The Good Wife visita Private Practice | Adriana Baggio | Digestivo Cultural

busca | avançada
89721 visitas/dia
2,7 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Castelo realiza piqueniques com contemplação do pôr do sol ao ar livre
>>> A bailarina Ana Paula Oliveira dança com pássaro em videoinstalação de Eder Santos
>>> Festival junino online celebra 143 da cidade de Joanópolis
>>> Nova Exposição no Sesc Santos tem abertura online nessa quinta, 17/06
>>> Arte dentro de casa: museus e eventos culturais com exposições virtuais
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Ao pai do meu amigo
>>> Paulo Mendes da Rocha (1929-2021)
>>> 20 contos sobre a pandemia de 2020
>>> Das construções todas do sentir
>>> Entrevista com o impostor Enrique Vila-Matas
>>> As alucinações do milênio: 30 e poucos anos e...
>>> Cosmogonia de uma pintura: Claudio Garcia
>>> Silêncio e grito
>>> Você é rico?
>>> Lisboa obscura
Colunistas
Últimos Posts
>>> Cidade Matarazzo por Raul Juste Lores
>>> Luiz Bonfa no Legião Estrangeira
>>> Sergio Abranches sobre Bolsonaro e a CPI
>>> Fernando Cirne sobre o e-commerce no pós-pandemia
>>> André Barcinski por Gastão Moreira
>>> Massari no Music Thunder Vision
>>> 1984 por Fabio Massari
>>> André Jakurski sobre o pós-pandemia
>>> Carteiros do Condado
>>> Max, Iggor e Gastão
Últimos Posts
>>> Virtual: Conselheiro do Sertão estreia quinta, 24
>>> A lei natural da vida
>>> Sem voz, sem vez
>>> Entre viver e morrer
>>> Desnudo
>>> Perfume
>>> Maio Cultural recebe “Uma História para Elise”
>>> Ninguém merece estar num Grupo de WhatsApp
>>> Izilda e Zoroastro enfrentam o postinho de saúde
>>> Acentuado
Blogueiros
Mais Recentes
>>> A literatura contra o sistema
>>> Asia de volta ao mapa
>>> Uma vida para James Joyce
>>> As Classes e as Redes Sociais
>>> Crônica de um jantar em São Paulo
>>> Defesa eloqüente do Twitter
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Margarita Paksa: Percepção e Política
>>> A primeira ofensa recebida sobre algo que escrevi
>>> Perguntas sagradas
Mais Recentes
>>> Noli me tangere e poemas selecionados de José Rizal pela Ex libris (1886)
>>> América Pré-colombiana de Joathan Norton Leonard pela José Olympo (1967)
>>> Lixo e limpeza urbana: entender para educar. de Emílio Maciel Eigenheer e João Alberto Ferreira pela UERJ: Depext (2011)
>>> Enciclopédia dos Museus. Museu de Belas-artes Boston de Diversos Autores pela Mirador (1969)
>>> Fumar ou não fumar. A decisão é sua. de Lair Ribeiro pela Prestígio (2001)
>>> 70 Anos - Gerações a Serviço da Advocacia de Aasp. - Associação dos Advogados de São Pauço pela Dba (2013)
>>> A Droga da Obediência de Pedro Bandeira pela Moderna (1997)
>>> The heart of the city towards the humanisation of urban life de Varios Autores pela Lund humphries (1952)
>>> Bagagem de Adélia Prado pela Record (2012)
>>> Dicionário de Símbolos de Jean Chevalier Alain Cheerbrant pela José Olympio (1991)
>>> Figuras de Linguagem, Col. Tópicos de Linguagem, Gramática de Hélio de Seixas Guimarães e Ana Cecília Lessa pela Atual (1988)
>>> O Ritmo da Vida de Matthew Kelly pela Sextante (2006)
>>> Kama Sutra para lésbicas. Para viver livremente a sexualidade. de Alicia Gallotti pela Planeta (2005)
>>> Operação Cavalo de Tróia 5 - os Outros Mundos de J. J. Benitez pela Mercuryo (1996)
>>> Folclore do Brasil de Luís da Câmara Cascudo pela Fundo de Cultura (1967)
>>> O Ladrão de Raios - Percy Jackson e os Olimpianos Livro Um de Rick Riordan pela Intrínseca (2009)
>>> O Ponto Cego de Lya Luft pela Record (2004)
>>> Um Jogo Chamado Futuro de Douglas Rushkoff pela Revan (1999)
>>> América Pré-colombiana de Joathan Norton Leonard pela José Olympo (1967)
>>> Vampiros Emocionais - Como Lidar Com Pessoas Que Sugam Você de Albert J. Bernstein pela Campus (2001)
>>> Mesopotâmia: o Berço da Civilização de Samuel Noah Kramer pela José Olympio (1969)
>>> Alimentos Prejudiciais como Substituí-los de Rômulo França pela Do Autor (2008)
>>> Deus quer que Você seja Feliz de Fábio Teruel pela Do Autor
>>> Antologia Mediúnica do Natal de Francisco Cândido Xavier pela Feb (1943)
>>> Como Evitar Preocupações e Começar a Viver de Dale Carnigie pela Companhia Nacional (1987)
COLUNAS >>> Especial Séries de TV

Quarta-feira, 31/8/2011
The Good Wife visita Private Practice
Adriana Baggio

+ de 5200 Acessos

Sabe aquela história de que por trás de um grande homem sempre tem uma grande mulher? Alicia Florrick se sentia bem nesse papel. Bonita, inteligente, sensata, ela poderia ter tido uma carreira brilhante. Mas Peter Florrick perseguiu essa aspiração pelos dois, e ela decidiu cuidar dos filhos se ocupar de sua bela casa de subúrbio. Peter ascendeu na política e se tornou promotor do Condado de Cook, em Chicago. Um dia, Alicia, sempre tão à vontade em seu papel nos bastidores, se viu jogada para frente do palco: Peter, envolvido em um escândalo de sexo e corrupção, confessou sua traição conjugal em rede nacional - mas negou os outros crimes -, com sua boa esposa ao lado.

O mundo de Alicia caiu. Com Peter preso e sem salário, era preciso botar dinheiro em casa. Pediu ajuda ao seu antigo colega de faculdade, Will Gardner, que lhe deu um emprego de advogada júnior no escritório do qual é sócio junto com Diane Lockhart. As semanas passam, depois os meses, e Alicia vai aprendendo a equilibrar o estresse de voltar ao competitivo mercado de trabalho com as dificuldades de criar dois filhos adolescentes, sem falar nas imagens escandalosas de Peter que não param de vazar na internet.

Enquanto isso, na cadeia, Peter trabalha para provar sua inocência parcial. Alicia reaprende as regras do jogo dos tribunais e, de alguma forma, acaba usando as informações que Peter detêm em benefício de seus próprios casos. Mas não consegue perdoar Peter. Ele já havia pisado na bola antes, quando teve um caso com uma jornalista nova-iorquina, Carrie Bradshaw. Daquela vez Alicia venceu e perdoou o marido - eles não estavam em uma boa fase. Mas agora? Com uma prostituta? Alicia sentia muita raiva e não desencorajou o clima de tensão sexual que começou a surgir entre ela e Will.

A necessidade de colher um depoimento em Los Angeles veio bem a calhar. Alicia aproveitaria para rever a amiga Addison Montgomery e as duas poderiam botar o papo em dia. Depois de cumprir as obrigações de trabalho, Alicia foi até a casa de Addison e ficou lá durante o fim de semana. A Dra. Addison já sabia da parte pública da história, evidentemente. Depois de ouvir e consolar Alicia, ela própria se sentiu à vontade para desabafar com a amiga. Há pouco tempo Mark Sloan tinha vindo de Seattle com a recém-descoberta filha grávida. Era necessário um exame minucioso no feto e, para isso, ninguém melhor que a Dra. Montgomery.

Addison e Sloan acabaram fazendo sexo diversas vezes, para tentar se distrair de seus problemas. Apesar de ter se encantado pela qualidade de vida na Califórinia e pela afinidade com Addison, Mark achou melhor voltar para sua realidade e suas responsabilidades de cirurgião plástico no Seattle Grace Mercy West. Havia também a filha Sloan, e o neto que iria nascer em breve. Para piorar, Mark ainda estava apaixonado por Lexie, irmã de Meredith Grey, a atual esposa do Dr. Derek Shepherd, ex de Addison Montgomery. Tudo isso Addison contou à Alicia enquanto as duas bebericavam diversas taças de merlot no deck em frente à praia.

A conversa é interrompida pelo surgimento de Sam Bennet, sócio de Addison na clínica e vizinho de casa. Addison apresenta o médico a Alicia. Depois que ele vai embora, conta seu dilema: ela acha que ama Sam. Porém, mesmo ele não estando mais casado com Naomi, sabe que ela não vai lidar bem com a história. Naomi é sua melhor amiga e não quer estragar isso, ficando com a imagem de traidora.

Addison e Sam quase fizeram sexo, mas ela se controlou. Para compensar, está saindo com Pete, também da clínica. Pete cria o filhinho pequeno, Lucas, que teve com Violet. Lucas foi abandonado pela mãe depois do terrível trauma que ela sofreu. Addison está cada vez mais apegada a Lucas e isso a preocupa - com razão, como veremos depois, mas isso nem ela e nem Alicia sabem agora.

Revigorada e divertindo-se com as proezas da amiga, Alicia retorna ao seu trabalho e à sua própria vida atribulada em Chicago. Poucos dias depois recebe a visita do Dr. Cal Lightman, especialista em microexpressões faciais, que vem a convite do estado para dizer se Peter está mentindo ou não sobre sua inocência nos escândalos de corrupção.

Alicia janta com o Dr. Cal por cortesia e quase se deixa levar pelo charme britânico do cientista. Lembrando das habilidades de Cal em reconhecer as mentiras mais escondidas, Alicia tem medo que ele descubra o que nem ela própria tem coragem de admitir: que está cada vez mais apaixonada por Will Gardner.

Apesar dessa tensão, o jantar é agradável e Cal conta alguns de seus mais interessantes casos, como o do serial killer que gostava de afogar moças. Alicia fica chocada quando descobre que o assassino era nada mais, nada menos que Logan Echolls, filho do famoso ator, por sua vez também envolvido em um crime brutal. Logan havia sido namorado de Veronica Mars, filha de um primo distante de Alicia. Ela se recrimina por não ter pensado em dar uma esticada até Neptune quando esteve com Addison na Califórina, mas rapidamente afasta o pensamento com as mãos: há coisas mais urgentes com o que se preocupar.

No dia seguinte, Alicia acompanha o Dr. Cal até a prisão. A jovem assistente do cientista, Ria Torres, também vai ajudar no teste com Peter. Alicia percebe uma constante troca de olhares entre Ria e Kalinda, a investigadora que é sua colega no escritório de advocacia e sua melhor amiga. Haveria ali uma tensão sexual? Mas o que a surpreende mesmo é o sobrenome Torres. Onde já havia ouvido antes, recentemente?

Muito mais tarde, depois que Cal e Ria já tinham voltado para Washington, é que cai a ficha: Addison havia contado a Alicia sobre Callie Torres, cirurgiã ortopédica no Seattle Grace Mercy West. A advogada não resiste e liga para a amiga. Conversam durante horas e Alicia descobre que, na verdade, Ria e Callie são irmãs adotivas, mas se detestam. Por coincidência, ambas são bissexuais. Alicia e Addison trocam informações sobre os casos picantes das irmãs e isso ajuda Alicia a se distrair de seus próprios problemas.

O tempo passa e os esforços de Alicia são recompensados. Ela é escolhida para a única vaga de associada júnior e desbanca o jovem Cary Agos. Peter consegue converter a pena em prisão domiciliar e volta a morar com ela e com os filhos, em um quarto de hóspedes. Alicia deixa bem claro que não haverá sexo entre eles. Apesar de sua mágoa, ainda se sente casada e não consegue trair o marido com Will Gardner. Um dia, a tensão chega num ponto máximo. Se não poder ir com Will, que seja com Peter. Alicia quebra sua promessa e faz sexo com o marido, mas depois vai dormir em sua própria cama.

No dia seguinte, telefona a Addison para desabafar e ouvir os conselhos da amiga. Ela deve continuar com Peter? E se ficar com Will, será que não vai interferir em sua vida profissional? Addison, por sua vez, também está com problemas. Distraída, quase não consegue dar atenção aos dilemas da amiga. Alicia percebe e pergunta o que está acontecendo. Addison revela seu drama: Violet melhorou do trauma depois de uma longa viagem, e está de volta para assumir seu papel de mãe - e também o de mulher de Pete, provavelmente. Justo agora que Addison e ele estavam se entendendo tão bem, e Lucas vendo Addison como uma verdadeira mãe, lamenta a obstetra.

Addison conta que Violet esteve no consultório de Pete nesta mesma manhã e pediu para Lucas ir morar com ela. Pete está preocupado com a insegurança emocional de Violet e talvez ainda magoado por ela ter abandonado ambos. Ele recusa o pedido de Violet, que por sua vez afirma que brigará na justiça pela guarda de Lucas.

Tudo isso Pete contou a Addison ainda naquela noite, bastante preocupado. Subitamente, Addison pergunta a Alicia se ela não aceitaria ser a advogada de Pete na disputa pela guarda. Alicia diz que vai falar com Will, mas acha que não haverá problema. As duas se despedem e vão dormir mais tranquilas. Addison, com esperança de que a recém-família que ela formou com Pete e Lucas não se desfaça. Alicia, animada com a possibilidade de passar algum tempo em Los Angeles, longe das decepções provocadas por Peter e das tentações despertadas por Will.

Que dilemas, aventuras e emoções esperam por nossas heroínas nas próximas temporadas?


Adriana Baggio
Curitiba, 31/8/2011


Quem leu este, também leu esse(s):
01. 7 de Setembro de Luís Fernando Amâncio
02. Viagem aos baixos do Viaduto do Chá de Elisa Andrade Buzzo
03. Bibliotecas públicas, escolares e particulares de Ana Elisa Ribeiro
04. O preconceito estético de Guilherme Pontes Coelho
05. A derrota do Brasil e as arbitragens na Copa de Humberto Pereira da Silva


Mais Adriana Baggio
Mais Acessadas de Adriana Baggio em 2011
01. E você, já disse 'não' hoje? - 19/10/2011
02. Bombril: a marca que não evoluiu com as mulheres - 10/5/2011
03. Por que as curitibanas não usam saia? - 22/2/2011
04. The Good Wife visita Private Practice - 31/8/2011
05. Moda em 20 textos - 1/8/2011


Mais Especial Séries de TV
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Shortcuts 1re B1 Nouveau Programme Com Cd
Laurent Duhaupas/claude Rollet
Hachette
(2011)



Transações Extrajudiciais Cíveis e Trabalhistas Nas Demissões Voluntár
João Carlos da Silva
Juarez de Oliveira
(2000)



A Decadência do Povo Americano
Norberto R. Keppe
Proton (sp)
(1986)



Inside Web Dynpro For Java
Chris Whealy
Galileo Press
(2007)



Pablo Neruda e Sua Poesia Eterna
Antonio Olinto (coordenação)
Depto Geral Comunicação Pref R
(2004)



Fascinação do Amor
Condessa Dorsay
Empresa
(1938)



Os Saltimbancos da Porciúncula
Antonio Carlos Villaça
Record
(1996)



A Guerra do Lobisomem
Carlos Moraes
Quinteto Editorial
(1984)



Memorial do Apocalipse
Haroldo Ramanzini
Escrituras
(2001)



A Bíblia Segundo o Gato
Philippe Geluck
Nemo
(2014)





busca | avançada
89721 visitas/dia
2,7 milhões/mês