A falta que Tom Wolfe fará | Rafael Lima | Digestivo Cultural

busca | avançada
77164 visitas/dia
2,0 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Yassir Chediak no Sesc Carmo
>>> O CIEE lança a página Minha história com o CIEE
>>> Abertura da 9ª Semana Senac de Leitura reúne rapper Rashid e escritora Esmeralda Ortiz
>>> FILME 'CAMÉLIAS' NO SARAU NA QUEBRADA EM SANTO ANDRÉ
>>> Inscrições | 3ª edição do Festival Vórtice
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> O Big Brother e a legião de Trumans
>>> Garganta profunda_Dusty Springfield
>>> Susan Sontag em carne e osso
>>> Todas as artes: Jardel Dias Cavalcanti
>>> Soco no saco
>>> Xingando semáforos inocentes
>>> Os autômatos de Agnaldo Pinho
>>> Esporte de risco
>>> Tito Leite atravessa o deserto com poesia
>>> Sim, Thomas Bernhard
Colunistas
Últimos Posts
>>> Glenn Greenwald sobre a censura no Brasil de hoje
>>> Fernando Schüler sobre o crime de opinião
>>> Folha:'Censura promovida por Moraes tem de acabar'
>>> Pondé sobre o crime de opinião no Brasil de hoje
>>> Uma nova forma de Macarthismo?
>>> Metallica homenageando Elton John
>>> Fernando Schüler sobre a liberdade de expressão
>>> Confissões de uma jovem leitora
>>> Ray Kurzweil sobre a singularidade (2024)
>>> O robô da Figure e da OpenAI
Últimos Posts
>>> AUSÊNCIA
>>> Mestres do ar, a esperança nos céus da II Guerra
>>> O Mal necessário
>>> Guerra. Estupidez e desvario.
>>> Calourada
>>> Apagão
>>> Napoleão, de Ridley de Scott: nem todo poder basta
>>> Sem noção
>>> Ícaro e Satã
>>> Ser ou parecer
Blogueiros
Mais Recentes
>>> A Barsa versus o Google
>>> Sobre a mulher que se faz de vítima
>>> Coleção Por que ler, da Editora Globo
>>> Realismo histérico
>>> Olga e a história que não deve ser esquecida
>>> 6 de Novembro #digestivo10anos
>>> Relendo clássicos
>>> O Presépio e o Artesanato Figureiro de Taubaté
>>> Era Meu Esse Rosto
>>> Do Comércio Com Os Livros
Mais Recentes
>>> Livro Na Vida Dez, Na Escola Zero de Terezinha. Carraher pela Cortez (1994)
>>> Livro Voce Verdadeiramente Nasceu De Novo Da Agua E Do Espirito? de Paul C. Jong pela Hephzibá (2002)
>>> Livro Luz no lar de Francisco Cândido Xavier por Diverso Espíritos pela Feb (1968)
>>> Livro As Perspectivas Construtivista e Histórico-cultural na Educação Escola de Tania Stoltz pela Ibpex (2008)
>>> Livro El Desarrollo Del Capitalismo En America Latina. Ensayo De Interpretacion Historica (spanish Edition) de Agustin Cueva pela Siglo Xxi (2002)
>>> O Fantástico Homem do Metrô 8 edição. - coleção veredas de Stella Carr pela Moderna (1993)
>>> Missão Ninok: se tem medo do futuro não abra o livro de Bernardino Monteiro pela Artenova (1980)
>>> Os Bichos Que eu Faço - coleção girassol 1ª edição. de Telma Guimarães Andrade pela Moderna (1991)
>>> Enfermagem Médico-Cirúrgica em Unidade de Terapia Intensiva de Eliza Kaori Uenishi pela Senac (2008)
>>> Primeiras Linhas de Direito Processual Civil - Volume 1 de Moacyr Amaral Santos pela Saraiva (2002)
>>> O Cortiço de Aluísio Azevedo pela Estadão
>>> Um Certo Suicídio de Patricia Highsmith pela Best Seller
>>> Domine Seu Sistema Nervoso Pelo Treinamento Autógeno de Karl Robert Rosa pela Ediouro
>>> Introdução à Literatura no Brasil de Afrânio Coutinho pela Distribuidora de Livros Escolares (1975)
>>> Pedro Vira Porco-Espinho de Janaina Tokitaka pela Jujuba (2017)
>>> O Grande Livro dos Contrários. Das Formas e das Cores de Frederic Kessler pela Cortez (2018)
>>> A Perigosa Idéia de Darwin de Daniel C. Dennett pela Rocco (1998)
>>> Dicionário de Saúde de Carlos Roberto Lyra da Silva pela Difusão (2006)
>>> A Cidade e as Serras de Eça de Queiroz pela Folha de S.Paulo (1997)
>>> Fodor's Arizona 2001: Completely Updated Every Year de Fodor's pela Fodor's (2000)
>>> Herobrine - A Lenda (livro 1) de Mikhael Línnyker F Rodrigues pela Geracao Editorial (2020)
>>> Um Ano Inesquecivel de Paula Pimenta; Babi Dewet pela Gutemberg (2015)
>>> Aspectos Polêmicos da Atividade do Entretenimento de Vários Autores pela Apm (2004)
>>> Delta de Vênus de Naïs Nin pela Círculo do Livro (1989)
>>> O Processo de Franz Kafka pela Folha de S.Paulo (2003)
COLUNAS

Quarta-feira, 30/5/2018
A falta que Tom Wolfe fará
Rafael Lima
+ de 11500 Acessos

Há mais de 50 anos, num artigo entitulado The Mid-Atlantic Man, Tom Wolfe mostrou como o preconceito de classe britânico estava sendo espanado por publicitários ingleses cujas vidas profissionais dividiam-se entre Londres e Nova Iorque estavam descobrindo que podiam livrar-se do preconceito de classe britânico, tornando-se um pouco norte-americanos! Meghan Markle, quando trocou sua carreira e reputação ativista por um lugar na realeza, fez a trajetória inversa. Seria um prato cheio para Tom Wolfe; é uma pena que tenha partido antes do casamento. Faria bem a Megan ler Tom Wolfe.

Aliás, faria bem a todo mundo, por dois motivos. Primeiro: escrevia bem demais. Mais do que qualquer um de seus contemporâneos, Wolfe pegava o senso de típico em uma situação, lugar ou pessoa -- e também tinha mais imaginação verbal para descrevê-lo, imergindo o leitor na cena. Seu segredo? Rasgar o manual de redação, substituído por referências literárias. Um segredo de polichinelo, compartilhado por toda a turma do New Journalism: Gay Talese queria emular os contos de Irving Shaw, Hunter S. Thompson mirava-se numa página de F. Scott Fitzgerald. Alguém precisa urgentemente escrever um ensaio sobre a influência do sul dos EUA no New Journalism: Wolfe e Thompson eram sulistas e Talese formou-se numa universidade do sul.

Esse seria o aspecto mais chamativo do jornalismo de Tom Wolfe, as maiúsculas, os pontos de exclamação, as enumerações intermináveis, os itálicos, o uso de diálogos, todo um arsenal de linguagem que ia além das descrições divertidas; no seu zênite, teve ressonância para cunhar termos que entraram na linguagem do dia-a-dia: a Década do Eu, Radical Chic.

Segundo motivo: mais do que um jornalista, Tom Wolfe era um homem de idéias. Suas reportagens sobre motociclistas, surfistas, publicitários, office boys que frequentam discotecas ao meio-dia, os Merry Pranksters de Ken Kesey -- não seriam tão boas se focassem apenas no aspecto pitoresco de seus sujeitos. Tom Wolfe leu muito de antropologia, sociologia e história, de onde pinçou conceitos que o permitiam fazer ligações entre o Vale do Silício e Teillard de Chardin, mods e Saint-Just, contextualizando cada subcultura emergente da década de 60 para além da pirotecnia verborrágica. Wolfe viu ali manifestações de dilatação do ego, somente então possíveis graças à elevação do nível de vida das classes trabalhadoras, tese que desenvolveria e consolidaria no ensaio A Década do Eu.

Ele tinha teses, e não se furtava em entrar em brigas por causa delas. Encarou de uma só vez Norman Mailer e dois Johns, Irving e Updike, porque acreditava que o melhor romance norte-americano devia embutir um estudo sociológico dos acontecimentos de seu tempo ao invés das elucubrações intelequituais desses três escritores (Meus Três Patetas, em Ficar ou Não Ficar). Defendeu o classicismo contra a esterilidade modernista imposta pela escola Bauhaus na arquitetura (Da Bauhaus ao Nosso Caos). Atacou o vazio e a falta de técnica dos abstracionistas (A Palavra Pintada). No fim da vida, ainda arrumou energia para atacar as teorias linguísticas de Noam Chomsky e o ateísmo de Richard Dawkins.

Mais do que qualquer outra coisa, celebrou a glória da civilização norte-americana, em seu entender uma metáfora pra o espírito humano, sempre à procura de uma nova conquista -- nenhuma conquista seria maior do que a conquista da lua, narrada em Os Eleitos, talvez seu melhor livro.

Nunca teve vergonha de se declarar e, sobretudo, de se vestir com um conservador. Nunca perdeu o senso de humor. Megan, faça seu dever de casa: vá ler Tom Wolfe.


Rafael Lima
Rio de Janeiro, 30/5/2018

Quem leu este, também leu esse(s):
01. A pior crônica do mundo de Luís Fernando Amâncio
02. Outros cantos, de Maria Valéria Rezende de Ana Elisa Ribeiro
03. Do inferno ao céu de Cassionei Niches Petry
04. 2 leituras despretensiosas de 2 livros possíveis de Ana Elisa Ribeiro
05. O Vendedor de Passados de Marilia Mota Silva


Mais Rafael Lima
Mais Acessadas de Rafael Lima
01. Charge, Cartum e Caricatura - 23/10/2001
02. O Tigrão vai te ensinar - 12/3/2001
03. A diferença entre baixa cultura e alta cultura - 24/7/2001
04. Sobre o ato de fumar - 7/5/2001
05. Um álbum que eu queria ter feito - 6/11/2001


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Física. Contexto & Aplicações - Volume 1
Varios Autores
Scipione
(2011)



O Presente do Meu Grande Amor - Doze Histórias de Natal
Stephanie Perkins
Intrínseca
(2014)



A Reforma Trabalhista na Visão da Ajd Análise Crítica
Laura Rodrigues Benda
Casa do Direito
(2018)



A Grande Pirâmide
Tom Valentine
Nova Fronteira
(1976)



Livro Infanto Juvenis Sai pra Lá!
Ana Terra
Larousse do Brasil
(2008)



Mireille - Capa Dura - Raro
Frédéric Mistral / G. Nick Ilustrador
Librairie Delagrave
(1932)



Irmãos Unidos
Francisco Cândido Xavier / Vários Espíritos
Geem
(1988)



À Noite
Helga Bansch
Fisicalbook
(2017)



Private - Suspeito nº 1
James Patterson
Arqueiro
(2013)



Livro Literatura Brasileira Em Câmara Lenta
Renato Tapajós
Carambaia
(2022)





busca | avançada
77164 visitas/dia
2,0 milhão/mês