Elenco de mão cheia | Cris Simon

busca | avançada
41334 visitas/dia
1,0 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
>>> Leminski, estações da poesia, por R. G. Lopes
>>> Crônica em sustenido
>>> Do inferno ao céu
>>> Meninos, eu vi o Bolsonaro aterrando
>>> Manual para revisores novatos
>>> A Copa, o Mundo, é das mulheres
Colunistas
Últimos Posts
>>> 100 nomes da edição no Brasil
>>> Eu ganhei tanta coisa perdendo
>>> Toda forma de amor
>>> Harvard: o que não se aprende
>>> Pedro Cardoso em #Provocações
>>> Homenagem a Paulo Francis
>>> Arte, cultura e democracia
>>> Mirage, um livro gratuito
>>> Lançamento de livro
>>> Jornada Escrita por Mulheres
Últimos Posts
>>> João Gilberto: o mito
>>> Alma em flor
>>> A mão & a luva
>>> Pesos & Contra-pesos
>>> Grito primal II
>>> Calcanhar de Aquiles
>>> O encanto literário da poesia
>>> Expressão básica II
>>> Expressão básica
>>> Minha terra, a natureza viva.
Blogueiros
Mais Recentes
>>> A mulher madura
>>> Regras da Morte
>>> Simone de Beauvoir: da velhice e da morte
>>> Sabemos pensar o diferente?
>>> El sueño de la razón
>>> Machado de Assis dos folhetins ao Orkut
>>> Super Campeões, trocas culturais de Brasil e Japão
>>> Daumier, um caricaturista contra o poder
>>> Daumier, um caricaturista contra o poder
>>> Curtas e Grossas
Mais Recentes
>>> Fale-me de amor de Michel Quoist pela Paulus (1988)
>>> Maravilhas do Mundo de Elvira de Oliveira pela Klick (2001)
>>> A História Crítica da Nação Brasileira de Renato Mocellin pela Do Brasil (1987)
>>> Direito Municipal na Constituição de Petrônio Braz pela Led (2001)
>>> Direitos Reais de Cristiano Chaves de Farias e Nelson Rosenvald pela Lumen Juris (2006)
>>> Linguagem de Sinais de Sociedade Torre de Vigia de Bíblias e Tratados pela Sociedade Torre de Vigia de Bíblias e Tratados (1992)
>>> Curva de rio de Juarez de Oliveira pela Caminhos da Literatura (1987)
>>> O Anjo da Morte de Ricardo Reis de Jose Sarmago pela Caminho (1984)
>>> O livro da música de Keith Spence pela Zahar (1981)
>>> Os Abutres de Taylor Caldwell pela Record
>>> Água Viva: Uma Gênese do Desenvolvimento de Eloi Fernández y Fernández pela Nova Fronteira/ RJ. (2003)
>>> A Casa Grande de Taylos Caldwell pela Record
>>> Legislação ambiental de José Geraldo Brito Filomeno. Organização pela Imprensa Oficial do Estado SP (2000)
>>> A Mulher Secreta de Victoria Holt pela Círculo do Livro
>>> Execução civil e cumprimento de sentença. Vol. 3 de Sérgio Shimura & Gilberto Gomes Bruschi pela Método (2009)
>>> Direito Processual do Trabalho de Wagner D. Giglio pela Saraiva (2005)
>>> Comentários à Constituição Brasileira de 1988. Vol. 1. Arts. 1 ao 43 de Manoel Gonçalves Ferreira Filho pela Saraiva (1990)
>>> Resumo de Direito Penal (Parte Geral) C oleção Resumos 5 de Maximilianus Cláudio Américo Fuhrer et alii pela Malheiros (2004)
>>> À Margem da lagoa Prateada 5 de Laura Ingalls Wilder pela Record (1967)
>>> Resumo de Direito Comercial (Empresarial) Coleção Resumos 1 de Maximilianus Cláudio Américo Fuhrer pela Malheiros (2005)
>>> Blue Bloods - Vampiros em Manhattan de Melissa De La Cruz pela Moderna (2010)
>>> Responsabilidade civil e sua interpretação jurisprudencial de Rui Stoco pela Revista dos Tribunais (1994)
>>> A Menina que Roubava Livros de Markus Zusak pela Íntriseca (2013)
>>> O anjo do Adeus de Ignacio de Loyola Brandão pela Global (1995)
>>> Iniciação ao Direito do Trabalho de Amauri Mascaro Nascimento pela LTr (2005)
>>> O verde Violentou o Muro de Ignacio de Loyola Brandão pela Global (1984)
>>> o Dia em Que Comeram o Ministro de Fausto Wolff pela Codecri/ RJ. (1982)
>>> o Dia em Que Comeram o Ministro de Fausto Wolff pela Codecri/ RJ. (1984)
>>> Nancy Maria Mendes de Apesar do Tempo... pela Scriptum/ Belo Horiznte
>>> Recados da Lua - Amor e Romantismo de Helena Jobim pela Record/ RJ. (2001)
>>> Inovação -A Arte de Steve Jobs de Carmine Gallo pela Lua de Papel (2010)
>>> Machado de Assis de Augusto Meyer pela Globo/ Porto Alegre (1935)
>>> Os Putos de Altino Total pela Livr. Sá daCosta/ Lisboa (1980)
>>> Vinte E Quatro Horas na Vida de uma Mulher e outras Novelas de Stefan Zweig pela Record/ RJ. (1999)
>>> Empresas de ComércioInternacional: Organização e Operacionalidade de Dalton Daemon pela Edit. da FURBE (1993)
>>> Princípios e procedimentos notariais de Odelmir Bilhalva Teixeira pela Russell (2009)
>>> Elogio da Loucura de Erasmo de Roterdam pela Ediouro/ RJ.
>>> Os Possessos 2 Volumes de Dostoiewsky pela Livraria Progredior Porto
>>> Em Busca da Arca de Noé de Dave Balsiger Charles E. Sellier Jr pela Record (1976)
>>> Noite de Erico Verissimo pela Globo (1954)
>>> O Discípulo de Paulo Bourget pela Irmãos Pongetti (1944)
>>> O mito da neutralidade científica de Hilton japiassu pela Imago (1975)
>>> Curso de direito civil brasileiro 7 volume responsabilidade civil de Maria helena diniz pela Saraiva (2001)
>>> Patrícia Bins de Janela do Sonho pela Nova Fronteira/ RJ. (1986)
>>> Introdução ao estudo do direito de Tercio sampaio ferraz jr pela Atlas (1994)
>>> Themen 2- Lehrwerk Für Deustsch als Fremdsprache - Kursbuch de Hartmut Auderstrabe/ Heikop Bock/ Helmut Müller pela Max Huber/ EPU (1993)
>>> Organon da arte de curar de Samuel hahnemann pela Ihfl (1995)
>>> Noite na taverna de Alvares de azevedo pela Klick
>>> Mini) Reforma Tributária: Reflexões Sobre a Lei N. 10. 637/2002 (... de Fábio Junqueira de Carvalho (...) Coord. pela Mandamentos (2003)
>>> Vademecum do direito de família e sucessões de Márcia Cristina Ananias Neves pela Jurídica brasileira (2006)
COMENTÁRIOS

Segunda-feira, 17/9/2007
Comentários
Leitores


Elenco de mão cheia
Um elenco de mão cheia... Gostei de suas observações sobre a atuação do Jude Law. Mais um filme que vai pra minha lista. Um abraço, Julio!

[Sobre "A Grande Ilusão, com Sean Penn"]

por Cris Simon
http://crissimon.wordpress.com/
17/9/2007 às
12h08 189.6.133.139
(+) Cris Simon no Digestivo...
 
Modernidade
O que faz com que os "bisões de Altamira", as pinturas rupestres com mais de dez mil anos de idade, possuam uma modernidade assustadora? Creio que é a ausência da passionalidade, da intenção do "sublime", o fator que mais caracteriza o que seja moderno, em pintura. Picasso, apesar da violação da forma e da cor, ainda deve muito ao barroco. É uma pintura pletórica demais, cheia de fantasmas barrocos, se é possível dizer assim. Van Gogh daria a outra orelha para pintar como Rembrandt - era um romântico incurável. A modernidade é mais evidente em Modigliani e Paul Klee, por exemplo. Ou seja, recusam o "deslumbramento" do observador; impõem uma distância, típica do modernismo, entre a obra e aquele que a observa. Mas, buscando um exemplo na música, pra variar, as duplas sertanejas que ainda pululam por aí atestam que a modernidade é muito rara.

[Sobre "Arte moderna, 100 anos"]

por Guga Schultze
17/9/2007 às
11h06 201.80.152.78
(+) Guga Schultze no Digestivo...
 
Parabéns pelo texto.
Gostei do seu comentário, muito verdadeiro. Tive 4 livros aprovados numa editora pequena, que me pediu uma fortuna para me lançar. Respondi que se tivesse tal dinheiro colocaria na poupança e viveria de juros! O editor me disse que se eu fosse filho de (não vou citar nome) uma dupla caipira muito famosa ele editaria qualquer porcaria que eu escrevesse! Percebi, então, que o que importa a aguns editores não é muito o conteúdo, mas a fama do escritor, um nome famoso de familia e somente vender e vender e nada mais, sem a preocupação do conteúdo. A gente vê cada coisa editada que pensamos como alguém pode editar coisas assim. Então, tento me tornar conhecido, entro em concursos, posto meus escritos em sites, envio gratuitamente colaborações para rádios e jornais e quando envio algo para editoras tiro xerox de todas as minhas publicações mostrando que tenho um público, que tenho leitores. Parabéns pelo seu textos, muito verdadeiro e sincero. Atenciosamente Lucas Durand.

[Sobre "Os desafios de publicar o primeiro livro"]

por Lucas Durand
http://www.recantodasletras.com.br
17/9/2007 às
10h35 201.62.207.204
(+) Lucas Durand no Digestivo...
 
O melhor do cinema
O legal do humor, nos filmes, é que ele não tem que ser inteligente, nem grosseiro: tem que ser engraçado e é só. O que já é muito. Uma das melhores tomadas, segundo Kurt Vonnegut Jr., o escritor, é aquela em que uma mulher entra furiosa numa sala e diz umas "verdades" bem na cara de umas pessoas que estavam lá e, depois, faz uma saída triunfal pra dentro de um guarda roupa. Chega a fechar a porta atrás de si. Depois, é claro, tem que sair de lá, cheia de cabides pendurados nela. O tempo em que ela fica lá dentro, tomando coragem para sair, é toda a genialidade da cena. Impagável. Fico pensando se cenas como essa, afinal, não seriam a melhor coisa que o cinema pode oferecer. Os próprios franceses, cheios de caraminholas na cabeça, foram os primeiros a reconhecer Jerry Lewis como genial. Bergman me perdoe, mas eu vejo profundidade também em Beavis e Butt-Head. Eles são extremamente "reais". É só andar por aí. Ótimo texto.

[Sobre "Pastelão"]

por Guga Schultze
17/9/2007 às
10h06 201.80.152.78
(+) Guga Schultze no Digestivo...
 
Rir é o melhor remédio.
Por que será tão difícil assumirmos que gostamos de algo tão bobo? Todo mundo ri em comédias pastelão, até o cara que só gosta de filme francês ri em alguma cena. Óbvio que nem todas, mas ele já quis imitar aquela cena de "Apertem os cintos..." em que todo mundo dá um tapa na cara da mulher histérica ou aquela contagem do número de mortos em Top Gang. Um dos meus pastelões preferidos é a Família Buscapé, choro de rir com aquela vó que cozinha esquilos.

[Sobre "Pastelão"]

por Bia Cardoso
http://groselha.wordpress.com
16/9/2007 às
10h20 201.14.122.238
(+) Bia Cardoso no Digestivo...
 
Colou chiclete no dicionário.
E uma coluna que começou falando de chicletes, termina debatendo a guerra dos sexos no dicionário...rs. No meu Houaiss eletrônico existe a palavra "chiclete", definida como "goma de mascar". Mas nunca soube da sapota. Me contaram uma vez que chiclete era feito de uma parte nojenta do boi e que sua origem tinha a mesma explicação e folclore da origem das salsichas. Adoro chicletes, meu favorito atualmente é Trident Herbalfresh, mas o Bubaloo sempre viverá em meu coração e o abandonei pelo açúcar mesmo. Mas gosto de sabores diferentes, apesar de que os da linha Trident acabam com o gosto muito rápido: o de morango não dura nada, mas o de melancia me conquistou. E não vivo sem um chicletinho depois do almoço. Confesso que o uso como pasta de dente...rs. Quando algo dá errado na vida, é comum escutar ou lamentar: "ah eu devo ter colado chiclete na cruz". E tem expressão melhor?

[Sobre "Chicletes"]

por Bia Cardoso
http://groselha.wordpress.com
16/9/2007 às
10h03 201.14.122.238
(+) Bia Cardoso no Digestivo...
 
Livros de ficção
A ficção é um belo exercício de imaginação, tanto para o escritor como para o leitor. Para o criador, é mais angustiante, e, como lembrou Albarus Andreos, terminar ou não terminar o romance tem seus dramas. Mas o leitor também sofre com a falta que alguns personagens fazem e, principalmente, com os finais dos livros. Ah...quantas vezes desejei finais diferentes ou que terminassem dez páginas atrás! É bom saber que o livro de ficção proporciona uma experiência única na vida das pessoas, as modifica e gera novos sentimentos.

[Sobre "Fim de um romance"]

por Bia Cardoso
http://groselha.wordpress.com
16/9/2007 às
09h28 201.14.122.238
(+) Bia Cardoso no Digestivo...
 
Dividir os chiletes nem pensar
Eu, como mastigadora contumaz de chicletes, seja ele vindo de sapota ou de outra coisa estranha qualquer, me senti contemplada com o seu texto. Também não mastigo como vaca: sou mais discreta neste ato tão sublime. Mas, quando nos deparamos com aqueles mastigadores (ruminantes), realmente é bastante desagradável... Faltou um dado no seu texto. Parece que é senso comum, mas aqueles que fazem do chicletes parte de seu dia-a-dia não gostam muito de dividir tal preciosidade. Por algum motivo, oculto ou não, surpreendo-me às vezes escondendo que tenho alguns na bolsa ou colocando na boca assim, meio escondida. E já vi outros fazerem isso. Sou capaz de dividir e pagar uma conta grande de um bar, dar presentes caros que jamais compraria para mim, justamente por serem caros; emprestar dinheiro, roupas, bolsas, etc, etc. Mas, quando me pedem um chiclete, realmente, me dói o coração, principalmente se for o último. É o mistério da vida. Nem Freud explica.

[Sobre "Chicletes"]

por Adriana Godoy Ferrar
15/9/2007 às
19h51 201.58.164.68
(+) Adriana Godoy Ferrar no Digestivo...
 
A arrogância de Mano Brown
No país da Botocúndia, em que intelectuais tem um olhar alienado, dogmático até, para identificar resistência nos excluídos, não conseguem perceber que a apartação muitas vezes é requerida por quem está na posição de exclusão, para que os deveres não lhe sejam cobrados. A falta de oportunidades e a péssima distribuição de renda são justificativas para o discurso da marginalidade. Mano Brown, com a pouca disposição para a mídia e classe média, comporta-se com a típica arrogância totalitária como quem se acha porta-voz dos excluídos. Se não dialoga para outros grupos é porque lhe falta o mínimo senso democrático, termo com o qual ele está pouco interessado. Democracia afinal, é para os ricos, pobres estão além. Merecem mais, devem ser condicionados à levianidade. Este senhor é de uma boçalidade atroz. Se ele fosse filho da classe média não lhe trariam o menor interesse, e ficaria até estampada a sua arrogância. Mas como veio da periferia, conseguem enxergar “valor” em sua mediocridade.

[Sobre "Os manos Racionais"]

por Rodrigo Xavier
http://voosubterraneo,blogspot.com
15/9/2007 às
13h29 200.140.82.111
(+) Rodrigo Xavier no Digestivo...
 
Orwell jornalista
Li esse livro há pouco tempo. Se antes já era fã do Orwell ficcionista, me tornei ainda mais do Orwell jornalista. Na Pior é indispensável para quem, sabiamente, não crê em objetividade e tem colhões suficientes para rir de si mesmo.

[Sobre "Orwell na pior em Paris e Londres"]

por Jorge Wagner
http://cancaopobre.wordpress.com
15/9/2007 às
10h47 201.16.60.5
(+) Jorge Wagner no Digestivo...
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




GRANDE ENCICLOPEDIA GEOGRAFICA MUNDIAL VOL. 1
DULCIDIO DIBO
LIBRA
(1968)
R$ 6,00



ARTE DA COMPOSIÇÃO E DO ESTILO E HISTÓRIA DA LITERATURA PORTUGUESA ...
ANTONIO DA CRUZ
VOZES
(1935)
R$ 11,56



AS TRÊS IRMÃS- CONTOS
ANTON TCHEKHOV
ABRIL
(1979)
R$ 24,00



O PODER DO AGORA
ECKHART TOLLE
SEXTANTE
(2002)
R$ 10,90



LÚDICO NA QUÍMICA
CARLOS ANTÔNIO BARROS E SILVA JÚNIOR UND AYLA BIZERRA
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 349,00



PORTUGAL E O FUTURO
ANTÔNIO DE SPÍNOLA
NOVA FRONTEIRA
(1974)
R$ 10,00



PROSPERIDADE EM 42 DIAS
HUMBERTO PAZIAN
BUTTERFLY
(2008)
R$ 19,00



SEM PERDÃO
FREDERICK FORYTH
RECORD
(1982)
R$ 24,22
+ frete grátis



CODICE DI NAPOLEONE IL GRANDE PEL REGNO DITALIA (RIEDIZIONE)
NÃO DEFINIDO
CEDAM - PADOVA
(1989)
R$ 250,00



ATLAS DE HISTOLOGIA
MARIANA DI FIORE
GUANABARA
(1991)
R$ 160,00
+ frete grátis





busca | avançada
41334 visitas/dia
1,0 milhão/mês
Cannot connect to POP3 server