Os Doze Trabalhos de Mónika. 6. Nas Asas da Panair | Heloisa Pait | Digestivo Cultural

busca | avançada
27956 visitas/dia
890 mil/mês
Mais Recentes
>>> Palavraria Conversa e Versa
>>> Supercombo no Templo Music: Tour “Adeus, Aurora'
>>> Barracão Cultural estreia montagem de rua a partir de livro de Eva Furnari
>>> Marina Peralta lança novo EP, 'Leve'
>>> Dan Stulbach faz ensaio aberto de Morte Acidental de um Anarquista para alunos da Escola Wolf Maya
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Manual para revisores novatos
>>> A Copa, o Mundo, é das mulheres
>>> O espelho quebrado da aurora, poemas de Tito Leite
>>> Carta ao(à) escritor(a) em sua primeira edição
>>> Paris branca de neve
>>> A cidade e o que se espera dela
>>> De pé no chão (1978): sambando com Beth Carvalho
>>> Numa casa na rua das Frigideiras
>>> Como medir a pretensão de um livro
>>> Nenhum Mistério, poemas de Paulo Henriques Britto
Colunistas
Últimos Posts
>>> Mirage, um livro gratuito
>>> Lançamento de livro
>>> Jornada Escrita por Mulheres
>>> Pensar Edição, Fazer Livro 3
>>> Juntos e Shallow Now
>>> Dicionário de Imprecisões
>>> Weezer & Tears for Fears
>>> Gryphus Editora
>>> Por que ler poesia?
>>> O Livro e o Mercado Editorial
Últimos Posts
>>> Oficina do diabo
>>> Rosa dos ventos
>>> Pelagem de flor II: NEGRO
>>> Efervescências
>>> Justoresoluto
>>> Em segundo plano
>>> A ver navios
>>> As esquinas dos amores
>>> Pelagem de flor I: VERMELHO
>>> Idade Mídia
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Os escritores jovens
>>> Guinga e sua Casa de Villa
>>> Pascal e a condição humana
>>> Aventuras pelo discurso de Foucault
>>> O Jovem e o Mar
>>> Luz em agosto
>>> Palestra de Guilherme Wisnik
>>> Jobs e o Macintosh
>>> Boa Tarde Às Coisas Aqui Em Baixo, de A L Antunes
>>> Um Furto
Mais Recentes
>>> Parcelamento Tributário & Moratória de Fábio Junqueira - Maria Inês Murgel pela Mandamentos/ Belo Horizonte (2019)
>>> Tratado de Infectologia de Ricardo Veronesi & Roberto Focaccia pela Atheneu (2009)
>>> Otimismo sem Limites: Levante Hoje para Lutar e Vencer! de Ômar Souki pela Landscape (2007)
>>> Otimismo sem Limites: Levante Hoje para Lutar e Vencer! de Ômar Souki pela Landscape (2007)
>>> Estrela da Manhã de Manuel Bandeira pela Global (2012)
>>> El Mito de Faeton en La Literatura Española (ilustrações Fcs. Fora do de A. Gallego Morell pela Madrid (1961)
>>> Vida Otimista de Ômar Souki pela Souki House (2004)
>>> Vida Otimista de Ômar Souki pela Souki House (2004)
>>> Vida Otimista de Ômar Souki pela Souki House (2004)
>>> Pregão Nas Licitações Municipais de Marcelo Palavéri pela Del Rey/ Belo Horizonte (2005)
>>> La Cancion Petrarquista en La Lirica Española del Siglode Oro:... de E. Segura Covarsi pela Madrid (1949)
>>> Evolução Política do Brasil e Outros Estudos de Caio Prado JR. pela Cia. das Letras (2012)
>>> La Transcripcion Castellana de los Nombres Proprios Griecos de Manuel F. Galiano pela Soc. de Estudios Clasicos/ Madrid (1961)
>>> A Condição Espacial de Ana Fani Alessandri Carlos pela Contexto (2015)
>>> Estudo Progressivo da Morfo- Sintaxi Latina de Prof. Oscarino da Silva Ivo pela Edit. da UFMG (1974)
>>> Estudo Progressivo da Morfo- Sintaxi Latina de Prof. Oscarino da Silva Ivo pela Edit. da UFMG (1974)
>>> Manual de Gramática Histórica Española de R. Menéndez Pidal (Ramón) pela Espasa- Calpe/ Madrid (1944)
>>> Um ano para enriquecer - 52 mensagens de otimismo e motivação de Napoleon Hill pela Record (2019)
>>> Controles Internos nas Organizações de Paulo N. Migliavacca pela Edicta (2004)
>>> Dante Vivo de Giovanni Papini pela Editorial Tor/ Buenos Aires (1942)
>>> A nova dependência (dívida externa e monetarismo) de Celso Furtado pela Paz e Terra (1983)
>>> Sans Frontieres 1 - méthode de français de Michele Verdelhan, Michel Verdelhan, Philippe Dominique pela Clé international (1982)
>>> Tom Jones (encadernado.- Completo Em 01 Volume) de Henri Fielding pela Circulo do Livro/ SP. (1985)
>>> Cozinha Prática - Massas de Cristian Muniz pela Pae (2015)
>>> Chico Buarque do Brasil de Rinaldo de Fernandes. Organizador pela Garamond (2004)
>>> A Religiosa/ Capa Dura de Diderot (denis) pela Circulo do Livro (2019)
>>> Sursis/ Classicos Modernos/ Encadernado de Jean- Paul Sartre / Tradução: Sergio Milliet pela Abril (1974)
>>> MacWEEK Guide to desktop video - cd rom included de Erik Holsinger pela ZIff-Davis Press (1993)
>>> Ação Cominatória e Outras Peculiares - Doutrina, Jurisprudência ... de Ulderico Pires dos Santos pela Paumape (1989)
>>> O líder em você. Como fazer amigos, influenciar pessoas e ter sucesso em um mundo em mutação de Stuart R. Levine e Michael A. Crom pela Record (1997)
>>> El Genio Latino de Anatole France pela Ed. Grandes Autores/ B. Aires (1943)
>>> Nacha Regules (novela) de Manuel Galvez pela Editorial Tor/ B. Aires (1933)
>>> O Direito Como Fato Social de José Florentino Duarte pela Sergio Antonio Fabris (1982)
>>> A Tributação Sobre Consumo de Bens e Serviços de Alessandra Machado Brandão Teixeira pela Mandamentos/ Belo Horizonte (2002)
>>> Lições preliminares de direito de Miguel Reale pela Saraiva (1995)
>>> Seguro: Teoria e Prática - Doutrina - Jurisprudência - Prática Forens de João Roberto Parizatto/ Autografado pela Edipa: Ed. Parizatto (2004)
>>> Manual Prático do Horóscopo Chinês de Minami Keizi pela Traço (1988)
>>> Reiki - Amor, Saúde e Transformação de Johnny de Carli pela Alfabeto (2017)
>>> As Novelas de Torquemada de Benito Pérez Galdós pela Paz e Terra (1989)
>>> A Arte Cavalheiresca do Arqueiro Zen de Eugen Herrigel pela Pensamento (1990)
>>> Umanesimo Positivo e Emacipazione Marxista de Galvano Della Volpe pela Sugar Editore (1964)
>>> Ciência e Tecnologia Hoje de Nicolas Witkowski pela Ensaio (1995)
>>> Luvas Brancas de John Kotre pela Mandarim (1997)
>>> I-Ching - A Alquimia dos Números de Wu Jyu Cheng pela Objetiva (1993)
>>> Computer Crimes de Maria Helena Junqueira Reis pela Del Rey/ Belo Horizonte (1997)
>>> O Budismo vivo e o mundo contemporâneo de Lama Anagarika Govinda pela Siciliano (1994)
>>> Luxúria. Coleção Sete Pecados Capitais de Simon Blackburn pela Arx (2005)
>>> Mundo, Vida e Esperança de Angela Coutinho ditado por Emmanuel pela Elevação (1999)
>>> O Budismo e o Caminho da Vida de Christmas Humphreys pela Cultrix (1995)
>>> Avareza. Coleção Sete Pecados Capitais de Phillis A. Tickle pela Arx (2005)
COLUNAS

Quinta-feira, 28/12/2017
Os Doze Trabalhos de Mónika. 6. Nas Asas da Panair
Heloisa Pait

+ de 2300 Acessos

Leia a primeira aventura de Mónika, À Beira do Abismo.

– Quem vai, então?

Mónika buscou a todos com o olhar para ver se entendia a quê o aviador estava convidando.

– Puxa, Helmut, – disse um colega – hoje minha mulher marcou um almoço com toda a família dela. Vou te contar, viu.

– Adorei a idéia, – respondeu uma recém-doutora, prestes a se aposentar – olha que coisa bacana, mas não dá mesmo, tem reunião do conselho.

As negativas se sucediam mas Mónika não sabia a quê. Perguntou. Era como fazia sempre, ia perguntando.

– Ir aonde, Helmut?

– Vou voar. Sobrou gasolina no avião do Cavaletti, grande amigo lá da época da instrução, e ele me emprestou para uma volta.

– Mas teu brevê tá em ordem? – Mónika sempre checando o mundo.

– Claro que está. Vou deixar vencer? De modo algum. Voar não me tiram.

Helmut tinha sido piloto da Varig. Fazia pesquisas, dava aulas, era professor. Mas nunca ia deixar de ser piloto da Varig, que era mais que uma empresa aérea, era uma escola, uma missão.

– Posso ir? – perguntou nossa heroína. Mas fez-se um certo silêncio.

Mónika tinha chegado no Brasil, pasmem, de Varig. Não era fácil, naquela época, simplesmente sair do país, ainda mais com a família toda, inclusive os avós. Os pais de Mónika pensaram então num plano incrível. Compraram as passagens mais caras do vôo inaugural de Budapest da ambiciosa companhia paraestatal brasileira. E se apresentaram serenos no aeroporto, repleto de autoridades de ambos os países. Viajavam com o tanto certo de bagagem: nem muita que parecesse uma imigração, nem pouca que sugerisse uma fuga. Levaram também o pequeno cãozinho da família, o que era expressamente proibido e distraiu os burocratas da infração maior, transpor a cortina de ferro.

Imaginem agora a pequena Mónika, chorosa pela perda do cão, dos amigos, de tudo o que ela então conhecia, sendo recebida pelas afetuosas aeromoças da Varig e pelo comandante que veio pessoalmente, até falando umas palavras de húngaro, cumprimentar todos os passageiros da primeira classe, feitos na maioria de gordos burocratas e generais nacionais! Foi dentro daquele avião que Mónika primeiro entendeu que amaria seu novo país. Também foi naquele vôo, tendo se tornado mascote provisório dos afáveis militares brasileiros, em suas fardas verde-oliva, que percebeu que nunca o entenderia completamente.

Voltemos pois a Ambaíba, onde Mónika implorava o passeio aéreo.

O aviador hesitou. Não queria voar com ela. Respondeu, sem esconder a concessão, jogando o pulso para cima:

– Vamos lá, então! Leve só sua carteira e vamos.

Ia voar com o Helmut. Seu jeito direto, sem floreios, a deixava tranquila. Mónika não precisava ficar adivinhando o que ele pensava e ele, por sua vez, não estava nem aí para o que Mónika pensasse, ao contrário dos colegas, intimidados com os estudos esotéricos de nossa heroína.

Quem comanda um Boeing com 300 passageiros a bordo teme coisas de verdade, gelo na asa, terrorista ou pane no motor. Não intriga acadêmica. Seu braço esquerdo pendente, com músculos levemente atrofiados por uma paralisia que teve na infância, também o lembrava dos inimigos reais dos homens: a morte, e a doença. Continuava voando não por coragem, mas para não esquecer o que é ter medo.

Enfim, moreno, meio cigano, era impossível não olhar para ele, seus gestos, o braço bom gesticulando expressivo, como se para compensar o outro, os olhos azuis atrás de sobrancelhas muito pretas. Pensava no pai, talvez cigano também, como é que saberia? Como é que saberia de onde os homens vinham?

Foram em silêncio para o hangar. Ele descreveu a rota e informou o que ela devia fazer e o que não devia durante o vôo, como se ela fosse um novo copiloto. Ela fez que entendeu, mas não prestava atenção. Só pensava, um pouco como criança mesmo, que estava do lado do aviador! Que incrível.

Aí ele se desligou de tudo, concentrou-se nos controles, em botar o troço no ar. Sentia-se bem. Até melhor que antes, quando era trabalho, responsabilidade, formação, dedicação. Agora voava. A cidade, as plantações, os conjuntos habitacionais, os desmanches. Condomínios fechados. As estradas, ligando o país, ladeadas por acampamentos de lona. Uma represa. Voava. As imensas ravinas que circundavam a cidade. Viu a geografia particular de Ambaíba de um ângulo espetacular, onde o platô se projetava cortando uma ravina ao meio, como um ferro de passar roupa. Lembrou que havia ao lado alguém para quem mostrar, deu um pequeno soco com a palma da mão na coxa da Mónika e apontou para a ravina cindida.

Ela se assustou. Também tinha esquecido que estava ao lado do aviador. Via de cima a cidade, via o mesmo que ele. Via o campus ali pequeno, à beira do precipício, via o horizonte ali longe, mais longe. E, sim, via a ravina cortada, quis perguntar se ele já tinha ido lá embaixo, o barulho era grande, apenas assentiu com o rosto. Era hora de voltar, tinham conhecido a cidade juntos. Ele ainda deu um rasante pelo campus, riu, se divertia. Ela riu também, cada uma. E aí voltaram de vez.

Ele foi se despregando do assento, cintos, luvas, óculos, quando foi descer ela estava parada. Parada não, sacolejava. Helmut não sabia se ela ria, chorava, se tinha uma convulsão. Ela se virou para explicar, não conseguiu dizer nada, voltou a olhar para baixo. Estava chorando. Se fosse sua mulher – mãe, esposa ou filha – ele ia abraçá-la e dizer que estava tudo bem, que seja lá o que fosse, não era nada. Mas não era mulher sua. Não era de ninguém. Só podia esperar passar.

Perguntou-se se tinha feito algo errado, dito algo que a ofendesse. Não. Tinha certeza que não. Apaixonada ela não estava, e se estivesse também, não era problema seu, pensou de modo técnico, como se verificasse um equipamento. Mas não era isso também. Era que tinha sido um passeio bonito. A terra era bonita. Que terra bonita que era.

– Que bonita que é essa terra, não? – ele disse.

– Bonita demais – ela concordou. – Demais. – E aí derramou um choro normal, que foi passando, até secar.

E o passeio terminou.

Está no ar a sétima aventura de Mónika, Um Senador da República.

Esta é uma obra de ficção; qualquer semelhança com nomes, pessoas, fatos ou situações da vida real terá sido mera coincidência


Heloisa Pait
São Paulo, 28/12/2017



Quem leu este, também leu esse(s):
01. Algo de sublime numa cabeça pendida entre letras de Elisa Andrade Buzzo
02. Nos escuros dos caminhos noturnos de Elisa Andrade Buzzo
03. T.É.D.I.O. (com um T bem grande pra você) de Renato Alessandro dos Santos
04. As palmeiras da Politécnica de Elisa Andrade Buzzo
05. Goeldi, o Brasil sombrio de Jardel Dias Cavalcanti


Mais Heloisa Pait
Mais Acessadas de Heloisa Pait em 2017
01. Os Doze Trabalhos de Mónika. 1. À Beira do Abismo - 13/4/2017
02. Os Doze Trabalhos de Mónika. 5. Um Certo Batitsky - 21/12/2017
03. Os Doze Trabalhos de Mónika. 4. Museu Paleológico - 13/7/2017
04. Os Doze Trabalhos de Mónika. 6. Nas Asas da Panair - 28/12/2017
05. Os Doze Trabalhos de Mónika. 3. Um Jogo de Poker - 29/6/2017


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




SUPER INTERESSANTE 328 - SEJA MAIS CRIATIVO
VARIOS AUTORES
ABRIL
(2014)
R$ 12,00



ORIGAMI BRILHANTE
DAVID BRILL
MADRAS
(2007)
R$ 40,00



NASCE UM POVO
MICHEL BERGMANN
VOZES
(2019)
R$ 7,00



ANÁLISE COMPARATIVA DO COMPORTAMENTO DE META-HEURÍSTICAS
MARCELO LOTIF UND ANDRÉ L. V. COELHO
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 279,00



O ENCONTRO ANALÍTICO : TRANSFERÊNCIA E RELACIONAMENTO HUMANO
MÁRIO JACOBY
CULTRIX
(1987)
R$ 18,99



COMO TELHADOS VERDES ALTERAM O BALANÇO TÉRMICO EM AMBIENTES INTERNOS?
THOMAS JEFERSON VIEIRA, LUCIANO FLEISCHFRESSER UND LUCAS AUGUSTO PRUDENTE
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 251,00



O MANUSCRITO PERDIDO 8353
JOSÉ BAROHONA (PREF. NELSON PEREIRA DOS SANTOS)
TORDESILHAS
(2012)
R$ 12,00



GRANDES VIDAS, GRANDES OBRAS - BIOGRAFIAS
SELEÇÕES DO READERS DIGEST
READERS DIGEST
(1968)
R$ 13,00



A NUDEZ DA VERDADE
FERNANDO SABINO
ÁTICA
(2001)
R$ 15,00



CÂMERA NA MÃO, O GUARANI NO CORAÇÃO - 6ª ED.
MOACYR SCLIAR
ÁTICA
(2002)
R$ 13,90





busca | avançada
27956 visitas/dia
890 mil/mês