O fim dos livros físicos? | Luís Fernando Amâncio | Digestivo Cultural

busca | avançada
73958 visitas/dia
2,5 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Exposição do MAB FAAP conta com novas obras
>>> Projeto Camerata Filarmônica Brasileira apresenta concerto comemorativo no dia 15 de maio em Indaiat
>>> Ação Urgente Contra a Fome - SescSP
>>> 3ª Mostra de Teatro de Heliópolis recebe inscrições até 31 de maio
>>> Minute Media anuncia lançamento da plataforma The Players’ Tribune no Brasil
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Silêncio e grito
>>> Você é rico?
>>> Lisboa obscura
>>> Cem encontros ilustrados de Dirce Waltrick
>>> Poética e política no Pântano de Dolhnikoff
>>> A situação atual da poesia e seu possível futuro
>>> Um antigo romance de inverno
>>> O acerto de contas de Karl Ove Knausgård
>>> Assim como o desejo se acende com uma qualquer mão
>>> Faça você mesmo: a história de um livro
Colunistas
Últimos Posts
>>> Hemingway by Ken Burns
>>> Cultura ou culturas brasileiras?
>>> DevOps e o método ágil, por Pedro Doria
>>> Spectreman
>>> Contardo Calligaris e Pedro Herz
>>> Keith Haring em São Paulo
>>> Kevin Rose by Jason Calacanis
>>> Queen na pandemia
>>> Introducing Baden Powell and His Guitar
>>> Elon Musk no Clubhouse
Últimos Posts
>>> Acentuado
>>> Mãe, na luz dos olhos teus
>>> PoloAC retoma temporada de Os Doidivanas
>>> Em um tempo, sem tempo
>>> Eu, tu e eles
>>> Mãos que colhem
>>> Cia. ODU conclui apresentações de Geração#
>>> Geração#: reapresentação será neste sábado, 24
>>> Geração# terá estreia no feriado de 21 de abril
>>> Patrulheiros Campinas recebem a Geração#
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Irredentismo
>>> A situação atual da poesia e seu possível futuro
>>> O assassinato de Herzog na arte
>>> Hitler, de Ian Kershaw, pela Companhia das Letras
>>> Livrarias em tempos modernos
>>> O que é a memética?
>>> O dinossauro de Augusto Monterroso
>>> Sobre o Jabá
>>> Você viveria sua vida de novo?
>>> Suicídio, parte 2
Mais Recentes
>>> Clássicos do Mundo Corporativo de Max Gehringer pela Globo (2008)
>>> Manual do Empregador Doméstico Prático de Eliane Maria Silva De Macedo pela Saraiva (2000)
>>> Cliente Nunca Mais de Telma Teixeira de Oliveira Almeida pela Casa da Qualidade (1997)
>>> A arte de separar-se de Edoardo Giusti pela Nova Fronteira (1987)
>>> Contribuições a uma Teoria de Personalidade de S. Elyseu Jr. pela Alínea (1996)
>>> Feminilidade - Perdida e Reconquistada de Robert A. Johnson pela Mercuryo (1991)
>>> A Espiral em busca do infinito de Glória Kreinz e Crodowaldo Pavan pela Njr (2021)
>>> Anjos Cabalísticos de Monica Buonfiglio pela Própria (1993)
>>> Como a criança pensa de Ruth M. Beard pela Ibrasa (1976)
>>> A Força das Pirâmides de Max Toth e Greg Nielsen pela Record (1976)
>>> Deuses, Espaçonaves e Terra - Provas de Däniken de Erich Von Däniken pela Círculo do livro (1977)
>>> O Erotismo Fantasias e Realidades do Amor e da Sedução de Francesco Alberoni pela Circulo do livro (1992)
>>> Uma nova era para educação da humanidade de Nelson Ruas Santanna pela Caravela (1995)
>>> O Último Olimpiano - Volume 5. Série Percy Jackson e os Olimpianos EAN: 9788580575439 de Rick Riodan pela Intrinseca (2014)
>>> Documento de teresopolis de Vários Autores pela Cbcisc (1968)
>>> Lições de Ciência Política e Teoria do Estado de Espedito Pinheiro de Souza pela Mackenzie (2000)
>>> Bozza del testo della regola de Giuseppini del Murialdo pela Congregazione di san giuseppe (2005)
>>> A Batalha do Labirinto - Volume 4. Série Percy Jackson e os Olimpianos de Rick Riodan pela Intrinseca (2014)
>>> Nero de Alexandre Dumas pela Saraiva (1952)
>>> A Maldição do Titã - Volume 3. Série Percy Jackson e os Olimpianos de Rick Riodan pela Intrinseca (2014)
>>> O Mar de Monstros - Volume 2. Série Percy Jackson e os Olimpianos de Rick Riodan pela Intrinseca (2014)
>>> Viagens de Gulliver de Jonathan Swift e Cláudia Lopes pela Scipione (1970)
>>> Líderes e Lealdade - as Leis da Lealdade de Dag Heward-mills pela Central Gospel (2011)
>>> Revista Manchete , Nº 1 , 907 - Novembro de 1988 de Varios pela Bloch (1988)
>>> A Droga da Obediência de Pedro Bandeira pela Moderna (1984)
COLUNAS

Sexta-feira, 20/11/2020
O fim dos livros físicos?
Luís Fernando Amâncio

+ de 2200 Acessos

Estamos prontos para abrir mão dos livros físicos e aderir de corpo e alma aos e-books? Se essa fosse a pergunta de um milhão de dólares, seria a maneira mais fácil de me tornar um milionário.

Para mim, a resposta é óbvia e negativa. Não conseguiríamos fazer essa substituição. É só observar os nossos hábitos como leitores. A pessoa que compra um livro não está apenas interessada no conteúdo das páginas em si: é uma relação de amor em diversas camadas.

Além da leitura, queremos aspirar o odor do papel e da tinta gráfica. Tocamos o livro com carinho, sentindo na ponta dos dedos a aspereza de cada passagem de página. Nos deleitamos com a beleza estética de nossa aquisição, desde as cores na capa até as fontes no corpo do texto. Até que a relação evolui para o quarto, onde damos ao livro lugar de destaque na nossa mesa de cabeceira, bem pertinho de nós. Consumado o ato, ou seja, finalizada a leitura, ostentamos o objeto em nossas estantes, como exibicionistas expondo suas conquistas.


Como ilustração, a biblioteca do Carluxo: com livros físicos, mas virtual (fake)

Em resumo, o leitor muitas vezes não procura o livro apenas para a leitura: ele também quer sair para jantar e andar de mãos dadas na praça.

Com isso em vista, fica parecendo que os e-books jamais serão uma ameaça aos livros físicos, certo? Sim e não. O famoso “depende”. Embora não apresente tantas camadas de deleite, o livro eletrônico apresenta vantagens e se encaixa no perfil do consumidor de cultura contemporâneo.

Porque consumo é hábito e muda com o tempo. Pense no adolescente dos anos 1980, chegando em casa com a “bolacha”, nosso saudoso vinil, para ouvir sua banda preferida. Visão nostálgica que chama, né? Hoje, nossos jovens abrem seu aplicativo de streaming e procuram a playlist que combina com seu humor. Simples assim.

As idas às locadoras de filmes nos sábados à tarde, pagar para jogar uma hora de videogame nas casas especializadas, as lojas especializadas na venda de CDs... Dá pra fazer um Museu dos Hábitos Extintos.

Embora eu não veja o livro físico entrar nesse museu – ao menos não agora – o consumo de sua versão digital cresce a cada dia. O que é compreensível. O e-book é incrivelmente prático, ecológico e tende a ser mais barato. Para a experiência ser mais confortável, vale investir em um e-reader, os dispositivos de leitura de livros digitais (kindle, kobo, lev). Eles costumam ter modelos com preços acessíveis. Se não quiser fazer esse investimento, é possível baixar aplicativos em seu celular ou tablet para fazer a leitura.

Quem já esteve de mudança e precisou carregar caixas e caixas de livros sabe o quanto é mágico transportar centenas de obras nesses dispositivos que pesam menos de 100 gramas. Sua hérnia de disco agradece.

Além das comodidades na aquisição de novos títulos. Comprar um e-book não tem frete e a entrega é imediata.

Para os escritores, o aumento do mercado de livros digitais é entusiasmante. A publicação digital é mais acessível, barata e a distribuição pode ser ampla. Ela nos resguarda da lentidão no trato com algumas editoras e possibilita que nossas obras fiquem acessíveis por preços mais convidativos ao leitor.

Entretanto, se eu tivesse que apostar em algo, jamais perderia meu dinheiro anunciando a morte do livro físico. Ainda estamos consideravelmente apegados ao objeto em si. Afinal, como montar aquele visual de intelectual em conferências virtuais sem uma estante de livros atrás? A composição bibliófila é quase uma exigência nas reuniões no Zoom ou no Google Meet.

Por outro lado, abrir o coração ao e-book é se adequar aos tempos atuais. Jamais será uma traição aos livros físicos. Há espaço para os dois, ao menos por enquanto. Nesse caso, o poliamor está liberado.


Luís Fernando Amâncio
Belo Horizonte, 20/11/2020


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Os Doze Trabalhos de Mónika. 5. Um Certo Batitsky de Heloisa Pait
02. Dilapidare de Elisa Andrade Buzzo
03. A trilogia Qatsi de Guilherme Carvalhal
04. História (não só) de livraria de Rafael Rodrigues


Mais Luís Fernando Amâncio
Mais Acessadas de Luís Fernando Amâncio em 2020
01. O pai tá on: um ano de paternidade - 28/8/2020
02. Pílulas Poéticas para uma quarentena - 5/6/2020
03. A desgraça de ser escritor - 31/7/2020
04. O fim dos livros físicos? - 20/11/2020
05. Cabelo, cabeleira - 23/10/2020


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Contos de Andresen - Clássicos da Infância
Vários Autores
Círculo do Livro
(1995)



O Bom Negócio do Livro no Século Xix; Panorama do Setor Editorial
Observatório Itaú Cultural, Nº17
Itaú Cultural (sp)
(2014)



Profissional Html Dinamico Serie Ramalho Com Cd
Jose Antonio Alves Ramalho
Berkeley
(2001)



Amazônia: Ecologia e Degradação Social
Argemiro Procópio
Alfa ômega
(1992)



Na Pele de um Dalit
Marc Boulet
Bertrand Brasil
(2009)



Claude Monet Coleção Folha
Folha de São Paulo
Folha
(2007)



Cases on Torts
Edward S. Thurston e Warren Seavey (capa Dura
West Publishing
(1942)



Diário de um Repórter Contestações
Ben Abraham
Sherit Hapleita
(1989)



Guia Gastronômico da Comunidade de Madrid
Turismo Madrid
Comunidad de Madrid
(2010)



New Opportunities Education For Life -intermediate - Students Book
Michael Harris/david Mower
Longman
(2006)





busca | avançada
73958 visitas/dia
2,5 milhões/mês