Radiohead e sua piscina em forma de lua | Luís Fernando Amâncio | Digestivo Cultural

busca | avançada
24629 visitas/dia
1,1 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Red Bull Station estreia exposições de letrista e de coletivo feminino em julho
>>> Alaíde Costa e Toninho Horta mostram CD em parceria na CAIXA Cultural São Paulo
>>> O Julgamento Secreto de Joana D'Arc com Silmara Deon estreia no Teatro Oficina
>>> Novo app conecta, de graça, clientes a profissionais e prestadores de serviço
>>> Inauguração da Spazeo com show do Circuladô de Fulô - 28/07
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Entrevista com a tradutora Denise Bottmann
>>> O Brasil que eu quero
>>> O dia em que não conheci Chico Buarque
>>> Um Furto
>>> Mais outro cais
>>> A falta que Tom Wolfe fará
>>> O massacre da primavera
>>> Reflexões sobre a Liga Hanseática e a integração
>>> A Fera na Selva, filme de Paulo Betti
>>> Raio-X do imperialismo
Colunistas
Últimos Posts
>>> Eleições 2018 - Afif na JP
>>> Lançamentos em BH
>>> Lançamento paulistano do Álbum
>>> Pensar Edição, Fazer Livro 2
>>> Ana Elisa Ribeiro lança Álbum
>>> Arte da Palavra em Pernambuco
>>> Conceição Evaristo em BH
>>> Regina Dalcastagné em BH
>>> Leitores e cibercultura
>>> Sarau Libertário em BH
Últimos Posts
>>> Tempo & Espaço
>>> Mão única
>>> A passos de peregrinos ll
>>> PRESSÁGIOS. E CHAVES IV
>>> Shomin-Geki, vidas comuns no cinema japonês
>>> Con(fusões)
>>> A passos de peregrinos l
>>> Ocaso
>>> PRESSÁGIOS. E CHAVES I
>>> Sob o mesmo teto
Blogueiros
Mais Recentes
>>> O Brasil que eu quero
>>> Pensar sem memória
>>> A Fera na Selva, filme de Paulo Betti
>>> O Digestivo e o texto do Francisco Escorsim
>>> Restos, por Mário Araújo
>>> A maçã de Isaac Newton
>>> O que é um livro?
>>> Cisne Negro: por uma inversão na ditadura do gozar
>>> Lui Liu
>>> Sociedade dos Poetas Mortos
Mais Recentes
>>> Tércnicas de RH para selecionar e segurar o marido
>>> De Volta à Vida
>>> Salve sua vida
>>> O Kama Sutra - A Essência Erótica da Índia
>>> Mente Assassina
>>> Ambições
>>> Conde de Gabalis
>>> A Marca de uma Lágrima
>>> Primeiro Amor
>>> Posso Te Dar Meu Coração?
>>> Lia e o Sétimo Ano
>>> Quero ser Belo
>>> O Cão dos Baskervilles
>>> Feminismos, identidades, comparativismos: vertentes nas literaturas de língua inglesa Vol. IV
>>> A Saúde brota da Natureza
>>> Quatro Quartetos
>>> Quem é Você? Construindo a Pessoa à luz do Eneagrama
>>> Mecânica Vectorial para Engenheiros - Dinâmica (6ª ed.)
>>> O cachorro Skoz - Cão ao mar
>>> O cachorro Skoz - Passeio no ar
>>> Seu cliente pode pagar mais - 3ª edição
>>> O Pássaro Azul
>>> Zagreb
>>> The Rough Guide to Turkey
>>> Prague
>>> Dados Sobre a Coréia
>>> The Rough Guide to Morocco
>>> Lonely Planet - Argentina
>>> Lonely Planet - Bermuda
>>> Lonely Planet - Zimbabwe
>>> Hill Country
>>> Guatemala Sensacional
>>> Nova York no Meu Bolso
>>> Itália by Train
>>> Buenos Aires de A a Z
>>> Badajoz
>>> Imigrantes da Bessarábia - Jornada em Terras Tropicais
>>> Let's Visit Thailand
>>> The Man Who Deciphered Linear B - the Story of Michael Ventris
>>> Jean-Pierre Mocky
>>> Dialoguer Avec Son Ange - Une Voie Spirituelle Occidentale
>>> La Société de Consommation de Soi
>>> Cadernos de Lanzarote - Diário 1
>>> Marcelo Caetano - O Homem Que Perdeu a Fé
>>> A Construção da Beleza
>>> História dos Conceitos - Debates e Perspectivas
>>> Cidadania Proibida - O Caso Herzog Através da Imprensa
>>> Cleo e Daniel
>>> Children and Television
>>> Cholera and the Ecology of Vibrio Cholerae
COLUNAS

Terça-feira, 28/6/2016
Radiohead e sua piscina em forma de lua
Luís Fernando Amâncio

+ de 2200 Acessos

Nas primeiras notas de “Everything in its right place”, música que abre o álbum Kid A (2000), do Radiohead, a mensagem estava clara: nada seria como antes na história da banda. O trabalho, juntamente com seu irmão, Amnesiac (2001), marcou o mergulho do grupo num experimentalismo que causou amplo impacto na época. Foi uma ruptura na discografia da banda que vinha em trajetória ascendente, aperfeiçoando uma fórmula que chegara ao seu auge no aclamado, pela crítica e pelo público, Ok Computer (1997) – o clipe de “Paranoid Android” foi figurinha marcada na MTV na época.

Apesar do enorme sucesso de crítica e público, o grupo britânico entraria no século XXI desdenhando das guitarras e trazendo referências da música erudita, eletrônica e do jazz. Os dois álbuns soaram bem difíceis para ouvintes condicionados ao som mais “redondo” das FMs.

Os trabalhos seguintes do Radiohead não foram tão radicais na proposta experimental, mas a banda nunca mais soaria como em Ok Computer. In Rainbows (2007), por exemplo, é bastante luminoso, digamos. Quase um disco para animar festas – festas indies, é claro. O álbum teve grande repercussão, sobretudo por ser vendido no sistema “pague quanto quiser”. A estratégia foi bastante impactante para uma indústria fonográfica que ainda se debruça na tarefa hercúlea que é descobrir como manter seus lucros em tempos de mídia digital e downloads ilegais.

O Radiohead fez pequenas revoluções musicais, embora mantendo algumas de suas características – densidade, melancolia, ritmos quebrados etc. E o grupo, formado por Thom Yorke (vocalista), Ed O’Brien (guitarrista), Johny Greenwood (talvez conste “guitarrista” na carteira de trabalho, mas há tempos é o principal multi-instrumentista da banda – todos eles são um pouco), Colin Greenwood (baixo) e Phil Selway (bateria), lançou, em 2016, o álbum A Moon Shaped Pool. Muitos especulam ser este o último álbum da banda, devido a indícios como a presença de músicas que já eram esboçadas ao vivo, mas nunca haviam sido registradas em estúdio. “True Love Waits”, por exemplo, que encerra o cd, foi executada pela primeira vez em show no longínquo 1995.



Sobre o álbum, muitos tirarão de seus dicionários o desgastado adjetivo “genial” e vão cravar, pela enésima vez, que se trata da banda mais influente dos últimos tempos. Outros desdenharão, dizendo que o grupo se perdeu na mesma fórmula e que o trabalho não é grande coisa. É o nono álbum de estúdio da banda, formada em 1985, em Oxford. Com esse tempo de estrada, seus fãs são cada vez mais fãs, enquanto os detratores vão acumulando material para o ódio.

Os dois primeiros singles de A Moon Shaped Pool não decepcionaram. “Burn the Witch”, com seu clipe consideravelmente macabro, tem um arranjo orquestrado que dá um tom grandioso à canção. Arranjos orquestrados, aliás, aparecem em outras músicas do trabalho e, de certa forma, são uma novidade na discografia do grupo. Em seguida, “Daydreaming”, canção mais lenta, mas bem elaborada, mostra o quanto a voz de Thom Yorke é singular. De fato, a música e seu título expressam bem a maior qualidade do Radiohead: levar o ouvinte a uma atmosfera suspensa, um som externo que nos leva à introspecção.

Podemos destacar também a música “Present Tense”, comprovando que Tom Jobim e João Gilberto estão na coleção de discos do músico. “Desert Island Disk” é um bom momento violão e voz de uma banda que tanto explora os recursos tecnológicos. “The Numbers”, “Identikit” e “Ful Stop”, por seu lado, confirmam que, apesar do estranhamento que causou, a sonoridade de Kid A marcou uma guinada definitiva para a banda. “Tinker Tailor Soldier Sailor Rich Man Poor Man Beggar Man Thief” é provavelmente a mais atmosférica do álbum.

Enfim, A Moon Shaped Pool provavelmente não arrebanhará novos fãs para o Radiohead, mas também não vai desagradar aqueles que já seguem o grupo. É um trabalho bom, consistente, e que apresenta uma banda segura da trajetória que construiu nesses nove álbuns.





Luís Fernando Amâncio
Belo Horizonte, 28/6/2016


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Nobel, novo romance de Jacques Fux de Jardel Dias Cavalcanti
02. Sebastião Rodrigues Maia, ou Maia, Tim Maia de Renato Alessandro dos Santos
03. 40 anos sem Carpeaux de Celso A. Uequed Pitol
04. Reflexões sobre o ato de fotografar de Celso A. Uequed Pitol
05. Os Doze Trabalhos de Mónika. 11. A Quatro Braçadas de Heloisa Pait


Mais Luís Fernando Amâncio
Mais Acessadas de Luís Fernando Amâncio em 2016
01. Tricordiano, o futebol é cardíaco - 26/4/2016
02. Nos tempos de Street Fighter II - 31/5/2016
03. Super Campeões, trocas culturais de Brasil e Japão - 30/8/2016
04. Radiohead e sua piscina em forma de lua - 28/6/2016
05. Lira da resistência ao futebol gourmet - 1/2/2016


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




VELÁZQUEZ - GÊNIOS DA PINTURA Nº 19 - BARROCO AO NEO CLASSICISMO
AUTOR VELÁZQUEZ
ABRIL
R$ 9,00



MIRÓ - GÊNIOS DA PINTURA Nº 68
ABRIL CULTURAL
ABRIL CULTURAL
(1967)
R$ 10,00



PARAPSICOLOGIA DIDÁTICA
RAUL MARINUZZI
LIVRARIA FREITAS BASTOS
(1977)
R$ 8,02



FUNDAMENTOS DO FENG SHUI - RIQUEZA
LILLIAN TOO
AVATAR
(1998)
R$ 9,03



A GUERREIRA DA LAPINHA
ELIESER CESAR
CASARÃO DO VERBO
(2012)
R$ 15,00



MANGÁ HITMAN - A SEGUNDA TEMPORADA 1
HIROSHI MUTO
SAMPA ARTE / LAZER
(2012)
R$ 14,90



PSICOLOGIA APLICADA AO COMPORTAMENTO 3 - VONTADE CRIADORA
GRUPO NOVO HORIZONTE
GRUPO NOVO HORIZONTE
(1980)
R$ 9,80



COLEÇÃO MARVEL TERROR: ZUMBIS MARVEL, VOLS. 1, 2, 3 & 4
ROBERT KIRKMAN, MARK MILLAR ET AL.
PANINI
(2003)
R$ 89,00



O LIVRO DE OURO DE SAINT GERMAIN
PONTE PARA A LIBERDADE
PONTE PARA A LIBERDADE
R$ 58,50



A CRISE DO SÉCULO XX
GILBERTO DE MELLO KUJAWSKI
ÁTICA
(1988)
R$ 7,00





busca | avançada
24629 visitas/dia
1,1 milhão/mês