Isso sim era guerra... | Juliano Maesano | Digestivo Cultural

busca | avançada
44941 visitas/dia
1,3 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS

Quinta-feira, 28/2/2002
Isso sim era guerra...
Juliano Maesano

+ de 2100 Acessos

Se há uma sugestão minha que você deve seguir, aproveite a chance e siga esta; pois garanto que essa coluna e o filme de que trata ficarão na sua memória.

Há muito tempo eu não ficava estarrecido perante um filme. Aposto que muitos de nós poderiam dizer o mesmo... Depois de centenas ou milhares de filmes assistidos, é duro algo nos surpreender. Pois é, em quase dois anos ininterruptos de edição num programa de cinema clássico, finalmente me deparei com algo que me deixou acordado à noite. É o documentário Shooting War, que leva o título de Filmando a Segunda Guerra, que está estreando hoje mesmo, dia 28 de fevereiro às 22 horas, no canal Telecine Classic. Quem perder, procure a única reprise na Sexta, dia 1º de março às 9h50 da manhã. Quem não for assinante, peça a um amigo para gravar. É imperdível para qualquer fã de cinema, guerra ou História.

Antes vou me retratar pois, pensando bem, esses últimos anos de trabalhos com o cinema clássico me trouxeram ótimos frutos. Hoje poderia dizer que conheço uma boa parte de filmes, astros e diretores dos anos dourados do cinema. E que belas obras temos ali... mas isso fica pra outro papo, pois o assunto hoje é outro: Guerra.

Filmando a Segunda Guerra é um documentário produzido por Steven Spielberg e apresentado por Tom Hanks. Atenção: não confundir com o Band of Brothers, da mesma dupla que estará passando na HBO. Esse também deve ser um ótimo material, mas não o assisti ainda. Note também que na época Hanks devia estar filmando Náufrago, pois está com uma comprida barba desgrenhada...

Voltando, o documentário em questão traz entrevistas com cinegrafistas da época do combate, contando suas agruras no front. Pra quem não sabe, os EUA (assim como a Alemanha e outros) investiram certo esforço em obter imagens reais das batalhas, para animar e instruir seus cidadãos e fazer sua propaganda, no sentido literal.

São imagens belas e fortes, que não são páreo pra nada que o cinema possa fazer em ficção, já que sabemos que o sangue, no caso deste documetário, é real. O que mais me chocou foi sentir a realidade de uma guerra que moveu milhões de vidas, em imagens que nunca mais foram repetidas na História Mundial. E nunca mais serão... Pois depois da "Segunda", as outras maiores guerras foram travadas em ruínas, desertos, montanhas e florestas.

Aqui não. É chocante ver tanques invadindo Paris, tiroteios nas capitais mundiais, o povo desesperado... E corpos, muitos corpos... E não pensem que vê-se de longe não, podemos ver os rostos e os gritos de soldados americanos, japoneses e alemães em cada trecho. E novamente os corpos... queimados, queimando, boiando, enterrados...

As imagens dos aviões são magníficas e as dos porta-aviões dão um show, as vezes até consegue-se rir com um ou outro pouso, por mais que se contenha... Mas no fundo, no fundo mesmo, o que me tocou mesmo foi ver e sentir que todos os soldados estão retratados ali nos poucos americanos, japoneses, alemães e franceses que aparecem. Até os nossos brasileiros que combateram na Itália. E por mais que se pareça piegas, fico com a idéia de que aqueles rostos não têm aqui no Brasil o respeito que merecem.

Quantos não deixaram seu país sem retornar vivos, pra depois alguns boçais os acusarem de querer dominar o mundo e de serem intrometidos? Seu governo tinha ou tem ainda razões escusas ou secretas? No caso não importa, pois o sentimento dos que realmente lutaram era apenas de salvar o mundo de uma ameaça que crescia. Tinham interesses próprios? Claro. Quem não tem? Mas por uma razão ou outra, o fato é que sua aliança é que virou o jogo... e deve ser duro sentir a ingratidão por parte dos países beneficiados, como nós mesmos ou os velhos franceses... Parece que alguns mereciam ser deixados na situação em que estavam, com as pernas bambas e o rabo entre elas...

No mais, não desgrude o olho da TV nem por um minuto. Verá cenas feitas no Japão mostrando os efeitos nucleares e até Mussolini depois de morto e linchado... São tantas imagens fortes de uma época em que a guerra era travada "olho no olho", com garra e resistência. Depois me contem suas impressões.

Logo após a estréia, hoje, dia 28 de fevereiro, o Telecine Classic mostrará outra obra da guerra: A Batalha de San Pietro, um documentário feito por John Huston na Itália. Os dois filmes juntos proporcionam uma sessão inesquecível.


Juliano Maesano
São Paulo, 28/2/2002


Quem leu este, também leu esse(s):
01. O futebol intelectualizado de Evandro Ferreira
02. Valeu a espera de Rafael Lima
03. Regras da Morte de Alexandre Ramos
04. Para além da coleção de receitas de Daniela Sandler
05. Em busca da pureza perdida de Eduardo Carvalho


Mais Juliano Maesano
Mais Acessadas de Juliano Maesano em 2002
01. Trem Fantasma - 11/4/2002
02. Figurinhas - 25/4/2002
03. Utopia - 7/3/2002
04. Oscar 2002 - 21/3/2002
05. Civilizado? - 2/5/2002


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




VANGUARDA OPERÁRIA: ELITE DE CLASSE?
VANIA MALHEIROS BARBOSA ALVES
PAZ E TERRA POLÍTICA
(1984)
R$ 12,00



DICIONÁRIOS ELETRÔNICOS AURÉLIO E HOUAISS
LIDIA ALMEIDA BARROS
ANNABLUME
(2005)
R$ 4,24



MARKETING EDIÇÃO COMPACTA
KOTLER
ATLAS
(1980)
R$ 14,00



O SÓCIO
JOHN GRISHAM
ROCCO
(1997)
R$ 15,00



PROGRAMMING INTERVIEWS EXPOSED
ERIC GIGUERE; JOHN MONGAN; NOAH SUOJANEN
JOHN WILEY PROFESSIO
(2012)
R$ 110,00



THE GOLDEN DREAM: SUBURBIA IN THE SEVENTIES
STEPHEN BIRMINGHAM (CAPA DURA)
HARPER & ROW (NY)
(1978)
R$ 47,28



REINO INFANTIL (VOLUME 3) - LITERATURA INFANTIL/CONTOS DE FADAS
HANS CHRISTIAN ANDERSEN, CHARLES PERRAULT E OUTROS
LEP
(1958)
R$ 7,00



A CABEÇA DE STEVE JOBS
LEANDER KAHNEY
AGIR
(2009)
R$ 17,00



AS AVENTURAS DO CAPITÃO CUECA
DAV PILKEY
COSAC & NAIFY
(2001)
R$ 15,00



ANÁLISE TRANSACIONAL
JUT MEININGER
ARTENOVA
(1973)
R$ 7,11





busca | avançada
44941 visitas/dia
1,3 milhão/mês