Clube de Leitura Cult | Eugenia Zerbini | Digestivo Cultural

busca | avançada
71485 visitas/dia
2,4 milhões/mês
Mais Recentes
>>> FESTIVAL CORO NA QUARENTENA
>>> MAB FAAP estará fechado nos próximos dois finais de semana, devido ao Plano SP
>>> Exposição de Pietrina Checcaci é prolongada no Centro Cultural Correios
>>> Escritora Luci Collin participa de encontro virtual gratuito
>>> Máscaras Decoloniais: Dança e Performance (edição bilingue)
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Da fatalidade do desejo
>>> Cuba e O Direito de Amar (3)
>>> Isto é para quando você vier
>>> 2021, o ano da inveja
>>> Pobre rua do Vale Formoso
>>> O que fazer com este corpo?
>>> Jogando com Cortázar
>>> Os defeitos meus
>>> Confissões pandêmicas
>>> Na translucidez à nossa frente
Colunistas
Últimos Posts
>>> Mehmari, Salmaso e Milton Nascimento
>>> Gente feliz não escreve humor?
>>> A profissão de fé de um Livreiro
>>> O ar de uma teimosia
>>> Zuza Homem de Mello no Supertônica
>>> Para Ouvir Sylvia Telles
>>> Van Halen ao vivo em 1991
>>> Metallica tocando Van Halen
>>> Van Halen ao vivo em 2015
>>> Van Halen ao vivo em 1984
Últimos Posts
>>> Kate Dias vive Campesina em “Elise
>>> Editora Sinna lança “Ninha, a Bolachinha”
>>> “Elise”: Lara Oliver representa Bernardina
>>> Tonus cristal
>>> Meu avô
>>> Um instante no tempo
>>> Salvem à Família
>>> Jesus de Nazaré
>>> Um ato de amor para quem fica 2020 X 2021
>>> Os preparativos para a popular Festa de Réveillon
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Olavo de Carvalho: o roqueiro improvável
>>> 2021, o ano da inveja
>>> Os sapatos confessam
>>> Caneando o blog
>>> Ofício com Carlos Herculano
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Ser intelectual dói
>>> Sabemos pensar o diferente?
>>> Freedom, de Jonathan Franzen
>>> O dia em que Paulo Coelho chorou
Mais Recentes
>>> Perseguição: o Fogo Amigo das Lembranças de Alessandro Piperno pela Betrand Brasil (2012)
>>> The Wither - A torre da andorinha de Andrzej Spakowski pela Editora WMF (2019)
>>> O Penúltimo Perigo - Desventuras Em Série de Lemony Snicket pela Companhia das Letras (2006)
>>> A Terra Longa de Terry Pratchett pela Betrand Brasil (2018)
>>> ALBERT SCHWEITZER de Enrico Colombo pela Edições Loyola (2010)
>>> Breve história do Canadá de Desmond Morton pela Alfa-Ômega (1989)
>>> Uma Vez - Eva - Vol. 2 de Anna Carey pela Galera Record (2015)
>>> Direito do Trabalho - 11ª Ed. 2015 de Vólia Bomfim Cassar pela Editora Método
>>> Jovem, o Caminho Se Faz Caminhando de Dunga pela Canção Nova (2012)
>>> Direito Policial - Leis Orgânicas - Comentadas e Anotadas de Alberto Angerami pela Grupo Editorial Nacional (2009)
>>> História do café de Ana Luiza Martins pela Contexto (2017)
>>> Esclarecendo as Deficiências de Márcia Honora pela Ciranda Cultural (2008)
>>> História da imprensa no Brasil de Nélson Werneck Sodré pela Mauad (1999)
>>> Literatura como missão: tensões sociais e criação cultural na primeira república de Nicolau Sevcenko pela Brasiliense (1985)
>>> O Livro Que Ninguém Vai Ler de Sylvia Orthof pela Rovelle (2013)
>>> A guerra da Argentina de Alfredo Sirkis pela Record (1982)
>>> A tirania do prazer de Jean-Claude Guillebaud pela Bertrand Brasil (1999)
>>> Breve história dos argentinos de Félix Luna pela , Quartet (1995)
>>> A capital de Eça de queiroz pela Globo (2020)
>>> História cultural da Alemanha (1919-1960) de Louis Dupeux pela Civilização Brasileira (1992)
>>> Vencer é possível: democracia sem exclusão, globalização com soberania de Nelson Mandela pela Revan (1998)
>>> A Concha Mágica de Eduardo Oliveira pela Prazer de Ler (2015)
>>> Administração da Produção - Edição Compacta de Nigel Slack e Outros pela Atlas
>>> Harry Potter and the Order of the Phoenix de J. K. Rowling pela Scholastic Books (2018)
>>> Livro de exercícios - English for everyone - Módulo 1 de Lili Bryant pela PubliFolha (2017)
>>> Buscai as Coisas do Alto - Audiolivro de Pe. André Lima pela Canção Nova (2006)
>>> How to Speak Droid with R2-D2: A Communication Manual de Urma Droid pela Chronicle Books (2013)
>>> Gabriela, cravo e canela de Jorge Amado pela Record (2001)
>>> Historias inusitadas de José cam,ilo lelis pela Cepe (2016)
>>> Pantaleão e as Visitadoras de Mário Vargas Llosa pela Alfaguara Brasil (2007)
>>> Psicanálise e Instituição de Chaim Samuel Katz pela Documentário (1977)
>>> O Assassino e a Musa de Roa Lynn pela Francisco Alves (2001)
>>> As Consequências do Amor de Salaiman Addonia pela Record (2009)
>>> Conecte Matemática - Volume 1 de Gelson Iezzi pela Saraiva (2021)
>>> Queda de Gigantes de Ken Follett pela Arqueiro (2010)
>>> Vade Mecum Policial de Carlos Alberto Marchi de Queiroz pela Iglu (2000)
>>> El Libro de la Huerta de Eulalia Domingo pela Libsa (2015)
>>> Isaac Newton - uma Biografia de James Gleick pela Companhia das Letras (2004)
>>> O Noivo da Princesa de William Goldman pela Marco Zero (1987)
>>> Tudo Começou Em Babel de Herbert Wendt pela Ibrasa (1958)
>>> La Misión de Sigmund Freud de Erich Fromm pela Fondo del Cultura Económica (1960)
>>> Rumo a uma Vida Significativa de Simon Jacobson (adap) pela Maayanot (2001)
>>> Sufismo Universal de H. J. Witteveen pela Triom (2003)
>>> Na Escola da Fenomenologia de Paul Ricoeur pela Vozes (2009)
>>> Iniciação à História da Filosofia de Danilo Marcondes pela Zahar (2010)
>>> A Conquista do Presente de Michel Mafessoli pela Rocco (1984)
>>> A Potência de Existir de Michel Onfray pela Martins Fontes (2010)
>>> Ética como Amor-próprio de Fernando Savater pela Martins Fontes (2000)
>>> O Visível e o Invisível de Merleau-Ponty pela Perspectiva (2000)
>>> Não Pise na Bola de Richard Simonetti pela Clarim (1997)
COLUNAS

Quinta-feira, 21/3/2013
Clube de Leitura Cult
Eugenia Zerbini

+ de 4700 Acessos

- Achei as primeiras páginas contundentes, aquele diálogo entre pai e filho, mas de repente dei de cara com páginas que de certa forma acabaram me cansando. Não sei, muitos detalhes...

- Adjetivos demais.

- Eu comecei bem, mas - sabem? - deixei o livro de lado. Depois de um tempo, peguei de novo e daí foi uma maravilha.

"Giram as tampinhas de suas long necks, o gás escapa dos gargalos com interjeições de desdém, brindam a nada específico.

Me arrependo de não ter ido mais a esse litoral catarinense. Todo mundo ia nos anos setenta. Tua mãe ia antes de me conhecer. Eu que comecei a levar ela pro sul. Uruguai, coisa e tal. Essas praias lá me davam um pouco de agonia. Meu pai morreu pra esses lados de Laguna, Imbituba. Em Garopaba.
Leva alguns instantes para perceber que se trata do avô, morto antes dele nascer".

Começou assim o primeiro encontro de 2013 do Clube de Leituras Penguin-Companhia das Letras, sediado no Espaço Revista Cult. Intermediado por Pedro Schwartz, os oito participantes, durante pouco mais de uma hora, trocaram opiniões sobre o mais recente romance de Daniel Galera (1979), o aclamado Barba Ensopada de Sangue (SP, Cia das Letras, 2012). Nada pareceu constrangê-los no debate de um dos livros mais incensados pela crítica, em 2012 ( O Globo, O Estado de São Paulo, Revista Cult, Valor Econômico). Todos se colocaram à vontade, tendo sido recordado de que se tratava de um grupo de leitores, reunidos para trocar idéias acerca de um livro, não para fazer teoria ou crítica literária. Ninguém se sentiu embaraçado para dizer ou que esse era o primeiro livro que lera de Galera ou até para ressalvar que não havia concluído a leitura. Muitos já haviam lido Cachalote, a graphic novel publicada em 2010. Além do enredo desta última e do livro objeto das discussões da noite, Daniel Galera também é autor de Dentes guardados (2001); Mãos de cavalo(2006); Até o dia em que o cão morreu (2007); e Cordilheira (2008).

Há quem diga que nós nascemos e morremos sozinhos. A leitura também é uma ação solitária. Cada um tem seu ritmo, hábitos, manias. Há os que leem antes de dormir. Para outros, é atividade de fim de semana. Os leitores bissextos preferem ler nas férias... Há os que leem em ônibus e metrô (isso mais comum no exterior, onde o transporte público oferece condições decentes para os usuários). Existem leitores que se dedicam a diversos livros ao mesmo tempo, enquanto outros só começam um quando terminam outro. Tem o grupo que usa marcadores de páginas (alguns, especialíssimos; outros, simples pedaços de papel). Mas, depois de ler um livro, nada mais prazeroso do que comentar sobre o que se leu.

- Eu tiraria aquele fim. Os conceitos são importantes - perdoar e ser perdoado -, mas colocaria as mesmas ideias em alguma reflexão do personagem antes do fim. Tirou o clímax. Depois da cena do resgate da cachorra, não tem mais o que escrever.

- O que eu gostei mesmo foi o jeito que ele escolheu para o narrador. O cara é campeão de triatlo, corre, anda de bicicleta e nada.

- Tem o lance do mar. Em Cordilheira, o mar também é uma presença forte.

-Dizem que é a experiência do próprio escritor. Que ele se retirou para uma praia em Santa Catarina (quem sabe, até mesmo Garopaba) para poder escrever.

"Mais tarde perambula de barriga cheia pela avenida principal e pelas transversais marcando no mapa uma cafeteria, uma ferragem, uma lavanderia expressa, uma parilla uruguaia, até se dar conta de que boa parte daquele comércio é transitório e nasce e morre ao sabor das temporadas de verão. Reparando bem, muitas lojas já fecharam após o Carnaval e algumas estão com as vidraças cobertas de papel pardo ou papelão. Um aviso escrito à mão numa sorveteria artesanal informa que o estabelecimento seguirá funcionando durante o inverno em outra rua. Tudo que não é verão é inverno".

O bom livro sustenta-se por si, sem que seja necessária nenhuma informação sobre o autor. Pelo contrário, Margaret Atwood (1939), em Negociando com os mortos (SP, Rocco, 2004), afirma com sabedoria que não é porque gostamos de foi gras que temos que conhecer o pato. O importante é que em Barba ensopada de sangue o enredo é original e vigoroso. O personagem principal, além de triatleta, sofre de prosopagnosia, distúrbio neurológico que o impede de reconhecer os semblantes dos outros. Às vezes confunde até seu próprio reflexo no espelho. Cria-se, assim, um jogo interessante de identidades e projeções, tudo iluminado por uma fotografia antiga, prova da existência do avô (e sua semelhança física com o neto). Os personagens são bem construídos e os diálogos (em que pese a ausência de sinais travessão ou aspas) bem escritos. Um livro superlativo.

"Tem cinco sujeitos numa das mesas. O bigodudo está atrás do balcão secando os copos com um pano branco. Todos o observam e ninguém diz nada. Ele já não lembra do rosto deles e fica olhando de um para outro, sentindo o sangue escorrer nos olhos, piscando sem parar e franzindo o rosto inchado. Quatro dos cinco usam boné, três são loiros, e mais que isso ele não conseguiu reparar. Põe a mão em volta do queixo e espreme a barba ensopada de sangue de cima para baixo, até a ponta, fazendo escorrer um filete rubro que forma uma pequena poça nas lajotas brancas do pavimento.

Qual de vocês mesmo pegou a minha cachorra?"

Apesar dos elogios de todos, há, contudo, uma voz que indaga ao mediador:

- Supondo que uma editora recebesse os originais dessa obra, sem saber da autoria, será que publicariam, ou melhor, será que se dariam ao cuidado de ler essas mais de 400 páginas, com descrições detalhadas, exaustivas, que ocupam parágrafos e mais parágrafos, sem o respiro de nenhum diálogo?
A resposta não vem, lembrando-se apenas de que o primeiro capítulo, antes do lançamento do livro, já havia sido publicado na edição da revista Granta dedicada aos 20 melhores jovens autores brasileiros. Além disso, os direitos autorais do Barba ensopada de sangue, mesmo antes da publicação no Brasil, já haviam sido vendidos no exterior. De todo modo é uma saga familiar, com um não sei o quê de mítico, contada de um jeito único.

- Voltando à questão do mar, guardei uma frase do livro: "o mar é o útero ao contrário".

- É, mas eu fiquei me perguntando: Bonobo não morreu em Mãos de Cavalo? Por que ele reaparece agora, numa história completamente diferente? E os enredos não batem. Não pode ser aquele, o mesmo Bonobo.

- Vai ver que o autor gosta do nome. Usou lá e repetiu aqui. Só isso.

Para o próximo encontro (25 de março de 2013, das 20 às 21 horas)l, ficou acertado que o livro será Os Enamoramentos (SP, Cia das Letras, 2012) de Javier Marias (1951). Inscrições pelo e-mail [email protected]


Eugenia Zerbini
São Paulo, 21/3/2013


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Senhor Amadeu de Ana Elisa Ribeiro
02. O pródigo e o consumo de Eugenia Zerbini
03. Steve Jobs e a individualidade criativa de Wellington Machado
04. Gargólios, nova peça de Gerald Thomas de Jardel Dias Cavalcanti
05. As Midias Sociais e a Intimidade Inventada de Noah Mera


Mais Eugenia Zerbini
Mais Acessadas de Eugenia Zerbini em 2013
01. Anna Karenina, Kariênina ou a do trem - 21/2/2013
02. Era Meu Esse Rosto - 18/4/2013
03. Clube de Leitura Cult - 21/3/2013
04. Livros na ponta da língua - 24/1/2013
05. Clube de leitura da Livraria Zaccara: um ano! - 23/5/2013


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




O Essencial Sobre Vieira De Almeida
Luis Manuel A. V. Bernardo
Livraria Camões (INCM)
(2008)
R$ 24,88



Hipersensibilidade Dentinária - Guia Clínico
Paulo V. Soares e Alexandre C. Machado
Quintessence
(2019)
R$ 399,00



Poesia Completa - Edição Bilíngue - 2ª Ed
Arthur Rimbaud
Topbooks
(1995)
R$ 158,40



Universo dos Super-Heróis - Stan Lee
Roberto Guedes
Discovery
(2013)
R$ 24,90



Literatura de Divinópolis Em Crônicas
Pedro Pires Bessa
Funedi - U F M G
(2006)
R$ 35,82



Funadamentos do Turismo - 5780
Luiz Renato Ignarra
Pioneira
(1999)
R$ 10,00



As Aventuras de Huckleberry Finn
Mark Twain
Principis
(2019)
R$ 14,50



Brida
Paulo Coelho
Rocco
(1994)
R$ 11,00



Vendas & Atendimento
Leandro Martins
Digerati Books
(2007)
R$ 5,00



Terapia Antiinfecciosa 1 Coleção Clínicas Pediátricas da América Do...
Diversos Autores
Interamericana
(1983)
R$ 20,00





busca | avançada
71485 visitas/dia
2,4 milhões/mês