Charge, Cartum e Caricatura | Rafael Lima | Digestivo Cultural

busca | avançada
56138 visitas/dia
1,8 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Centro em Concerto - Palestras
>>> Crônicas do Não Tempo – lançamento de livro sobre jovem que vê o passado ao tocar nos objetos
>>> 10º FRAPA divulga primeiras atrações
>>> Concerto cênico Realejo de vida e morte, de Jocy de Oliveira, estreia no teatro do Sesc Pompeia
>>> Seminário Trajetórias do Ambientalismo Brasileiro, parceria entre Sesc e Unifesp, no Sesc Belenzinho
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> As fezes da esperança
>>> Quem vem lá?
>>> 80 anos do Paul McCartney
>>> Gramática da reprodução sexual: uma crônica
>>> Sexo, cinema-verdade e Pasolini
>>> O canteiro de poesia de Adriano Menezes
>>> As maravilhas do modo avião
>>> A suíte melancólica de Joan Brossa
>>> Lá onde brotam grandes autores da literatura
>>> Ser e fenecer: poesia de Maurício Arruda Mendonça
Colunistas
Últimos Posts
>>> Oye Como Va com Carlos e Cindy Blackman Santana
>>> Villa candidato a deputado federal (2022)
>>> A história do Meli, por Stelleo Tolda (2022)
>>> Fabio Massari sobre Um Álbum Italiano
>>> The Number of the Beast by Sophie Burrell
>>> Terra... Luna... E o Bitcoin?
>>> 500 Maiores Álbuns Brasileiros
>>> Albert King e Stevie Ray Vaughan (1983)
>>> Rush (1984)
>>> Luiz Maurício da Silva, autor de Mercado de Opções
Últimos Posts
>>> Melhores filme da semana em Cartaz no Cinema
>>> Casa ou Hotel: Entenda qual a melhor opção
>>> A lantejoula
>>> Armas da Primeira Guerra Mundial.
>>> Você está em um loop e não pode escapar
>>> O Apocalipse segundo Seu Tião
>>> A vida depende do ambiente, o ambiente depende de
>>> Para não dizer que eu não disse
>>> Espírito criança
>>> Poeta é aquele que cala
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Aconselhamentos aos casais ― módulo I
>>> Violões do Brasil
>>> Heróis improváveis telefonam...
>>> A esquerda nunca foi popular no Brasil
>>> Na minha opinião...
>>> Amores & Arte de Amar, de Ovídio
>>> VOCÊS
>>> As sombras e os muros de José J. Veiga
>>> Entrevista com o poeta Júlio Castañon Guimarães
>>> 30 de Junho #digestivo10anos
Mais Recentes
>>> Jackson Pollock - drawing into painting de Bernice Rose pela The Museum of Modern Art (1980)
>>> O Manto das Trevas de Helen MacInnes pela Record (1982)
>>> Machado de Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> Álbum de Casamento de Nora Roberts; Janaina Senna pela Arqueiro (2013)
>>> A Mágica do 1-2-3 de Thomas W. Phelan; Simone Lemberg Reisner pela Sextante (2009)
>>> Os Eleitos de Tom Wolfe pela Rocco
>>> Visões do Golpe de Vários Autores pela Nova Fronteira (2014)
>>> Désirée, Wife of Marshal Bernadotte de Annemarie Selinko pela Longman (1975)
>>> Arsene Lupin Contra Herlock Sholmes de Maurice Leblanc pela L&pm (2021)
>>> Tribulações de um Chinês na China de Julio Verne pela Edico
>>> O Caso dos Exploradores de Cavernas de Lon L. Fuller pela Edipro de Bolso (2015)
>>> Balanced Yoga: the Twelve Week Programme de Svami Purna pela Element Books (1992)
>>> Os Três Mosqueteiros de Alexandre Dumas pela Abril (1971)
>>> Hora do Apocalipse de Edgard Armond pela Aliança (1992)
>>> Outra Vez Heidi de Johanna Spyri pela Hemus (1985)
>>> Guia Completo de Inglês para Viagem de Ana Cuder pela Fluentics
>>> Inspirações - Pintura em seda livro I de Denise Meneghello pela Maio (1995)
>>> Eu Acredito no Amor! de Aldirene Maximo pela Scortecci (2017)
>>> Técnicas para Entrevistas - Conquiste Seu Emprego de Aggie White pela Cengage Learning (2008)
>>> Marley & Eu de John Grogan pela Prestigio (2006)
>>> Clínica Odontológica Brasileira 2004 de Marco Antonio Bottino pela Artes Medicas (2004)
>>> Die Blutschule de Max Rhode pela Roman
>>> As Viagens de Gulliver de Jonathan Swift pela Nova Cultural
>>> Surrealismo de Marilda de Vasconcellos Rebouças pela Ática (1986)
>>> E Após o Sinal Sensível de Prof Luiz Meloni pela Leia Sempre
COLUNAS

Terça-feira, 23/10/2001
Charge, Cartum e Caricatura
Rafael Lima

+ de 67200 Acessos
+ 3 Comentário(s)

Rir de uma caricatura, comentar a charge do dia, lembrar daquele antigo pôster do Ziraldo todo mundo gosta. Mas a galera aí sabe a diferença entre charge, cartum e caricatura? Sabe o que é uma piada muda e o que é uma história em quadrinhos?

Saul SteinbergVamos por partes, como um quebra-cabeça. Etimologia: charge vem do francês, carga. Como explica Jô Soares no prefácio do livro do chargista Ique, Brasileiras & Brasileiros: "Charge, carga, não da brigada, mas sempre ligeira, desafio infindável. Charge, carga, obrigação de ser mordaz com hora marcada." Mais simplesmente, "a chance de dar um tiro de canhão por dia", definição ouvida por este colunista num debate. Cartoon, do inglês, cartão, tem origem num fato histórico. Em Londres, 1841, o príncipe Abbert encomendou uma série de desenhos para os novos murais de Westminster, e os artistas rejeitados, em represália, fizeram uma mostra de humor toda em cartão. A revista inglesa Punch, a mais antiga em humor do mundo, publicou os cartoons, dando novo significado à palavra. Aqui no Brasil, o cartoon ganhou jogo de cintura e virou cartum, como narra o pai da criança, Ziraldo: "no Brasil, a gente tinha que grifar, já que era palavra estrangeira. Ficava uma coisa chata. Então eu fui falar com o Aurélio, contei a ele que tinha criado a palavra e ele disse que ia dicionarizá-la. Logo depois, em 1967, um diretor do Jornal dos Sports que estava querendo fazer grandes mudanças me chamou para fazer um caderno de humor. No título já fui colocando a grafia nova: 'Cartum JS'". O neologismo apareceu pela primeira vez na revista Pererê, de fevereiro de 1964, do mesmo Ziraldo.

Saul SteinbergParole, parole. Mas quem é quem nesse saco de gatos? Chico Caruso fez uma distinção bem clara, valendo-se de uma analogia cinematográfica (vai com aspas, mas a citação é de cabeça): "Se você afasta a câmera, pegando o plano geral, sem detalhes, e a piada é universal, como a do náufrago, é um cartum." Então todos aqueles desenhinhos sem palavras do Quino são cartuns, as vinhetas do Borjalo também e as marginais do Mad, feitas pelo Aragonés, idem. "Se você aproxima a câmera, pegando o chamado plano americano -- da cintura pra cima -- e localiza a piada, aí é charge." Fica fácil ver que todas essas piadas políticas, que aparecem nas manchetes ou nas páginas de opinião dos jornais são charges. Os quadrados que Ique, Chico e Paulo Caruso, Angeli, e Claudio Paiva ocupam ou ocuparam nos jornais do Rio e São Paulo foram sempre ocupados com charges. "E se você fecha a câmera só na cabeça, o close, é caricatura." Ou seja, aqueles retratos deformados que fizeram o nome do Álvarus, do Cássio Loredano, do Liberati, do Al Hirschfeld na New Yorker, do Nássara. Agora entendi.

An American CorridaPeraí, mas e... os quadrinhos? Quadrinhos são coisa bem mais complexa, porque se valem de elementos da pintura, ilustração, literatura, cartum, charge, caricatura e até cinema, podendo trocar influências e idéias num toma lá dá cá que às vezes é só toma lá, às vezes é só dá cá. Além disso, como Will Eisner colocou em seu livro, quadrinhos são arte sequencial, ao contrário da charge e do cartum, que se resolvem em um só quadro. Bill Sienkievicz se notabilizou por usar a caricatura para caracterizar o lado grotesco de alguns personagens, utilizando diversas técnicas de pintura. Angeli usa a sequência, típica dos quadrinhos, em suas charges políticas. Aroeira usa outro elemento dos quadrinhos, o balão, fartamente em suas charges. Jaguar usa o balão em cartuns. Quando não há uso do balão num cartum, e o texto não aparece abaixo do desenho, como diálogo ou título, expediente comum a Carlos Estevão, o cartum é conhecido como piada muda.

O problema é que além de nem todas essas definições serem suficientemente claras, elas são arbitrárias. Existem para serem derrubadas até que se encontre algo melhor. E fluidas, porque ao intercambiarem seus elementos, misturam seus conceitos, tornando-se mais parecidas umas com as outras. É comum ouvir as pessoas falarem que o Chico Caruso é um caricaturista de mão cheia, o que não deixa de ser verdade. Lan, mais do que chargista político, é um ilustrador (ilustração: aquele desenho que diz em traços o que o texto diz em palavras) brilhante no uso da cor, cartazista e capista. A verdade é que, assim como as definições acima, o talento também é intercambiável, e quem é bom fazendo cartum também deve ser bom fazendo quadrinhos, caso do Henfil, e vice-versa. Os exemplos são intermináveis, como sempre foi a disposição do público para o desenho de humor.

Para conhecer mais

Charge OnLine


Rafael Lima
Rio de Janeiro, 23/10/2001


Quem leu este, também leu esse(s):
01. A Onda, de Dennis Gansel de Ana Seffrin
02. Um teatro que foge do óbvio de Guilherme Conte
03. Ativismo cibernético de Rafael Lima
04. Pense no que vai engolir de Vera Moreira


Mais Rafael Lima
Mais Acessadas de Rafael Lima em 2001
01. Charge, Cartum e Caricatura - 23/10/2001
02. O Tigrão vai te ensinar - 12/3/2001
03. A diferença entre baixa cultura e alta cultura - 24/7/2001
04. Sobre o ato de fumar - 7/5/2001
05. Um álbum que eu queria ter feito - 6/11/2001


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
23/10/2001
1. KDTU
00h00min
Venha trabalhar vagabundo!!!!!
[Leia outros Comentários de pedro]
31/3/2009
10h58min
Eu achei legal esse texto, porque fala de um assunto que estou estudando...
[Leia outros Comentários de bruna]
16/2/2010
09h59min
Na verdade, é um trabalho que eu irei fazer. E, com essa história sobre charge, cartum e caricatura, o trabalho vai ficar muito bom. Thank's!
[Leia outros Comentários de Wagner]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Um Certo Capitão Rodrigo
Érico Veríssimo
: Abril Cultural
(1981)



O Espírito dentro de nós e o espírito sobre nós
Kenneth E. Hagin
Rhema Faith
(2010)



Contos da Rua Brocá
Pierre Gripari
Martins Fontes
(2009)



Primeiros Casos de Poirot
Agatha Christie
Nova Fronteira



Germinal
Émile Zola
Abril Cultural
(1979)



Care of the Soul
Thomas Moore
Harper Usa
(1994)



Contos da Taberna
Arthur Clarke
Francisco Alves
(1982)



Oab Nacional 1ª Fase V. 1 - Direito Civil
Fábio Vieira Figueiredo; Brunno Pandori Giancoli
Saraiva
(2009)



Indústria da Transformação do Material Plástico
Sesi/sp
Sesi/sp
(2012)



Cidadania, Direitos Humanos e Educação - Confira !!!
Carolina Alves de Sousa Limaa
Almedina
(2019)





busca | avançada
56138 visitas/dia
1,8 milhão/mês