Ronald e Donizete: Falência Múltipla dos Autômatos | Jardel Dias Cavalcanti | Digestivo Cultural

busca | avançada
39401 visitas/dia
1,4 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS

Segunda-feira, 7/10/2002
Ronald e Donizete: Falência Múltipla dos Autômatos
Jardel Dias Cavalcanti

+ de 2500 Acessos

"A anomia é a sombra da solidariedade orgânica." (Baudrillard)

O corpo é o leitmotiv do novo livro de poesia "Pelo Corpo", que reúne Donizete Galvão e Ronald Polito numa publicação da Alpharrabio Livraria e Editora. São 28 poemas que podem ser lidos na clave dessa "máquina orgânica". Os dois poetas estão convencidos de que o corpo é um trambolho-máquina ou, se não, tornou-se isso. E essa máquina é habitada pela prótese-vazio, pela prótese-insignificância, que torna todas as trocas a que se submete satelizadas por sinais anódinos.

É estranho e extraordinário que exista, nesse momento, um livro de poesia centrado neste tema - num momento onde as pessoas buscam para seus corpos "não a saúde, que é um estado de equilíbrio orgânico, mas um brilho efêmero, higiênico e publicitário do corpo, bem mais uma performance do que o estado ideal. Já nem é narcisismo, é extraversão sem profundidade, um tipo de ingenuidade publicitária em que cada um torna-se empresário da própria aparência". (Baudrillard).

Num momento como esse, dois poetas se reúnem para compor a falência múltipla desses autômatos-corpos. E o primeiro poema do livro, escrito por Donizete, já nos anuncia o tom de todo o livro, conceituando o corpo como essa "vida secreta que se abre e apodrece no mesmo instante".

De uma forma geral, os poemas produzem um efeito de terribilità. Isso porque os corpos que se desenham aqui estão muito próximos das figuras criadas por Giacometti ou pelo descarnado "Cristo no Sepulcro" (Museu da Basiléia), de H. Holbein. Mais perto da obra destes artistas do que da imagem dos inúteis, operacionais e malhados corpos da contemporaneidade.

O corpo vai se definindo a cada poema como "camadas de entulhos" e "estragos troços", nas poesias de Polito. Os poemas e os dois autores se reverberam: produzem por isso, intencionalmente, versos leucêmicos, caquéticos - claro, movidos por uma energia maldita que os alimenta insanamente.

No caso de Polito, o estrago é maior. Aqui, como dizia Hegel, estamos em cheio "na vida, movente em si, daquilo que está morto". O poema "Espécie em extinção" nos fala desse corpo "funcionando de modo tão bem maquinal" que "pode por inteiro ser um animal sem alma./ e quase matar/ e quase morrer." Num poema final, sua "exegese parcial" (já que tudo aqui é fragmentado), admite: "o corpo é uma cruz" - ou seja, algo que é doloroso trazer consigo. Mais ainda, num salto suicida, o corpo "estimula" seu próprio ocaso ao se desmembrar em "cacos da colisão".

Assim, o corpo, como matéria auto-viral e máquina vencida, se deprecia na poesia de Galvão: "De hoje em diante/ a máquina imperfeita/ de teus músculos/ será mais um objeto/ em desuso." A relação com Giacometti se estreita num anúncio metafísico-crítico fatal: "corpos sem encarnação", "sem entranhas", "corpos como um traço,/ um risco de carvão". Menos que isso, indefinível, Polito encerra o livro com a sentença final: "o corpo é um x".

São inúmeras as referências à mecanicidade calcinada e desastrosa do corpo, como em "Irradiação", de Polito, onde "dentro da perna mecânica ainda bate/ uma veia com dano. Cicatriz." Mais estridente, a mecanicidade ressurge total no poema "Enjambement", também de Polito.

O corpo, em sua trágica e fraca energia, supermultiplicada pela inércia, quase não resiste à força da ação da cidade sobre ele. Depois do poema "A cidade no corpo", de Galvão, podemos dizer que é um milagre que tudo recomece no dia seguinte. Mas como sabemos, os especialistas que só computam os dados quantitativos de um sistema energético subestimam essa fonte de energia que é seu próprio gasto. Mas ao livro esse dado não escapa, ao contrário, funda-se toda uma teoria a esse respeito no poema "Carga", de Polito.

Sintetizando, através de alguns versos de Polito e Galvão, podemos dizer que o corpo é uma máquina imperfeita, se não, uma morte que nasceu... com sua "quota de vácuo". Os poemas atestam esse ignóbil furor que é a sobrevivência alimentada pelo seu próprio transbordamento - em direção a uma curva estranha - a catástrofe.

Em meio a tanta negatividade (já que não há poema nesse livro que não dê morada à idéia de uma superexcitação fatal que é o existir físico) emerge, em meio ao violento esquartejamento do corpo, no poema "Órfico", de Galvão, um canto de esperança que parece dizer que disso tudo o que se salva é o fazer poético: "a cabeça/ separada/ do corpo/ ainda canta/ vale uma vida/ vale uma morte/ esse hino".

Existe um texto de Jean Genet sobre Giacometti que talvez explique o sentido deste livro de Galvão e Polito: "A beleza tem apenas uma origem: a ferida, singular, diferente para cada um, oculta ou visível, que o indivíduo preserva e para onde se retira quando quer deixar o mundo para uma solidão temporária, porém profunda. A arte parece querer descobrir essa ferida secreta de todo ser e mesmo de todas as coisas, para que ela os ilumine".


Jardel Dias Cavalcanti
Campinas, 7/10/2002


Mais Jardel Dias Cavalcanti
Mais Acessadas de Jardel Dias Cavalcanti em 2002
01. Parangolé: anti-obra de Hélio Oiticica - 17/12/2002
02. Drummond: o mundo como provocação - 26/11/2002
03. A Vagabunda Letrada e os Sentimentos Nobres - 5/11/2002
04. O último Shakespeare - 3/12/2002
05. Cactos Implacáveis: entrevista com Ronald Polito - 10/12/2002


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




HISTÓRIA DA ARTE
LUCAS DE MONTERADO
LIVROS TECNICOS
(1978)
R$ 14,00



GUIA DE CONVERSAÇÃO FRANCESA
MÁRIO FIÚZA
PORTO
(1988)
R$ 14,00



A ENERGÉTICA DOS ALIMENTOS
STEVE GAGNÉ
LAFONTE
(2011)
R$ 58,00



FORÇA DE VONTADE
BARBARA TAYLOR BRADFORD
RECORD
(1987)
R$ 19,90
+ frete grátis



TESOURO DE MENINAS OU DIÁLOGOS ENTRE UMA SÁBIA AIA E SUAS DISCÍPU
JEANNE MARIE LEPRINCE DE BEAUMONT
ODISSEIA
(2008)
R$ 19,00



ESTA AMÉRICA NOVA, AINDA INABORDÁVEL. PALESTRAS A PARTIR DE EMERSON E WITTGENSTEIN
STANLEY CAVELL
34
(1997)
R$ 25,00



O FOGO DE PENTECOSTES
PE. ALBERTO LUIZ GAMBARINI
LOYOLA
R$ 10,00



50 ANOS DE FORMAÇÃO ECONÔMICA DO BRASIL
TARCISIO PATRICIO DE ARAUJO & OUTROS (ORG.)
IPEA
(2009)
R$ 34,69
+ frete grátis



ANDROID EM 50 PROJETOS
FERNANDO ANSELMO
VISUAL BOOKS
(2012)
R$ 50,00



PLAYBOY DORA VERGUEIRO Nº 342 ERÓTICO
ED. ABRIL
ABRIL
(2004)
R$ 16,00





busca | avançada
39401 visitas/dia
1,4 milhão/mês