Bolaños e Dickens? | Edward L. Riciastro

busca | avançada
76535 visitas/dia
1,8 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Centro em Concerto - Palestras
>>> Crônicas do Não Tempo – lançamento de livro sobre jovem que vê o passado ao tocar nos objetos
>>> 10º FRAPA divulga primeiras atrações
>>> Concerto cênico Realejo de vida e morte, de Jocy de Oliveira, estreia no teatro do Sesc Pompeia
>>> Seminário Trajetórias do Ambientalismo Brasileiro, parceria entre Sesc e Unifesp, no Sesc Belenzinho
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> As fezes da esperança
>>> Quem vem lá?
>>> 80 anos do Paul McCartney
>>> Gramática da reprodução sexual: uma crônica
>>> Sexo, cinema-verdade e Pasolini
>>> O canteiro de poesia de Adriano Menezes
>>> As maravilhas do modo avião
>>> A suíte melancólica de Joan Brossa
>>> Lá onde brotam grandes autores da literatura
>>> Ser e fenecer: poesia de Maurício Arruda Mendonça
Colunistas
Últimos Posts
>>> Oye Como Va com Carlos e Cindy Blackman Santana
>>> Villa candidato a deputado federal (2022)
>>> A história do Meli, por Stelleo Tolda (2022)
>>> Fabio Massari sobre Um Álbum Italiano
>>> The Number of the Beast by Sophie Burrell
>>> Terra... Luna... E o Bitcoin?
>>> 500 Maiores Álbuns Brasileiros
>>> Albert King e Stevie Ray Vaughan (1983)
>>> Rush (1984)
>>> Luiz Maurício da Silva, autor de Mercado de Opções
Últimos Posts
>>> Melhores filme da semana em Cartaz no Cinema
>>> Casa ou Hotel: Entenda qual a melhor opção
>>> A lantejoula
>>> Armas da Primeira Guerra Mundial.
>>> Você está em um loop e não pode escapar
>>> O Apocalipse segundo Seu Tião
>>> A vida depende do ambiente, o ambiente depende de
>>> Para não dizer que eu não disse
>>> Espírito criança
>>> Poeta é aquele que cala
Blogueiros
Mais Recentes
>>> As pessoas estão revoltadas
>>> As duas facetas da eternidade
>>> Ilustres convidados
>>> PETITE FLEUR
>>> The Book of Souls
>>> O canteiro de poesia de Adriano Menezes
>>> Escrevendo um currículo
>>> Leitura vertical e leitura horizontal
>>> A mentira crítica e literária de Umberto Eco
>>> A redescoberta da(s) leitura(s)
Mais Recentes
>>> Criticidade e Leitura - Ensaios de Ezequiel Theodoro da Silva pela Mercado das Letras (1998)
>>> Ladrões nos Celeiros: Avante, Companheiros! de Nicodemos Sena pela Letra Selvagem (2018)
>>> Contos Fantásticos do Século XIX de Italo Calvino pela Companhia Das Letras (2004)
>>> Hotel de Arthur Hailey pela Nova Fronteira (1969)
>>> Um Mês Só de Domingos de John Updike pela Record (1975)
>>> O Deus da Sacanagem - a Vida e o Tempo de Carlos Zéfiro de Gonçalo Junior pela Noir (2018)
>>> Historia do Mundo Contemporaneo de Norman Lowe pela Penso (2005)
>>> 9 Meses Vistos por Dentro: um Guia Sobre Gravidez para Descobrir... de Eduard Gratacós; Carme Escales pela L&pm (2021)
>>> Poética de Se Afogar Em Conchas de Vanessa Caspon pela Patuá (2014)
>>> A Origem do Capital a Acumulação Primitiva de Karl Marx pela Fulgor
>>> 2 Vols. Noiva de Lindorf - Coleção Raridades do Conto Gótico de Letita Elisabeth Landon / / Carlos Primati - Tradu pela Sebo Clepsidra (2021)
>>> Jogos Surrealistas de Robert Irwin pela Record (1995)
>>> Estado de Sítio - Teatro Vivo de Albert Camus pela Abril Cultural
>>> Moeda: de Onde Veio para Onde Foi de John Kenneth Galbraith pela Novos Umbrais (1983)
>>> Projetos Colaborativos - 1º Ano - Ensino Fundamental de Eduardo Chaves pela Ftd (2016)
>>> Cidade de Muros - Crime, Segregação e Cidadania Em São Paulo de Teresa Pires do Rio Caldeira pela 34 (2011)
>>> Administração da produção de Nigel Slack Stuart Chambers Robert Johnston pela Atlas (2002)
>>> Amor de Perdição de Camilo Castelo Branco pela Ftd
>>> Convergente de Veronica Roth; Lucas Peterson pela Rocco (2014)
>>> Nossa Cidade - Teatro Vivo de Thornton Wilder pela Abril Cultural (1976)
>>> Número Zero de Umberto Eco pela Record (2015)
>>> A Libertação de Norberto R. Keppe pela Proton (1998)
>>> Café Espacial - 17 de Liber Paz; Luiza Nasser e Outros pela Café Espacial (2019)
>>> Rumos de um pequeno guarani de Mathias Townsend pela Elementar (2016)
>>> Alexandre e Outros Heróis de Graciliano Ramos pela Record (1981)
COMENTÁRIOS

Terça-feira, 25/9/2007
Comentários
Leitores


Bolaños e Dickens?
Pode até ser uma referência, sem dúvida, mas somente para os que já conhecem os citados em seu texto. A maioria das crianças que assistem ao Chaves ou Chapolin são de classe baixa e, caso apareça uma referência sobre Chopin, tanto faz. Apenas os mais letrados perceberão tais influências e garanto que são poucos os que assistem este programa. Não conheço muito bem a vida de Roberto Bolaños, mas não sei se poderia compará-lo ao Charles Dickens, pois são bem distintos, tanto em época quanto em obras produzidas. Mas esta é minha opinião; respeito tanto a sua como as dos outros colegas, afinal, cada um tem uma visão diferente de mundo. Abraço.

[Sobre "A propósito de Chapolin e Chaves"]

por Edward L. Riciastro
25/9/2007 às
11h57 200.206.213.10
(+) Edward L. Riciastro no Digestivo...
 
Inacreditável!
Inacreditável, não é, Ana Elisa? Outro dia meu marido chegou em casa de madrugada, veio um cara abordá-lo no carro em frente ao portão. Ele arrancou com o carro e foi pedir ajuda a um policial do posto próximo à casa. O policial disse pra ele se acalmar e que se não se acalmasse quem iria preso seria ele.

[Sobre "Polícia para quem precisa..."]

por Adriana Carvalho
25/9/2007 às
11h07 200.225.94.130
(+) Adriana Carvalho no Digestivo...
 
Bossa sempre nova
João Gilberto por si só é uma contradição. Independente do jeito singular que toca o seu violão, sua própria figura destoa de sua voz. Sua tolerância zero a qualquer som que não queira ouvir, sua extrema exigência com o público para que mantenha o silêncio, o uso de microfone (só serve de uma marca, já cancelou um show por não ter o tal modelo), o ter que estar tudo de acordo com o que deseja faz dele uma pessoa única, singular, chata, antisocial. Mas já li em algum lugar que, em raros momentos, JG é uma pessoa adorável, carinhosa, macia como sua voz. Embora, como diz a lenda, o seu gato suicidou-se, atirando-se pela janela, por não agüentar mais ouvir os mesmos acordes saídos de seu violão, por horas a fio. Mas, quando ouvimos aquele som, aquela voz, aquele jeito esquecemos todos so seus "defeitos" e embarcamos em uma viagem verdadeiramente maravilhosa e perfeita. O João é o cara. Ele é a bossa e, com ele, sempre nova.

[Sobre "A contradição de João Gilberto"]

por Adriana Godoy Ferrar
25/9/2007 às
11h02 201.58.101.190
(+) Adriana Godoy Ferrar no Digestivo...
 
A minha história
Bom, na verdade estou escrevendo um livro. E fiz um resumo básico para meus amigos de como sera a história. Eles estão adorando a história que estou criando... Mas não sei como montar o livro com seus devidos encaixes... Como por exemplo, capa, sobrecapa, gravuras etc... Não quero publicar em diversos lugares não! Tenho apenas vontade de publicar nas escolas de minha cidade... E por enquanto tá dando tudo certo.. Eu disse por enquanto!

[Sobre "Os desafios de publicar o primeiro livro"]

por Bruno Teogenes
http://www.flogao.com.br/brunoteogenes
25/9/2007 às
02h24 200.101.90.96
(+) Bruno Teogenes no Digestivo...
 
Parabéns!
Oi, Júlio. Parabéns pela publicação no Suplemento Literário de Minas Gerais. Abraços do Lúcio Jr.

[Sobre "Quem é (e o que faz) Julio Daio Borges"]

por Lúcio Jr
http://www.penetralia-penetralia.blogspot.com
24/9/2007 às
23h24 200.97.92.133
(+) Lúcio Jr no Digestivo...
 
Gênio literário.
Eu, que já era fã de Manoel de Barros, agora sou mais ainda! Este grande monstro da literatura brasileira, que dá sentido e vida onde menos se espera... Com certeza Manoel de Barros é o ar que nosso Brasil respira.

[Sobre "Manoel de Barros: poesia para reciclar"]

por Herta Polãine
24/9/2007 às
19h28 200.140.181.218
(+) Herta Polãine no Digestivo...
 
Kandinski e a Verdade
Maurício, penso que toda essa questão da arte, até bem pouco tempo, passou por essa questão da Verdade, aquela, tão sagrada em outras áreas também. A pós-modernidade foi nos dar verdades, relativizar, brincar, inclusive, com o sagrado... Passe pelos Cursos de Estética de Hegel. Chega a ser cansativo o tanto de justificativas em torno do "belo artístico", do Espírito e da Verdade. Quem liga pra isso hoje? Kandinski, na medida em que de certa maneira cometia uma "heresia" (e ele devia se culpar muito por isso por causa de sua tradição) tentava justificar de todas as maneiras sua arte de formas abstratas. Precisava convencer de que ela era "a" Revelação. Fascimo do lado dele? Os nazistas consideraram sua arte degenerada... Enfim, eles são necessários como investigadores. Agora, se as escolas de Artes o tomam como dogma, aí é outro problema. É como ler Nietzsche e querer fazer uma cátedra de seu pensamento...

[Sobre "Uma teoria equivocada"]

por Rogério Kreidlow
http://rogerkrw.blogsome.com
24/9/2007 às
13h55 200.101.255.81
(+) Rogério Kreidlow no Digestivo...
 
Percepções de Chaves
O seu texto, embora meio forçado em algumas partes, me abriu novas percepções a respeito de Chaves e outras coisitas mais. Vou tentar assistir com mais cuidado e procurar enxergar aspectos que não tinha percebido. Abraço.

[Sobre "A propósito de Chapolin e Chaves"]

por Adriana Godoy
24/9/2007 às
12h41 201.58.120.151
(+) Adriana Godoy no Digestivo...
 
Complementares
Guga, é o seguinte. Li e reli as duas obras em momentos diferentes da vida. É aquela coisa do sonho...e do sonho. Ambos me levaram a sonhar um mundo diferente, um pouco mais louco, um pouco mais justo, um pouco mais possível. Ambos queriam um mundo melhor, cada um a sua maneira. Foram usados de acordo com os interesses de quem os usava, assim é a humanidade. Sempre vou procurar o sorriso e o gato de Alice juntos, sempre vou tentar acreditar que a utopia (possível) de Marx faça algum sentido e creio que não há verdadeiramente antagonismo entre os dois Carrol e Marx: são complementares. Beijos, Dri

[Sobre "O Leão e o Unicórnio II"]

por Adriana Godoy
24/9/2007 às
12h31 201.58.120.151
(+) Adriana Godoy no Digestivo...
 
E o Kiko???
Realmente, Chapolin e Chaves são toscos, mas de certa forma, genuínos. Não gostava de Chaves em virtude do viés ideológico marxista explícito. Já o Chapolim era uma mistura de referências que me lembrava um pouco o Sandman, sem pé nem cabeça, mas com uma pitada de humor carismático latino. Eu sempre assistia durante o almoço, depois do programa de futebol, quando voltava da escola...

[Sobre "A propósito de Chapolin e Chaves"]

por Vicente Escudero
24/9/2007 às
12h25 201.27.49.234
(+) Vicente Escudero no Digestivo...
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Agora eu era o herói - Estudos dos arquétipos junguianos no discurs...
Fernanda Luiza Villas bôas
Achiamé
(2010)



Contos Populares de Sambaetiba
Vários
Gov. do Est. do Rio de Janeiro
(1985)



Execuçao Fiscal
João Roberto Parizatto
Edipa
(2011)



História da Rússia
Otto Schneider
Panamericana
(1944)



Architectural Desktop Prático e Fácil Release 3. 3
Aparecido H. Pedro
Érica
(2002)



A Odisseia de Homero
Marques Rebelo
Ediouro



O Mundo Magico de Harry Potter - Mitos, Lendas e Historias...
David Colbert
Sextante
(2001)



Clássicos do Cinema Turma da Mônica Nº 53
Mauricio de Souza
Panini Comics
(2016)



Carnes: para Ocasiões Especiais
Laura Tremolada Barghini
Melhoramentos
(2002)



Estudos Sobre Teatro
Bertolt Brecht
Nova Fronteira
(1978)





busca | avançada
76535 visitas/dia
1,8 milhão/mês