A verdade somente a verdade? | Adriane Pasa | Digestivo Cultural

busca | avançada
24586 visitas/dia
890 mil/mês
Mais Recentes
>>> Palavraria Conversa e Versa
>>> Supercombo no Templo Music: Tour “Adeus, Aurora'
>>> Barracão Cultural estreia montagem de rua a partir de livro de Eva Furnari
>>> Marina Peralta lança novo EP, 'Leve'
>>> Dan Stulbach faz ensaio aberto de Morte Acidental de um Anarquista para alunos da Escola Wolf Maya
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> A Copa, o Mundo, é das mulheres
>>> O espelho quebrado da aurora, poemas de Tito Leite
>>> Carta ao(à) escritor(a) em sua primeira edição
>>> Paris branca de neve
>>> A cidade e o que se espera dela
>>> De pé no chão (1978): sambando com Beth Carvalho
>>> Numa casa na rua das Frigideiras
>>> Como medir a pretensão de um livro
>>> Nenhum Mistério, poemas de Paulo Henriques Britto
>>> Nos braços de Tião e de Helena
Colunistas
Últimos Posts
>>> Mirage, um livro gratuito
>>> Lançamento de livro
>>> Jornada Escrita por Mulheres
>>> Pensar Edição, Fazer Livro 3
>>> Juntos e Shallow Now
>>> Dicionário de Imprecisões
>>> Weezer & Tears for Fears
>>> Gryphus Editora
>>> Por que ler poesia?
>>> O Livro e o Mercado Editorial
Últimos Posts
>>> Efervescências
>>> Justoresoluto
>>> Em segundo plano
>>> A ver navios
>>> As esquinas dos amores
>>> Pelagem de flor I: VERMELHO
>>> Idade Mídia
>>> Quando a alma é visível
>>> A MECÂNICA CELESTE
>>> Diagnóstico falho
Blogueiros
Mais Recentes
>>> O discreto charme dos sebos
>>> O assassinato de Herzog na arte
>>> Animismo
>>> Para tudo existe uma palavra
>>> Lendo Virgílio, ou: tentando ler os clássicos
>>> Entrevista com André Fonseca
>>> Google: utopia ou distopia?
>>> Como medir a pretensão de um livro
>>> A Casa do Saber no Rio de Janeiro
>>> Marcel Proust e o tempo reencontrado
Mais Recentes
>>> Sherlock Holmes - The complete facsimile edition de Arthur Conan Doyle pela Wordsworth Classics (1989)
>>> Pride and Prejudice and Zombies - The Graphic Novel de Jane Austen, Seth Grahame-Smith pela Quirk Classics (2010)
>>> Eating Animals de Jonathan Safran Foer pela Hamish Hamilton (2009)
>>> O desejo da escrita em Italo Calvino: para uma teoria da leitura de Rita de Cássia Maia e Silva Costa pela Companhia de Freud (2003)
>>> Lacrimae rerum: ensaios sobre cinema moderno de Slavoj Zizek pela Boitempo (2009)
>>> Ideografia dinâmica: para uma imaginação artifical? de Pierre Lévy pela Instituto Piaget (1997)
>>> Harry Potter and the Half-Blood Prince de J. K. Rowling pela Bloomsbury (2005)
>>> Orlando de Virginia Woolf pela Wordsworth Classics (2003)
>>> History of the Peloponnesian War de Thucydides pela Penguin Classics
>>> Manual do Roteiro de Syd Field pela Objetiva (2001)
>>> O mundo assombrado pelos demônios de Carl Sagan pela Companhia de Bolso (2016)
>>> Romeo and Juliet - Original + Inglês contemporâneo de William Shakespeare pela Lorenz Educational Publishers (2003)
>>> A hora da estrela de Clarice Lispector pela Rocco (1999)
>>> Guia Prático da Tradução Francesa de Paulo Rónai pela Nova Fronteira (1983)
>>> Reparação de Ian McEwan pela Companhia das Letras (2002)
>>> The Child in Time de Ian McEwan pela Vintage (1992)
>>> O Senhor dos Anéis - As Duas Torres de J. R. R. Tolkien pela Martins Fontes (2000)
>>> O Senhor dos Anéis - A Sociedade do Anel de J. R. R. Tolkien pela Martins Fontes (1999)
>>> 1984 - em inglês de George Orwell pela Penguin/Signet Classic
>>> Diary de Chuck Palahniuk pela Random House (2003)
>>> Pigmy de Chuck Palahniuk pela Anchor Books (2009)
>>> Tell-All de Chuck Palahniuk pela Anchor Books (2010)
>>> Damned de Chuck Palahniuk pela Anchor Books (2011)
>>> L'arrache coeur de Boris Vian pela Livre de Poche (1976)
>>> Musashi - Vol. 1 de Eiji Yoshikawa pela Estação Liberdade (1999)
>>> Tim Burton de Antoine de Baecque pela Cahiers du Cinéma (2011)
>>> O Jardim das Ilusões de Susan Trott pela Círculo do Livro (1992)
>>> Hermenêutica e Unidade Axiológica da Constituição de Glauco Barreira Magalhães Filho pela Mandamentos/ Belo Horizonte (2004)
>>> Elizabeth Levanta Vôo de Elizabeth Taylor pela Círculo do Livro (1988)
>>> O Verão de Katya de Trevanian pela Círculo do Livro (1983)
>>> Dias na Birmânia/ Capa Dura de George Orwell pela Círculo do Livro (1988)
>>> Os Monstros da Alma de Athur Thompson pela Bruguera (1965)
>>> Changing Their Skies: Stories From Africa - Oxford Bookworms Stage 2 de Steve Chimombo (...) Retold By Jennifer Bassett pela Oxford University Press (2008)
>>> Changing Their Skies: Stories From Africa - Oxford Bookworms Stage 2 de Steve Chimombo (...) Retold By Jennifer Bassett pela Oxford University Press (2008)
>>> Changing Their Skies: Stories From Africa - Oxford Bookworms Stage 2 de Steve Chimombo (...) Retold By Jennifer Bassett pela Oxford University Press (2008)
>>> Changing Their Skies: Stories From Africa - Oxford Bookworms Stage 2 de Steve Chimombo (...) Retold By Jennifer Bassett pela Oxford University Press (2008)
>>> Direito Constitucional da Educação de José Luiz Borges Horta pela Decálogo/ Belo Horizonte (2007)
>>> Direito Constitucional da Educação de José Luiz Borges Horta pela Decálogo/ Belo Horizonte (2007)
>>> Direito Constitucional - Tomo I/ Capa Dura de José Luís Quadros de Magalhães pela Mandamentos/ Belo Horizonte (2002)
>>> Diários do Vampiro - Reunião Sombria de L. J. Smith pela Galera Record (2011)
>>> Acima de Qualquer Suspeita de Scott Turow pela Record (1987)
>>> Poder Constituinte e Patriotismo Constitucional de Marcelo Cattoni pela Mandamentos/ Belo Horizonte (2006)
>>> Acima de Qualquer Suspeita de Scott Turow pela Altaya/Record (1996)
>>> Enterrem-me de Botas (Tóxicos o sub-mundo dos tóxicos visto e vivido por uma adolescente) de Sally Trench pela Paulinas (1979)
>>> O Supremo Tribunal Federal e as Constituições Brasileiras de Luís Carlos Martins Alves Jr. pela Mandamentos/ Belo Horizonte (2004)
>>> As Aventuras de Tom Sawyer (Grandes Sucessos) de Mark Twain pela Abril Cultural (1980)
>>> O Assassino Dentro de Mim de Jim Thompson pela Paulicéia (1991)
>>> A Era da Incerteza de John Kenneth pela Universidade de Brasil (1980)
>>> A Ideologia do Trabalho de Paulo Sérgio do Carmo pela Moderna (1993)
>>> A cabana do Pai Tomás de E. B. Stowe (Tradução Mario Gardelin) pela Paulinas (1966)
COLUNAS

Segunda-feira, 26/8/2013
A verdade somente a verdade?
Adriane Pasa

+ de 3100 Acessos

"Temos a arte para não morrer da verdade" disse o filósofo Friedrich Nietzsche. É, o mundo seria impossível sem a arte porque às vezes a vida é boring mesmo. Mas a realidade tem seu lado encantador e contém muita ficção. Sim. A vida é sempre cheia de tantos detalhes, emoções, dores, choques, viagens na maionese, devaneios e mentiras, e segundo os psicólogos, projeções. Quem disse que o que pensamos ou vemos não é pura ficção inventada por nós em algum momento? Sem contar que às vezes são tantas emoções que a gente parece estar mesmo dentro de um filme. Se observarmos o cotidiano com olhar atento e uma dose de romantismo, principalmente nas ruas onde estão os verdadeiros "filmes da vida real", veremos cenas interessantes todos os dias. E de graça.

A verdade é uma questão filosófica e a grande verdade mesmo é que ela não existe. Não adianta procurarmos e insistirmos nela porque como dizia Einstein, "tudo é relativo" (ô frase irritante). Para mim, a nuvem é um elefante e para o outro é um coelho. O que existe mesmo de palpável é o nosso cotidiano, a labuta de todo dia, as gargalhadas, o sofrimento da guerra ou da doença, as conversas sinceras, o abraço de um filho ou o beijo apaixonado. Existe a vida vivida. O resto é burocracia. A verdade é uma espécie de caleidoscópio, em que o que vemos é uma coisa, o que os outros veem é outra e o que vemos sobre o que os outros veem é outra ainda. A cada movimento, por mais sutil que seja, uma pedrinha colorida sempre muda de lugar no espelho.

Crescemos com a cultura da ficção e a consumimos como um doce. Mas há um gênero de filmes muito interessante e que cada vez mais ocupa espaço no cinema: o documentário. Tem como premissa a exploração da realidade, mas sendo uma representação subjetiva da mesma, cheio de recortes, nem sempre mostra a verdade como ela é. Há tantas mídias, formas e procedimentos que é complicado dizer que hoje o documentário se propõe somente a "contar a verdade". Mas ela está no seu DNA. Se pensarmos bem, o cinema nasceu com uma forma de documentário, com o filme dos irmãos Lumiére, considerado o primeiro da história, o famoso A Chegada do Trem na Estação (1895), no qual registrou-se o primeiro trem com câmera de cinema. Foi um fato verídico, não uma ficção.

No Brasil, as primeiras exibições de documentários aconteceram no final do século 19, com pequenas produções que mostravam paisagens regionais. Depois disso passaram-se cerca de vinte anos marcados por filmes etnográficos, a maioria realizados por antropólogos. Até que o documentário se abriu para outras possibilidades e formas.

Um cara que manda muito bem neste gênero no Brasil é Eduardo Coutinho. Realizou um dos principais filmes da história do documentário nacional: Cabra Marcado Para Morrer, sobre o assassinato do líder paraibano João Pedro Teixeira, ocorrido em 1962. Devido ao golpe militar, as filmagens foram interrompidas em 1964 e parte da equipe foi presa, retomando o trabalho somente 17 anos depois. Acho que a história desta filmagem daria um belo documentário. Coutinho também fez outros filmes bons como Santo Forte, Edifício Master, Jogo de Cena e Canções. Seus filmes são marcados por um estilo que busca a maior naturalidade possível de seus entrevistados. Mas em Jogo de Cena, no qual as personagens são atrizes - algumas famosas e outras não -, ele procurou romper fronteiras entre documentário e ficção. Há muitos outros cineastas que produziram e produzem ótimos documentários no Brasil. Como Marcelo Masagão, Jorge Furtado e Marcos Prado, por exemplo. Acredito que não existam mais regras ou barreiras para alguém que faz ficção produzir um documentário com qualidade e vice-versa. Tudo se mistura no cinema.

Pra quem gosta ou quer gostar deste gênero, recomendo acompanhar o Festival Internacional É Tudo Verdade, que existe há dezoito anos no Brasil e é um dos maiores festivais de documentários do mundo.

Uma das melhores coisas de assistir a um filme documentário é saber que se trata de algo que realmente aconteceu. É aquela sensação de "gente, mas como pode??". Mexe muito com as nossas dúvidas, crenças e até mesmo preconceitos sobre um tema. É o reality show do cinema, só que com licenças poéticas. Algumas histórias e seus personagens são tão inacreditáveis que nem parecem ter acontecido de verdade. Como em Estamira (2004), de Marcos Prado ou <>Searching for Sugar Man (ganhador do Oscar de 2012), dois de meus preferidos. Outras histórias são contadas de uma forma tão original, ousada e criativa, que surpreendem, mesmo não sendo tão relevantes. Documentos, fotos, depoimentos, paisagens, tudo pode ser usado para contar uma história. Em 2010 eu fiz um curso e acabei dirigindo um documentário amador, intitulado Bom dia, Boa Sorte. É um curta que fala sobre as ilusões criadas quando se vai à cartomantes e foi construído com depoimentos. Foi uma experiência e tanto, porque a gente descobre que tem um olhar limitado sobre um assunto antes de mergulhar fundo nele. A verdade é encantadora. Fora o prazer das surpresas que reservam as pessoas e situações.

Quem faz documentários sempre conta com o acaso, um dos ingredientes mais importantes do processo, na minha opinião, porque os olhos de um bom cineasta podem se aproveitar disso para revelar coisas que nem mesmo as pessoas envolvidas na história percebem, trazendo aspectos que podem tornar a história ainda mais interessante. É o olhar do outro sobre uma realidade.

Segue uma lista pequena (porque há vários outros bons) de documentários que valem o nosso tempo. É história que não acaba mais. No fim das contas, cada um vê a verdade que quer, dentro do seu próprio caleidoscópio.

(Muitos estão disponíveis em sua versão completa, no YouTube).

Cabra Marcado para Morrer (1985), de Eduardo Coutinho.

Ilha das Flores (1989), de Jorge Furtado.

Arquitetura da Destruição (1989), de Peter Cohen.

Nós que aqui estamos por vós esperamos (1999), de Marcelo Masagão.

Edifício Master (2002), de Eduardo Coutinho.

Tiros em Columbine (2002), de Michael Moore.

Motoboys Vida Loca (2002), de Caíto Ortiz.

The Corporation (2003), de Mark Achbar e Jennifer Abbott.

Estamira (2004), de Marcos Prado.

O Cárcere e a Rua (2004), de Liliana Sulzbach.

A Marcha dos Pinguins (2004), de Luc Jacquet.

Super Size Me (2004), de Morgan Spurlock.

Entreatos (2004), de João Moreira Salles.

Simonal - Ninguém Sabe o Duro que Dei (2007), de Cláudio Manoel.

SiCKO (2007), de Michael Moore.

Man on Wire (O Equilibrista, 2008), de James Marsh.

Food, Inc. (2008), de Robert Kenner.

Recife Frio (falso documentário, 2009), de Kleber Mendonça Filho.

Gretchen Filme Estrada (2010), de Eliane Brum e Paschoal Samora.

Iván - De Volta para o Passado (2011), de Guto Pasko.

Janela da Alma (2011), de João Jardim e Walter Carvalho.

Quebrando o Tabu (2011) , de Fernando Grostein Andrade.

Searching for Sugar Man (2012), de Malik Bendjelloul.

Raul -O Início, o Fim e o Meio (2012), de Walter Carvalho.

Elena(2012), de Petra Costa.

Pátio (2013), de Aly Muritiba.

Termino aqui com o depoimento sincero de Alessandra, de Edifício Master, do mestre Eduardo Coutinho.



Nota do Editor
Texto gentilmente cedido pela autora. Originalmente publicado em Cinema sem Blá Blá Blá.


Adriane Pasa
São Paulo, 26/8/2013


Quem leu este, também leu esse(s):
01. De volta à antiga roda rosa de Elisa Andrade Buzzo
02. Os olhos de Ingrid Bergman de Renato Alessandro dos Santos
03. Os Doze Trabalhos de Mónika. 12. Rumo ao Planalto de Heloisa Pait
04. De Middangeard à Terra Média de Celso A. Uequed Pitol
05. Luz sob ossos e sucata: a poesia de Tarso de Melo de Jardel Dias Cavalcanti


Mais Adriane Pasa
Mais Acessadas de Adriane Pasa em 2013
01. Um Lugar para Fugir Antes de Morrer - 15/5/2013
02. Cego, surdo e engraçado - 19/4/2013
03. Dooois ou um? - 28/10/2013
04. A grama do vizinho - 23/12/2013
05. A verdade somente a verdade? - 26/8/2013


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




O EXECUTIVO E SUA FAMÍLIA
IÇAMI TIBA
GENTE
(1998)
R$ 10,00



MAIS COM MAIS DÁ MENOS
BARTOLOMEU CAMPOS DE QUEIRÓS
RHJ
(2011)
R$ 6,90



LA CLAVE DEL EXITO
BJORN SECHER
EDAF
(1983)
R$ 15,00



TRÊS VIÚVAS - 6593
LILIANE PRATA
PLNETA
(2013)
R$ 10,00



OS IMORTAIS
THAÏS OLIVEIRA
JAGUATIRICA
R$ 42,90



RESPONSABILIDADE CIVIL DO ESTADO POR OMISSÃO DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA
LUISA AGUIAR PERES
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 251,00



PROCURANDO VERMEER
BLUE BALLIETT
ROCCO
(2004)
R$ 9,90



A HISTORY OF MODERN FRANCE FRANCE OF THE REPUBLICS 1871-1962
ALFRED COBBAN (VOLUME 3)
PENGUIN BOOKS
(1990)
R$ 19,28



THE MCCALLS BOOK OF CHRISTMAS
SIMON AND SCHUSTER
NEEDLEWORK & CRAFTS
(1975)
R$ 15,00



APRENDIZAGEM NOS LOCAIS DE TRABALHO
FLAVIA MARDEGAN
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 391,00





busca | avançada
24586 visitas/dia
890 mil/mês