A desgraca de ser escritor | Luis Fernando Amancio | Digestivo Cultural

busca | avançada
70483 visitas/dia
2,4 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Projeto: Encontro ás escuras - Contos e cantos ancestrais
>>> Primeira edição do ZporZ Fest Verão acontece em janeiro
>>> Sesc Cultura ConVIDA! apresenta mostras temáticas
>>> Oficina de Objetos de Cena nas redes do Sesc 24 de Maio
>>> Lançamento: livro “A Cultura nos Livros Didáticos”, de Lara Marin
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Isto é para quando você vier
>>> 2021, o ano da inveja
>>> Pobre rua do Vale Formoso
>>> O que fazer com este corpo?
>>> Jogando com Cortázar
>>> Os defeitos meus
>>> Confissões pandêmicas
>>> Na translucidez à nossa frente
>>> A Velhice
>>> Casa, poemas de Mário Alex Rosa
Colunistas
Últimos Posts
>>> Mehmari, Salmaso e Milton Nascimento
>>> Gente feliz não escreve humor?
>>> A profissão de fé de um Livreiro
>>> O ar de uma teimosia
>>> Zuza Homem de Mello no Supertônica
>>> Para Ouvir Sylvia Telles
>>> Van Halen ao vivo em 1991
>>> Metallica tocando Van Halen
>>> Van Halen ao vivo em 2015
>>> Van Halen ao vivo em 1984
Últimos Posts
>>> Tonus cristal
>>> Meu avô
>>> Um instante no tempo
>>> Salvem à Família
>>> Jesus de Nazaré
>>> Um ato de amor para quem fica 2020 X 2021
>>> Os preparativos para a popular Festa de Réveillon
>>> Clownstico de Antonio Ginco no YouTube
>>> A Ceia de Natal de Os Doidivanas
>>> Drag Queen Natasha Sahar interpreta Albertina
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Um olhar sobre Múcio Teixeira
>>> A coisa tá preta
>>> Fugindo do apocalipse
>>> Sonhos Sujos
>>> Eu acho que alguém aqui pirou
>>> Ideologias em forma de spam
>>> Neste Natal etc. e tal
>>> Lula, o filme
>>> Mauro Henrique
>>> Uma pirueta, duas piruetas, bravo, bravo!
Mais Recentes
>>> Tony e Susan de Austin Wright pela Austin Wright (2011)
>>> Ícones: Seu Coração Só Pode Bater Com a Permissão Deles de Margaret Stohl pela Galera Record (2014)
>>> Michaelis Minidicionário alemão / português - português / alemão de Alfred Josef Keller pela Melhoramentos (2010)
>>> Visagismo - Harmonia e Estética de Philip Hallawell pela Senac Sp (2008)
>>> Sob a Pele das Palavras de Celso Cunha pela Nova Fronteira (2004)
>>> Radcliffe- Brown: Coleção Grandes Cientistas Sociais. Número 3 de Júlio Cezar Melatti; Florestan Fernandes (org.) pela Ática (1995)
>>> Troppo Facile - Receitas e Notícias Sobre Comida Boa de Gaspare Tusa Di Gruppazzi pela Via Nuova (1990)
>>> Tradução das Catilinárias de Cícero de Maximiniano Augusto Gonçalves pela Livraria H. Antunes (1955)
>>> Cisnes Selvagens de Jung Chang pela Companhia das Letras (1994)
>>> Amazônia, a Menina dos Olhos do Mundo de Thiago de Mello pela Bertrand Brasil (2005)
>>> Imperatriz de Shan Sa pela Ediouro (2004)
>>> O Feitiço da Ilha do Pavão de João Ubaldo Ribeiro pela Nova Fronteira (1997)
>>> Crônicas do Reino de Deus de Frei Lucas Moreira Neves pela Duas Cidades
>>> O Visconde Partido ao Meio de Italo Calvino pela Companhia das Letras (1996)
>>> Parcerias: Fundamentos e Benefícios para o Terceiro Setor de James E. Austin pela Futura (2001)
>>> História do povo Francês de André Ribard pela Brasiliense LTDA (1952)
>>> Cabeça de Porco de Luiz Eduardo Soares, MV Bill, Celso Athayde pela Objetiva (2005)
>>> Mil Moedas de Ouro de Ruthanne Lum Mccunn pela Best Seller (1999)
>>> As Noites do Morro do Encanto - Livro 2 de Dinah Silveira de Queirzo pela Civilização Brasileira (1957)
>>> A Semente de Mostarda de Bhagwan Shree Rajneesh pela Tao Livraria (1979)
>>> Banderas en Las Torres de A.S. Makarenko pela Progresso (1976)
>>> Pureza Mortal de Nora Roberts; J. D. Robb pela Bertrand Brasil (2011)
>>> O Último Testamento de Sam Bourne pela Record (2008)
>>> Os Irmãos Karamázovi de Fiodor M Dostoiesvski pela Abril Cultural (1971)
>>> Qualidade Em Prestação de Serviços de Rose Zuanetti e Outros pela Senac (2002)
>>> Voltando para Casa Com o Seu Bebê de Laura a Jana; Jennifer Shu pela Wmf Martins Fontes (2010)
>>> Minha Biblia de Lois Rock; Carolyn Cox pela Caulinas (2007)
>>> Envelhecimento Saudável, os Segredos de um Envelhecimento Bem-sucedido de Vários Autores pela Manole (2008)
>>> Ensaios gracilianos de Castelar de Cravalho pela Rio (1978)
>>> Radicais e afixos de Antônio de Camargo Franco pela Do autor (1977)
>>> Contos Tocantinenses de Maximiano da Matta Teixeira pela Secretaria de Cultura Tocantins (1994)
>>> Lenita e o Padre de Márcia Fagundes Varella pela Terra
>>> 1922 - Itinerário de uma falsa vanguarda de Antonio Arnoni Prado pela Brasiliense (1983)
>>> Memorial de Aires e Ressurreição de Machado de Assis pela Iracema (1975)
>>> Aprendiz de Homero de Nélida Piñon pela Record (2008)
>>> Além do Nascimento e da Morte de Bhaktivedanta Swami Prabhupada pela Coletivo Editorial (1986)
>>> Férias na Draculândia de Carlos Queiroz Telles pela FTD (1993)
>>> Conversa Sobre o Tempo de Luis Fernando Verissimo, Zuenir Ventura e Arthur Dapieve pela Agir (2010)
>>> Terrores da Noite de Martin Cruz Smith pela Nova Cultural (1986)
>>> O Cavaleiro Inexistente de Italo Calvino pela Companhia das Letras (2000)
>>> O Faraó Alado de Joan Grant pela Circulo do Livro
>>> A Educação da Mudança de Arnaldo Niskier pela Academia Brasileira de Letras (2003)
>>> Velhos integralistas de Carla Luciana Silva; Gilberto Grassi Calil pela EDIPUCRS (2000)
>>> Velhos integralistas de Carla Luciana Silva; Gilberto Grassi Calil pela EDIPUCRS (2000)
>>> Signo do Pecado de Shirley Larson pela Nova Cultural (1988)
>>> A memória e o ensino de história de Tatiana Lenskij; Nadir Emma Helfer pela Edunisc (2000)
>>> Dicionário de Ciências Sociais de Vários pela Fundação Getúlio Vargas (1986)
>>> Dimensões do Ser - Reflexões sobre os planetas de Maria Eugênia de Castro pela Hipocampo (1991)
>>> Blair's Britain de Hal Colebatch pela Claridge (1999)
>>> O Mundo que eu Encontrei de Alayde de Assunção e Silva pela Coronário (2000)
COLUNAS

Sexta-feira, 31/7/2020
A desgraça de ser escritor
Luís Fernando Amâncio

+ de 2700 Acessos

O mundo ficou chato – para ser escritor. No passado já houve algum glamour no ofício. Éramos respeitados, vistos como intelectuais, parte da nata pensante. É verdade que muitos sucumbiam à tuberculose, se perdiam nos insinuantes caminhos da boemia e coisas assim. Mas valia a pena. Havia o respeito.

Isso, entretanto, foi antes da cloroquina. Hoje em dia, intelectuais e cientistas reviram a lixeira do desdém em tempos de mamadeira de piroca. Só que os escritores, na contramão do bom senso, ignoram a realidade. Afinal, são sonhadores por natureza.


Ludibriado com a possibilidade de se tornar um autor consagrado comercialmente, com duas iniciais e sobrenome pomposo, o aspirante a Stephen King sonha em viver dos royalties de seus livros. Ser traduzido para os mais inusitados idiomas. Vender uma adaptação para Hollywood, quem sabe? E viver em uma mansão no sul da França, com um Golden retriever e um veleiro ancorado por ali.

O escritor contemporâneo é, acima de tudo, um iludido. E de tanto sonhar com a glória, vai absolvendo as chibatadas do mundo cão com o sorriso dos abobados. A cabeça nas nuvens, ele não repara que as únicas editoras que respondem ao envio do seu livro genial são as que cobram pela publicação. “Deve ter caído no spam da Cia das Letras”, ele se convence.

Então, o escritor direciona sua estratégia para os concursos literários. “São tantos, em algum terei sucesso”. São mesmo, mas não é bem por aí. Quando sai o resultado, nada do seu nome na lista dos laureados. Só um número: trocentos participantes, sem premiação em dinheiro. “Essas bancas devem ser parciais ou desatentas”, o escritor se defende. Afinal, ele é um grande pensador contemporâneo.

Com o tempo, até aparecem algumas menções honrosas. O escritor se empolga: agora vai. Nada. São tantos os concursos que um prêmio desses lhe dá zero visibilidade. E sem holofote, suas ideias revolucionárias passam despercebidas.

E eis a nova tragédia do escritor contemporâneo: tentar criar seu público leitor. Embebido pelo espírito do tempo, a nova moda é tentar ser a Pugliesi das letras. Aparecer no Instagram, em discussões no Facebook, comentar os assuntos do momento no Twitter. Fotos de gatinhos, tenho percebido, também são uma estratégia recorrente nos jovens escritores almejando ser influencers. A guerra pela visibilidade permite armamento pesado.

É uma batalha inglória. Pois em algum momento, o pobre autor encara sua triste sorte: é tanta oferta de obras geniais que a sua, no fim das contas, só importa para ele mesmo. E, com sorte, para uma meia dúzia de amigos, que no fim das contas, talvez estejam ali só pelas fotos de gatinhos, mesmo. Ele sempre será seu próprio fã número único.

Enfim, ser escritor é uma desgraça, mas a aceitação é uma etapa necessária. Nos resta a diversão e buscar gastar nosso tempo no ofício com dignidade. Acredito que boa parte dos autores que participam da comunidade EntreContos passou por isso. Com origens que remontam ao Orkut, o site promove célebres desafios literários, que colocam os escritores no papel de competidores e jurados. E o exercício de avaliar os colegas com critérios técnicos e ver o seu conto submetido ao rigor dos pares é um aprendizado e tanto. Todo ano, os contos com as melhores avaliações são reunidos na antologia Devaneios Improváveis. O formato dos desafios, bem como a motivação dos participantes de tentar aperfeiçoar sua escrita, fazem essas coletâneas ter um alto nível de qualidade. Participei dessa escola em 2019 e pude colocar um conto meu no sétimo livro, por incrível que pareça. A sétima antologia Devaneios Improváveis está disponível para download neste link.

A leitura vale a pena. E se todo esse meu discurso sobre a tragédia que é escrever literatura não sensibilizou o leitor a nos prestigiar com a leitura da antologia, olha, só me resta ir adotar um gato ali na rua...



Luís Fernando Amâncio
Belo Horizonte, 31/7/2020


Quem leu este, também leu esse(s):
01. A pandemia de Albert Camus de Wellington Machado
02. A futebolização da política de Luís Fernando Amâncio
03. 12 tipos de cliente do revisor de textos de Ana Elisa Ribeiro
04. Gerald Thomas: cidadão do mundo (parte II) de Jardel Dias Cavalcanti
05. Hosana na Sarjeta, de Marcelo Mirisola de Jardel Dias Cavalcanti


Mais Luís Fernando Amâncio
Mais Acessadas de Luís Fernando Amâncio em 2020
01. O pai tá on: um ano de paternidade - 28/8/2020
02. Pílulas Poéticas para uma quarentena - 5/6/2020
03. A desgraça de ser escritor - 31/7/2020
04. O fim dos livros físicos? - 20/11/2020
05. Cabelo, cabeleira - 23/10/2020


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Elementos do Judaísmo
Brian Lancaster
Ediouro
(1995)
R$ 10,00



Indagações Sobre uma Vida Melhor
Helder Câmara
Civilização Brasileira
(1986)
R$ 10,00



Tex N° 469 - a Volta do Soldado
Bonelli
Mythos
(2008)
R$ 10,00



Introdução à Gestão - Aprenda Em uma Semana Lembre por Toda Vida
Martin Manser
Saraiva
(2014)
R$ 10,00



Sou Campeão por Natureza
Daniel Godri Jr
Eko
(2006)
R$ 10,00



Recit D'Andrea - Extenuante e nua tentação
Jacques Perry
Brasiliense
(1985)
R$ 10,00



Éramos Seis
Maria José Dupré
Ática
(1995)
R$ 10,00



Horizonte Perdido Grandes Sucessos
James Hilton
Abril Cultural
R$ 10,00



Fisiologia Médica
William E. Ganong
Atheneu
(1978)
R$ 10,00



Enciclopédia do Estudante 10 - Física Pura e Aplicada
Alvaro Csapo Talavera
Moderna
(2008)
R$ 10,00





busca | avançada
70483 visitas/dia
2,4 milhões/mês