Quincas Borba: um dia de cão (Fuvest) | Renato Alessandro dos Santos | Digestivo Cultural

busca | avançada
74137 visitas/dia
1,8 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS

Terça-feira, 16/6/2020
Quincas Borba: um dia de cão (Fuvest)
Renato Alessandro dos Santos

+ de 1000 Acessos

Quincas Borba é um romance estranho. A começar pelo título: que história é essa de Joaquim Borba dos Santos, Quincas 1, bater as botas logo ao início da trama e, de repente, um enfermeiro, Rubião, ex-professor e néscio, subir ao palco, assumindo o protagonismo, amparado por Sofia e seu LEGO, o Palha, oportunista até o roer dos ossos? Ou seria o cão, Quincas 2, o verdadeiro merecedor da homenagem de Joaquim Maria Machado de Assis, o Mestre dos Magos do Cosme Velho, que sem minar a importância do rafeiro alça-o à condição de razão social – se é que algo assim é possível – quando era só o nome fantasia da empresa? Na última página, aquele narrador onisciente impecável – voltaremos a ele – pergunta o que a gente acha disso, mas não dá uma resposta capaz de sossegar o espírito confuso dos leitores, e ficamos sem saber se é o cão ou se é o homem que, através do espelho, recebe tal honraria do brujo. O que vocês acham, Ursa Maior e Urso do Cabelo Duro?


Eu, se me perguntasse, diria, “Os dois, oras”, mas é um chute apenas; um chute que, se vai na direção do gol e contando com a boa vontade do arqueiro, pode dar certo e virar golo. Até Rubião imagina que o humanitas vai lá dentro do animal, ocupando a alma do bicho. Ao vencedor, as batatas fritas! Mas deixemos essa questão onde está, isto é, no lugar onde as perguntas sem respostas repousam, rutilando que nem as estrelas que, de lá da Via Láctea, neste tempos de pande-mia, fazem lives apenas aos apaixonados ― como grifou Bilac. Questões sem respostas? A quem atravessa outro romance de Machado, Dom Casmurro, ao final da peleja, a pergunta fica lá, na retina do leitor (Capitu: traiu ou não?), e, ao lado dela, decerto fica Quincas 1, pensando em batatinhas que se esparramam pelo chão, enquanto Quincas 2 gira, gira, sem nunca alcançar o próprio rabo, como sói acontecer. Vai entender. A gente sabe que a obra machadiana nunca circulou ao rés do chão, sempre volitando – sideritas que preferem o percurso inesperado ao GPS incapaz de oferecer qualquer transtorno. É Garrincha Pernas Tortas em campo e Machado dirigindo tudo, diretamente do estúdio; até Brás Cubas aparece, tocando a bola num único e decisivo lance. Um clássico.

Vamos ao derby.

Rubião ama Sofia, que ama Palha, que ama "publicar" a mulher: nos bailes, o marido gosta que outros mirem a esposa, desejando-a, mas sem que consigam que ela lhes dê a menor bola. Ao menos até que surge Carlos Maria, um Fitzwilliam Darcy meio deslocado aqui nos trópicos e que é mais apaixonado por si mesmo do que por qualquer outra pessoa. Sofia não tem a menor chance. Do adultério, que não se concretiza, o máximo que conseguem, juntos, é formar uma rima: Carlos Maria e Sofia, como tão bem ressalta o narrador. Não passa disso. Não porque ela não queira, ou ele, mas ambos são tão autossuficientes que, claro, se bastam. Carlos Maria é Narciso, enquanto Sofia, por dentro, não é grande coisa, para tristeza dela mesma. Mesmo assim, as figuras geométricas surgem, e estão menos para um triângulo e – mais – para um quadrado: Sofia, Palha, Carlos Maria e Rubião, eis o quarteto fantástico no sofá da sala especial, e nas mãos de Joaquim Maria agonizam.


Quincas Borba é um grande Machado, e o mérito recai sobre o narrador, que está à vontade, acompanhando tudo, de bermuda e Havaianas, de lá da salinha VIP, de onde mergulha até chegar aos fundilhos dos trapézios de todos os personagens que, aguardando, revelam o amor, a inveja, a vaidade, a cobiça, a paixão e a loucura que habitam a gira moringa deles. O narrador, por conta da correria de acontecimentos que se atropelam, nunca descuida da leitora e do leitor, chamando-os sempre para perto de si, onde rapidamente, aos seus pés, nos aconchegamos. É como se, em vez de ler, ouvíssemos uma história, enquanto o bruxo gago carioca, de cartola e tudo, vai tirando e atirando os coelhos à plateia, que se anima, aplaudindo.

Sem contar que Machado, quando quer ser engraçado...


"Era uma vez uma choupana que ardia na estrada; a dona, – um triste molambo de mulher, – chorava o seu desastre, a poucos passos, sentada no chão. Senão quando, indo a passar um homem ébrio, viu o incêndio, viu a mulher, perguntou-lhe se a casa era dela.
– É minha, sim, meu senhor; é tudo o que eu possuía neste mundo.
– Dá-me então licença que acenda ali o meu charuto?"


Este é o capítulo XXXX de Quincas Borba, que, como outros capítulos de sua alma gêmea (o romance Memórias póstumas de Brás Cubas), não é moroso ou sem por quê. É que sempre há aquele carinhoso contato de cílios aos leitores. É um expediente que, com Machado, é sempre bem-vindo. Eis um ótimo romance do bruxo que, na lista da Fuvest por três anos, só vai fazer aumentar o número de leitores que, de um lado a outro, vão perseguir Rubião e Cia., mesmo que, ao final, fiquem sem saber se, no título, vai Joaquim Borba dos Santos ou o cão. Será que faz frio na Catalunha?

Nota do Autor
Renato Alessandro dos Santos, 48, é autor de Lado B: música, literatura e discos de vinil, de Todos os livros do mundo estão esperando quem os leia (volumes I e II), de O espaço que sobra, seu primeiro livro de poesia (todos publicados pela Engenho e arte), além de outras obras. A ilustração acima é de Rodrigo Caldas e foi feita especialmente para o volume 2 de Todos os livros do mundo estão esperando quem os leia.



Renato Alessandro dos Santos
Batatais, 16/6/2020


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Existe na cidade alguém, assim como você... de Elisa Andrade Buzzo
02. Terna e assustadora realidade de Elisa Andrade Buzzo
03. Os contos de degeneração de Irvine Welsh de Luiz Rebinski Junior
04. Ensaio sobre a surdez de Antônio Sérgio Valente
05. Seleção, que sufoco de Adriana Baggio


Mais Renato Alessandro dos Santos
Mais Acessadas de Renato Alessandro dos Santos em 2020
01. Championship Vinyl - a pequena loja de discos - 11/2/2020
02. Quincas Borba: um dia de cão (Fuvest) - 16/6/2020
03. Freud explica - 19/5/2020
04. O feitiço do tempo - 14/1/2020
05. Os bigodes do senhor autor - 24/3/2020


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




JUÍZO FINAL
SIDNEY SHELDON
RECORD
(1992)
R$ 28,50



VINTE MIL LÉGUAS SUBMARINAS
JÚLIO VERNE
CÍRCULO DO LIVRO
R$ 18,00



ENCICLOPÉDIA PRÁTICA JACKSON VOLUME 1
W. M. JACKSON EDITORA
W. M. JACKSON
(1956)
R$ 6,90



AS BASES FARMACOLÓGICAS DA TERAPÈUTICA
GOODMAN E GILMAN
MCGRAW HILL
(1996)
R$ 81,90



IMPASSE DA POLTICA URBANA NO BRASIL, O - 3ª EDIÇÃO
ERMINA MARICATO
VOZES
(2014)
R$ 48,95



REVISTAS "DINHEIRO & DIREITOS" ° 44; 48; 49
VÁRIOS
PROTESTE
(2014)
R$ 27,00



PROBLEMAS TERAPÊUTICOS CLÍNICA MÉDICA DA AMÉRICA DO NORTE,
HENRY E. ZELLMAN
GUANABARA KOOGAN
(1972)
R$ 16,75



CONQUISTA - ENSINO FUNDAMENTAL 4º ANO - EMPREENDEDORISMO E EDUCAÇÃO FINANCEIRA - VOLUME ANUAL
CONQUISTA
POSITIVO
(2016)
R$ 25,00



SOB OS SIGNOS DE AGORA VOL 13 OBRA COMPLETAS
VITORINO NEMÉSIO
IMPRENSA NACIONAL
(1995)
R$ 26,80



GEOGRAFIA E ATLAS ILUSTRADO DELTA - VOL. 06
VÁRIOS AUTORES
DELTA
(1964)
R$ 6,90





busca | avançada
74137 visitas/dia
1,8 milhão/mês