Lembrança de Plínio Zalewski | Celso A. Uequed Pitol | Digestivo Cultural

busca | avançada
36145 visitas/dia
1,3 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
>>> Banco Inter É uma BOLHA???
Últimos Posts
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
>>> O céu sem o azul
Blogueiros
Mais Recentes
>>> O Conselheiro também come (e bebe)
>>> Troca-troca
>>> Harry, Rony e Hermione
>>> A comédia de um solteiro
>>> O palhaço, de Selton Mello
>>> Ronnie James Dio (1942-2010)
>>> Não Aguento Mais a Empiricus
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte II)
>>> 7 de Setembro
>>> A aquisição do Whatsapp, pelo Facebook, por 19 bilhões de dólares
Mais Recentes
>>> E Se Fosse Com Você? de Sandra Saruê pela Melhoramentos (2011)
>>> Deu no New York Times de Larry Rohter pela Objetiva (2007)
>>> Mega Dicionário de Termos Técnicos e Populares: da Saúde de Eduardo Nogueira pela Rovelle (2007)
>>> Rosas do Brasil de Sérgio Schaefer pela Edunisc (2006)
>>> Rosas do Brasil de Sérgio Schaefer pela Edunisc (2006)
>>> Novo Curso de Direito Civil Volume I Parte Geral de Pablo Stolze Gangliano e Rodolfo Pamplona Filho pela Saraiva (2007)
>>> Uma Execucao na Familia: a Jornada de um Filho de Pais Condenados A... de Robert Meeropol pela Casa Amarela (2006)
>>> Vexame -os Bastidores do Fmi na Crise Que Abalou o Sistema Financeiro de Paul Blustein pela Economia (2002)
>>> Vexame -os Bastidores do Fmi na Crise Que Abalou o Sistema Financeiro de Paul Blustein pela Economia (2002)
>>> Vexame -os Bastidores do Fmi na Crise Que Abalou o Sistema Financeiro de Paul Blustein pela Record (2002)
>>> A Dinâmica da Estratégia Competitiva de George S. Day e Outros pela Campus (1999)
>>> Travessia do Pantanal de Luís M. Neto - Maria T. Büchele pela Nova Letra (2006)
>>> Veronika Decide Morrer e o Zahir - Dois Livros de Paulo Coelho pela Sextante (2012)
>>> Direito Constitucional e Direito Administrativo de Aglair Figueiredo Villas Couto pela Impactus (2006)
>>> O Livro de Ouro da Mitologia - Historias de Deuses e Herois de Thomas Bulfinch pela Agir (2019)
>>> Guia Vip de Estilo / o Livro Definitivo da Moda Masculina 2013 de Editora Abril Cultural pela Abril (2013)
>>> Engano Mortal de J. A. Jance pela Sedna (2009)
>>> A Mão e a Luva de Machado de Assis pela Prazer de Ler (2010)
>>> Cinco Minutos de José de Alencar pela Prazer de Ler (2010)
>>> A Viuvinha de José de Alencar pela Prazer de Ler (2010)
>>> A Moreninha de Joaquim Manuel de Macedo pela Prazer de Ler (2010)
>>> Os Lusíadas de Luís de Camões pela Saraiva (2010)
>>> O Presente da Princesa de Meg Cabot pela Galera Record (2007)
>>> Macário e Noite na Taverna de Álvares de Azevedo pela Saraiva (2010)
>>> Caco de Gilberto Mattje pela Alvorada (2014)
>>> Auto da Barca do Inferno de Gil Vicente pela Saraiva (2008)
>>> Ubirajara de José de Alencar pela Melville House (2015)
>>> O Uraguai de Basílio da Gama pela Martin Claret (2009)
>>> Lucíola de José de Alencar pela Via Leitura (2017)
>>> Fogo Estranho de John MacArthur pela Thomas Nelson (2019)
>>> O ministério da palavra de Deus de Watchman nee pela Clássicos (2011)
>>> A fé cristã normal de Watchman nee pela Living Stream Ministry (2016)
>>> Osso do seu Osso de F. j. Huegel pela Restauração (2019)
>>> A borboleta em você de Milt rodriguez pela Restauração (2008)
>>> Retendo a cabeça de Romeu pela Restauração (2012)
>>> O templo Interior de Milt Rodriguez pela Restauração (2004)
>>> A vida comunitaria de Deus de Milt Rodriguez pela Restauração (2009)
>>> Chamados À Comunhão De Seu Filho de Stephen Kaung pela dos Clássicos (2011)
>>> O Testemunho Do Senhor E A Necessidade Do Mundo de T. Austin-Sparks pela Clássicos (2017)
>>> Igreja e Israel no Novo Testamento de Daniel Juster e Keith Mathison pela Impacto Publicações (2019)
>>> Preparados para o Fim? de Harold Walker pela Impacto Publicações (2019)
>>> Grandes Doutrinas Bíblicas - Vol. 2 Deus o Espírito Santo (enc) de D. Martyn Lloyd-jones pela Publicações Evangélicas Selecionadas
>>> randes Doutrinas Bíblicas - Vol. 1 Deus o Pai, Deus o Filho (bro) de D. Martyn Lloyd-jones pela Publicações Evangélicas Selecionadas (1997)
>>> Casa de Oração – Vol.2 de Lance Lambert pela dos Clássicos (2013)
>>> Preparando-nos Para o Preparador de Harold Walker pela Impacto Publicações (2019)
>>> Amigos do Mestre de Pedro Arruda pela Impacto Publicações (2019)
>>> O Grande Abalo de Harold Walker pela Impacto Publicações (2017)
>>> A Comunhão Nossa de Cada Dia (2ª Edição) de Pedro Arruda pela Clássicos
>>> O Mistério da Oliveira de Johannes Fichtenbauer pela Impacto Publicações (2019)
>>> Playboy N°80 Sofia Clerici Charlie Sheen Maricel Alvarez de Revista argentina pela Playboy (2012)
COLUNAS

Terça-feira, 8/11/2016
Lembrança de Plínio Zalewski
Celso A. Uequed Pitol

+ de 2300 Acessos

“Morte de coordenador do PMDB abala campanha eleitoral em Porto Alegre”, estampou a Zero Hora em sua edição de terça-feira, dia 18.

Abrimos o jornal e procuramos a matéria. Ao lê-la, somos informados de todos os detalhes que cercaram o terrível acontecimento. Lá pelas tantas, no meio do texto e sem maiores explicações biográficas, aparece o nome do morto, cuja figura não parece acrescentar grande coisa à narrativa misteriosa. A maioria passará os olhos por ele e não se recordará. Outros, que lêem com mais calma, podem perguntar: quem é Plínio Zalewski?

É um nome que, de fato, não ressoará nos ouvidos e mentes da maioria. As chamadas de capa devem, por definição, partir do conhecimento comum dos leitores – um conhecimento que, lamentavelmente, não inclui o nome do morto. Para a maioria do público, quem morreu foi o coordenador da campanha eleitoral. Por isso, aqueles que conheceram Plínio Zalewski e conhecem a sua brilhante contribuição à cidade não devem se sentir ultrajados por esta chamada. Devemos perdoar os jornais e o grande público; eles não sabem o que dizem. O que não podemos é deixar de responder à pergunta daquele leitor atento. É preciso que, também ele, saiba quem é Plínio Zalewski.

Há várias maneiras de começar a responder a esta pergunta. Podemos, por exemplo, relembrar das funções que Plínio Zalewski exerceu, como a Direção de Cidadania e Direitos Humanos do governo do Estado, ou o Observatório da Cidade de Porto Alegre. Foi, também, um dos responsáveis pela criação do Prêmio de Responsabilidade Social da Assembleia Legislativa e presidiu o Fórum Permanente de Responsabilidade Social do Rio Grande do Sul. Está longe de ser pouco: mas esta é, por assim dizer, apenas a parte mais visível de uma trajetória impulsionada por uma concepção de gestão pública que ele, junto a seu parceiro e amigo Cezar Busatto, desenvolveram a partir do conceito de Governança Solidária Local, presente no livro “Governança Solidária Local: fundamentos políticos da mudança em Porto Alegre”. Publicado em 2004, foi um dos nortes intelectuais do modelo que venceu a eleição daquele ano na Capital e levou à criação da secretaria de Governança Local, que hoje tem similares em várias cidades do país. Em síntese, a Governança Solidária Local é um modelo de democracia participativa que articula a parceria entre o governo e a sociedade civil, aproximando os cidadãos das decisões efetivas da cidade. Trata-se, enfim, de uma radicalização e um aperfeiçoamento da experiência democrática.

Eis, aí, um resumo da longa e bem sucedida atuação pública de Plínio Zalewski. Mas falta falar de algo importante: do indivíduo, do homem Plínio Zalewski. Quero aqui lembrar do homem que conheci. E faço-o, sobretudo, porque quero mostrar como as ideias que formulou e defendia com vigor estavam incorporadas em seu agir.

Foi no começo de 2003. Era calouro do curso de Letras e escrevia artigos e resenhas para alguns jornais e revistas. Por ocasião da celebração dos 100 anos de “Os Sertões”, de Euclides da Cunha, havia escrito um artigo longo sobre a obra, que meu pai, então assessor na Assembleia Legislativa, fez a gentileza de divulgar entre os colegas de trabalho. Alguns dias depois recebi uma ligação em meu celular: era o Plinio. Apresentou-se como colega e amigo do meu pai e disse que havia lido meu artigo com muito prazer. Em seguida, solicitou meu e-mail para colocar por escrito suas impressões de leitura e pediu autorização para inclui-lo na sua newsletter. Agradeci os elogios e informei o endereço.

No mesmo dia, recebi seu e-mail. Plínio elogiava meu artigo – com alguma generosidade, devo dizer – e fazia algumas observações sobre a sua leitura d’Os Sertões. Respondi, agradecendo a leitura e os apontamentos. Em seguida, recebi o primeiro texto da sua newsletter. Ao longo do tempo viriam muitos outros, sempre versando sobre os mais variados temas políticos, sociais, econômicos e culturais. A lista incluía acadêmicos, políticos renomados e jornalistas, oriundos das mais variadas tendências políticas e muito dispostos a contribuir e debater. Logo percebi o que era aquilo: um verdadeiro espaço de participação. Como a Governança Local Solidária. Como tantos que Plínio ajudou a criar. Para ele, termos como participação e pluralismo não eram meros termos retóricos, e sim uma prática viva, cotidiana e incorporada em todas as suas ações.

Voltemos à pergunta sobre quem foi Plínio Zalewski. Chegou a hora de deixa-lo falar um pouco. Creio que nada substituirá a sua voz se quisermos realmente entender quem ele era. E, para isso, recorro a um dos seus muitos artigos que descansam na minha caixa de e-mails, onde ele traz uma definição da atividade que exercia diariamente: a política. Uma definição que deixa à mostra que ideias o animavam:

“Política é a aparição consciente num espaço público, no qual, pensando com minha própria cabeça, andando com minhas próprias pernas e sentindo com meu coração, expresso o que penso e o que sinto sobre os assuntos da comunidade onde vivo e, sobretudo, coopero para que, neste espaço, nasçam promessas mútuas e pactos traduzidos em ações colaborativas de interesse coletivo”

Plínio Zalewski dedicou a vida a criar canais para as pessoas participarem destes espaços, fossem eles fóruns, seminários ou newsletters. Eis aí o resumo de sua brilhante trajetória. Diante disso, pouco importam as capas de jornal; elas valem, no máximo, para o momento. Homens como ele semeiam para o futuro.


Celso A. Uequed Pitol
Canoas, 8/11/2016


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Como se me fumasse: Mirisola e a literatura do mal de Jardel Dias Cavalcanti
02. Essas moças de mil bocas de Elisa Andrade Buzzo
03. Gerald Thomas: uma autobiografia de Jardel Dias Cavalcanti
04. Proibir ou não proibir? de Cassionei Niches Petry
05. Sobre o caso Idelber Avelar de Julio Daio Borges


Mais Celso A. Uequed Pitol
Mais Acessadas de Celso A. Uequed Pitol em 2016
01. 'As vantagens do pessimismo', de Roger Scruton - 12/4/2016
02. Sarkozy e o privilégio de ser francês - 14/6/2016
03. 80 anos de Alfredo Zitarrosa - 10/5/2016
04. A coerência de Mauricio Macri - 12/1/2016
05. 'A Imaginação Liberal', de Lionel Trilling - 8/3/2016


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




CENAS DA LITERATURA MODERNA
CELINA MARIA MOREIRA MELLO
7 LETRAS
(2010)
R$ 22,00



UM JEITO DE APRENDER - 2ª SÉRIE - MÓDULO 1.
DIRCE GUEDES - EDUARDO PARENTE - KATIA PAULILO -
FTD
(2000)
R$ 12,00



O SENHOR DA DANÇA
CHAGDUD RINPOCHE
MAKARA
(2000)
R$ 130,00



PASSO A PASSO COM JESUS - MATERNAL PROFESSOR Nº 7 O JOVEM ABENÇOADO
EDITORA CENTRAL GOSPEL
CENTRAL GOSPEL
(2017)
R$ 10,00



OXIGÊNIO
CAROL CASELLA
NOSSA CULTURA
(2011)
R$ 12,80



COMUNICAÇÃO INTERCULTURAL
TERUO MONOBE / SATIKO MONOBE
STS
(2013)
R$ 35,00



TERRAS PARTICULARES - DEMARCAÇÃO, DIVISÃO, TAPUMES
HUMBERTO THEODORO JUNIOR
LEUD
(1981)
R$ 15,00



ECOTURISMO - UM GUIA PARA PLANEJAMENTO E GESTÃO
KREG LINDBERG E DONALD E. HAWKINS
SENAC
(1995)
R$ 16,00



EU EM TU / I IN U (COLEÇÃO BILÍNGUE COM 3 VOLUMES)
LAURIE ANDERSON
CENTRO CULTURAL
(2011)
R$ 50,00



NAZARÍN
BENITO PÉREZ GALDÓS
JOSÉ OLYMPIO
(1990)
R$ 20,00





busca | avançada
36145 visitas/dia
1,3 milhão/mês