Proibir ou não proibir? | Cassionei Niches Petry | Digestivo Cultural

busca | avançada
51146 visitas/dia
1,8 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Evoluir celebra o mês das crianças com contação de história
>>> Editora H1 chega com proposta de modelo híbrido de apresentação de conteúdo
>>> CONCERTO OSESP MASP TEM NOVA APRESENTAÇÃO GRATUITA DIA 20 DE OUTUBRO
>>> 14ª Visões Urbanas tem Urbaninhas com quatro espetáculos para crianças
>>> Visões Urbanas permanece online em sua 14ª edição
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Eleições na quinta série
>>> Mãos de veludo: Toda terça, de Carola Saavedra
>>> A ostra, o Algarve e o vento
>>> O abalo sísmico de Luiz Vilela
>>> A poesia com outras palavras, Ana Martins Marques
>>> Lourival, Dorival, assim como você e eu
>>> O idiota do rebanho, romance de José Carlos Reis
>>> LSD 3 - uma entrevista com Bento Araujo
>>> Errando por Nomadland
>>> É um brinquedo inofensivo...
Colunistas
Últimos Posts
>>> Michael Dell on Play Nice But Win
>>> A história de José Galló
>>> Discoteca Básica por Ricardo Alexandre
>>> Marc Andreessen em 1995
>>> Cris Correa, empreendedores e empreendedorismo
>>> Uma história do Mosaic
>>> Uma história da Chilli Beans
>>> Depeche Mode no Kazagastão
>>> Uma história da Sambatech
>>> Uma história da Petz
Últimos Posts
>>> Mundo Brasil
>>> Anônimos
>>> Eu tu eles
>>> Brasileira muda paisagens de Veneza com exposição
>>> Os inocentes do crepúsculo
>>> Inação
>>> Fuga em concerto
>>> Unindo retalhos
>>> Gente sem direção
>>> Além do ontem
Blogueiros
Mais Recentes
>>> O samba de Donga na Festa da Penha
>>> José Moutinho
>>> Palavra na Tela – Crítica
>>> Paternidade
>>> Soul Bossa Nova
>>> Walking Dead - O caminho dos mortos na cultura pop
>>> Anomailas, por Gauguin
>>> Público, massa e multidão
>>> Saints and Sinners
>>> Teledramaturgia ao vivo
Mais Recentes
>>> A Ciência da Informação de Yves-François Le Coadic pela Briquet de Lemos (2004)
>>> Curso Teorico Para Operadores de Usinas Hidrelétricas de Departamento Municipal de Eletricidade pela Dme
>>> Circuitos Elétricos 2E de Aline Palhares(Editora) pela Instituto Monitor (2004)
>>> Conforto Espiritual de Dora Incontri pela Mente Aberta (2012)
>>> Progressos na Cirurgia de Jamel Bruno de Mello, Irany Novah Moraes, Pedro Nahas, Rubens de Arruda e Nelson Abrão(Editores) pela Hospital jaraguá farmion (1979)
>>> Você Pode fazer os Seus Milagres de Napoleon Hill pela Record (1971)
>>> Aurora da Minha Vida de Alvaro Basile Portughesi pela Clareon (2006)
>>> Feridas da Alma de Pe. Reginaldo Manzotti pela Agir (2013)
>>> Um Milagre de Natal de Paul Gallico pela Nova Época (1975)
>>> Os Insondáveis Caminhos da Vida de Jorge Andréa pela Societo Lorenz (2003)
>>> O Homem Que Ouvia Estrelas de Adeilson Salles pela Ceac (2013)
>>> Compreender Lévinas de B.C. Hutchens pela Vozes (2009)
>>> Fantasma Edição Histórica Nº22 de Lee Falk e Wilson McCoy pela Saber (1996)
>>> Fantasma Especial Nº31 de Lee Falk e Wilson McCoy pela Globo (1989)
>>> O segredo de Helena de Lucinda Riley pela Arqueiro (2018)
>>> Fantasma Nº20 de Lee Falk e Ray Moore pela Saber (1995)
>>> Fantasma Nº29 de Lee Falk e Wilson McCoy pela Globo (1991)
>>> A casa das orquídeas de Lucinda Riley pela Novo conceito (2012)
>>> Espiritismo Para Jovens: A história de Jesus e o livro dos espíritos para iniciantes da doutrina espírita de Eliseu Rigonatti pela Pensamento (2018)
>>> A Mente Educada de Kieran Egan pela Bertrand Brasil (2002)
>>> O Médico Quântico: Orientações De Um Físico Para A Saúde E A Cura de Dr. Amit Goswami pela Cultrix (2017)
>>> Olá, Consciência! Uma Viagem Pela Filosofia de Mendo Henriques; Nazaré Barros pela É Realizações (2015)
>>> Os botões de Napoleão: As 17 moléculas que mudaram a história de Penny Le Couteur; Jay Burreson pela Zahar (2006)
>>> O livro da sociologia de Diversos pela Globo (2016)
>>> Rápido e devagar de Daniel Kahneman pela Objetiva (2012)
COLUNAS

Quarta-feira, 10/2/2016
Proibir ou não proibir?
Cassionei Niches Petry

+ de 3100 Acessos

Há livros cuja leitura deve ser proibida? Devemos proibir as crianças de lerem Monteiro Lobato devido a algumas passagens consideradas racistas em suas histórias? Devemos tirar das prateleiras das bibliotecas escolares exemplares que contenham palavrão? Devemos proibir a edição de obras como Minha luta (Mein Kampf), de Adolf Hitler? Devemos queimar livros, como o fez o próprio Führer?

Lembro que escritores como Moacyr Scliar e Caio Fernando Abreu deram depoimentos sobre um autor cuja leitura lhes era proibida pelos pais: Érico Veríssimo. No entanto, era um convite para lerem às escondidas aquelas romances que continham sexo, apesar de serem cenas bem discretas, porém com enorme carga erótica, pelo menos para os padrões dos anos 40 e 50. Acontece que tudo que é proibido parece que é mais gostoso, a censura dá um ar de mistério a tudo. Quantos livros não foram lidos na clandestinidade durante a ditadura militar?

A discussão do momento no meio editorial é a chegada da obra de Hitler a domínio público. Depois de 70 anos da morte do autor, os direitos autorais da obra (que pertenciam ao estado da Baviera, na Alemanha) expiram, ficando livres novas edições e traduções do famigerado livro. Acontece que Minha luta é uma espécie de Bíblia nazista, em que as atrocidades de Hitler estão, digamos assim, justificadas. O medo é de que suas ideias cheguem a mais pessoas e o antissemitismo ressurja com mais força.

Entretanto, acredito que proibir sua publicação e divulgação, como acontece na Alemanha, é, em primeiro lugar, inútil. Nesses tempos de internet, a obra já é totalmente difundida em arquivos digitalizados. O mal circula livremente na rede e pessoas mal intencionadas irão ler de qualquer forma o livro e inclusive propagarão suas ideias, influenciando outras a segui-las, o que já acontece há anos através do ativismo dos neonazistas.

A possibilidade de publicação através de um editor permite uma edição comentada, com todos os senões que o texto merece, alertando o leitor sobre o conteúdo, invertendo, portanto, suas reais intenções. Pensem num livro como a Bíblia Sagrada dos cristãos, por exemplo. Se não houvesse uma contextualização ou uma mediação por parte de um estudioso do seu texto, as pessoas continuariam matando em nome da fé cristã, continuariam mantendo escravos e a mulher seria ainda submissa ao homem (claro que há cristãos que seguem ao pé da letra as escrituras, mas aí é outra discussão).

Não devemos fazer o que o próprio líder nazista fez: queimar livros. Podemos simplesmente não os ler, criticá-los, não aconselhar sua leitura. Isso vale para qualquer obra, sejam livros, filmes, peças de teatro, programas de televisão. Proibir Minha luta é deixar que o mal se multiplique às escondidas. Quando ele vier à tona, aí pode ser tarde demais.


Cassionei Niches Petry
Santa Cruz do Sul, 10/2/2016


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Iniciantes, de Raymond Carver de Alysson Oliveira
02. Raios, trovoadas e técnicos de informática de Ana Elisa Ribeiro
03. A Mulher Invisível ou a literatura como salvação de Elisa Andrade Buzzo
04. Voto fulo de Guga Schultze
05. Escritora de Bom Censo de Lisandro Gaertner


Mais Cassionei Niches Petry
Mais Acessadas de Cassionei Niches Petry em 2016
01. O suicídio na literatura - 13/4/2016
02. Ler para ficar acordado - 18/5/2016
03. Sobre mais duas novelas de Lúcio Cardoso - 28/12/2016
04. Notas confessionais de um angustiado (V) - 26/10/2016
05. Proibir ou não proibir? - 10/2/2016


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Procurando Deus
Luiz Carlos Pohlmann Corrêa
Age
(2013)



El Español de los Negocios
Ana María Martín-ignacio Martín-josé Siles
Sgel
(1997)



Histórias de Colaboração e Investigação na Prática Pedagógica Em Matem
Dione Lucchesi de Carvalho
Alínea
(2009)



Contribuições para a História da Engenharia no Brasil
Milton Vargas (org)
Edusp
(1994)



Curso de Processo Penal
Eugênio Pacelli
Atlas
(2012)



Dorotéia Extensão Sac
Ricardo Gouveia
Saraiva
(1995)



Da "democracia" Que Temos para a Democracia Que Queremos
Franco Montoro
Paz e Terra
(1974)



A First Course in Database Systems - 2ª Ed.
Jeffrey Ullman, Jennifer Widom
Prentice Hall
(2002)



Projeto Alquimia
Luiz Galdino

(1993)



La Roja Lampara del Incesto
Robin Fox
Fondo de Cultura Economica
(1990)





busca | avançada
51146 visitas/dia
1,8 milhão/mês