As ruas são as mesmas | Guga Schultze

busca | avançada
51627 visitas/dia
1,8 milhão/mês
Mais Recentes
>>> PAULUS Editora promove a 6º edição do Simpósio de Catequese
>>> Victor Arruda, Marcus Lontra, Daniela Bousso e Francisco Hurtz em conversa na BELIZARIO Galeria
>>> Ana Cañas e Raíces de América abrem a programação musical de junho, no Sesc Santo André
>>> Sesc Santo André recebe Cia. Vagalum Tum Tum, em junho
>>> 3º K-Pop Joinville Festival já está com inscrições abertas
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> A suíte melancólica de Joan Brossa
>>> Lá onde brotam grandes autores da literatura
>>> Ser e fenecer: poesia de Maurício Arruda Mendonça
>>> A compra do Twitter por Elon Musk
>>> Epitáfio do que não partiu
>>> Efeitos periféricos da tempestade de areia do Sara
>>> Mamãe falhei
>>> Sobre a literatura de Evando Nascimento
>>> Velha amiga, ainda tão menina em minha cabeça...
>>> G.A.L.A. no coquetel molotov de Gerald Thomas
Colunistas
Últimos Posts
>>> Fabio Massari sobre Um Álbum Italiano
>>> The Number of the Beast by Sophie Burrell
>>> Terra... Luna... E o Bitcoin?
>>> 500 Maiores Álbuns Brasileiros
>>> Albert King e Stevie Ray Vaughan (1983)
>>> Rush (1984)
>>> Luiz Maurício da Silva, autor de Mercado de Opções
>>> Trader, investidor ou buy and hold?
>>> Slayer no Monsters of Rock (1998)
>>> Por que investir no Twitter (TWTR34)
Últimos Posts
>>> Parei de fumar
>>> Asas de Ícaro
>>> Auto estima
>>> Jazz: 10 músicas para começar
>>> THE END
>>> Somos todos venturosos
>>> Por que eu?
>>> Dizer, não é ser
>>> A Caixa de Brinquedos
>>> Nosferatu 100 anos e o infamiliar em nós*
Blogueiros
Mais Recentes
>>> La Cena
>>> YouTube, lá vou eu
>>> Uma história da Sambatech
>>> The Shallows chegou
>>> Ceifadores
>>> É hoje (de novo)!
>>> Trump e adjacências
>>> Entrevista com Pollyana Ferrari
>>> O novo sempre vem
>>> O estilo de Freddie Hubbard
Mais Recentes
>>> Zé Carioca Nº 1821 de Walt Disney pela Abril (1988)
>>> The Theory of Economic Development de Lord Robbins pela Macmillan (1968)
>>> Matemática - Magistério 1 de Ruy Madsen Barbosa pela Atual (1985)
>>> Do alto da tribuna de Ademar rigueira neto pela Lumen juris (2017)
>>> A Vida de D. Pedro I - Tomo I de Octávio Tarquínio de Sousa pela José Olympio (1972)
>>> Novos Canticos de Dolares Bacelar Espíritos Diversos pela Não Informada (1983)
>>> O Clube do Filme de David Gilmour; Luciano Trigo pela Intrinseca (2009)
>>> Zé Carioca Nº 1820 de Walt Disney pela Abril (1988)
>>> Cozinha do Mundo: Itália Vol. 1 de Abril Coleções pela Abril Coleçoes (2010)
>>> Who's Best? de Varios Autores pela Foundations Reading Library (2006)
>>> The Elements of Typographic Style de Robert Bringhurst pela Hartley & Marks (1997)
>>> Doctor Who: Adventures in time and space de Vários autores pela Bbc (2009)
>>> Cálculos Trabalhistas de Adalberto José do Amaral Filho pela Ltr (2002)
>>> A Fenda do Tempo de Dionísio Jacob pela Infanto Juvenis (2005)
>>> Lobo Solitário 8 de Kazuo Koike e Goseki Kojima pela Cedibra (1989)
>>> Macunaíma, o Herói sem Nenhum Caráter de Mário de Andrade pela Penguin Companhia (2016)
>>> Oficina de História - Volume único de Flávio Campos pela Leya (2012)
>>> Zé Carioca Nº 1818 de Walt Disney pela Abril (1987)
>>> Romance Senzala de Salvador Gentile pela Instituto Difusão Espirita (1993)
>>> Cartas Chilenas de Tomás Antônio Gonzaga pela Martin Claret (2007)
>>> Skate - Guia Passo a Passo Ilustrado de Clive Gifford pela Zastras (2008)
>>> Mensagens de Matthew Mckay; Martha Davis; Patrick Fanning pela Summus (1999)
>>> Zé Carioca Nº 1798 de Walt Disney pela Abril (1987)
>>> Ente Osso agora de Maitê Proença pela Record (2015)
>>> Aprendi com meu pai - 54 pessoas bem-sucedidas contam a maior lição que receberam do seu pai de Luís Colombini pela Virsar (2006)
COMENTÁRIOS

Sexta-feira, 3/8/2007
Comentários
Leitores


As ruas são as mesmas
Boa lembrança, Os meninos da rua Paulo é um pequeno clássico. Li, quando era adolescente, e foi quase como ler sobre os meninos da rua São Paulo, Belo Horizonte, onde passei a maior parte da infância. As ruas são as mesmas, quando a gente é menino. Mas suponho que essa era terminou. Boa pedida, Gian. Abraços.

[Sobre "Os meninos da rua Paulo"]

por Guga Schultze
3/8/2007 às
13h43 201.80.110.48
(+) Guga Schultze no Digestivo...
 
Pergunta não respondida
Eu realmente gostaria de saber a resposta do Pedro Dória a essa questão que o Julio fez e foi completamente ignorada pelo entrevista...: "Como blogueiro militante – no melhor sentido do termo –, não acha que, de repente, essa postura, de colocar-se uma espécie de 'olimpo', numa 'torre de marfim', não combina muito com a era da hiperconectividade, da 'conversação', do cada vez menor número de 'graus de separação'? Porque, muitas vezes, eu tenho a impressão de que quem mantiver esse 'distanciamento', em relação ao leitor, vai sucumbir – você não acha?". Por que será ele não respondeu? Abraço prá ti, Julio!

[Sobre "Pedro Doria"]

por Ana Brambilla
http://www.anabrambilla.com/blog
3/8/2007 às
12h13 200.196.241.66
(+) Ana Brambilla no Digestivo...
 
Cassandras da literatura
Geralmente escritores são leitores ávidos e transbordam as influências das textualidades apreciadas; e se alguns não têm apetite para a literatura, outros a devoram obsessivamente. Literatura é, do meu ponto de vista, feita essencialmente pelo leitor, que dá vida e valor ao texto lido. A reverência emblemática dada ao livro só tem sentido quando o teor do seu conteúdo eleva a sua condição de objeto. A morte da literatura, como vaticinam as cassandras da vez, é sobretudo a morte da expressão e da liguagem, e quem pode prever até este ponto? Desconfio que tal juízo venha de uma disciplina cultural de jornadas retas e leituras corretas, mas esta prática é singular e delicada, cheia de voltas e reviravoltas, que deixa(m) tontos leigos e sábios; e as leis que a regem, se é que a regem, são hermeticas para juízos tolos. Literatura é a vida registrada em circunstâncias e palpitações, carregada de uma grandeza sensível que exalta o anti-herói; o que resta é o gramático, técnico na aridez sintática...

[Sobre "A literatura de ficção morreu?"]

por Carlos E. F. Oliveir
3/8/2007 à
01h34 201.65.37.4
(+) Carlos E. F. Oliveir no Digestivo...
 
Jornalismo e Direito
Cara colega, não é só o jornalismo que vive seus dias finais, o direito passa por tal situação... É só verificar quantos bacharéis se formam e quantos conseguem tirar a tão almejada carteira da Ordem dos Advogados do Brasil, e mesmo tirando, quantos conseguem exercer a profissão... Com certeza há escassez de vagas em todo lugar... Mas em jornalismo e direito isso é aterrorizador!!!

[Sobre "Eu me pergunto para onde vai a imprensa..."]

por Henrique
2/8/2007 às
15h51 201.68.191.195
(+) Henrique no Digestivo...
 
Olivia antes e depois
Sabe, eu entrei uma vez no blog da Olivia (sem acento como ela prefere!), e estava muito paradão... Entrei outras vezes, e quase nada mudava. Mandei um e-mail perguntando qualquer coisa, ela respondeu muito sucintamente, mandei outro, nada de resposta... Agora leio esta entrevista e a Olivia, metafísica, não gostando disso e daquilo, reclama da vida. As coisas não foram para onde ela gostaria que tivessem ido, o mundo não deu as voltas que ela gostaria que tivesse dado, talvez fosse melhor do jeito que era mas do jeito que está talvez fique na mesma (?) ... O blog (voltei lá agora, de novo) está recheado, bombando. Muito melhor do que aquele que decidi excluir de minha lista de favoritos. Há alvissareiras notícias que livros novos estão no forno. Isso é muito positivo! É a parte que importa, Olivia. Acho que Olivia deveria deixar o bonde andar.

[Sobre "Bate-papo com Olivia Maia"]

por Albarus Andreos
http://www.albarusandreos.blogspot.com
2/8/2007 às
15h27 200.218.186.190
(+) Albarus Andreos no Digestivo...
 
não me conformo
eu não acredito que a 89 acabou, essa radio era muito louca, a uníca que prestava. As rádio que entrou no lugar é um lixo, agora não tem mais o que ouvir...

[Sobre "89 FM, o fim da rádio rock"]

por farinha
2/8/2007 às
14h07 63.172.27.2
(+) farinha no Digestivo...
 
O peso de Faulkner
Meus livros do Faulkner estão espalhados pela casa. Alguns na estante, outros, por aí, dependendo da minha última releitura. Sempre volto ao Faulkner, depois de tentar ler, digamos, algum contemporâneo. Esses mesmos, you know. Meus livros estão bem manuseados. Alguns nem leio mais, só seguro nas mãos, pra sentir o peso. Se arremessados contra a estante de livros, derrubam todos os outros.

[Sobre "A calça alta do Faulkner "]

por Guga Schultze
2/8/2007 às
13h55 201.80.110.48
(+) Guga Schultze no Digestivo...
 
ótimas perguntas...
...e a entrevista da Olivia está simplesmente sensacional. Autora publicada, dando a cara a tapa? No meio de tantos novos escritores que "flipam" impregnados de ar blasé, é empolgante ver alguém que tem algo a dizer. A Olivia, falando da própria experiência, mostra todo um universo - um conflito dessa modernidade líquida onde "seres humanos com a capacidade da escrita" duelam com a figura canonizada do "Autor". ela questiona o status e o ego do Escritor - mesmo admitindo a vaidade. porque na web, tendo o contato dos leitores (os/quantos que forem), ela tem, em pequena escala, o retorno que gostaria de ter da sua literatura. por acreditar nela, na Literatura como um todo e por ousar desmistificar o que vem mudando a olhos vistos. revigorante! só aquela foto que tá meiga demais e não combina com ela. ;)

[Sobre "Bate-papo com Olivia Maia"]

por tiagón
http://www.verbeat.org/blogs/bereteando
2/8/2007 às
10h11 189.27.161.86
(+) tiagón no Digestivo...
 
Boa entrevista
Parece que o assunto "qual a melhor saída para iniciantes na literatura" é sem fim. Escritor não é profissão; escrever não é trabalho; pra publicar em papel, editores ditam as regras; num blog se tem toda liberdade e é possível se mostrar pra testar as próprias chances. Sem dúvida a internet dá espaço, modifica o olhar sobre "o escritor", mas este continua sendo o que é conhecido, aclamado, porque escritor é status, é uma posição que muitos querem preservar como algo especial, que só poucos conseguem fazer bem, a não ser os que precisam de um dinheiro a mais pra sobreviver, aí estes dizem ser possível aprender a fazer literatura, criam oficinas, mas se traem ao dizer que é preciso ter certas características para conseguir escrever algo que se destaque, mereça ser lido. Um problema de difícil solução? Nas ciências exatas a exceção serve para confirmar a regra, não para anulá-la, por isso torço pra que alguém influente um dia diga: escritor é profissão, cultura não é luxo, acreditem! Bjs

[Sobre "Bate-papo com Olivia Maia"]

por Cristina Sampaio
2/8/2007 às
09h21 201.50.132.188
(+) Cristina Sampaio no Digestivo...
 
Opiniões amigas são melhores
Tudo bem, eu confesso que sou mais um desses "amigos", mas a opinião vale do mesmo jeito, né? Afinal, só aquele amigão sabe dizer: "Bom, essa parte tá chata pra caramba, eu sei que tu pode melhorar isso, pô!" Eu ainda não disse isso pra Olivia, porque não achei motivos, mas espera só ;) Como não faz mto tempo que conheci, ainda não li o livro da Olivia, mas como um bom amigo, claro que já tá na lista :) Eu não tenho lá muita - pra não dizer nenhuma - experiência no mercado editorial, mas acredito muito no potencial da internet. Hoje, quando você faz um blog, mantém uma boa rede de amigos e lógico, escreve bem, não é difícil você ganhar um certo reconhecimento e, quem sabe, até uma graninha. Você precisa, sim, ser paciente, ser criativo, ter os nervos no lugar pra não mandar aquele leitor chato pra PQP, ou num surto, mandar tudo pra PQP! Mas isso é detalhe ;)

[Sobre "Bate-papo com Olivia Maia"]

por André
http://www.lendo.org
2/8/2007 às
08h54 201.3.150.237
(+) André no Digestivo...
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




De fora da arca
Ana Maria Machado e Ziraldo
Salamandra
(1996)



Eurico, o Presbítero - Clássicos de Ouro
Alexandre Herculano - Apresentação Antônio Soares
Ouro
(1969)



Lucréce Borgia
Cecil Saint-laurent
Stock
(1988)



O Aprendiz da Madrugada
Luiz Carlos Lisboa
Gente
(1994)



Psicologia Moderna
Antônio Xavier Teles
ática
(1983)



Dirigindo Com Sabedoria sem o Cd
Tony Gandra
Abrather
(2002)



Direito do Comercio Internacional
Antonio Carlos Rodrigues do Amaral
Edicoes Aduaneiras
(2005)



O vento nas vidraças
Roberto Bittencourt Martins
Lpm
(1983)



História: Sociedade & Cidadania - 7º Ano
Alfredo Boulos Júnior
Ftd
(2015)



Fundamentos da Reforma Íntima
Abel Glaser pelo Espírito Cairbar Schutel
O Clarim
(2011)





busca | avançada
51627 visitas/dia
1,8 milhão/mês