Pílulas Poéticas para uma quarentena | Luís Fernando Amâncio | Digestivo Cultural

busca | avançada
77164 visitas/dia
2,0 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Yassir Chediak no Sesc Carmo
>>> O CIEE lança a página Minha história com o CIEE
>>> Abertura da 9ª Semana Senac de Leitura reúne rapper Rashid e escritora Esmeralda Ortiz
>>> FILME 'CAMÉLIAS' NO SARAU NA QUEBRADA EM SANTO ANDRÉ
>>> Inscrições | 3ª edição do Festival Vórtice
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> O Big Brother e a legião de Trumans
>>> Garganta profunda_Dusty Springfield
>>> Susan Sontag em carne e osso
>>> Todas as artes: Jardel Dias Cavalcanti
>>> Soco no saco
>>> Xingando semáforos inocentes
>>> Os autômatos de Agnaldo Pinho
>>> Esporte de risco
>>> Tito Leite atravessa o deserto com poesia
>>> Sim, Thomas Bernhard
Colunistas
Últimos Posts
>>> Glenn Greenwald sobre a censura no Brasil de hoje
>>> Fernando Schüler sobre o crime de opinião
>>> Folha:'Censura promovida por Moraes tem de acabar'
>>> Pondé sobre o crime de opinião no Brasil de hoje
>>> Uma nova forma de Macarthismo?
>>> Metallica homenageando Elton John
>>> Fernando Schüler sobre a liberdade de expressão
>>> Confissões de uma jovem leitora
>>> Ray Kurzweil sobre a singularidade (2024)
>>> O robô da Figure e da OpenAI
Últimos Posts
>>> AUSÊNCIA
>>> Mestres do ar, a esperança nos céus da II Guerra
>>> O Mal necessário
>>> Guerra. Estupidez e desvario.
>>> Calourada
>>> Apagão
>>> Napoleão, de Ridley de Scott: nem todo poder basta
>>> Sem noção
>>> Ícaro e Satã
>>> Ser ou parecer
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Olga e a história que não deve ser esquecida
>>> 6 de Novembro #digestivo10anos
>>> Relendo clássicos
>>> O Presépio e o Artesanato Figureiro de Taubaté
>>> Era Meu Esse Rosto
>>> Do Comércio Com Os Livros
>>> E-mails a um jovem resenhista
>>> O Conflito do Oriente Médio
>>> García Márquez 1982
>>> Sex and the City, o filme
Mais Recentes
>>> Os Bichos Que eu Faço - coleção girassol 1ª edição. de Telma Guimarães Andrade pela Moderna (1991)
>>> Enfermagem Médico-Cirúrgica em Unidade de Terapia Intensiva de Eliza Kaori Uenishi pela Senac (2008)
>>> Primeiras Linhas de Direito Processual Civil - Volume 1 de Moacyr Amaral Santos pela Saraiva (2002)
>>> O Cortiço de Aluísio Azevedo pela Estadão
>>> Um Certo Suicídio de Patricia Highsmith pela Best Seller
>>> Domine Seu Sistema Nervoso Pelo Treinamento Autógeno de Karl Robert Rosa pela Ediouro
>>> Introdução à Literatura no Brasil de Afrânio Coutinho pela Distribuidora de Livros Escolares (1975)
>>> Pedro Vira Porco-Espinho de Janaina Tokitaka pela Jujuba (2017)
>>> O Grande Livro dos Contrários. Das Formas e das Cores de Frederic Kessler pela Cortez (2018)
>>> A Perigosa Idéia de Darwin de Daniel C. Dennett pela Rocco (1998)
>>> Dicionário de Saúde de Carlos Roberto Lyra da Silva pela Difusão (2006)
>>> A Cidade e as Serras de Eça de Queiroz pela Folha de S.Paulo (1997)
>>> Fodor's Arizona 2001: Completely Updated Every Year de Fodor's pela Fodor's (2000)
>>> Herobrine - A Lenda (livro 1) de Mikhael Línnyker F Rodrigues pela Geracao Editorial (2020)
>>> Um Ano Inesquecivel de Paula Pimenta; Babi Dewet pela Gutemberg (2015)
>>> Aspectos Polêmicos da Atividade do Entretenimento de Vários Autores pela Apm (2004)
>>> Delta de Vênus de Naïs Nin pela Círculo do Livro (1989)
>>> O Processo de Franz Kafka pela Folha de S.Paulo (2003)
>>> Os Viajores - Agentes dos Guardiões de Robson Pinheiro pela Casa dos Espíritos (2019)
>>> Sonic The Hedgehog Vol. 3 - A Batalha por Angel Island de Sega pela Geektopia (2021)
>>> Os Turistas de Disney Especial pela Abril
>>> Joe Biden - A Vida As Ideias E Os Desafios Do Presidente Da Nacao Mais Poderosa Do Mundo de Evan Osnos pela Agir (2021)
>>> Cai o Pano (capa dura) de Agatha Christie pela Círculo do Livro
>>> O Misterioso Caso de Styles de Agatha Christie pela Círculo do Livro
>>> Mussolini na Intimiade de Vittorio Mussolini pela Record
COLUNAS

Sexta-feira, 5/6/2020
Pílulas Poéticas para uma quarentena
Luís Fernando Amâncio
+ de 3800 Acessos

O roteirista surpreendeu a todos com esse plot twist. Aposto que, no fim da contagem regressiva do longínquo 31 de dezembro de 2019, choveram pedidos para: encontrar a pessoa amada, receber promoção no trabalho, ser aprovado em Cálculo I ou até, quem sabe, para o time de futebol sair da seca e ser campeão. Menos de um semestre depois e nada disso faz sentido na atual conjuntura.

Parece equivocado dizer que o jogo virou. Ele foi interrompido aos 35 do primeiro tempo e os jogadores estão no vestiário sem saber o que vão fazer. Quem pôde ficar em casa – e não é terraplanista – ficou em isolamento.


E a quarentena é uma boa oportunidade para a gente repensar algumas coisas. Por exemplo, questionar se não era melhor ter pedido, pulando as sete ondinhas na virada do ano, coisas mais simples. Humildes. Como saúde para nós e nossos entes queridos. Está fazendo falta. Continuar empregado. Ou que nossos vizinhos não nos impusessem essa desgraça de música sertaneja.

Não estamos em um ano dos sonhos para ninguém. Muito menos para o pai que gostaria de passar mais tempo com os filhos, mas na Disney ou em algum resort no Nordeste. De repente, o desejo meio atendido: tardes ajudando os catarrentos com as lições da escola à distância e descobrindo que esqueceu noções básicas de gramática e aritmética.

O home office, que lamentavelmente substituiu nossa expressão teletrabalho – muito mais simpática, remetendo aos tempos nostálgicos do 0900 – trouxe as cobranças do chefe para sua casa. A qualquer hora, em todo santo dia da semana. E com metas extras, já que você não precisa se deslocar para o serviço.

Enfim, a loucura está logo ali se não formos fortes. Nem todos têm a sorte de ser imune ao terror do isolamento social, virtude que eu expus aqui. É preciso respirar fundo, manter o foco. “Pensar fora da caixinha”, mesmo estando fechado na própria caixinha.

Só que para os artistas é mais difícil. A realidade deles é bem diferente da dos farialimers, da turma do mindset e dos cases de sucesso. O ser das artes é muito ligado ao trato social, quase um dependente químico de conversas regadas à tira-gostos e elixires etílicos. São pessoas que precisam de caminhadas ao ar livre, de flanar por cenas inusitadas e admirar a paleta de cores instigantes de um céu invernal. Não há romantismo em flertar com musas inspiradoras pelo WhatsApp.

Para artistas, a quarentena é um suplício. Mas há alternativas. Uma forma de suportar o distanciamento social, quem diria, é abordar criativamente o período, produzir registros sobre aquilo que será um marco histórico em nossas vidas – se o coronavírus ou a cloroquina permitirem que haja resto das vidas, evidentemente.

É o que fizemos na coletânea Re-mediando: pílulas poéticas para uma quarentena. Organizada por Ana Paula Martins Corrêa Bovo e Carina Adriele Duarte de Melo e Radamés Andrade Vieira, a obra reúne textos curtos, entre poemas e prosa, de autores que se propuseram ressignificar a experiência do isolamento.

O ebook está disponível de forma gratuita através do site. Vale o download, a leitura. Pois um dia a vida há de voltar ao normal e esses relatos literários serão uma lembrança da tormenta que superamos.


Luís Fernando Amâncio
Belo Horizonte, 5/6/2020

Quem leu este, também leu esse(s):
01. O pior cego de Luís Fernando Amâncio
02. O Velho e Bom Complexo de Inferioridade de Marilia Mota Silva
03. O cão da meia-noite de Gian Danton
04. A maldição da internet no celular de Gian Danton
05. O Brasil não é a Seleção Brasileira de Diogo Salles


Mais Luís Fernando Amâncio
Mais Acessadas de Luís Fernando Amâncio em 2020
01. O pai tá on: um ano de paternidade - 28/8/2020
02. A desgraça de ser escritor - 31/7/2020
03. O fim dos livros físicos? - 20/11/2020
04. Pílulas Poéticas para uma quarentena - 5/6/2020
05. Cabelo, cabeleira - 23/10/2020


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Budapeste
Chico Buarque
Companhia das Letras
(2003)



Zêus Wantuil e Francisco Thiesen 2 561
Allan Kardec
Federação Espírita Brasileira
(1980)



Histórias Curtas e Grossas - Vol. II
Roberto Freire
Guanabara Koogan
(1991)



O Ponto de Mutação
Fritjof Capra
Cultrix
(1995)



Ada ou ardor
Vladimir Nabokov
Record
(1969)



Silviano Santiago - uma Pedagogia do Falso (lacrado)
Maria Andreia de Paula Silva
Appris
(2016)



Flying Home - Easystart
Pearson Education
Pearson Education Esl
(2008)



Fernando Pessoa - Poemas
Cleonice Berrardinelli - Organizadora
Nova Fronteira
(1985)



Au Arquitetura e Urbanismo Nº 255
Pini
Pini



Design Instrucional Contextualizado: Educação e Tecnologia
Andrea Filatro
Senac
(2007)





busca | avançada
77164 visitas/dia
2,0 milhão/mês