Figurinhas | Juliano Maesano | Digestivo Cultural

busca | avançada
76281 visitas/dia
2,1 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Jazz Festival: Primeira edição de evento da Bourbon Hospitalidade promete encantar com grandes nomes
>>> Coletivo Mani Carimbó é convidado do projeto Terreiros Nômades em escola da zona sul
>>> CCSP recebe Filó Machado e o concerto de pré-lançamento do álbum A Música Negra
>>> Premiado espetáculo ‘Flores Astrais’ pela primeira vez em Petrópolis no Teatro Imperial para homenag
>>> VerDe Perto, o Musical Ecológico tem sessões grátis em Santo Antônio do Pinhal e em São Paulo
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Marcelo Mirisola e o açougue virtual do Tinder
>>> A pulsão Oblómov
>>> O Big Brother e a legião de Trumans
>>> Garganta profunda_Dusty Springfield
>>> Susan Sontag em carne e osso
>>> Todas as artes: Jardel Dias Cavalcanti
>>> Soco no saco
>>> Xingando semáforos inocentes
>>> Os autômatos de Agnaldo Pinho
>>> Esporte de risco
Colunistas
Últimos Posts
>>> A melhor análise da Nucoin (2024)
>>> Dario Amodei da Anthropic no In Good Company
>>> A história do PyTorch
>>> Leif Ove Andsnes na casa de Mozart em Viena
>>> O passado e o futuro da inteligência artificial
>>> Marcio Appel no Stock Pickers (2024)
>>> Jensen Huang aos formandos do Caltech
>>> Jensen Huang, da Nvidia, na Computex
>>> André Barcinski no YouTube
>>> Inteligência Artificial Física
Últimos Posts
>>> Cortando despesas
>>> O mais longo dos dias, 80 anos do Dia D
>>> Paes Loureiro, poesia é quando a linguagem sonha
>>> O Cachorro e a maleta
>>> A ESTAGIÁRIA
>>> A insanidade tem regras
>>> Uma coisa não é a outra
>>> AUSÊNCIA
>>> Mestres do ar, a esperança nos céus da II Guerra
>>> O Mal necessário
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Tempo di valsa
>>> O Príncipe Maquiavel
>>> Marcelo Mirisola: entrevista
>>> O jornalismo cultural na era das mídias sociais
>>> Diogo Salles no Roda Viva
>>> Gidon Kremer Piano Quartet e a Temporada 2009
>>> Procura-se a década de 60
>>> A proposta libertária
>>> Soluções geniais para a escola e a educação
>>> Como detectar MAVs (e bloquear)
Mais Recentes
>>> Puzzle House de Peter Wartman pela Scholastic (2023)
>>> Literatura Estrangeira A Guerra do Fim Do Mundo de Mario Vargas Llosa pela Francisco Alves (1981)
>>> Clave de Luz de Toni Bennassar pela Obelisco (1986)
>>> Livro Infanto Juvenis Num Bater de Asas de Volnei Canônica, Angelo Abu pela Aletria (2022)
>>> Exercícios de Teoria Musical uma Abordagem Prática de Marisa Ramires Rosa de Lima, Sérgio Luiz Ferreira pela Embraform (2004)
>>> Um Lugar Incerto de Fred Vargas pela Companhia Das Letras (2011)
>>> The Brave New World Of E-hr : Human Resources In The Digital Age de Hal G. Gueutal; Dianna L. Stone pela Pfeiffer (2005)
>>> 20 Passos Para A Paz Interior de Pe Reginaldo Manzotti pela Petra (2024)
>>> A Escola Do Bem E Do Mal - Vol. 1 de Soman Chainani pela Gutenberg (2017)
>>> Livro Sociologia Colcha de Retalhos de Antonio Augusto Arantes e Outros pela Unicamp (1993)
>>> Mutações de Liv Ulmann pela Nórdica (1979)
>>> Livro Infanto Juvenis Granny Fixit And The Pirate Below A1 Stage 1 Com CD de Jane Cadwallader pela Young Eli Readers (2011)
>>> Como Conhecer as suas Vidas Passadas de Ted Andrews pela Estampa (1992)
>>> Sob os olhos da clarividente de Mário Sassi pela Vale do amanhecer
>>> Infinity: A Very Short Introduction de Ian Stewart pela Oxford University Press (2017)
>>> Livro Psicologia A Revolução Dos Campeões de Roberto Shinyashiki pela Gente (1995)
>>> Nueva Antologia De Poesia Castellana de Eduardo Anguita pela Editorial Universitaria (1982)
>>> Guerra dos Mil Povos de Viktor Waewell pela Do Autor (2023)
>>> Você É O Que Você Come 581 de Você É O Que Você Come pela Moderna (2016)
>>> Livro Literatura Brasileira A Confraria Dos Espadas de Rubem Fonseca pela Companhia Das Letras (1999)
>>> Suspenso na eternidade de Medium Olga Andrade pela Templo Espiritualista Oriental
>>> Livro Infanto Juvenis Granny Fixit And The Ball Below A1 Stage 1 de Jane Cadwallader pela Young Eli Readers (2011)
>>> Economia Internacional 581 de Paul R. Krugman pela Pearson (2010)
>>> Mais Belas Historias Das Mil E Uma Noites, As de Cosas pela Cosac Naify (2007)
>>> O Caminho da Kabbalah de Zev Ben Shimon Halevi pela Siciliano (1994)
COLUNAS

Quinta-feira, 25/4/2002
Figurinhas
Juliano Maesano
+ de 6700 Acessos
+ 7 Comentário(s)


Quem aqui, quando garoto, colecionava figurinhas? Lembram dos álbuns, das figurinhas carimbadas, da ânsia de completar todas as páginas? Como estamos em época de Copa do Mundo, reparei que há muito tempo não se fazem álbuns de figurinhas como antigamente... Até que numa ou outra das últimas Copas fizeram uns, mas eram daqueles "meia-boca"... Acho até que meu irmão guardou com ele os nossos antigos álbuns, preciso ver... Tinha do Campeonato Brasileiro também...

Quando éramos bem novos, colecionávamos juntos... Eu, ele e meus pais. Depois teve a época que cada um quis ter o seu... Não havia um dia que passasse sem pararmos numa banca ou padaria para comprar uns envelopinhos. As vezes meu pai chegava do trabalho com envelopinhos de presente... Lembram dos envelopes antigos? Eram de um papel meio-jornal... lembro até do cheiro.

Cá entre nós, não tem como falar de figurinha sem falar no jogo de "bafo", não é? Acho que todos sabem do que falo, o jogo consiste em fazer montinhos de figurinhas e batê-las com a mão... As que virassem, com a pressão ou o vento, ficavam com quem bateu... Acho que não havia diretor de escola ou professor que não ficasse doido com isso, pois quase todos meninos da escola levavam suas figurinhas e armavam o circo... Isso quando os mais grandões não pegavam à força as figurinhas dos menores e quando os engraçadinhos não batiam na mão de alguém, só pra ver todas aquelas figurinhas saírem voando pelo pátio...

Outro evento eram as trocas de figurinhas... Pra completar o álbum fazia-se de tudo: trocar com amigos ou com desconhecidos... As mais difíceis ou carimbadas eram trocadas em sigilo, muitas vezes... E você tinha que dar várias figurinhas para pegar uma só, a que tanto faltava pra completar sua zaga ou um time inteiro... Ah, a cada time completo era uma festa!

- Pai ! Consegui o Dasayev! Completamos a URSS!

Para completar tudo isso, não posso deixar de falar do livro mais famoso entre os jovens do primário, publicado na década de 60 (se não me engano), O Gênio do Crime. Aposto que 80% de vocês sabem de que livro estou falando, uma obra prima da literatura juvenil, escrito por J.C. Marinho Silva.

Pois é, em clima de Copa do Mundo e figurinhas, comprei pela internet uma edição do Gênio do Crime, pois não sabia mais por onde andava o meu... Confesso que no site havia também uma nova edição, com uma chamativa ilustração de capa onde vê-se uma mão batendo figurinhas... Mas eu escolhi uma mais antiga mesmo (e até mais cara), onde a ilustração é a mesma de quando li pela primeira vez: dois meninos seguindo um par de pernas, muito misterioso...

Pra quem não leu ou não lembra, o livro conta a história de uma turma de garotos (Bolacha, Pituca e Edmundo) que tenta ajudar o dono de uma fábrica de álbuns e figurinhas a encontrar um falsificador, o Gênio do Crime... Reli quando o livro chegou em casa, um dia após a compra. Durou curtos trinta minutos...

Antes de ler eu me lembrava de cenas que me marcaram, como a banheira de ácido para dissolver Bolacha ou o método de perseguição do cambista (que deve ser o momento retratado na capa). Leiam essa passagem da primeira página, sobre as figurinhas:

"Deu mania, mania forte, dessas que ficam comichando o dia inteiro na cabeça da gente e não deixam pensar em mais nada. Quem enchia o álbum ganhava prêmios bons e jogava-se abafa pela cidade: São Paulo estava de cócoras batendo e virando. Batia-se de concha, de mão mole, de quina, com efeito, de mão dura, conforme o tamanho do bolo, o jeito do chão e o personalíssimo estilo de cada um."

Lembro também que li uma continuação, Sangue Fresco, onde Bolacha e a turma eram sequestrados e presos na Amazônia, onde um novo criminoso vendia o sangue das crianças. Vou comprar esse também, mas me lembro das passagens da jibóia que engolia a galera e das bombas napalm, se não me engano. Conversando com nosso colega, Alexandre Soares Silva, fiquei sabendo que a turma do Bolacha tem vários livros... que bom, acho que vou queimar o salário neles...





Juliano Maesano
São Paulo, 25/4/2002

Mais Juliano Maesano
Mais Acessadas de Juliano Maesano em 2002
01. Trem Fantasma - 11/4/2002
02. Figurinhas - 25/4/2002
03. Utopia - 7/3/2002
04. Oscar 2002 - 21/3/2002
05. Civilizado? - 2/5/2002


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
24/4/2002
13h14min
Juliano, se eu não me engano a capa original (a que você comprou) é do Miguel Paiva, aquele mesmo que criou a Radical Chic, o gatão de meia idade e fez a abertura da novela Perigosas Peruas.
[Leia outros Comentários de Rafael Lima]
24/4/2002
2. Capa
19h11min
Oi Limão, bem, no livro diz que a capa é de um certo Noguchi... vai saber...
[Leia outros Comentários de Juliano Maesano]
25/4/2002
17h18min
Bela lembrança, Juli ! Eu realmente guardei alguns dos nossos álbuns antigos, mas não sei exatamente quais. Com certeza não tenho mais aquele célebre álbum Ping-Pong da Copa de 1982. Comprei algumas figurinhas do recém lançado álbum da Copa de 2002, da Panini. É um bom álbum, mas não sei se colecionarei. Na Copa de 1998 eu comprei e completei inteiro. Após encerrar as leituras da turma do Bolacha, sugiro o retorno às Aventuras de Xisto, que também foram marcantes na nossa infância.
[Leia outros Comentários de Adriano Maesano]
3/5/2002
02h18min
Ah, já que estamos falando nisso, alguém se lembra de "Grimble"? E de "O Escaravelho de Ouro"? Mas sério, tenho que te dar os parabéns, Juliano, por quebrar o silêncio e ousar falar de literatura infanto-juvenil. É tabu...Pense em todos os livros que o J.C.Marinho escreveu, e a sua crítica dele é a primeira que eu vejo fora de jornais especializados (que ninguém lê, é claro, e que não têm prestígio nenhum...). Um abraço- Alexandre.
[Leia outros Comentários de Alexandre ]
3/5/2002
08h13min
Eu me lembro, Alexandre. Grimble, Família e Cia., escrito por um bisneto ou coisa assim do Sigmund Freud, bem divertido. E lembro também do Escaravelho. Pelo visto eu só não me lembrava mesmo do autor da capa do Gênio do Crime...
[Leia outros Comentários de Rafael Lima]
26/5/2002
10h43min
gostei muito do comentário sobre figuinhas de vcs, me mandem mais por favor
[Leia outros Comentários de Diego]
6/6/2002
19h48min
Juliano, Você já pode colecionar figurinhas pela Internet. Visite o site www.bafobafo.com.br que você vai recordar os seus tempos de infância, só que agora adaptada ao mundo virtual. Abraços, Roberto (um dos idealizadores do álbum de figurinhas virtual)
[Leia outros Comentários de Roberto]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Deixe pra lá, Mulher! ( O Barracão Sinistro)
Dr. G. Pop
L.Oren
(1978)



Mason & Dixon
Thomas Pynchon
Companhia das Letras
(2004)



Introdução à Informática
H. L. Capson J. A. Johnson
Pearson
(2004)



Bruxos e Bruxas
James Patterson
Novo Conceito
(2013)



Isso Aqui é Seu A Volta Ao Mundo Por Patrimônios Da Humanidade
Zeca Camargo
Globo
(2009)



Coragem - O Prazer de Viver Perigosamente
Osho
Cultrix
(2013)



Livro de bolso Artes Du Spirituel Dans lart, et dans la peinture en particulier
Kandinsky
Folio Essais
(1989)



Plantas eróticas
Sangirardi Jr.
Nórdica
(1981)



After - Depois do Desencontro
Anna Todd
Paralela
(2015)



Livro Biografias Marley e Eu A Vida E O Amor Ao Lado Do Pior Cao Do Mundo
John Grogan
Prestigio
(2007)





busca | avançada
76281 visitas/dia
2,1 milhões/mês