As feéricas colagens de G.Comini | Eugenia Zerbini | Digestivo Cultural

busca | avançada
37883 visitas/dia
1,3 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Impressões sobre São Paulo
>>> Lobato e os amigos do Brasil
>>> A Promessa da Política, de Hannah Arendt
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Luciano do Valle (1947-2014)
>>> Por que as velhas redações se tornaram insustentáveis on-line
>>> Ação Social
>>> Dá-lhe, Villa!
>>> forças infernais
>>> 20 de Abril #digestivo10anos
Mais Recentes
>>> Fantasma Equilibrista de Tânia Alexandre Martinelli pela Positivo (2009)
>>> A História de Cada Um de Juciara Rodrigues pela Scipione (2010)
>>> Exercícios de Admiração de E. M. Cioran pela Rocco (2011)
>>> A Baleia de Cláudio Feldman pela FTD (2006)
>>> Teoria do Drone de Grégoire Chamayou pela Cosac Naify (2015)
>>> Uma Temporada no Inferno & Iluminações de Arthur Rimbaud pela Francisco Alves (1982)
>>> Viagem a Portugal de José Saramago pela Companhia das Letras (2011)
>>> Para Uma Revolução Democrática da Justiça de Boaventura de Sousa Santos pela Cortez (2011)
>>> Dicionário de termos ambientais de Antonio Leal pela Letras & Magia (2007)
>>> Casa de Praia com Piscina de Herman Koch pela Intrínseca (2015)
>>> Natureza Humana, Justiça vs. Poder de Michel Foucault e Noam Chomsky pela Martins Fontes (2014)
>>> A Arvore dos Anjos de Lucinda Riley pela Arqueiro (2017)
>>> A Herdeira da Morte de Melinda Salisbury pela Fantastica Rocco (2016)
>>> Uma Gentileza por Dia de Orly Wahba pela Benvira (2017)
>>> Eu sou as Escolhas que Faço de Elle Luna pela Sextante (2016)
>>> Coroa Cruel - Série a Rainha Vermelha de Victoria Aveyard pela Seguinte (2016)
>>> Sade em Sodoma de Flávio Braga pela BestSeller (2008)
>>> Curso de Filosofia em Seis Horas e Quinze Minutos de Witold Gombrowicz pela José Olympio (2011)
>>> O pequeno Principe de Antoine de Saint Exupery pela Agir (2009)
>>> Zoloé e Suas Duas Amantes de Marquês de Sade pela Record (1968)
>>> Expressões Diante do Trono de Ministério de Louvor Diante do Trono pela Diante do Trono (2003)
>>> A separação dos amantes - uma fenomenologia da morte de Igor Caruso pela Cortez (1989)
>>> Os Titãs / A Saga da Família Kent (Volume V) de John Jakes pela Record/ RJ.
>>> A Universidade em Ritmo de Barbárie de José Arthur Giannotti pela Brasiliense (1986)
>>> A Mulher Só de Harold Robbins/ (Tradução) Nelson Rodrigues pela Record/ RJ.
>>> Dependência e desenvolvimento na América Latina - ensaio de interpretação sociológica de Fernando Henrique Cardoso e Enzo Faletto pela Zahar (1970)
>>> Tubarão de Peter Benchley pela Nova Cultural (1987)
>>> O Titã de Fred Mustard Stewart pela Record
>>> O Beijo da Mulher Aranha de Manuel Puig pela Codecri/ RJ. (1981)
>>> A Traição de Rita Hayworth/ Capa Dura de Manuel Puig pela Circulo do Livro/ SP. (1993)
>>> Boquitas Pintadas/ Capa Dura de Manuel Puig pela Circulo do Livro/ SP. (1988)
>>> Kit De Estudo Para Concursos: Só concursos (3 CDs + Folheto) + Guia do Concurseiro + Redação para Concursos de Equipe Mundial Editorial pela DCL - difusão cultural do livro (2016)
>>> Numa Terra Estranha de James Baldwin pela Rio Gráfica (1986)
>>> 1934 de Alberto Moravia pela Rio Gráfica (1986)
>>> Mil Platôs Vol. 1 de Gilles Deleuze e Félix Guattari pela 34 (2011)
>>> A Menina que Roubava Livros de Markus Zusak pela Intrínseca/RJ. (2007)
>>> Mil Platôs Vol. 2 de Gilles Deleuze e Félix Guattari pela 34 (2011)
>>> Mil Platôs Vol. 3 de Gilles Deleuze e Félix Guattari pela 34 (2012)
>>> Ajin - Demi-Human #01 de Gamon Sakurai pela Panini (2016)
>>> Ajin - Demi-Human #02 de Gamon Sakurai pela Panini (2016)
>>> Ajin - Demi-Human #03 de Gamon Sakurai pela Panini (2016)
>>> Incendio de Troia (capa dura couro) de Marion ZimmerBradley pela Circulo do Livro/ SP. (1994)
>>> Ajin - Demi-Human #04 de Gamon Sakurai pela Panini (2017)
>>> Ajin - Demi-Human #05 de Gamon Sakurai pela Panini (2017)
>>> Ajin - Demi-Human #06 de Gamon Sakurai pela Panini (2017)
>>> Ajin - Demi-Human #07 de Gamon Sakurai pela Panini (2017)
>>> Ajin - Demi-Human #08 de Gamon Sakurai pela Panini (2017)
>>> Ajin - Demi-Human #09 de Gamon Sakurai pela Panini (2017)
>>> The Buenos Aires Affair de Manuel Puig pela Nova Cultural (1987)
>>> Ajin - Demi-Human #10 de Gamon Sakurai pela Panini (2018)
COLUNAS

Quinta-feira, 5/12/2013
As feéricas colagens de G.Comini
Eugenia Zerbini

+ de 2900 Acessos

Sob o título In between, G. Comini (1955- ) expõe pela primeira vez suas colagens. A mostra reúne trabalhos do artista, executados durante o período de 14 anos. Os originais de pequenos tamanhos foram ampliados sob a forma de prints de grandes dimensões, dos quais foram feitas tiragens numeradas. São essas gravuras portentosas que chamam atenção, uma vez que visíveis desde entrada do hall do Hotel Renaissance (SP), local que acolhe a exposição, em cartaz até o início do próximo ano.

Discutir se colagens são arte é uma questão ultrapassada. As técnicas relacionadas à colagem (ou collage, do francês coller) são contemporâneas à própria invenção do papel na China, por volta do século 2 AC. A Enciclopédia Itaú Cultural Artes Visuais, contudo, define a colagem como uma técnica que começou a ser utilizada pelos artistas no início do século XX, em associação com o modernismo (nesse mesmo sentido, os glossários on line mantidos tanto pela Tate Gallery como pelo Museu Guggenheim). Além do ato de colar algo a alguma coisa, deve existir a sobreposição de perspectivas e de sentidos.

Penas podem formar a plumagem, mas não será a cola que fará a colagem, citando o artista plástico e poeta surrealista Max Ernest(1891-1976). Ignorando, assim, os experimentos anteriores dessa técnica (como as maravilhosas flores de Mary Delany (1700-1788), grande dama inglesa do século XVIII, realizadas em papel, pétalas e folhas desidratadas e aquarela, além das ilustrações , feitas para seus próprios contos, do escritor Hans Christian Andersen (1805-1875), no século XIX, a base de desenhos e recortes) George Braque (1882-1963) foi o pioneiro na área. Ao colar sobre seus desenhos pedaços de madeira e jornal, em 1912, teria rompido o espaço do suporte da obra, a ele adicionando elementos exteriores de toda sorte (tangíveis, como a madeira, e intangíveis, como as informações de um jornal). Foi seguido por Pablo Picasso (1881-1973), que partiu para a aplicação dessa técnica em tela. Desse modo, cartas de baralho, rótulos de bebidas, tipos tipográficos, retalhos de papel de parede, foram colados ao espaço plano da obra, até então preservado rigorosamente plano e uniforme, como na Renascença. A partir daí, artistas de diferentes escolas, como o surrealismo, e a pop art praticaram a técnica da colagem.

A arte de Comini revela outra vertente da collage: o reaproveitamento, a reutilização e a redisposição. "É interessante perceber que até mesmo pela natureza da colagem, ela é uma combinação de parcerias entre ingredientes diversos. A colagem (como eu faço) é na sua essência arte plástica cuja base de criação são elementos de arte gráfica (mídia impressa 'reciclada'). Para formar a minha imagem final, eu me aproprio de centenas de imagens criada por outros anônimos, por artistas. E mesmo que não me dê conta imediatamente disto, estabeleço com eles uma mecânica de criação conjunta. Mais uma vez, temos aqui uma parceria. Como a mais antropofágica das artes, a colagem se alimenta de todo tipo de imagem e lhes transforma o conteúdo e a forma", detalha o artista no elegante catálogo bilíngue da mostra, cuja apresentação é assinada pelo crítico Olivio Tavares de Araújo

Comini cria suas obras lançando mão apenas de recortes de revistas e papéis de presente, que são recortados a mão para reformatá-los em arte. Para o recorte minucioso, tesouras não são suficientes. Em uma prática perfeccionista, utiliza lupa de joalheiro, bisturis e pinças cirúrgicas. Uma caixa exposta ao lado dos originais está na exposição, como prova. Não há interferência de desenho algum, apenas alguns contornos, de acordo com o artista, são reforçados com canetas de ponta fina.

Não que Comini, membro da International Society of Assemblage and Collage Artists, desconheça a arte do desenho: foi o primeiro designer gráfico do país voltado inteiramente para moda. Em tempos distantes da computação gráfica, nos heróicos anos 1970, dedicou-se à criação de logotipos, tags, embalagens, estamparias, tendo criado para nomes como Zoomp, Forum, Maria Bonita, Equilíbrio, Glória Coelho e Huis Clos (uma lágrima para o talento que foi Clô Orosco, que decidiu partir no início do ano). Sintetizando: Comini é o autor da forma definitiva do tão idolatrado "raio" da Zoomp, que energizou a moda da louca década de 1980. No auge da carreira, ele optou por um período sabático, que acabou se estendendo. Durante esse tempo, essa sua outra vertente revelou-se.

As colagens de Comini são lindamente barrocas em sua atualidade pós-moderna, tanto na proposta de recriar em cima do já criado, como na assinatura ímpar de seu autor. É o mundo excessivo, em vertiginoso e hipnótico zapping. Janelas que se abrem para outras janelas, em um moto-continuo. Se as imensas gravuras que pendem nas paredes captam a atenção de imediato, será a contemplação dos originais de proporções menores que irá despertar outros sentidos. Sentidos que se sobrepõe, do cinematográfico ao literário, em jogos de associações livres. O resultado final dependerá do gosto e da bagagem de informações de cada um.



"Uma rosa é uma rosa é uma rosa", de Gerturde Stein, é o que evoca a contemplação de Desejo.



Ao deparar com os cisnes e as penas do Orgulho e Vaidade , há quem não consiga se esquivar da lembrança dos versos de Leda e o Cisne, de W.B.Yeats (1865-1939): "Um baque, súbito: ei-lo em forte ruflar de asa/Sobre a jovem que oscila, a coxa acarinha/Com a membrana escura, a nuca lhe atenaza/E o peito sobre o peito sem amparo aninha.

Concluindo, a colagem, arte centaura ou quimérica - uma vez que composta de recortes de outros seres - exibe sua face feérica na exposição In between de G. Comini. A mostra fica em cartaz no Hotel Renaissance, em São Paulo (Alameda Santos, 2233), até o dia 5 de janeiro de 2014, seguindo em maio para o Museu Inimá de Paula, em Belo Horizonte MG), onde permanecerá até 20 de junho de 2014.



Eugenia Zerbini
São Paulo, 5/12/2013


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Os olhos brancos de Deus de Elisa Andrade Buzzo
02. Experiências e Livros de Gian Danton


Mais Eugenia Zerbini
Mais Acessadas de Eugenia Zerbini em 2013
01. Anna Karenina, Kariênina ou a do trem - 21/2/2013
02. Era Meu Esse Rosto - 18/4/2013
03. Clube de Leitura Cult - 21/3/2013
04. Livros na ponta da língua - 24/1/2013
05. Clube de leitura da Livraria Zaccara: um ano! - 23/5/2013


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




PÉROLA
MAURO RASI
RECORD
(1998)
R$ 19,90
+ frete grátis



MATEMÁTICA FINANCEIRA E ANÁLISE DE INVESTIMENTOS
SILVIO TEIXEIRA COELHO
CIA EDIT NACIONAL
(1979)
R$ 4,99



MEMÓRIAS DO MARECHAL DE CAMPO VISCONDE MONTGOMERY DE ALAMEIN
MONTGOMERY OF ALAMEIN, K. G
IBRASA
(1960)
R$ 14,00



PROVA DE FOGO (2ª ED.)
PEDRO BANDEIRA
ÁTICA
(1997)
R$ 11,90



PIXOTE INFÂNCIA DA MORTE
JOSÉ LOUZEIRO
EDIOURO
(2000)
R$ 4,00



FALCÃO - MULHERES E O TRÁFICO
CELSO ATHAYDE E MV BILL
OBJETIVA
(2007)
R$ 23,00



AMENDOIM A TARTARUGUINHA ENCANTADA
PALMIRA HEINE
GARCIA
(2015)
R$ 16,90



LES POLITIQUES INDUSTRIELLES: LIBÉRALISME OU INTERVENTION DE LÉTA
A. DAVIE
HATIER (PARIS)
(1989)
R$ 19,28



DIÁRIO DE UM BANANA: SEGURANDO VELA
JEFF KINNEY
V&R
(2013)
R$ 14,00



MARKETING PARTICIPATIVO
ROBSON PANIAGO
PLÊIADE
(2010)
R$ 25,00





busca | avançada
37883 visitas/dia
1,3 milhão/mês