Vulgaridade e crime | Rafael Lima

busca | avançada
81512 visitas/dia
2,4 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Oficina de Objetos de Cena nas redes do Sesc 24 de Maio
>>> Lançamento: livro “A Cultura nos Livros Didáticos”, de Lara Marin
>>> Exposição coletiva 'Encorpadas - Grandes, largos, políticos: corpos gordos'
>>> Clássicos da Literatura Unesp ganha mais cinco títulos
>>> Bertolt Brecht inspira ÉPICO
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> 2021, o ano da inveja
>>> Pobre rua do Vale Formoso
>>> O que fazer com este corpo?
>>> Jogando com Cortázar
>>> Os defeitos meus
>>> Confissões pandêmicas
>>> Na translucidez à nossa frente
>>> A Velhice
>>> Casa, poemas de Mário Alex Rosa
>>> Doutor Eugênio (1949-2020)
Colunistas
Últimos Posts
>>> Mehmari, Salmaso e Milton Nascimento
>>> Gente feliz não escreve humor?
>>> A profissão de fé de um Livreiro
>>> O ar de uma teimosia
>>> Zuza Homem de Mello no Supertônica
>>> Para Ouvir Sylvia Telles
>>> Van Halen ao vivo em 1991
>>> Metallica tocando Van Halen
>>> Van Halen ao vivo em 2015
>>> Van Halen ao vivo em 1984
Últimos Posts
>>> Tonus cristal
>>> Meu avô
>>> Um instante no tempo
>>> Salvem à Família
>>> Jesus de Nazaré
>>> Um ato de amor para quem fica 2020 X 2021
>>> Os preparativos para a popular Festa de Réveillon
>>> Clownstico de Antonio Ginco no YouTube
>>> A Ceia de Natal de Os Doidivanas
>>> Drag Queen Natasha Sahar interpreta Albertina
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Simonal e O Pasquim: nem vem que não tem
>>> O Free, de Chris Anderson
>>> Cioran e a arte da provocação
>>> A man in full
>>> Maultaschen no Bier & Mais
>>> Sobre o caso Idelber Avelar
>>> O desconhecido do MSN
>>> Pizzaria São Paulo
>>> Mais jornais morrendo
>>> Diogo Salles no podcast Guide
Mais Recentes
>>> Projeto Presente - História 4º Ano de Ricardo Dreguer & Cássia Marconi pela Moderna (2015)
>>> Projeto Presente - Geografia 4º Ano de Neuza Sanchez Guelli & Cíntia Nigro pela Moderna (2015)
>>> Assassinato sem Memória de Sérgio Bandeira de Mello pela Razão Cultural (2000)
>>> O Fado de Rudi de Jair Lisboa pela Jl (2016)
>>> Recordes do Homem - 101 Recordes de Mônica Sánches Peréz pela Ciranda Cultural (2014)
>>> 11 in Campo - Racconti Di Calcio Brasiliano de Roberta Fregonese e Paola Vallerga Traduzione pela E/o (1998)
>>> Projeto Presente - Matemática 4º Ano de Luiz Márcio Imenes, Marcelo Lellis & Estela Milani pela Moderna (2015)
>>> Alex Rider Contra Stormbreaker de Anthony Horowitz pela Publifolha (2003)
>>> Meia Culpa de Leda Miranda Huhne pela Uapê (1999)
>>> A Queima Roupa de Greg Rucka pela Landscape (2003)
>>> Histórias para Contar, Amigos para Encontrar 1950 - 1979 de Ana Paula Soares pela Aeita (2012)
>>> Anjo da Morte - Horas Em Suspense de James Anderson pela Francisco Alves (1979)
>>> O Último Verão de Copacabana de Sonia Coutinho pela José Olympio (1985)
>>> O Gerente e o Estresse - Faça o Estresse Trabalhar para Você de Karl Albrecht pela Zahar (1988)
>>> Clube de Matemática: Jogos Educativos 1 de Mônica Soltau da Silva pela Papirus (2010)
>>> Gertrudes e Cláudio de John Updike pela Companhia das Letras (2001)
>>> Retrato de um Casamento - Com Ilustrações de Nigel Nicolson pela Nova Fronteira (1973)
>>> Projeto Presente - Ciências Naturais 4º Ano de Lilian Bacich, Célia R. Carone & Edilson A. Pichiliani pela Moderna (2015)
>>> Mulheres Poderosas no Trabalho de Elizabeth Hilts pela Academia (2013)
>>> Contos Brasileiros 2 - para Gostar de Ler 9 de Clarice Lispector e Outros pela Ática (2005)
>>> Fogo-fátuo de Patrícia Melo pela Rocco (2014)
>>> A Matemática Através de Brincadeiras e Jogos de Ivana V. D. Aranão pela Papirus (2004)
>>> Matemágica - Historia, Aplicações e Jogos de Fausto Arnald Sampaio pela Papirus (2005)
>>> Plano de ataque de Ivan Sant pela Objetiva (2021)
>>> A seta do tempo de Martin amis pela Rocco (1991)
>>> Abraçou-o e o Cobriu de Beijos - Lectio divina sobre a parábola do pai misericordioso de Marko Ivan Rupnik pela Paulinas (2005)
>>> Le Guide des Égarés de Moïse Maïmonide pela Rieder (1930)
>>> Primeiros Passos 126 - O Que é Aborto de Danda Prado pela Brasiliense (1991)
>>> Revista arquitetura & construçao--fevereiro de 2005--telhado sem erro. de Abril pela Abril (2005)
>>> Arquitetura & construçao--fevereiro de 2007--65 opçoes de pisos. de Abril pela Abril (2007)
>>> Revista arquitetura & construçao--junho de 2007--luxo & basico de Abril pela Abril (2007)
>>> Revista arquitetura & construçao--outubro de 2006--estrutura de madeira. de Abril pela Abril (2006)
>>> Revista arquitetura & construçao--maio de 2012--reformas 32+20 de Abril pela Abril (2012)
>>> Revista arquitetura & construçao--maio de 2007--morar em apartamento. de Abril pela Abril (2007)
>>> Arquitetura & construçao--junho de 2006--telhas de Abril pela Abril (2006)
>>> Revista arquitetura & construçao--maio de 2005--piso de madeira de Abril pela Abril (2005)
>>> Revista arquitetura & construçao--janeiro de 2006--casas pequenas de Abril pela Abril (2006)
>>> Coleção Grandes Impérios e Civilizações - 17 Volumes de Del Prado pela Del Prado
>>> Coleção História em Revista - 25 Volumes (COMPLETA) de Time Life e Abril Livros pela Time Life
>>> Álgebra Linear de Alfredo Steinbruch - Paulo Winterle pela Makron (1987)
>>> Um Curso de Cálculo 1 de Hamilton Luiz Guidorizzi pela Ltc (1995)
>>> Marketing Ambiental de Reinaldo Dias pela Atlas (2007)
>>> Projeto Presente - História 3º Ano de Ricardo Dreguer & Cássia Marconi pela Moderna (2012)
>>> Projeto Presente - Geografia 3º Ano de Neuza Sanchez Guelli & Allyson Lino pela Moderna (2012)
>>> A Troca de Paulo Novaes pela Agir (1984)
>>> O Linguado de Günter Grass pela Nova Fronteira (1983)
>>> A dieta do tipo sanguíneo: A, B, O e AB de Peter Dadamo pela Elsevier / Alta Books (2005)
>>> Projeto Presente - Matemática 3º Ano de Luiz Márcio Imenes, Marcelo Lellis & Estela Milani pela Moderna (2012)
>>> Dicionário Ilustrado Verbo da Língua Portuguesa 4 vols. de Francisco Fernandes pela Verbo-Globo (1972)
>>> Matemática 2ª Série - Coleção Conhecer e Crescer de Jacqueline Garcia & Márcio Dantas pela Escala Educacional (2005)
COMENTÁRIOS

Quarta-feira, 10/4/2002
Comentários
Leitores


Vulgaridade é crime
Daniela, só para dizer que enfim fui fer Gosford Park e adorei. Realmente, Helen Mirren e Maggie Smith fazem valer o filme, particularmente a última, interpretando aquele tipo de nobre decadente que não tem mais dinheiro para pagar os criados e para quem a vulgaridade é crime pior do que um assassinato com veneno e facadas...

[Sobre "Na ressaca do Oscar..."]

por Rafael Lima
10/4/2002 às
12h10 200.179.78.2
(+) Rafael Lima no Digestivo...
 
Refrigerante do recreio
A semana passada quando recebi o digestivo cultural eu estava muito ocupada, mas não deletei... guardei prá ler depois quando desse um tempinho e como foi bom... adorei teu texto Alexandre, é tão leve que nos transporta de volta à infância, com cheiro de refrigerante guardado na lancheira prá a hora do recreio. Li também as mensagens e vou ler o textos do Rafael. Beijocas

[Sobre "O Exército de Pedro"]

por Tânia Nara
10/4/2002 às
11h09 213.224.83.166
(+) Tânia Nara no Digestivo...
 
O nome dela é Valdemar...
Mas hilário, hilário mesmo é receber uma mensagem toda adocicada e feminina te chamando de Rafaelzinho, mandando abraços e se queixando que não tem tempo de brincar -- e assinada como Assunção Medeiros! Parece até aquela musiquinha dos anos 80...

[Sobre "Os Homens são de Varte, as Mulheres são de Mênus"]

por Rafael Lima
10/4/2002 às
11h04 200.179.78.2
(+) Rafael Lima no Digestivo...
 
Desenferruja a cara
Muitos ingressam na vida " adulta" sem lembrar que existe pouco tempo para curtirmos a infância. É ela a geradora de sorrisos que desenferrujam a cara. Parabéns, Alexandre, e vamos conquistando novos espaços para divulgar a " desenferrujação de sorrisos através do espírito infantil" :<))) Otávio, moro no interior de Minas Gerais, e graças a Deus, esse cheiro fantástico de chuva é coisa diária por aqui. A vida no Brasil pode ser melhor se ela se interiozar. Porque ter um monstro de capital como São Paulo, se podemos ter zilhões de cidades pequeninas e infantis, com cheirinho de chuva? Abraço forte de moleque, Fred Neumann.

[Sobre "O Exército de Pedro"]

por Fred Neumann
10/4/2002 às
08h59 200.216.105.117
(+) Fred Neumann no Digestivo...
 
Relativismo fácil.
Daniela, teu texto pareceu-me razoavelmente equilibrado , faltou contudo um posicionamento mais claro , o relativismo q faz com q não exista “razão” sempre favorece o opressor. Toda a aparente complexidade da situação é , a meu ver , falaciosa. A situação em sua essência é bastante simples . Nada de muito novo ocorre na região. A palavra chave é colonização. Tudo se resume a 2 grandes arbitrariedades:primeiro da ONU contra a comunidade árabe e segundo de Israel contra os palestinos. Por mais q nós ocidentais queiramos tergiversar, a ONU simplesmente não tinha o direito de expropriar 78% da palestina e entregar aos judeus. Isso só foi posível devidoa ótica colonialista ainda vigente , se bem q já ferida de morte, à época. Imaginar q algum dia os árabes vão “se conformar” com isso é rematada tolice. Foi um ato colonialista, e só pela força será mantido. Em essência: uma arbitrariedade. Inútil tentar justificar, só dá para explicar. No entanto isso hojé já é história. Depois de tentarem inutilmente opor-se pela força, a meu ver legítimamente, contra a 1a arbitrariedade, os arábes deram-se por vencidos. Não tem outra opção, são a parte mais fraca. Sempre foi assim (escrevo esse texto em território Tupinambá, conquistados pelos meus manes da mesma forma). Os árabes já ofereceram a aceitação do “status quo” definido pela 1a arbitrariedade, a da ONU. Renderam-se finalmente. A Segunda arbitrariedade, essa extemporânea e “fora de moda”, cometeu o estado judeu tentando colonizar os 22% q sobraram aos palestinos. Compreendo perfeitamente a ocupação militar da Cisjordania, quando da tentativa árabe de retomar pela força suas terras (como compreendendo, e acho razoável, a própria tentativa árabe em si). Assim sempre foram as guerras de definição de território. Israel tinha mesmo q ocupar a Cisjordania e lá permanecer até atingir seus objetivos “legais”. Agora, tentar colonizar as terras q ocupou para se defender da justa tentativa dos ex-donos de “joga-los ao mar” é q é o “x” do problema. Foi aí, quando começou a “colonizar a Cisjordania” é q Israel cometeu o crime q ainda hoje a pôe “fora da lei”. Em resumo, a primeira arbitrariedade já está consolidada, é história. A segunda, terá q esperar os mesmo 50 anos da primeira para se legitimar. No momento ainda “não é história”. Na lógica do 3o milênio Israel está errado! Como a comunidade árabe já desistiu de usar a força militar, cabe aos palestinos resistir a seu modo , com pedras e essa pseudo novidade q tem até tradução em japones: Kamikase. Ou render-se. Nada de novo entre o céu e a terra. Fosse ha 100 anos e a extrema direita judia já teria “jogado os palestinos prá lá do Jordão”, q é sua politica oficial e assumida. É fácil Israel “ficar com a razão”. Basta propor devolver 100% do q não é seu ao preço dos palestinos acatarem a 1a arbitrariedade ONU (acho q eles topam). Talvez não mudasse nada “de fato”, mas mudaria “de direito”. Compreendo q só proponham devolver 95%, pois teriam q “ matar os seus proprios kamikases” (literalmente) e não existe clima político para isso no momento. Mas aí é “problema deles”.Estamos no 3o milênio. Colonização agora só no espaço sideral. Eles estão errados!

[Sobre "Nas garras do Iluminismo fácil "]

por pedroservio
10/4/2002 às
06h19 200.191.179.122
(+) pedroservio no Digestivo...
 
Minha teoria
Eu tenho uma teoria a respeito do Falcon: ele é o amante secreto da Barbie! Não é possível que com aqueles peitões, andando sempre na ponta do pé, com aquela cara de satisfeita, ela seja fiel ao Ken! Aquele Falcon barbudo e musculoso nunca me enganou! No intervalo das batalhas bem que ele pegava a Barbie na casa cor-de-rosa dela! É a única explicação! Os meninos não concordam? :o)

[Sobre "O Exército de Pedro"]

por Assunção Medeiros
10/4/2002 às
03h10 200.184.36.107
(+) Assunção Medeiros no Digestivo...
 
Falcon
É isso mesmo, Pedro. Viva o Falcon: nunca vou me recusar a dizer isso. Os dois que eu tinha foram se desmembrando com o tempo, mas na minha mente ainda estão inteiros. O mais velho se lembra bem das históricas batalhas com Torak, entre 81 e 84 (não sei bem porquê nenhum livro de história toca no assunto). Obrigado e um abraço- Alexandre

[Sobre "O Exército de Pedro"]

por Alexandre
10/4/2002 às
02h26 200.205.157.155
(+) Alexandre no Digestivo...
 
Nem paz nem solução
Concordo com você Antonio Oliveira. É quase insano pensar que uma ofensiva como a posta em prática pelo exército isrelense possa trazer a paz. A única maneira de Israel conquistar a paz através de uma ação militar, é aniquilando cada palestino e cada simpatizante da causa pelestina. Atacar, invadir e matar, mesmo que seja de forma seletiva como o exército israelense vem afirmando, não vai gerar nada de "construtivo", em especial para o povo israelense. Sharon pode até pensar ter cumprido seu dever, mas uma retaliação é quase óbvia se sobrar algum palestino em pé. E como um genocídio palestino não pode ser cogitado, Israel no fim das contas piorou sua situação com a investida militar. A tranquilidade, nem vou usar a palavra paz, é quase inviavel agora. Até a questão dos balcãs era mais solucionavel do que o conflito Israel-palestinos. Tenho lido aqui textos que colocam a ação militar de Israel como uma resposta aos ataques terroristas, mas não é bem assim. Todos nós acompanhamos que a situação foi se alimentando nos atos de violência dos dois lados. A cada ataque terrorista palestino, Israel contra-atacava, e a bola de neve foi se formando. Acredito que o grande erro de Israel foi ter mantido os assentamentos em áreas da Csijordânia e ter retaliado os atentados com força militar extrema, bombardeando prédios nas cidades palestinas por exemplo. Isso só inflamou os ânimos de jovens palestinos desiludidos. O governo israelense precisa urgentemente perceber que deve fazer conseções, se pretende que seu povo viva com certa tranquilidade. Se continuar a lutar por todos os territórios que deseja possuir, a guerra jamais vai cessar.

[Sobre "O Conflito do Oriente Médio"]

por Pedro Ghirotti
10/4/2002 à
01h45 200.207.129.69
(+) Pedro Ghirotti no Digestivo...
 
Acabei de perdoar
Depois de acordar todos os meus vizinhos com gargalhadas altíssimas, choro convulso e algumas palavras de baixo calão, tipo "isso está bom pra C....!!!!Devo confessar, Fábio, que você está mais que perdoado por não ter lido Tolkien... Mas você ia gostar... E muito obrigada pelas belas palavras a respeito do livro de meu general! Colunistas como você e o Alexandre valem quase tanto quanto a minha coleção completa do Asterix! Beijo da Sue

[Sobre "bbb"]

por Assunção Medeiros
10/4/2002 à
01h03 200.184.36.169
(+) Assunção Medeiros no Digestivo...
 
Uma internauta -admiradora
Caro Heitor : Através de uma amigaem comum, Maria Ines Carneiro , tive a grata satisfação de ler seu artigo sobre a situação no Oriente Medio, você mostra um conhecimento de causa incrivel e um discernimento total da situacão vigente por lá.Do muito que já li até agora, penso que o que você diz é o mais lúcido, inteligente e tristemente verdadeiro , sem conotação alguma de parcialidade ou proteccionismos bobos. Golda Meir disse muitas coisa inteligentes e pertinentes e uma delas diz respeito a situação que se vive por lá : "o dia que os palestinos amarem a seus filhos mais do que odeiam ao Estado de Israel , aí sim haverá Paz em Israel ". Isso é dito meio como um chiste , mas é a mais clara e simples idéia do que se passa por lá. Concordo ipsis-leteri em tudo que você diz e gostaria muito de poder enviar a meus amigos e filhos o seu artigo. Meus filhos vivem em Israel e sabem dessa dura realidade, do que é querer viver , crescer e deixar os outros também viverem , pois sempre foram do movimento "Paz Agora" , mas hoje está difícil querer alguma coisa. A Paz sempre foi perseguida e como você bem disse , nunca algúem quis dar tanto aos palestinos , como o Barak e o que ele teve ? O recrudescimento da Intifada e suas trágicas consequências com tantas perdas para ambos os lados . Quando meu primeiro neto nasceu em Israel (tenho tres) pensei, de verdade, que talvez ele já não tivesse que servir e quem sabe o serviço militar já pudesse até ser facultativo. Quanta ingenuidade a minha , mas isso foi há quase nove anos atrás e tanta coisa se passou... Agradeço , poder ler suas sensatas e verdadeiras mensagens e espero sempre poder lê-las e passá-las adiante. Obrigada e continue iluminando as pessoas com sua verdadeira e clara luz, sua mais nova leitora e admiradora, Beti Mayer

[Sobre "O Conflito do Oriente Médio"]

por Beti Mayer
9/4/2002 às
21h36 200.191.168.52
(+) Beti Mayer no Digestivo...
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




ISTO É SOU FELIZ SOZINHO Nº 2085
VÁRIOS AUTORES
ED. TRÊS
(2009)
R$ 10,00



ANIMAIS BRASILEIROS PUBLICADOS NO ESTADÃO
LUIZ ROBERTO DE SOUZA QUEIROZ
O ESTADO
(1997)
R$ 10,00



PÂNTANO DE SANGUE
PEDRO BANDEIRA
MODERNA
(1991)
R$ 10,00



HISTÓRIA DO BRASIL COLONIAL
LUIZ ROBERTO LOPES
MERCADO ABERTO
(1997)
R$ 10,00



AS BELAS MENTIRAS: A IDEOLOGIA SUBJACENTE AOS TEXTOS DIDÁTICOS.
MARIA DE LOURDES CHAGAS DEIRÓ
CENTAURO
(2005)
R$ 10,00



LIRA DOS VINTE ANOS E POESIAS DIVERSAS
ÁLVARES DE AZEVEDO
ATELIÊ
(2000)
R$ 10,00



FEMME ET MYTHE
G. DEVEREUX
FLAMARION
(1982)
R$ 10,00



C. B. GREENFIELD: A LITTLE MADNESS
LUCILLE KALLEN
BALLANTINE BOOKS
(1986)
R$ 10,00



70 HISTORINHAS
CARLOS DRUMMOND DE ANDRADE
JOSÉ OLYMPIO
(1978)
R$ 10,00



BORBOLETAS NA ALMA
DRÁUZIO VARELA
COMPANHIA DAS LETRAS
(2006)
R$ 10,00





busca | avançada
81512 visitas/dia
2,4 milhões/mês