chediak no Sesc Carmo
>>> O CIEE lança a página Minha história com o CIEE
>>> Abertura da 9ª Semana Senac de Leitura reúne rapper Rashid e escritora Esmeralda Ortiz
>>> FILME 'CAMÉLIAS' NO SARAU NA QUEBRADA EM SANTO ANDRÉ
>>> Inscrições | 3ª edição do Festival Vórtice
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> O Big Brother e a legião de Trumans
>>> Garganta profunda_Dusty Springfield
>>> Susan Sontag em carne e osso
>>> Todas as artes: Jardel Dias Cavalcanti
>>> Soco no saco
>>> Xingando semáforos inocentes
>>> Os autômatos de Agnaldo Pinho
>>> Esporte de risco
>>> Tito Leite atravessa o deserto com poesia
>>> Sim, Thomas Bernhard
Colunistas
Últimos Posts
>>> Glenn Greenwald sobre a censura no Brasil de hoje
>>> Fernando Schüler sobre o crime de opinião
>>> Folha:'Censura promovida por Moraes tem de acabar'
>>> Pondé sobre o crime de opinião no Brasil de hoje
>>> Uma nova forma de Macarthismo?
>>> Metallica homenageando Elton John
>>> Fernando Schüler sobre a liberdade de expressão
>>> Confissões de uma jovem leitora
>>> Ray Kurzweil sobre a singularidade (2024)
>>> O robô da Figure e da OpenAI
Últimos Posts
>>> AUSÊNCIA
>>> Mestres do ar, a esperança nos céus da II Guerra
>>> O Mal necessário
>>> Guerra. Estupidez e desvario.
>>> Calourada
>>> Apagão
>>> Napoleão, de Ridley de Scott: nem todo poder basta
>>> Sem noção
>>> Ícaro e Satã
>>> Ser ou parecer
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Cenas de abril
>>> Por que 1984 não foi como 1984
>>> A dicotomia do pop erudito português
>>> Coisas nossas
>>> Caso Richthofen: uma história de amor
>>> Apresentação autobiográfica muito solene
>>> Nem Aos Domingos
>>> Aprender poesia
>>> São Luiz do Paraitinga
>>> A Barsa versus o Google
Mais Recentes
>>> Dicionário De Espanhol-português de Porto pela French & European Pubns (2015)
>>> Os Fantasmas Da São Paulo Antiga de Miguel Milano pela Unesp (2012)
>>> Direito Civil Brasileiro 3 de Carlos Roberto Gonçalves pela Saraiva (2011)
>>> Um Grito de Socorro de Alcides Goulart pela Jovem (2014)
>>> Medicina de urgência de Elisa Mieko Suemitsu Higa pela Manole (2008)
>>> Expedição aos Martírios 15 edição de Francisco Marins pela Melhoramentos (1978)
>>> Todo Mundo Tem Uma História Para Compartilhar de Karen Worcman pela Museu da Pessoa (2014)
>>> Os Restos Mortais( com encartes 1994 das obras Ática ) de Fernando Sabino pela Ática (1994)
>>> Ana Cecília Carvalho; Robinson Damasceno dos Reis de O Ourives Sapador do Polo Norte: como fazer pesquisas e anotar informações pela Formato (1995)
>>> Livro Seu Zezinho - A Estrela Eterna de Sumaré de Claúdia Sabadini pela Cult (2016)
>>> Livro Alma Gêmea - Você está pronta para ser encontrada? de Rosana Braga pela Escala (2001)
>>> O Mistério da Fábrica de Livros 23 edição. de Pedro Bandeira pela Hamburg (2024)
>>> Panelinha: Receitas Que Funcionam de Rita Lobo pela Senac São Paulo (2012)
>>> A Crítica Da Razão Indolente. Contra O Desperdício Da Experiência de Boaventura De Sousa Santos pela Cortez (2011)
>>> Educação E Crise Do Trabalho: Perspectivas De Final De Século (coleção Estudos Culturais Em Educação) de Gaudêncio Frigotto (org) pela Vozes (2002)
>>> Era Dos Extremos - The Age Of Extremes de Eric Hobsbawm pela Companhia Das Letras (2003)
>>> A Volta dos Pardais do Sobradinho 3 edição. de Herberto Sales pela Melhoramentos (1990)
>>> O Mistério do Esqueleto - coleção veredas 13 edição. de Renata Pallottini pela Moderna (1992)
>>> Livro Na Vida Dez, Na Escola Zero de Terezinha. Carraher pela Cortez (1994)
>>> Livro Voce Verdadeiramente Nasceu De Novo Da Agua E Do Espirito? de Paul C. Jong pela Hephzibá (2002)
>>> Livro Luz no lar de Francisco Cândido Xavier por Diverso Espíritos pela Feb (1968)
>>> Livro As Perspectivas Construtivista e Histórico-cultural na Educação Escola de Tania Stoltz pela Ibpex (2008)
>>> Livro El Desarrollo Del Capitalismo En America Latina. Ensayo De Interpretacion Historica (spanish Edition) de Agustin Cueva pela Siglo Xxi (2002)
>>> O Fantástico Homem do Metrô 8 edição. - coleção veredas de Stella Carr pela Moderna (1993)
>>> Missão Ninok: se tem medo do futuro não abra o livro de Bernardino Monteiro pela Artenova (1980)
COLUNAS

Terça-feira, 16/4/2013
Contos em pianíssimo, de Patricia Maês
Jardel Dias Cavalcanti
+ de 5100 Acessos

O céu é meu é o primeiro livro de contos de Patricia Maês. Publicado pela editora Cubzac (2013), do Recife, a obra apresenta 15 contos da autora.

Aproveito como chave teórica o termo musical pianíssimo, também título de um dos contos, para tentar empreender uma leitura do que acredito ser o tom geral da escrita da autora.

No conto ao qual me refiro acima, uma jovem musicista, "modesta e simplesinha", disserta sobre a relação entre a capacidade de se tocar com sutileza e a "escola da vida" que é aprender a tocar um instrumento até se chegar à excelência de sua execução. Seria essa capacidade a verdadeira "prova dos nove" de um músico e o que lhe daria a arte de tornar uma música sublime. A jovem também diz perceber a relação entre essa capacidade comum a alguns solistas e um desdobramento desse sublime no dia a dia dessas pessoas. Ela cita um dos momentos dessa percepção:

"Imagino meu solista com as mãos pousadas sobre a mesa, seus dedos em repouso, eles que têm tanta presteza e musculatura em prontidão. Então alguns raios de sol alcançam essa mão, iluminam o gesto parado até ele sentir o calor como um carinho e tirar o instante para reparar, admirar seu primeiro instrumento banhado de luz."

"Ele também bebe seu café, e quando segura a caneca aguenta o calor intenso por uns segundos a mais, porque também escolheu desfrutar o momento, e fez do mais trivial algo para se apegar, deixar virar um acontecimento."

No trecho acima creio estar definida a poética de Patricia Maês. A capacidade de correlacionar obra e vida, fazendo com que uma ilumine a outra. No caso da autora, entender que a literatura, por sua exigência de uma prática de observação atenta do processo da escrita e da observação profunda da vida comum, é uma escola que nos faz aprender a perceber de forma aguda o cotidiano mais banal, tornando-o, sob a luz da criação, sublime. E essa prática que cria a capacidade de se transformar algo trivial, supostamente simples, em algo sublime, é o que a escritora busca ao escrever os seus contos.

Outro exemplo, ainda no mesmo conto, que nos dá a medida do que foi dito acima, é quando a autora cita a obra musical de Gabriel Fauré, especificamente Aprés un Rêve, para exemplificar a ideia de que "a excelência artística, imbuída de mágica, vira experiência quase religiosa", mesmo numa obra simples. E é essa experiência, que atinge primeiro o artista criador, que se transmitirá, consequentemente, ao espectador.

Apesar da simplicidade da peça de Fauré, o modo de tocá-la pode torná-la sublime. Citando a autora: "Nessa peça tão simples, genialidade é simplesmente caprichar na dinâmica, e depois de tudo dito aqui sobre saber crescer e decrescer com elegância, nada nessa peça é tão simples".

Como na literatura da própria Maês, que, ao localizar pequenos dramas humanos, faz incidir sobre eles um brilho (como o que eleva a música ao sublime), uma atenção delicada, que os conduz à condição de uma existência poética elevada.

A ideia de elevar o banal à condição de obra de arte é o que persegue a autora, nos fazendo sentir nos seus personagens esse raio "de sol nos dedos" com "um espírito tão refinado e treinado para as sutilezas da vida", tal como foi percebido pelo solista. A vida agora é recriada numa dimensão semelhante a da criação literária, sem a qual estaria condenada ao vazio e a insignificância.

Tal como a música, fonte de "experimentações sensoriais de todo tipo" pela personagem de Maês, a literatura é agora a nossa possibilidade fecunda de também fazer nossas experimentações.

De uma forma geral, o que se nota na escrita de Maês é essa capacidade de ir ao encontro de algo aparentemente simples, dar vida e movimento a ele (num crescendo e diminuendo), de uma forma clara e sem a pretensão de se produzir uma escrita de molde existencialista (como em Clarice Lispector) ou que busque fazer da linguagem o único sentido da literatura (tal como muitas vezes se dá, por exemplo, em escritores cerebrais).

Podemos tentar aproximar o sentido da música (que abre mão do conceito para atingir diretamente o ouvinte), com o caso dos contos, onde estamos próximos a isso, na busca por atingir os sentidos do leitor através do modo (no sentido musical, por que não?) da narrativa, do contar a história, em seu vai e vem, apresentando situações aparentemente simples, com um desfecho muitas vezes aberto, mas que guarda, como acontece com o solista, uma intensidade nas artimanhas da escrita.

Como primeiro livro da autora, pode-se perceber o frescor de uma flor que ao amanhecer ensaia abrir-se num à vontade com a linguagem e que, esperamos, com certeza irá "mais além, mais além, mais além".

Para ir além:



Jardel Dias Cavalcanti
Londrina, 16/4/2013

Mais Jardel Dias Cavalcanti
Mais Acessadas de Jardel Dias Cavalcanti em 2013
01. Mondrian: a aventura espiritual da pintura - 22/1/2013
02. A Última Ceia de Leonardo da Vinci - 12/2/2013
03. Cinquenta tons de cinza no mundo real - 3/9/2013
04. Gerald Thomas: arranhando a superfície do fundo - 26/2/2013
05. O corpo-reconstrução de Fernanda Magalhães - 18/6/2013


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Brasil Nos Arquivos Britânicos E Irlandeses: Guia de Fontes
Oliver Marshall
‎ Centre for Brazilian Studies
(2007)



A Ciência da Cura
Dr. Luís Carlos Silveira
Gente
(2015)



A Árvore do Halloween
Ray Bradbury
Bertrand Brasil
(2014)



Expressões Que Curam
Daniel Júnior
Bvz
(2002)



Diccionário Oxford Escolar para estudantes brasileiros de inglês 596
Diccionário Oxford Escolar para estudantes brasileiros de inglês
Oxford University Press
(2010)



Livro Religião Viver o Ano Litúrgico Reflexões para os Domingos e Solenidades
Frei Alberto Beckhäuser Ofm
Vozes
(2003)



Paris é Para Sempre
Ellen Feldman
Vestigio
(2021)



Livro Saúde Eu não Consigo Emagrecer A dieta francesa que conquistou mais de 30 milhões de leitores
Dr. Pierre Dukan
Best Seller
(2014)



O Planeta Desconhecido
Peter Kolosimo
Melhoramentos
(1973)



As Mentiras Que Os Homens Contam
Luis Fernando Verissimo
Objetiva Ltda.
(2001)





busca | avançada
63898 visitas/dia
2,0 milhão/mês