Sexo e luxúria na antiguidade | Gian Danton | Digestivo Cultural

busca | avançada
26919 visitas/dia
957 mil/mês
Mais Recentes
>>> Circulação - Residência do Buraco d'Oráculo começa no território do grupo Rosas Periféricas
>>> SOLANO RIBEIRO LANÇA HOJE SUAS HISTÓRIAS DA MPB
>>> Gabriel Gorini apresenta Dorvatro e algumas canções
>>> Val Macambira lança CD Catharina no Brazileria (20/9) e Tendal da Lapa (21/9)
>>> Hospitais de São José dos Campos recebem apresentações de teatro gratuitas no dia 19 de setembro
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Gosta de escrever? Como não leu este livro ainda?
>>> Assum Preto, Me Responde?
>>> Os olhos de Ingrid Bergman
>>> Não quero ser Capitu
>>> Desdizer: a poética de Antonio Carlos Secchin
>>> Pra que mentir? Vadico, Noel e o samba
>>> De quantos modos um menino queima?
>>> Entrevista com a tradutora Denise Bottmann
>>> O Brasil que eu quero
>>> O dia em que não conheci Chico Buarque
Colunistas
Últimos Posts
>>> Eleições 2018 - Afif na JP
>>> Lançamentos em BH
>>> Lançamento paulistano do Álbum
>>> Pensar Edição, Fazer Livro 2
>>> Ana Elisa Ribeiro lança Álbum
>>> Arte da Palavra em Pernambuco
>>> Conceição Evaristo em BH
>>> Regina Dalcastagné em BH
>>> Leitores e cibercultura
>>> Sarau Libertário em BH
Últimos Posts
>>> O conservadorismo e a refrega de símbolos
>>> Ingmar Bergman, cada um tem o seu
>>> Em defesa do preconceito, de Theodore Dalrymple
>>> BRASIL, UM CORPO SEM ALMA E ACÉFALO
>>> Meus encontros com Luiz Melodia
>>> Evasivas admiráveis, de Theodore Dalrymple
>>> O testemunho nos caminhos de Israel
>>> UM OLHAR SOBRE A FILOSOFIA (PARTE FINAL)
>>> Os livros sem nome
>>> O mundo era mais aberto, mãe...
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Conceitos musicais: blues, fusion, jazz, soul, R&B
>>> Amizade (1)
>>> Busca em tempo real no Google
>>> Déchirée
>>> Rápidos nas Letras
>>> Rápidos nas Letras
>>> Programação especial de 40 anos da TV Cultura
>>> O Facebook e a Alta Cultura
>>> A origem da dança
>>> Os dez mandamentos do leitor
Mais Recentes
>>> Temporada de Caça de Russell Banks pela Record (1998)
>>> O Movimento Negro e o Estado (1983-1987) de Ivair Augusto Alves dos Santos pela Cone (2007)
>>> Metodo Audio Visual Para: Charango de Mariano Llanos Herrera pela Viva la Musica
>>> Keyword: A Complete English Course de Arnon Hollaender e Sidney Sanders pela Moderna (1996)
>>> Lua Nova de Stephenie Meyer pela Intrínseca (2008)
>>> Eclipse de Stephenie Meyer pela Intrínseca (2009)
>>> Amanhecer de Stephenie Meyer pela Intrínseca (2009)
>>> Para Sempre Alice de Lisa Genova pela Nova Fronteira (2009)
>>> Toda Luz Que Não Podemos Ver de Anthony Doerr pela Intrínseca (2015)
>>> Chic: Um Guia Básico de Moda e Estilo de Gloria Kalil pela Senac São Paulo (2001)
>>> Pastoral de Nevil Shute pela William Heinemann (1957)
>>> A literatura brasileira através dos textos de Massaud Moisés pela Cultrix (1997)
>>> Interactions 1: Grammar de Elaine Kirn pela McGraw Hill (2002)
>>> Focus on Grammar - Volume B de Irene E. Schoenberg pela Longman (2000)
>>> Mudar de Flávio Gikovate pela Mg Editores (2014)
>>> Dicionário Escolar Latino-Português de Ernesto Faria pela Ministério da Educação e Cultura (1956)
>>> A Última Esperança Sobre a Terra de Richard Matheson pela Francisco Alves (1984)
>>> Imprensa Feminina de Dulcília Schroeder Buitoni pela Ática (1986)
>>> Tempestade Sobre as Multinacionais de Raymond Vernon pela Zahar (1980)
>>> Pensar É Transgredir de Lya Luft pela Record (2005)
>>> Rosinha, Minha Canoa de José Mauro de Vasconcelos pela Melhoramentos (1967)
>>> O Crime do Padre Amaro de Eça de Queirós pela Ática (2002)
>>> O Homem que Calculava de Malba Tahan pela Record (2001)
>>> A Imaginação de Marketing de Theodore Levitt pela Atlas (1995)
>>> O Último Merovíngio de Jim Hougan pela Planeta (1998)
>>> A Vida que Vale a Pena Ser Vivida de Clóvis de Barro Júnior e Arthur Meucci pela Vozes (2012)
>>> O Pistoleiro de Stephen King pela Objetiva (2002)
>>> O abraço do Samurai- O desafio Japonês de Dominique Nora pela Paz eTerra (2002)
>>> Você é insubstituível de Augusto Cury pela Sextante (2002)
>>> Sociologia da Educação de Alberto Tosi Rodrigues pela Dp & A (2002)
>>> Great Expectations de Charles Dickens pela Heinemann (1998)
>>> O Pergaminho de Masada de Paul Block & Robert Vaughan pela Novo Conceito (2007)
>>> 500 Dicas para facilitar seu dia-a-dia de Nenzinha Machado Salles pela Record (1997)
>>> Cartilhas da Dominação de Marlene Rodrigues pela Ufpr (1991)
>>> A Magia dos Grandes Negociadores de Carlos Alberto Júlio pela Negócio (2008)
>>> Desafios da Prevenção de Carmen F e Alexandre do valle pela Idac
>>> Segredos de Família de Barbara Taylor Bradford pela Record (2005)
>>> O Código da Inteligência de Augusto Cury pela Ediouro (2008)
>>> Limites Sem Trauma de Tania Zagury pela Record (2001)
>>> Elucidario para Leitura e Composição de Brant Horta pela J R de Oliveira (1940)
>>> A responsabilidade dos pais para com os filhos de Marcio Rodrigues pela Nova (2000)
>>> Cara nova ou beleza pura. de Pedro bloch pela Do brasil
>>> Língua e Liberdade de Celso Pedro Luft pela Ática (2000)
>>> A cura pelas maos de Richard gordon pela Pensamento
>>> Pais brilhantes, Professores fascinantes de Augusto Cury pela Sextante (2007)
>>> La Parrocchiale Di Orta Dalle Origini ai Restauri del 1941 La Nuova Facciata de Renato Verdina pela Provera (1941)
>>> Amar, Verbo Intransitivo de Mario de Andrade pela Itatiaia (2002)
>>> A arte dos relacionamentos saudáveis e duradouros de José Augusto Lima Goldoni pela Celtic (2004)
>>> Cartas entre amigos--sobre ganhar e perder de Gabriel chalita e fabio d. mello pela Globo
>>> Uma Idéia Toda Azul de Marina Colasanti pela Global (1999)
COLUNAS

Sexta-feira, 19/6/2015
Sexo e luxúria na antiguidade
Gian Danton

+ de 5400 Acessos

Atualmente, no mundo ocidental, temos uma visão muito específica da sexualidade. Inventamos categorias sexuais excludentes, como homossexual, heterossexual, bissexual e congêneres, tentamos enjaular toda a diversidade sexual nesses rótulos. Entretanto, embora essas palavras usem radicais gregos e latinos, elas não refletem a maneira como gregos e romanos viam o sexo. Para eles, por exemplo, um homem que se relacionava com outro homem não era homossexual pela simples razão de que o conceito não existia. É essa variedade de comportamentos (que podia incluir desde o incesto dinástico aos agrupamentos militares de amantes) que se debruça o livro O prazer do sexo, de Vicki León (Apicuri, 334 páginas).

Vicki León é especialista em pesquisas em documentos históricos, tendo escrito os livros Mulheres audaciosas da antiguidade, Mulheres audaciosas da Idade Média e Meu chefe é um senhor de escravos.

As fontes históricas originais consultadas pelo autor fazem a diferença do livro no meio de vários lançamentos sobre sexualidade que abarrotam as livrarias recentemente, muitos dos quais com pouco conteúdo. Para entender como gregos e romanos viam o sexo, o autor consultou documentos oficiais, como leis, cartas, narrativas teatrais e vários outros.

Uma das informações que certamente irão chocar o leitor é a relação entre sexo e religiosidade. Num mundo dominado pela religião cristã, no qual a sexualidade é vista como pecado, pode ser espantoso descobrir que os antigos constantemente uniam as duas coisas. No Egito antigo, por exemplo, o novo Faraó deveria semear o Egito. Ele fazia isso se masturbando e ejaculando no rio Nilo. O ritual garantiria a inundação anual do rio, providenciando a prosperidade da região.

A palavra orgia, por exemplo, tem origem em uma cerimonia em honra aos deuses (o mais famoso deles, Dionísio, deus grego do vinho, ou seu equivalente romano Baco - de onde vem a palavra bacanal). As orgias, ou bacanais, envolviam bebidas alcóolicas, danças frenéticas e segredos espirituais - afinal, era uma cerimônia religiosa, não?

Em quase toda a antiguidade, eram comuns prostíbulos sagrados. Havia centenas de escravas religiosas vinculadas a centenas de templos diferentes, chamadas de cortesãs sagradas.

Na Roma antiga, um dos rituais mais famosos eram os lupercais, ou lupercalis, em homenagem a Inuo, deus do sexo e realizado no dia 15 de fevereiro. Os mancebos começavam o dia reunindo-se nos arredores da cidade, onde sacrificavam um bode à divindade, tiravam a pele do bode, cortavam em tiras e faziam chicotes com elas. Depois percorriam as ruas da cidade, seminus, o corpo reluzindo de óleo. As moças se aglomeravam para receber uma chibatada nas nádegas. Acreditava-se que isso afastava os espíritos maléficos, tornava a mulher mais receptiva ao marido, dava-lhe uma boa gravidez e um parto sem incidentes. Ou seja: o sonho de toda mulher romana.

Além disso, havia pênis na maioria dos templos. O deus Príapo, conhecido por sua enorme ereção, era famoso na península itálica e sua imagem aparecia em casas e muros. Objetos fálicos eram considerados uma espécie de talismã contra o mau-olhado e as forças malignas e por essa mesma razão era comum encontra-los na maioria das casas.

Outro aspecto interessante é a análise do autor sobre a sexualidade, em especial grega e romana, que ele chama de polissexualidade. Para esses povos, deveria parecer absurdo definir esta ou aquela opção sexual como opções de vida ou práticas anti-naturais: "A questão era que não tinham de escolher isto ou aquilo. Podiam provar de tudo, ou quase tudo".

Na verdade, a variedade sexual era vista como natural e muitas vezes parte do aprendizado. Na Grécia antiga, por exemplo, os casais masculinos eram invariavelmente cidadãos livres, sempre um homem adulto com um jovem de uma família não imediata. Essa relação era considerada pedagógica para o jovem e podia incluir aspectos sexuais e eróticos, nos quais o jovenzinho era sempre passivo. "Quando o adolescente atingia a plena idade adulta, o relacionamento acabava; mais tarde ele, por sua vez, tornava-se o mentor (erastés) de um erómenos, um jovem amado de doze a dezessete anos".

Na verdade, se for necessária uma definição, esta será através da dicotomia ativo versus passivo. A grande questão na antiguidade clássica não era se a pessoa se relacionava com homens ou mulheres, mas quem penetrava e quem era penetrado. Havia aí, por exemplo, uma relação de poder. Um nobre poderia tranquilamente ter uma relação com seu escravo e isso não era visto com maus olhos pela sociedade (dependo da situação, poderia até mesmo ser elegante, como no caso dos delicatus, meninos bonitos e escravos sexuais usados para penetração anal por parte dos homens ricos). Mas o nobre deveria sempre manter na condição de ativo. Um escravo penetrando um nobre seria um verdadeiro escândalo.

O ato sexual passivo era visto como tão degradante que podia ser usado até mesmo como castigo. O adultero poderia, por exemplo, ser sodomizado pelo marido ofendido. Mais degradante que a penetração anal passiva, só o sexo oral. Os adeptos da felação e da cunilíngua que acabavam caindo na boca do povo nunca eram convidados para jantar. Dizia-se que sua conduta pervertida lhes dava um mau hálito terrível.

De aspecto negativo, o fato do livro em alguns momentos resvalar no que podemos chamar de fofoca histórica, aspecto destacado inclusive por alguns títulos, como "Otávia & Marco Antonio: o amor materno supera o resto". O leitor, no entanto, pode simplesmente ignorar essas partes.


Gian Danton
Goiânia, 19/6/2015


Mais Gian Danton
Mais Acessadas de Gian Danton em 2015
01. Sexo e luxúria na antiguidade - 19/6/2015
02. Ivanhoé - 2/3/2015
03. Intervenção militar constitucional - 27/3/2015
04. George Orwell e o alerta contra o totalitarismo - 31/7/2015
05. A maldade humana - 30/10/2015


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




DESPERTAR DOS VAMPIROS 03 - MÉXICO
SEBASTIAN ROOK
FUNDAMENTO
(2011)
R$ 25,00



PASSES E RADIAÇÕES - MÉTODOS ESPÍRITAS DE CURA
EDGARD ARMOND
ALIANÇA
(1997)
R$ 15,00



BÓRGIA - SANGUE PARA O PAPA
JODOROWSLY E MANARA
CONRAD
(2010)
R$ 20,00



MEMORIAL DO AMOR & VACINA DE SAPO
ZÉLIA GATTAI
COMPANHIA DAS LETRAS
(2013)
R$ 29,50
+ frete grátis



ONDE O ESPORTE SE REINVENTA: HISTÓRIAS E BASTIDORES DOS 40 ANOS DE PLACAR
BRUNO CHIARIONI, MARCIO KROEHN
PRIMAVERA
(2010)
R$ 11,00



REVISTA SQL MAGAZINE ANO 4 Nº 48 ÍNDICES
EDITORA DEVMÉDIA
DEVMÉDIA
R$ 7,00



GLOBAL PRE-INTERMEDIATE WORKBOOK - SEM CD
JULIE MOORE
MACMILLAN
(2012)
R$ 19,90



08/15 À CASERNA
HANS HELLMUT KIRST
EUROPA-AMÉRICA
R$ 13,00



OS ES DA GESTÃO
DOBSON FERREIRA
SER MAIS
R$ 14,95
+ frete grátis



VISÃO DE TÚNEL
SARA PARETSKY
ROCCO
(2002)
R$ 21,00





busca | avançada
26919 visitas/dia
957 mil/mês