Os Doze Trabalhos de Mónika. 3. Um Jogo de Poker | Heloisa Pait | Digestivo Cultural

busca | avançada
34746 visitas/dia
1,3 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS

Quinta-feira, 29/6/2017
Os Doze Trabalhos de Mónika. 3. Um Jogo de Poker
Heloisa Pait

+ de 2300 Acessos

Leia a primeira aventura de Mónika, À Beira do Abismo.

Yasmin tinha ido para casa descansar e Mónika terminava um milkshake na lanchonete que ficava de frente para o museu paleológico de Ambaíba, que já tinha até aparecido na novela.

Gostava de olhar o museu, com seu estilo art nouveau. Se algum dia se aposentasse e viesse morar ali, tentaria abrir uma lanchonete dentro do museu, como a que tinha na Casa Húngara. Lá eles organizavam os almoços mensais típicos, com goulash, batatas assadas, salsichas, mas o melhor era o hamburger com batata frita. O clube tinha um ar permanente de anos 1950.

Uma lanchonete, um privilégio. Um pouco como o museu à sua frente.

E não é que, interrompendo o devaneio, lá vinha o deputado Luís Venczel acompanhado do doutor Frederico? E vinham na sua direção, meu deus, talvez se sentassem na sua mesa.

– Podemos sentar aqui, Mónika? – Venczel perguntou, sempre irônico e galanteador.

– Por que não, Lajos? – ela respondeu no mesmo tom. – Como vai, doutor Frederico?

O médico sorriu, e o político respondeu:

– Não sei, você sempre ocupada com seus pensamentos, escrevendo livros...

– Estou só passando o tempo, a companhia de vocês será um prazer. Mas estou surpresa, Lajos, que faz aqui no interior? Alguma campanha?

Mónika não o perdoava. Não sabia bem pelo que não perdoava, mas os dois entendiam que seu rancor era justificado.

– Mónika, sabe a última do Luís? – perguntou o médico, mais afável que no consultório – Vai ser o presidente da associação latino-americana de poker profissional!

Mónika ficou pasma. Aquele pasma que acontece nos romances ruins, em que a mulher fica muda e faltam-lhe as cores da face.

– Presidente do quê, Lajos? – ela o chamava pelo nome húngaro, em geral para o irritar. Mas hoje era porque estava em choque mesmo, usou a língua materna que lhe vinha mais fácil à mente.

– Presidente da Associação Latino-Americana de Poker Profissional – ele respondeu, marcando bem as palavras, orgulhoso.

– Desde quando você joga poker?

– Sempre joguei. Adoro poker.

– Você sabia disso, doutor Frederico? – Ela acusava o médico de cumplicidade num crime.

– Sim, sabia. – E explicou: – O Luís tinha até um projeto de levar o poker às escolas públicas quando era secretário de educação. Não foi muito bem compreendido, não é Luís?

Poker. Então era isso. Poker. Ele jogava. Não jogava como um jogador, um Dostoievski, entregue. Não. Apenas apreciava o jogo. Era isso. A política! A aposta, o blefe. Saber as cartas que o outro tem.

– Verdade, Ferenc, meu amigo. Não foi, reconheço – disse Venczel, humilde, mas logo recuperou a verve. – A Mónika, que é uma analista simplesmente brilhante da cena política brasileira, da cultura deste país, vai saber por que...

Venczel afagava o ego da professora pois pensava que ela estava por um triz. Prestes a um sermão daqueles sobre ética e não-sei-mais-o-quê. Mas não. Mónika estava pasma. Não era capaz de dar bronca em ninguém, não conseguia acreditar. Venczel tinha apostado o país numa mesa de feltro verde.

– Lajos, me diga novamente, por favor: você agora é um tipo de cartola de... de poker? Por isso é que você está sumido do noticiário? – Mónika não acreditava na história. Voltou-se ao médico: – Doutor Frederico, não brinque...

O poker, é verdade, havia se tornado mais popular ultimamente. Clubes de bairro, jogos online, cursos caros para crianças ocupadas e gratuitos para jovens em situação de risco. Era uma dessas febres que assolava o país de tanto em tanto tempo.

Mónika se perguntou onde estariam as fichas de sua avó. Tinham vindo na mala, Dona Ada adorava poker! Mas era engraçado o modo como ela jogava, pois condenava os blefes e exigia uma seriedade que os netos não tinham, o que tornava o jogo bem engraçado.

Olhou para Venczel como Dona Ada mirava os netos brincalhões. Agora sim, estava por um triz. O país no feltro verde. O político percebeu que o clima mudara.

– O Brasil, Mónika, você que é uma estudiosa, o brasileiro é um apaixonado. Faz tudo por amor, por ódio, o homem cordial do historiador Sérgio Buarque de Holanda... – Fernando Henrique havia lançado um livro sobre os pensadores brasileiros e agora a classe política esbanjava apostos eruditos – O poker exige silêncio, reflexão, raciocínio e sobretudo cálculo.

Mónika emudeceu. O deputado discorria sobre jogo:

– Ele põe de lado as traições, os rancores, os desejos... – Venczel enumerava cada paixão humana como se elas lhe viessem à mente com esforço profundo. Era muito bom ator.

– Mas...

– Calma, calma. Você sempre aflita. – Venczel apertou forte seu antebraço, como se a impedisse de fugir. – Calma. E não exige só raciocínio. O brasileiro...

– Lajos...

– Deixa eu concluir, fiatal lány... O brasileiro pensa só em si. Só vê a si. É o centro do mundo, ele e seu séquito – Venczel subiu o outro braço e fez círculos como se enaltecesse esse brasileiro-rei. – O poker tira o homem do centro, pois cada um dos outros jogadores têm o mesmo número de cartas na mão, as mesmas chances, o mesmo valor. É preciso pensar em cada um deles como um indivíduo autônomo, independente. O poker é a solução para o Brasil! – Venczel concluiu.

Mónika resistia, mas aos poucos era convencida pelo deputado:

– Lajos, você apostou o Brasil numa mesa de poker!, foi isso que você fez! Meu Deus, o que poderia ter acontecido...

–– Estou longe da política, Mónika. – O deputado colocou os cotovelos atrás de si, as palmas da mão abertas como se se afastasse de tudo. Quero agora divulgar o poker e é assim que vou mudar o Brasil. Veja o futebol que todos falam tanto, que é bonito, é verdade. Mas é um rei e seus súditos lhe servindo até que pá, faça um gol. E aí é coroado. É isso o que você quer?

Ele era mestre em mudar de assunto. Que tinha o futebol a ver? Ela queria coisas sensatas, políticas públicas, lutava pela transparência. Mas era assim que Lajos Venczel ia mudar o Brasil.

Ela se sentia como se tivessem lhe tirado o chão. Todo aquele auê, uma nova política... E os jovens que ele havia encantado, que decepção teriam? Quis perguntar sobre os jovens, mas Venczel e o doutor Frederico já conversavam sobre os planos para a Casa Húngara.

Mónika tinha se interessado pela política partidária por causa do deputado Luís Venczel. Fez até projetos de extensão na faculdade. Raciocinava: “Vou entender como pensa o Lajos, nem que antes tenha que entender o Brasil.”

E era tudo carteado.

– Lajos... – ela ainda fazia um último apelo, como se estivesse ao alcance dele mudar o mundo.

– Mónika, Mónika... – ele respondia condescendente – O poker vai mexer com a nossa juventude! Não é nos partidos que vamos conquistar o que você e eu queremos para o Brasil.

Está no ar a quarta aventura de Mónika, O Museu Paleológico.

Esta é uma obra de ficção; qualquer semelhança com nomes, pessoas, fatos ou situações da vida real terá sido mera coincidência

Heloisa Pait
São Paulo, 29/6/2017



Quem leu este, também leu esse(s):
01. Fragmentos de Leituras e Sentido de Ricardo de Mattos
02. Barba ensopada de sangue: a ilusão é humana de Isabella Ypiranga Monteiro
03. As Aventuras de Pi de Duanne Ribeiro
04. Paixão e sucata de Daniela Kahn
05. Espírito Olímpico ou de porco? de Verônica Mambrini


Mais Heloisa Pait
Mais Acessadas de Heloisa Pait em 2017
01. Os Doze Trabalhos de Mónika. 1. À Beira do Abismo - 13/4/2017
02. Os Doze Trabalhos de Mónika. 5. Um Certo Batitsky - 21/12/2017
03. Os Doze Trabalhos de Mónika. 4. Museu Paleológico - 13/7/2017
04. Os Doze Trabalhos de Mónika. 6. Nas Asas da Panair - 28/12/2017
05. Os Doze Trabalhos de Mónika. 3. Um Jogo de Poker - 29/6/2017


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




OS SONHOS E SEUS SIGNIFICADOS AGORA É POSSÍVEL DECIFRÁ-LOS
ALL SCOTT
EKO
(1999)
R$ 15,00



GRACE KELLY - A VIDA DA PRINCESA DE HOLLYWOOD
DONALD SPOTO
PRATA
(2014)
R$ 14,00



VOIR LA GRECE
ANDRE BARRET
HACHETTE
(1971)
R$ 37,68
+ frete grátis



QUALIDADE SEGUNDO GARVIN
EVODIO KALTENECKER
ANNABLUME
(1995)
R$ 4,95



CONVERSANDO COM OS GATOS - 4ª EDIÇÃO
KATE SOLISTI-MATTELON
CULTRIX
(2011)
R$ 28,95



QUAL É O SEU PROBLEMA? GUIA MÉDICO DA FAMÍLIA
VARIOS
NOVA CULTURA
(1992)
R$ 18,00



LONGA E FATAL CAÇADA AMOROSA
LOUISA MAY ALCOTT
CÍRCULO DO LIVRO
(1995)
R$ 10,00



ABRAÇO DE PAI JOAO
WANDERLEY OLIVEIRA; PAI JOAO DE ANGOLA
DUFAUX
(2015)
R$ 40,00



O LIVRO DAS VIRTUDES II O COMPASSO MORAL
WILLIAM J BENNETT
NOVA FRONTEIRA
(1996)
R$ 79,90
+ frete grátis



VIAGENS DE GULLIVER
JONATHAN SWIFT
SCIPIONE
(2006)
R$ 10,00





busca | avançada
34746 visitas/dia
1,3 milhão/mês