Pra que mentir? Vadico, Noel e o samba | Renato Alessandro dos Santos | Digestivo Cultural

busca | avançada
31589 visitas/dia
1,1 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Leandro Sapucahy comanda Reveillon 2019 no Jockey Club/RJ
>>> Carioquíssima realiza edição de Natal na Fábrica Bhering (RJ)
>>> Vocalista da banda Big Mountain, Quino apresenta-se no Sesc Belenzinho dia 15 de dezembro
>>> Sesc Belenzinho apresenta show que celebra Declaração Universal do Direitos Humanos
>>> Mosteiro de São Bento: 50 anos da morte de Thomas Merton
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> As palmeiras da Politécnica
>>> Como eu escrevo
>>> Goeldi, o Brasil sombrio
>>> Do canto ao silêncio das sereias
>>> Vespeiro silencioso: "Mayombe", de Pepetela
>>> A barata na cozinha
>>> Uma Receita de Bolo de Mel
>>> O Voto de Meu Pai
>>> Inferno em digestão
>>> Hilda Hilst delirante, de Ana Lucia Vasconcelos
Colunistas
Últimos Posts
>>> Palestra e lançamento em BH
>>> Eleições 2018 - Afif na JP
>>> Lançamentos em BH
>>> Lançamento paulistano do Álbum
>>> Pensar Edição, Fazer Livro 2
>>> Ana Elisa Ribeiro lança Álbum
>>> Arte da Palavra em Pernambuco
>>> Conceição Evaristo em BH
>>> Regina Dalcastagné em BH
>>> Leitores e cibercultura
Últimos Posts
>>> A verdade? É isso, meme!
>>> Ser pai, sendo filho - poema
>>> A massa não entende
>>> ARCHITECTURA
>>> Os Efeitos Colaterais do Ano no Mundo
>>> A Claustrofobia em Edgar Allan Poe - Parte I
>>> Casa de couro V
>>> Heróis improváveis telefonam...
>>> Um lance de escadas
>>> No tinir dos metais
Blogueiros
Mais Recentes
>>> The Art of Possibility
>>> Desafiando o Talento, de Geoff Colvin
>>> O anti-Twitter
>>> Free, o livro, em português
>>> Tropikaos
>>> Because in the musicals nothing dreadful ever happens
>>> Feliz Ano Novo
>>> Por uma arquitetura de verdade
>>> O Conselheiro também come (e bebe)
>>> Existem vários modos de vencer
Mais Recentes
>>> Coisas de São Paulo de Nazareth Moreaux pela Melhoramentos (2005)
>>> Educação Pré-Escolar, Fundamentos e Didática de Marieta L. Machado Nicolau pela Ática (2002)
>>> João e Maria da Amazônia de Boechat,Maria Diva; Gusmão,Marta - Franco pela Franco (2015)
>>> Cinderela - Coleção Contos de Grimm de Maria Heloisa Penteado (texto em português) pela Ática (2012)
>>> O Homem que Matou Getúlio Vargas de Jô Soares pela Companhia das Letras (1998)
>>> O Amor é Fogo de Nora Ephron pela Rocco (2009)
>>> Sexo e Sexualidade - Sem Mistérios de Vários pela Trilha Educacional (2005)
>>> Indoor Cycling - Guia Prático para Pedalar Em Casa de William M. de Carvalho pela Leitura (2018)
>>> Zorba, O Grego (Capa Dura) de Nikos Kazantzakis pela Abril Cultural (1974)
>>> Reinações de Narizinho de Monteiro Lobato pela Brasiliense (1956)
>>> Don Fernando de Fernand Fournier-Aubry pela Robert Laffont (1972)
>>> Allie Finkle´s Rules for Girls- Moving day de Meg Cabot pela Scholastic (2009)
>>> Vie et Mort a Shanghai de nien Cheng pela Albin Michel (1987)
>>> Português- Leitura,produção, gramática ( 7 ano ) de Leila Laur Sarmento pela Moderna (2009)
>>> Um grito de Alerta de Osmar Santos pela Eu Você (1981)
>>> Vencendo a Crise - Com o bom senso empresarial pode superá-la de Thomas J Peters e Robert H Waterman pela Hárbra (1986)
>>> Educação - Criatividade e Lazer de Annita Schterg Gorodicht e Léa Porto de Abreu pela Sec de Educação e Cultura RJ (1980)
>>> O Diário de Bridget Jones de Helen Fielding pela Record (2001)
>>> L'Institut de Volupté - Roman de Fernand Kolney pela Georges-Anquetil (1926)
>>> Oeuvres de Beranger - Tomo 1 e 2 de Pierre-Jean de Beranger pela Perrotin (1857)
>>> Everymans Thesaurus of English Words and Phrases de Peter Roget e D C Browning pela J M Dent e Sons (1955)
>>> Lombre du Passé de Jeanne de Coulomb pela Gaitier e languereau (1921)
>>> La femme Dune Nuit de Alfred Machard pela Flamarion (1929)
>>> L'Amant de Lady Chatterley de D H Lawrence pela Gallimard (1932)
>>> Tom Jones de Henry Fielding pela Abril (1983)
>>> A chave de Rebecca de Ken Foller pela Círculo do Livro
>>> Histoires et Contes de la Grand Mère de Louise SW Belloc pela Garnier freres
>>> A Terceirização e o Direito do Trabalho de Sergio Pinto Martins pela Atlas (2010)
>>> Atuação do Ministério Público do Trabalho Como Árbitro de José Janguiê Bezerra Diniz pela Ltr (2005)
>>> Curso de Falência e Recuperação de Empresa de Amador Paes de Almeida pela Saraiva (2008)
>>> Exercícios de Metodologia da Pesquisa de Edivaldo M. Boaventura pela Quarteto (2017)
>>> Introdução à Teoria do Emprego de Joan Robinson pela Forense Universitária (1990)
>>> A Bruxinha Domitila e o Robô Super-tudo de Edson Gabriel Garcia pela Vozes (1985)
>>> O Hóspede Suspeito de Friedrich Scheck pela Ática (2000)
>>> O Castelo de Âmbar de Mino Carta pela Record (2000)
>>> Quando o Sofrimento Bater à Sua Porta de Padre Fábio de Melo pela Planeta (2016)
>>> Desconhecido de Machado de Assis pela Civilização Brasileira (1955)
>>> Psicopedagogia Clínica de Maria Lúcia L. Weiss pela Dp&a (2004)
>>> Porta do infinito de Carlos Castaneda pela Record (1974)
>>> O quinto compromisso, um guia prático para o autodomínio de Don Miguel Ruiz / Don José Ruiz pela Best Seller (2010)
>>> Manifesto do partido comunista de Karl Marx, Engels pela Expressão Popular (2008)
>>> Sapatos - Cronica de uma Sedução - 1900-2008 de Perla Nahun, Fernando de Barros Constanza Pascolato pela Francal (2008)
>>> A região metropolitana de Campinas: urbanização, economia, finanças e meio ambiente Vol 1 e 2 de Wilson Cano, Carlos A. Brandão pela Unicamp (2002)
>>> Informe: Análisis, adapatación y sistematización de estándares para la planificación del manejo en Iniciativas de Conservación Privada y áreas marinas costaneras protegidas de múltiples usos de Ministerio del medio ambiente, GEF, PNUD, Wildlife pela Ministerio del medio ambiente Chile (2015)
>>> Una década de luchas y propuestas Derecho Educación. La palabra de los movimientos sociales de Foro por el Derecho a la Educación Chile pela Foro por el Derecho a la Educación Chile (2015)
>>> Princípios de Direitos Autorais - Livro I - 1898/1998 de Eduardo Pimenta pela Lumen Juris (2004)
>>> Tráfico de Anjos de Luiz Puntel pela Ática (1992)
>>> Sexo se Aprende na Escola de Marta Suplicy e Antonio Carlos Egypto e outros pela Olho Dágua (2000)
>>> Disney Art Attack - Art Festa nº 1 de Disney Coleção Crie-Brinque pela Cia de Livros (2006)
>>> Tratado da Propriedade Intelectual - Tomo II - Patentes de Denis Borges Barbosa pela Lumen Juris/Direito (2014)
COLUNAS

Terça-feira, 31/7/2018
Pra que mentir? Vadico, Noel e o samba
Renato Alessandro dos Santos

+ de 3400 Acessos

Tarde de sábado. O Poeta da Vila no aparelho de som. Chego à página 253 - a última do capítulo 11 de Pra que mentir? Vadico, Noel Rosa e o samba, de Gonçalo Junior - ciente de três coisas: (1ª) não fosse por Noel Rosa, não sei se a biografia de Vadico viria parar nas minhas mãos. Oswaldo Gogliano foi músico, arranjador, compositor, e, com o século XX na metade do caminho, tornou-se reconhecido por seu talento e, principalmente, pelas doze canções que fez com Noel; (2ª) a alegria por Rosa, como mostra o título, depois de sua morte (aos 26!), continuar nos trend topics de Gonçalo, que não deixa de mencioná-lo sempre que a oportunidade aparece - algo de que nenhum leitor vai reclamar, mesmo que às vezes Vadico pareça o fantasma e Noel, aquela corrente, eternamente arrastada; (3ª) ao contrário de tudo que veio antes, o lamento pelo descuido com o texto, quando em muitas páginas há erros e mais erros, dos mais simples aos mais absurdos. A favor do autor é bom que se diga que suas linhas tortas não são (nem de longe) ruins; o problema são os outros mesmo, aqueles que ficaram com a responsabilidade de revisar, de limar as garatujas que, ao autor, escapam, mas que, a bons revisores e preparadores de texto, nunca, ou quase sempre nunca. Há erros grandes e pequenos nestas páginas e, provavelmente, em outras também: 26, 29, 34, 42, 44, 50, 60, 67, 80, 82, 90, 109, 133, 141, 161, 163, 185, 187, 219, 239, 245, 250, 278, 279, 291, 318, 334, 335, 336, 339 e 380.

É uma pena, e imagino a tristeza do biógrafo com o que deve ter estranhado tão logo pôde sentar-se para ler o que escreveu, em um daqueles momentos pelo qual todo autor espera; isto é, abrir uma cerveja ou servir-se de um xícara de café, após a peleja toda com o texto, enquanto se vai percorrendo o que fica, finalmente, impresso. Uma pena mesmo, porque o livro é de enorme beleza gráfica: páginas em várias tonalidades de cinza; iconografia constante; escolha de tipologias, de cores, como aquele insinuante amarelo da capa sobreposto ao preto e ao branco, e de outros detalhes que fazem a alegria de quem se interessa por livros não apenas bem escritos, mas bem feitos, tipograficamente falando.

O que houve então?

Imagino que nas mãos de um bom revisor de textos tal problema não teria ocorrido, e um editor que tivesse mergulhado na empreitada, sem pressa de emergir, também não teria sido ruim. Porém, mesmo com todos esses percalços, por iluminar a vida de Vadico, é inegável a importância deste livro de Gonçalo Junior - até porque todos esses problemas podem ser resolvidos na edição seguinte, corrigindo erros de concordância, de digitação, de coesão, de coerência, enfim, do que possa turvar a língua de Camões e de Criolo. Fora isso, ficam os acertos: a dedicada descida vertical da empresa, trabalho árduo por que passa todo pesquisador; o título – da célebre canção criada por Vadico e Noel; a arte final pontuada de nostalgia; o olhar atento ao microscópio, que apontado para o biografado vai ampliando sua importância na história da música brasileira.

Vadico escondeu, por anos, o coração fraco que, possivelmente, o impediu de alcançar consagração em escala mundial, quando, naquele que pode ter sido seu maior erro, recusou convite do amigo Vinicius de Moraes para cuidar da orquestração da peça Orfeu da Conceição (1956), musical criado pelo poetinha e que apresentou ninguém menos que Tom Jobim à jornada da bossa nova, que vinha se insinuando por ali. Por que Vadico recusara o convite? Muitos não souberam à época, mas o coração, esse comboio de cordas, é mesmo feito para ser partido ou para partir, acompanhado da vizinhança, quando é chegada a hora da ave-maria. Ainda não era dessa vez, mas sempre haverá um preço acre a ser pago por quem, do coração, se descuida.

Vadico e Noel, juntos, deixaram 12 músicas, como mencionado. Trabalho a quatro mãos; trabalho que legou obras-primas como “Feitiço da Vila”, “Conversa de botequim”, “Feitio de oração”, “Pra que mentir?”, dessas canções que alegram os ouvidos da gente. Referir-se a Noel como letrista parece pouco àquele que, se não fosse a música, vagamente teria sido médico; o mais provável é chamá-lo infalivelmente de poeta, tais eram as soluções espontâneas que encontrava para rimas, aliterações, assonâncias e trocadilhos que ficam pulando na imaginação de quem, ouvindo-o, se depara com elas. Morre o sambista e, do trabalho dos dois, restam apenas essas canções a enaltecer a memória de ambos: um marco a partir daqueles anos lendários em que nosso cancioneiro passou a ser saudado por gente como Pixinguinha, Geraldo Pereira, Assis Valente e tantos outros que, no choro ou no samba, deixaram músicas das mais expressivas.

A biografia, indo além de Noel, mostra como foi importante a contribuição de Vadico ao sucesso de Carmen Miranda nos EUA, onde ele morou por quase 14 anos e por muito tempo anexado à “pequena notável”, o que o levou aos Estúdios Disney e a trabalhos ao lado de Ary Barroso, com quem, por lá, também conviveu. De volta ao Brasil, viu que seu nome nem sempre era lembrado como coautor de Noel nos discos que as gravadoras iam lançando. Processou todas, reivindicando direitos autorais que, naquela época, não eram levados a sério e, por isso, encerravam valores irrisórios. Sua atitude, incessante, alavancou em muito a forma como as gravadoras passaram a lidar com a cessão autoral e a difusão das faixas, dali em diante mais bem amparadas por direitos que, hoje, são o pão e o vinho de autores e de compositores. No país, Vadico, depois de tantos anos fora, passou a ser referência entre os músicos e as pessoas que faziam acontecer a vida noturna das boates do Rio de Janeiro, especialmente o Rio de Janeiro regado a whisky, boleros e sambas-canção pré-bossa nova. Era uma época de ouro de nossa música, a despeito dos samboleros ou de outras faixas suspeitas em que o jazz e o samba fundiam-se sem muita identidade.

Gonçalo Junior segue à risca o ofício: pesquisa fontes esperadas (revistas, jornais da época etc.); dá crédito aos compositores após citar cada faixa; compara dados, certificando-se do que escreveu esse ou aquele biógrafo que, antes dele, trilhou a mesma estrada por onde trafegaram Vadico e Noel e, ao final de cada capítulo, geralmente, o autor antecipa o que virá pela frente, naquela que é uma forma eficaz para fisgar os leitores, feito folhetim:

Assim, aquele ano de alegrias, 1956, chegou ao fim. Vadico tinha motivos para acreditar que sua carreira continuaria em ascensão. Estava feliz e escondia de todos que trazia no peito um coração que mais parecia uma bomba-relógio. Para piorar, fumava e bebia muito. Mas parecia bem. Até se meter em um dos mais rumorosos, desgastantes e polêmicos episódios da história da MPB. Uma briga das mais turbulentas, em que ele estava absolutamente sozinho e exposto no meio do salão. Tudo isso aconteceria em 1957.

Não é de fazer qualquer um interessar-se em ler o que virá, para saber onde foi que Vadico se meteu? Foi o que fiz. Até aqui, era pouco mais que a metade da biografia. Restava pouco. Pelejei. Vieram as férias, e cheguei ao fim do livro. É essa outra metade que continua a resgatar a história de um sujeito honesto, decente, alcoólatra, notívago, zeloso de sua arte, amigo de todo mundo, salvo a briga com Almirante. Há o coração a bater desafinado, manco, sem harmonia, a bebida e o cigarro a servir feito um cantil a quem tem sede, a gravação de LPs valiosos hoje, porque raros e bem produzidos, como Festa dentro da noite(1959), volumes 1 e 2. O desfecho disso é, sem spoilers que tudo põem a perder, a morte, inevitável, que chega dentro de um táxi.

Todas essas informações são reunidas por Gonçalo Junior com bastante eficiência, mas, por conta da sucessão de erros que surgem, daninhas ervas entre os canteiros, vale a pena torcer pela segunda edição do livro, certamente revisada, ou por um impossível recall dessa primeira, algo que imagino impensável, financeiramente, a uma editora ainda em busca de se firmar no mercado.

A noite já caiu. Noel não toca mais. É sábado ainda. Hora de ver um filme ou de ir a algum lugar. Ou de não fazer nem uma coisa nem outra. Melhor é ficar com Vadico e Noel, com o samba e a esposa. Pra que mentir?

Nota do Autor:

Renato Alessandro dos Santos é editor do site tertuliaonline.com.br.


Renato Alessandro dos Santos
Batatais, 31/7/2018


Mais Renato Alessandro dos Santos
Mais Acessadas de Renato Alessandro dos Santos em 2018
01. O massacre da primavera - 29/5/2018
02. Pra que mentir? Vadico, Noel e o samba - 31/7/2018
03. Inferno em digestão - 17/10/2018
04. Sebastião Rodrigues Maia, ou Maia, Tim Maia - 20/3/2018
05. A confissão de Lúcio: as noites cariocas de Rangel - 8/5/2018


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




TRATAMENTO ESTATÍSTICO DE DADOS EM FÍSICA EXPERIMENTAL
OTAVIANO A. M. HELENE / VITO R. VANIN
EDGARD BLUCHER
(1981)
R$ 19,90



O ALTO DA COLINA
IRWIN SHAW
CIRCULO DO LIVRO
(1979)
R$ 5,00



O ENIGMA DO OITO
KATHERINE NEVILLE
ROCCO
(2011)
R$ 43,00



SONHOS: RESPOSTAS DESTA NOITE PARA AS DÚVIDAS DE AMANHÃ - 12ª ED.
MARK THURSTON
PENSAMENTO
(1997)
R$ 10,00



POR TRÁS DOS MUROS - HORIZONTES SOCIAIS DO GRAFFITI (ARTES PLÁSTICAS)
GRAZIELA BEDOIAN E KÁTIA MENEZES
PEIRÓPOLIS
(2008)
R$ 15,00



FUNDAMENTOS DA FE CRISTA
JAMES M. BOICE
CENTRAL GOSPEL
R$ 70,00
+ frete grátis



MACROECONOMIA VOL. 2
MARIO HENRIQUE SIMONSEN
APEC
(1978)
R$ 12,00



RELAÇÕES SOCIAIS E SERVIÇO SOCIAL NO BRASIL
MARILDA IAMAMOTO , RAUL DE CARVALHO
CORTEZ
(1990)
R$ 35,00



FORTIES FASHION: FROM SIREN SUITS TO THE NEW LOOK
JONATHAN WALFORD
THAMES & HUDSON
(2011)
R$ 72,60



MEMORIAL DO AMOR & VACINA DE SAPO
ZÉLIA GATTAI
COMPANHIA DAS LETRAS
(2013)
R$ 29,50
+ frete grátis





busca | avançada
31589 visitas/dia
1,1 milhão/mês