As feéricas colagens de G.Comini | Eugenia Zerbini | Digestivo Cultural

busca | avançada
107 mil/dia
2,4 milhões/mês
Mais Recentes
>>> “Sempre mais que um” tem apresentações no Teatro Alfredo Mesquita
>>> Projeto Memória leva legado de Lélia Gonzalez a 7 capitais
>>> '1798 - Revolta dos Búzios' chega ao cinemas
>>> IV Cinefestival International de Ecoperformance divulga sua programação
>>> O Shopping Praça da Moça debuta com show exclusivo da Família Lima
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> O Big Brother e a legião de Trumans
>>> Garganta profunda_Dusty Springfield
>>> Susan Sontag em carne e osso
>>> Todas as artes: Jardel Dias Cavalcanti
>>> Soco no saco
>>> Xingando semáforos inocentes
>>> Os autômatos de Agnaldo Pinho
>>> Esporte de risco
>>> Tito Leite atravessa o deserto com poesia
>>> Sim, Thomas Bernhard
Colunistas
Últimos Posts
>>> Comfortably Numb por Jéssica di Falchi
>>> Scott Galloway e as Previsões para 2024
>>> O novo GPT-4o
>>> Scott Galloway sobre o futuro dos jovens (2024)
>>> Fernando Ulrich e O Economista Sincero (2024)
>>> The Piper's Call de David Gilmour (2024)
>>> Glenn Greenwald sobre a censura no Brasil de hoje
>>> Fernando Schüler sobre o crime de opinião
>>> Folha:'Censura promovida por Moraes tem de acabar'
>>> Pondé sobre o crime de opinião no Brasil de hoje
Últimos Posts
>>> A insanidade tem regras
>>> Uma coisa não é a outra
>>> AUSÊNCIA
>>> Mestres do ar, a esperança nos céus da II Guerra
>>> O Mal necessário
>>> Guerra. Estupidez e desvario.
>>> Calourada
>>> Apagão
>>> Napoleão, de Ridley de Scott: nem todo poder basta
>>> Sem noção
Blogueiros
Mais Recentes
>>> A Poética do Extravio, Júlio Castañon Guimarães
>>> Armazém de secos e molhados
>>> Uma nova aurora para os filmes
>>> Jornal da Cultura - 17/11/2014
>>> Páginas e mais páginas da vida
>>> No final do telejornal tinha um poeta...
>>> No final do telejornal tinha um poeta...
>>> Máfia do Dendê
>>> CaKo Machini
>>> Alberto Dines sobre a Copa
Mais Recentes
>>> Drawing On The Right Side Of The Brain de Betty Edwards pela Souvenir Press (2024)
>>> Noção de gerenciamento de Portos de Guilherme Accioly Fragelli pela Clube Naval (2000)
>>> Subterra de Baldomero Lillo, Luisa Rivera, José Miguel Vara pela Liberalia (2010)
>>> A Canoa de Papel - tratado de Antropologia Teatral de Eugenio Barba pela Hucitec (1994)
>>> Poesia Indianista: Obra Indianista Completa : Poesía E Dicionário Da Língua Tupi de Antônio Gonçalves , 1823-1864 Dias pela Martins Fontes (2000)
>>> Era Uma Vez Tiradentes - coleção viramundo de Julieta de Godoy Ladeira pela Moderna (1992)
>>> Noite Na Taverna / Macario - Portugues Brasil de Alvares De Azevedo pela Martin Claret (2011)
>>> Livro Introdução A Economia: Princípios e Ferramentas de Arthur O'sullivan, Steven M. Sheffrin, Marislei Nishijima pela Pearson (2004)
>>> Iracema de José De Alencar pela Melhoramentos (2012)
>>> UNO Educação, Ensino Médio - Gramática Nº 9, 10, 11 e 12 de Vários Colaboradores pela Bercrom (2023)
>>> A Escrava Isaura de Bernardo Guimarães pela Sol90 (2004)
>>> Livro Textos, Compreensão, Interpretação e Produção 21 de Antonio Simplicio Rosa Faria e Produção pela Livro Técnico (1986)
>>> Os Lusíadas - Coleção L de Luiz Vaz de Camões pela L PM Pocket (2015)
>>> Livro Números Irracionais e Transcendentes de Djairo Guedes de Figueiredo pela Sbm (2002)
>>> UNO Educação, Ensino Médio - Literatura Nº 16, 17, 18, 19, 20, 21, 22 e 24 de Vários Colaboradores pela Bercrom (2023)
>>> Livro Do Novo Mundo Ao Universo Heliocêntrico de Luiz Carlos Soares pela Hucitec (1999)
>>> Revolução E Democracia. 1964-... - Volume 3 Das esquerdas no Brasil de Jorge Ferreira e Daniel Aarão Reis pela Civilização Brasileira (2007)
>>> Fazer Pesquisa na Abordagem Histórico Cultural Metodologias Em Construção de Maria Teresa de Assunção Freitas; Bruna Sola Ramos pela Ufjf (2010)
>>> Raul Prebisch - 1901-1986: A construção da américa latina e do terceiro mundo de Edgar J. Dosman pela Contraponto (2011)
>>> Liderando Com Metas Flexíveis de Niels Pflaeging pela Bookman - Grupo A (2009)
>>> Vocabulário Da Psicanálise de Jean-bertrand Pontalis; Laplanche pela Martins Fontes (2001)
>>> Saude E Servico Social de Maria Ines Souza Bravo; Outros autores pela Cortez Edi (2006)
>>> Serviço Social E Saúde: Formação E Trabalho Profissional de Ana Elizabete Mota pela Cortez Edi (2009)
>>> O Mito Da Assistência Social: Ensaios Sobre Estado, Política de Ana Elizabete Mota pela Cortez (2008)
>>> Frankie - Um Homem Desiludido. Um Gato Procurando Um Lar. Uma História Comovente Sobre Uma Amizade E de Maxim Leo; Jochem Gutsch pela Faro Editorial (2024)
COLUNAS

Quinta-feira, 5/12/2013
As feéricas colagens de G.Comini
Eugenia Zerbini
+ de 4000 Acessos

Sob o título In between, G. Comini (1955- ) expõe pela primeira vez suas colagens. A mostra reúne trabalhos do artista, executados durante o período de 14 anos. Os originais de pequenos tamanhos foram ampliados sob a forma de prints de grandes dimensões, dos quais foram feitas tiragens numeradas. São essas gravuras portentosas que chamam atenção, uma vez que visíveis desde entrada do hall do Hotel Renaissance (SP), local que acolhe a exposição, em cartaz até o início do próximo ano.

Discutir se colagens são arte é uma questão ultrapassada. As técnicas relacionadas à colagem (ou collage, do francês coller) são contemporâneas à própria invenção do papel na China, por volta do século 2 AC. A Enciclopédia Itaú Cultural Artes Visuais, contudo, define a colagem como uma técnica que começou a ser utilizada pelos artistas no início do século XX, em associação com o modernismo (nesse mesmo sentido, os glossários on line mantidos tanto pela Tate Gallery como pelo Museu Guggenheim). Além do ato de colar algo a alguma coisa, deve existir a sobreposição de perspectivas e de sentidos.

Penas podem formar a plumagem, mas não será a cola que fará a colagem, citando o artista plástico e poeta surrealista Max Ernest(1891-1976). Ignorando, assim, os experimentos anteriores dessa técnica (como as maravilhosas flores de Mary Delany (1700-1788), grande dama inglesa do século XVIII, realizadas em papel, pétalas e folhas desidratadas e aquarela, além das ilustrações , feitas para seus próprios contos, do escritor Hans Christian Andersen (1805-1875), no século XIX, a base de desenhos e recortes) George Braque (1882-1963) foi o pioneiro na área. Ao colar sobre seus desenhos pedaços de madeira e jornal, em 1912, teria rompido o espaço do suporte da obra, a ele adicionando elementos exteriores de toda sorte (tangíveis, como a madeira, e intangíveis, como as informações de um jornal). Foi seguido por Pablo Picasso (1881-1973), que partiu para a aplicação dessa técnica em tela. Desse modo, cartas de baralho, rótulos de bebidas, tipos tipográficos, retalhos de papel de parede, foram colados ao espaço plano da obra, até então preservado rigorosamente plano e uniforme, como na Renascença. A partir daí, artistas de diferentes escolas, como o surrealismo, e a pop art praticaram a técnica da colagem.

A arte de Comini revela outra vertente da collage: o reaproveitamento, a reutilização e a redisposição. "É interessante perceber que até mesmo pela natureza da colagem, ela é uma combinação de parcerias entre ingredientes diversos. A colagem (como eu faço) é na sua essência arte plástica cuja base de criação são elementos de arte gráfica (mídia impressa 'reciclada'). Para formar a minha imagem final, eu me aproprio de centenas de imagens criada por outros anônimos, por artistas. E mesmo que não me dê conta imediatamente disto, estabeleço com eles uma mecânica de criação conjunta. Mais uma vez, temos aqui uma parceria. Como a mais antropofágica das artes, a colagem se alimenta de todo tipo de imagem e lhes transforma o conteúdo e a forma", detalha o artista no elegante catálogo bilíngue da mostra, cuja apresentação é assinada pelo crítico Olivio Tavares de Araújo

Comini cria suas obras lançando mão apenas de recortes de revistas e papéis de presente, que são recortados a mão para reformatá-los em arte. Para o recorte minucioso, tesouras não são suficientes. Em uma prática perfeccionista, utiliza lupa de joalheiro, bisturis e pinças cirúrgicas. Uma caixa exposta ao lado dos originais está na exposição, como prova. Não há interferência de desenho algum, apenas alguns contornos, de acordo com o artista, são reforçados com canetas de ponta fina.

Não que Comini, membro da International Society of Assemblage and Collage Artists, desconheça a arte do desenho: foi o primeiro designer gráfico do país voltado inteiramente para moda. Em tempos distantes da computação gráfica, nos heróicos anos 1970, dedicou-se à criação de logotipos, tags, embalagens, estamparias, tendo criado para nomes como Zoomp, Forum, Maria Bonita, Equilíbrio, Glória Coelho e Huis Clos (uma lágrima para o talento que foi Clô Orosco, que decidiu partir no início do ano). Sintetizando: Comini é o autor da forma definitiva do tão idolatrado "raio" da Zoomp, que energizou a moda da louca década de 1980. No auge da carreira, ele optou por um período sabático, que acabou se estendendo. Durante esse tempo, essa sua outra vertente revelou-se.

As colagens de Comini são lindamente barrocas em sua atualidade pós-moderna, tanto na proposta de recriar em cima do já criado, como na assinatura ímpar de seu autor. É o mundo excessivo, em vertiginoso e hipnótico zapping. Janelas que se abrem para outras janelas, em um moto-continuo. Se as imensas gravuras que pendem nas paredes captam a atenção de imediato, será a contemplação dos originais de proporções menores que irá despertar outros sentidos. Sentidos que se sobrepõe, do cinematográfico ao literário, em jogos de associações livres. O resultado final dependerá do gosto e da bagagem de informações de cada um.



"Uma rosa é uma rosa é uma rosa", de Gerturde Stein, é o que evoca a contemplação de Desejo.



Ao deparar com os cisnes e as penas do Orgulho e Vaidade , há quem não consiga se esquivar da lembrança dos versos de Leda e o Cisne, de W.B.Yeats (1865-1939): "Um baque, súbito: ei-lo em forte ruflar de asa/Sobre a jovem que oscila, a coxa acarinha/Com a membrana escura, a nuca lhe atenaza/E o peito sobre o peito sem amparo aninha.

Concluindo, a colagem, arte centaura ou quimérica - uma vez que composta de recortes de outros seres - exibe sua face feérica na exposição In between de G. Comini. A mostra fica em cartaz no Hotel Renaissance, em São Paulo (Alameda Santos, 2233), até o dia 5 de janeiro de 2014, seguindo em maio para o Museu Inimá de Paula, em Belo Horizonte MG), onde permanecerá até 20 de junho de 2014.



Eugenia Zerbini
São Paulo, 5/12/2013

Quem leu este, também leu esse(s):
01. Alameda de água e lava de Elisa Andrade Buzzo
02. Nos escuros dos caminhos noturnos de Elisa Andrade Buzzo
03. O suicídio na literatura de Cassionei Niches Petry
04. Um DJ no mundo comunista de Celso A. Uequed Pitol
05. iSummit 2006, Creative Commons e Cory Doctorow de Cristiano Dias


Mais Eugenia Zerbini
Mais Acessadas de Eugenia Zerbini em 2013
01. Anna Karenina, Kariênina ou a do trem - 21/2/2013
02. Era Meu Esse Rosto - 18/4/2013
03. Clube de Leitura Cult - 21/3/2013
04. Livros na ponta da língua - 24/1/2013
05. De volta da Flip 2013 - 1/8/2013


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Livro Didático Projeto Presente História Ciências Humanas 3
Ricardo Dreguer e Outros
Moderna
(2018)



Melatonina - O poder milagroso da cura
Neil Stevens
Madras
(1998)



Oficina de História - História do Brasil
Flavio de Campos
Moderna
(2000)



Darien - Império De Sal
C. F. Iggulden
Record
(2023)



Princípios de Economia Política 1 e 2
Alfred Marshall
Nova Cultural
(1988)



Kit com livros pocket - 10 Volumes
Agatha Christie
Lpm
(2009)



Livro De Bolso Antropologia Cultura Um Conceito Antropológico
Roque de Barros Laraia
Zahar
(1986)



Insólita Vol.2 – A Máscara de Prata
Julia de Passos Ramalho; Ursula Antunes (org)
Luva
(2021)



Livro Sociologia Cidade Digital - Infoinclusão Social e Tecnologia em Rede
Evandro Prestes Guerreiro
Senac Sp
(2006)



Solidão, Quem é Você?
Simone Martins
Butterfly
(2002)





busca | avançada
107 mil/dia
2,4 milhões/mês