Aos nossos olhos (e aos de Ernesto) | Ana Elisa Ribeiro | Digestivo Cultural

busca | avançada
69983 visitas/dia
2,0 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Péricles Cavalcanti - lançamento de SALTANDO COMPASSOS
>>> Espetáculo “Canções Para Pequenos Ouvidos” chega ao Teatro Clara Nunes, em Diadema
>>> (Abre 11/10) Mostra BAÚ DA DGT_curadores Francisco Gaspar,Tuna Dwek, Donny Correia e Diego da Costa
>>> Escrever outros Corpos - Criar outras Margens || BELIZARIO Galeria
>>> SESC 24 DE MAIO RECEBE EVENTO DE LANÇAMENTO DA COLEÇÃO ARQUITETOS DA CIDADE
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rodolfo Felipe Neder (1935-2022)
>>> A pior crônica do mundo
>>> O que lembro, tenho (Grande sertão: veredas)
>>> Neste Momento, poesia de André Dick
>>> Jô Soares (1938-2022)
>>> Casos de vestidos
>>> Elvis, o genial filme de Baz Luhrmann
>>> As fezes da esperança
>>> Quem vem lá?
>>> 80 anos do Paul McCartney
Colunistas
Últimos Posts
>>> Agnaldo Farias sobre Millôr Fernandes
>>> Marcelo Tripoli no TalksbyLeo
>>> Ivan Sant'Anna, o irmão de Sérgio Sant'Anna
>>> A Pathétique de Beethoven por Daniel Barenboim
>>> A história de Roberto Lee e da Avenue
>>> Canções Cruas, por Jacque Falcheti
>>> Running Up That Hill de Kate Bush por SingitLive
>>> Oye Como Va com Carlos e Cindy Blackman Santana
>>> Villa candidato a deputado federal (2022)
>>> A história do Meli, por Stelleo Tolda (2022)
Últimos Posts
>>> Universos paralelos
>>> Deseduquei
>>> Cuidado com a mentira!
>>> E agora? Vai ter pesquisa novamente?
>>> Cabelos brancos
>>> Liberdade
>>> Idênticos
>>> Bizarro ou sem noção
>>> Sete Belo
>>> Baby, a chuva deve cair. Blade Runner, 40 anos
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Volto já!
>>> Errando por Nomadland
>>> perversão sexual
>>> Trailer do Fim do Mundo
>>> Uísque ruim, degustador incompetente
>>> O bom e velho jornalismo de sempre
>>> Apresentação
>>> Sabemos pensar o diferente?
>>> A fragilidade dos laços humanos
>>> Anomailas, por Gauguin
Mais Recentes
>>> Construtivismo: uma ajuda ao professor de Ângela Franco, Ângela Christina Souza Alves, Rosamaria Calaes de Andrade. pela (1997)
>>> Paraíso Azul - A Caverna de Cristal - O Espectador – Loteria de Readers Digest pela Readers Digest (2009)
>>> Lições Zen – A Arte da Liderança de Thomas Cleary pela Madras (2009)
>>> Invasão Secreta completa - 8 volumes de Panini Comics pela Panini (2009)
>>> João das Fábulas em 4 volumes completa de Bill Willinghan; Matthewc Sturges, Andrew Pepoy pela Panini (2011)
>>> O Reino da Caixa-tonta de Eraldo Miranda pela Napoleão (2013)
>>> Quem Tem Medo de Cachorro? de Ruth Rocha pela Global (2012)
>>> A Garota Alemã de Armando Lucas Correa pela Jangada (2017)
>>> A Aids e Alguns Fantasmas no Diario de Rodrigo de Jonas Ribeiro Andre Neves (Autor) pela Elementar (2001)
>>> As memórias de Cleópatra - A Filha de Isís e Sob o Signo de Afrodite - II volumes de Margaret George pela Geração Editorial (2000)
>>> O Cerco em 4 edições completas + O Cerco Prólogo + O Cerco Especial de Panini pela Panini (2011)
>>> Quem Tem Medo De Dizer Nao? de Ruth Rocha Mariana Massarani pela Global (2003)
>>> E a Terra Escreveu uma Carta... de Jonas Ribeiro (Autor), Cris Eich (Ilustrador) pela Melhoramentos (2020)
>>> O Pequeno Livro dos Santos de Priya Hemenway pela Pensamento (2006)
>>> Sweet Tooth - depois do apocalipse - saindo da mata de Jeff Lemire pela Panini (2010)
>>> Pic-Pic de Eloisa Ponzio e Outro pela Do Brasil (1991)
>>> Movimento para a Auto Cura de Meir Schneider pela Cultrix (2005)
>>> A Filha Esquecida de Armando Lucas Correa pela Jangada (2019)
>>> 365 Histórias para Ninar de Claire Bertholet / outros pela Girassol (2012)
>>> A Borboleta e a Minhoca de May Christina Cunha de Paiva; Gaiola pela Do Brasil (2011)
>>> Alquimia Interior de Zulma Reyo pela Ground Edit (1989)
>>> Alice No Pais Das Maravilhas Coleção Reecontro Infantil de Nilson José Machado pela Scipione (2002)
>>> Snoopy - A Peanuts Collection tiras dominicais 1973 Edição de colecionador de Schulz pela Planeta deAgostini (2020)
>>> O Jardim de Abayomi de Regiane Rossi Hilkner pela Adonis (2017)
>>> Orientação Infantil de Darla Ferris Miller pela Cengage (2012)
COLUNAS

Sexta-feira, 27/11/2020
Aos nossos olhos (e aos de Ernesto)
Ana Elisa Ribeiro

+ de 3000 Acessos

Ernesto, uruguaio que mora em Porto Alegre, aposentado, tem quase 80 anos e reside sozinho. É viúvo há tempos e tem um filho adulto e netos, todos fora da cidade gaúcha. Quase cego, consegue se manter autônomo em sua rotina sistemática, com as coisas sempre nos mesmos lugares (chaves, remédios, dinheiro, etc.). Cristina, a faxineira, frequenta o apartamento uma vez por semana, limpa, arruma a cozinha, abre as janelas, lava a roupa. Não fosse isso e Ernesto viveria mais caoticamente.

O velho é ajudado pelo filho, que aparece de vez em quando, ocupa um quarto de solteiro e joga uma ou outra partida de xadrez com o pai. Na maior parte do tempo, Ernesto vive uma vida comum, sem se sentir propriamente solitário, trocando meia dúzia de palavras com o vizinho argentino, também idoso, que lê e resume as notícias dos jornais para ele.

Aos olhos de Ernesto é um filme brasileiro lançado em 2019, dirigido por Ana Luíza Azevedo (Casa de Cinema de Porto Alegre), também autora do roteiro em parceria com Jorge Furtado, protagonizado pelo ator uruguaio Jorge Bolani. Contracenam com ele Júlio Andrade, Gabriela Poester, Áurea Baptista, Jorge D'Elia, entre outros. A vida comum do idoso estrangeiro radicado no sul do Brasil tem sua graça iluminada justamente por elementos relacionados aos afetos e às limitações que se impõem conforme a idade avança.

Do muito que há a se comentar sobre o filme, destaco a impossibilidade de ler. Ernesto dependia do vizinho que lhe resumia notícias diariamente. Embora tivesse um escritório que abrigava uma considerável biblioteca de literatura, não podia mais acessar os textos, parte dos quais sabia de cor, sendo capaz de dizê-los, fossem poemas ou trechos em prosa. É exatamente dessa falta que nasce a relação com Bia, a desconhecida que passeava cães e que se torna sua leitora.

O tema do leitor e da leitora está em muitos outros filmes, menos e mais conhecidos. A impossibilidade de ler e a mediação são mote de películas em diversas línguas, levando sempre às relações de afeto e confiança que a leitura compartilhada exige e/ou provoca. De modo semelhante, muitos filmes também cuidaram da escrita, da impossibilidade ou da imperícia para escrever, caso, por exemplo, de Central do Brasil, para mencionar uma obra muito conhecida entre nós. Em Aos olhos de Ernesto também a impossibilidade de escrever está no centro da questão, de maneira sensível, delicada e emocionante.

Não podendo mais ler e escrever, além do vizinho que lê jornais, Ernesto encontra em Bia, uma garota de 23 anos, uma leitora de confiança, que passa então a ler a correspondência do velho com uma amiga uruguaia dos tempos da juventude, recém-viúva de um de seus grandes amigos. Na rede de possibilidades do filme, esta é mais uma trilha, que terminará por se tornar muito relevante no final. Bia lê as cartas de Lucía em espanhol e ajuda nas respostas, datilografando e depois manuscrevendo cartas de Ernesto à amiga, postando-as no correio e mesmo interferindo no tom do diálogo. Penetrando nessa história por meio das missivas, Bia percebe uma antiga e inacabada história de amor entre Ernesto e Lucía.

O tema do envelhecimento é relevante em Aos olhos de Ernesto: as limitações físicas, a saúde (sensacional o diálogo sobre exames entre os velhos vizinhos enquanto jogam xadrez), a solidão, a autonomia, a morte próxima. Amigos e vizinhos falecem, as pessoas se tornam cada vez mais jovens ao redor, o cuidado do filho e da empregada são periódicos, mas não são o que dá ao velho uma lufada de vida, auxiliando-o na percepção de como deveria viver o ocaso de seus dias. Esse ar novo, que empurra Ernesto para algumas decisões, é dado por Bia, entre outras ocorrências que se juntam em direção a um epílogo bonito e um pouco surpreendente.

Belíssimo filme, com atuação impecável de Bolani, em simpática mistura entre português e espanhol, algo ordinário para os que vivem nas fronteiras de nosso país (caso muito diverso de quem mora no litoral ou na parte central deste imenso mapa). Estando a literatura presente o tempo todo, tanto surgem declamações de Mário Benedetti quanto as performances poéticas de rua, numa roda noturna de slam na capital gaúcha. A maior parte do filme se passa em um apartamento escuro, de janelas semiabertas, mas quando as cidades resolvem aparecer, mostram as ruas e as edificações de certas partes de Porto Alegre, além de algumas belas tomadas de Montevidéu e sua rambla.

Há, certamente, muito o que ver e rever em Aos olhos de Ernesto, sendo este um filme de detalhes, assentado na delicadeza de tratar da vida e do envelhecimento, em seus aspectos dolorosos, mas também em outros, tais como os afetos eleitos, a confiança, o cuidado e a leitura. As tecnologias da comunicação figuram neste filme de maneira a tornar nosso tempo uma era de transição, fazendo lembrar que os afetos e seus timings são atravessados também pelas possibilidades que nos dão o papel, a caneta, a máquina de datilografar, os correios, o e-mail, o smartphone, o vídeo, o WhatsApp, etc. Nada disso é neutro, tudo isso está em nossas vidas e ajuda ou atrapalha em seu traçado, em nossos laços, em nossas decisões por ir ou ficar, na firmeza ou no arrefecimento de nossas conexões e interações. Sem spoiler, não deve nada ao melhor da produção de outros países no mesmo gênero. Belo filme, ótimo investimento de tempo e ainda nos deixa sensíveis e pensando por muito tempo depois.


LeP


Foto: Fábio Rebelo | Ver trailer em Vimeo


Ana Elisa Ribeiro
Belo Horizonte, 27/11/2020


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Retrato arredio de cavalo de Elisa Andrade Buzzo
02. A Velhice de Marilia Mota Silva
03. O fim dos livros físicos? de Luís Fernando Amâncio
04. A desgraça de ser escritor de Luís Fernando Amâncio
05. Eddie Van Halen (1955-2020) de Julio Daio Borges


Mais Ana Elisa Ribeiro
Mais Acessadas de Ana Elisa Ribeiro em 2020
01. Nem morta! - 4/9/2020
02. Ler, investir, gestar - 17/1/2020
03. Filmes de guerra, de outro jeito - 10/7/2020
04. Meu reino por uma webcam - 19/6/2020
05. Aos nossos olhos (e aos de Ernesto) - 27/11/2020


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Geografia Poética do Distrito Federal
Ronaldo Alves Mousinho
Thesaurus
(2007)



Jean Christophe
Romain Rolland
Globo
(2006)



Banya - o Mensageiro - Vol. 5
Kim Young-oh
Conrad



Livro - Amigos Ouvintes
Arnaldo Jabor
Globo
(2009)



Livro - Manuscrito Encontrado Em Accra
Paulo Coelho
Sextante
(2012)



Decodificando da Vinci
Amy Welborn
cultrix
(2004)



Livro - Cartas Entre Amigos Sobre Medos Contemporâneos
Fábio de Melo e Gabriel Chalita
Ediouro
(2009)



Momentos de Ouro
Francisco Cândido Xavier
geem
(1977)



Talmudic Ethics: Finding Your Way to Good Decisions (inglês)-2008
Jewish Learning Institute
Jli
(2008)



Inferno
Dan Brown
Arqueiro
(2013)





busca | avançada
69983 visitas/dia
2,0 milhão/mês