On the Road, 60 anos | Luís Fernando Amâncio | Digestivo Cultural

busca | avançada
58257 visitas/dia
1,6 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Sessão Única com Jogo de Escape Game e debate do filme 'Os Bravos Nunca se Calam' em SP
>>> OBRAS INSPIRADAS DURANTE A PANDEMIA GANHAM DESTAQUE NO INSTITUTO CERVANTES, EM SÃO PAULO
>>> Sempre Um Papo com Silvio Almeida
>>> FESTIVAL DE ORQUESTRAS JUVENIS
>>> XIII Festival de Cinema da Fronteira divulga Programação
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Entre Dois Silêncios, de Adolfo Montejo Navas
>>> Home sweet... O retorno, de Dulce Maria Cardoso
>>> Menos que um, novo romance de Patrícia Melo
>>> Gal Costa (1945-2022)
>>> O segredo para não brigar por política
>>> Endereços antigos, enganos atuais
>>> Rodolfo Felipe Neder (1935-2022)
>>> A pior crônica do mundo
>>> O que lembro, tenho (Grande sertão: veredas)
>>> Neste Momento, poesia de André Dick
Colunistas
Últimos Posts
>>> Lula de óculos ou Lula sem óculos?
>>> Uma história do Elo7
>>> Um convite a Xavier Zubiri
>>> Agnaldo Farias sobre Millôr Fernandes
>>> Marcelo Tripoli no TalksbyLeo
>>> Ivan Sant'Anna, o irmão de Sérgio Sant'Anna
>>> A Pathétique de Beethoven por Daniel Barenboim
>>> A história de Roberto Lee e da Avenue
>>> Canções Cruas, por Jacque Falcheti
>>> Running Up That Hill de Kate Bush por SingitLive
Últimos Posts
>>> Nosotros
>>> Berço de lembranças
>>> Não sou eterno, meus atos são
>>> Meu orgulho, brava gente
>>> Sem chance
>>> Imcomparável
>>> Saudade indomável
>>> Às avessas
>>> Amigo do tempo
>>> Desapega, só um pouquinho.
Blogueiros
Mais Recentes
>>> iPad
>>> iPad
>>> iPad
>>> Sátiro e ninfa, óleo s/ tela em 7 fotos e 4 movies
>>> poeta del vacío existencial
>>> Croft & Kidman
>>> Histórias de gatos
>>> Whitesnake, 1987
>>> Por que Dilma tem de sair agora
>>> A árvore da vida
Mais Recentes
>>> Livro - A Ararajuba - Série natureza brasileira 2 de Rubens Matuck pela Biruta (2003)
>>> Arsène Lupin e Victor, da Brigada Anticrime (como novo) de Maurice Leblanc pela Principis (2021)
>>> Livro - Os Pássaros - Coleção Infanto Juvenil de Germano Zullo Albertine pela 34 (2013)
>>> Livro - Betina de Nilma Lino Gomes pela Maza (2009)
>>> Agente em campo (como novo) de John le Carré pela Record (2021)
>>> Fantasma sai de cena (muito bom) de Philip Roth pela Cia das letras (2008)
>>> Gota d’água - Coleção Teatro Hoje de Chico Buarque (Autor), Paulo Pontes (Autor) pela Civilização Brasileira (1977)
>>> Privação Cultural e Educação Pré-Primária de Maria Helena Souza Patto pela Livraria José Olympio (1977)
>>> Lisbela e o Prisioneiro de Osman Lins pela Planeta (2015)
>>> A Franco Maçonaria. Origem Historia e Influencia (raro exemplar) de Robert Ambelain pela Gnose (1990)
>>> O Desmonte de Amarildo Felix pela Patuá (2021)
>>> Diário de um Ladrão de Jean Genet pela Nova Fronteira (2005)
>>> Comédias para se ler na escola de Luis Fernando Verissimo pela Objetiva (2001)
>>> Auto da Barca do Inferno Farsa de Inês Pereira Auto da Índia de Gil Vicente pela Atica (2005)
>>> Eu não disse? (muito bom) de Mauro Chaves pela Perspectiva (2004)
>>> Os Sofrimentos Do Jovem Werther de Johann Wolfgang Von Goethe pela Martins Fontes (1998)
>>> O Quarto Reich (capa dura- ótimo estado) de M. A. Costa pela Livros de guerra (2018)
>>> A Inocência do Padre Brown (raro exemplar) de G. K. Chesterton pela Record
>>> Ventos de Quaresma (muito bom) de Leonardo Padura Fuentes pela Cia das letras (2008)
>>> Perseguido (muito bom) de Luiz Alfredo Garcia-Roza pela Cia das letras (2003)
>>> O Rei De Girgenti (muito bom) de Andrea Camilleri pela Record (2004)
>>> D. Pedro I (Perfis Brasileiros) de Isabel Lustosa pela Companhia das Letras (2006)
>>> Quatro Estações de Stephen King pela Objetiva (2001)
>>> Wicca Gardneriana de Mario Martinez pela Gaia (2005)
>>> O Feitiço do Cinema Ensaios de Griffe Sobre a Sétima Arte de Juan Guillermo D. Droguett e Flavio F. A. Andrade pela Saraiva (2009)
COLUNAS

Sexta-feira, 5/5/2017
On the Road, 60 anos
Luís Fernando Amâncio

+ de 3000 Acessos


Em 05 de setembro de 1957, a Viking Press lançou On the Road – Pé Na Estrada, segundo livro de Jack Kerouac. A publicação se deu após sete anos de recusas e com alterações no texto original, pois os editores consideravam o manuscrito impublicável. Por exemplo, para não atrapalhar seu fluxo de escrita, Kerouac não utilizou parágrafos enquanto redigia o texto. O livro é o relato das viagens feitas pelo autor entre 1947 e 1950, cruzando os Estados Unidos de costa a costa, incluindo uma ida ao México. Os deslocamentos foram feitos de modo precário, através de caronas e ônibus, ou em carros dirigidos a altas velocidades por Neal Cassady. O romance foi escrito em três semanas.

On the Road foi, de imediado, bem recebido pela crítica. Também foi um sucesso de vendas. É considerado por muitos o grande livro da Geração Beat, termo usado para classificar autores como William S. Bourroughs (Almoço Nu), Allen Ginsberg (Uivo e Outros Poemas), Gregory Corso, Gary Snyder, dentre outros. É um livro sobre a liberdade, a representação literária de uma geração de autores que inspirou a contracultura, o movimento hippie, músicos e artistas em geral. O cinema, por exemplo, tem um gênero de filmes, os roads movies, cuja gênese está atrelada ao romance. Até hoje, turistas que cruzam fronteiras experimentando diferentes culturas com mochilas nas costas têm dívida com Kerouac.

Passadas seis décadas desde a publicação do livro, faço a pergunta: será que a obra envelheceu?

Posso dizer sobre minha experiência com On the Road. Li o livro pela primeira vez no fim do ensino médio. Era um garoto, mais jovem do que os protagonistas. O efeito da leitura, claro, foi arrebatador. Não tanto por seu teor subversivo – sexo, psicotrópicos, bebidas... O que chamou a minha atenção era a história simples, com personagens se lançando pelas estradas para experimentar a vida.

O livro me marcou. De forma que, apesar de ter tanto para ler e assistir (já falei nisso aqui), me permiti fazer uma releitura do On the Road, quase 15 anos depois de conhecer a obra. Para justificar a empreitada, aproveitei o convite da amiga Lívia Torquetti para comentar o livro em seu podcast, Chá das Cinco Com Literatura.

Reler o livro tantos anos depois foi, claro, uma experiência diferente. Sobretudo por eu, leitor, ter mudado bastante nesse tempo. Pude observar aspectos que não tinham me chamado a atenção na primeira leitura, como a ebulição social daquele Estados Unidos ainda marcado pela segregação racial – o jazz era o ritmo que embalava as viagens – e a posição bastante marginal das mulheres da Geração Beat.

Sobre esse ponto, é válido observar que a adaptação cinematográfica do romance, dirigida pelo brasileiro Walter Salles Jr. em 2012, trata a situação com alguma sensibilidade. Embora a narrativa esteja focada nas viagens dos amigos Sal Paradise e Dean, há cenas sutis que mostram o desamparo de Marilou e Camille, mulheres de Moriarty, diante de sua personalidade hedonista.

O cartaz do filme

Mas se há algo que a releitura de On the Road me fez concluir é: se alguém envelheceu nessa história, fui eu, não o livro. A narrativa de Kerouac ainda soa poderosa, seu ritmo frenético é avassalador e suas descrições de personagens, paisagens e experiências, seguem excelentes. E por mais que o mundo não seja o mesmo do pós-Segunda Guerra Mundial, o conflito entre impulsos individuais e a rigidez das normas sociais segue atual. E, afinal de contas, um bom livro jamais envelhece.


Luís Fernando Amâncio
Belo Horizonte, 5/5/2017


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Cidadão Samba: Sílvio Pereira da Silva de Renato Alessandro dos Santos


Mais Luís Fernando Amâncio
Mais Acessadas de Luís Fernando Amâncio em 2017
01. Bates Motel, o fim do princípio - 8/12/2017
02. Fake news, passado e futuro - 25/8/2017
03. Brasil, o buraco é mais embaixo - 7/7/2017
04. O dia que nada prometia - 26/5/2017
05. Em nome dos filhos - 31/1/2017


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Procura- Se Hugo / 8ª Ed
Diléa Frate
Ediouro
(2002)



II Simposio Estadual do Café
Cetcaf
Cetcaf
(1996)



Cenas Brasileiras
Rachel de Queiroz
ática
(2002)



Alice no País das Maravilhas
Lewis Carroll; Adaptado por Débora J. Durães
Abril
(2011)



Não Faça Tempestade Em Copo DÁgua no Trabalho
Richard Carlson
Rocco
(1999)



Meditação dos Guias Interiores
Edwin C. Steinbrecher
siciliano
(1990)



Os Mestres Secretos do Tempo
Jacques Bergier
hemus
(1974)



Guia Prático para a Ascensão
Tony Stubbs
pensamento
(2004)



Antologia Poética
Manuel Bandeira
Global
(2013)



Inocência
Visconde Te Taunay
Escala
(1992)





busca | avançada
58257 visitas/dia
1,6 milhão/mês