Tem regra que nada impõe | Cristina Sampaio

busca | avançada
58188 visitas/dia
2,0 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Unil oferece abordagem diferenciada da gramática a preparadores e revisores de texto
>>> Conversas no MAB com Sergio Vidal e Ana Paula Lopes
>>> Escola francesa de Design, Artes e Comunicação Visual inaugura campus em São Paulo
>>> TEATRO & PODCAST_'Acervo e Memória', do Célia Helena, relembra entrevista com Nydia Licia_
>>> Projeto Cultural Samba do Caxinha cria arrecadação virtual para gravação de seu primeiro EP
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Aos nossos olhos (e aos de Ernesto)
>>> Carol Sanches, poesia na ratoeira do mundo
>>> O fim dos livros físicos?
>>> A sujeira embaixo do tapete
>>> Moro no Morumbi, mas voto em Moema
>>> É breve a rosa alvorada
>>> Alameda de água e lava
>>> Entrevista: o músico-compositor Livio Tragtenberg
>>> Cabelo, cabeleira
>>> A redoma de vidro de Sylvia Plath
Colunistas
Últimos Posts
>>> Gente feliz não escreve humor?
>>> A profissão de fé de um Livreiro
>>> O ar de uma teimosia
>>> Zuza Homem de Mello no Supertônica
>>> Para Ouvir Sylvia Telles
>>> Van Halen ao vivo em 1991
>>> Metallica tocando Van Halen
>>> Van Halen ao vivo em 2015
>>> Van Halen ao vivo em 1984
>>> Chico Buarque em bate-papo com o MPB4
Últimos Posts
>>> O poder da história
>>> Caraminholas
>>> ETC. E TAL
>>> Acalanto para a alma
>>> Desde que o mundo é mundo
>>> O velho suborno
>>> Normal!
>>> Os bons companheiros, 30 anos
>>> Briga de foice no escuro
>>> Alma nua
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Prêmio Nobel de Literatura para um brasileiro - II
>>> Delicado, vulnerável, sensível
>>> De Kooning em retrospectiva
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> Aquele apoio
>>> A forca de cascavel — Angústia (Fuvest)
>>> Pouca gente sabe
>>> O chilique do cabeleireiro diante da modelo
>>> Paradiso por Metheny
>>> A nova propaganda anda ruim
Mais Recentes
>>> Curso Básico de Teologia de Antônio Mesquita Galvão pela Pão e Vinho (2003)
>>> Guia politicamente incorreto da História do Mundo de Leandro Narloch pela Leya (2013)
>>> Síndrome do Estrangeiro de Málu Balona pela Editares (2006)
>>> Geographia Sentimental de Plínio Salgado pela José Olympio (1937)
>>> Chama Crística de Norberto Peixoto pela Do Conhecimento (2001)
>>> Obra Escolhida de Descartes pela Difusão Europeia do Livro (1962)
>>> O Lado Difícil Das Situações Difíceis de Ben Horowitz pela WMF Martins Fontes (2020)
>>> Medida provisória 1 6 1 de Ademir Antonio Bacca pela Toazza (1990)
>>> Autenticidade Consciencial de Tony Musskopf pela Editares (2012)
>>> Perdão: Opção Cosmoética de Seguir em Frente de Vera Tanuri pela Editares (2016)
>>> Criação de Delores Pires pela Do autor (1989)
>>> O castelo nos Pirineus de Jostein Gaarder pela Companhia das Letras (2010)
>>> Um Caso Muito Sujo de Shirley Souza pela Paulus (2011)
>>> Astronauta de Brinquedo de Marcelo Miguel pela Paulista (1995)
>>> A Vida Cética de Pirro de Gabriela G. Gazzinelli pela Loyola (2009)
>>> Karl Marx - Biografia de P. N. Fedosseiev (e outros) pela Avante (Lisboa) e Progresso (Moscou) (1983)
>>> Meus devaneios poéticos de Darcy Arruda Miranda pela Do Autor (1984)
>>> Poeta, mostra a tua cara de Berecil Garay pela Toazza (1992)
>>> Nós Nus de Ione França pela Do autor (1989)
>>> Evolução de Alejandro Roldán pela Editorial Atlântida S. A. (1958)
>>> O bom filho a casa torra de Leila Miccolis pela Edicon (1992)
>>> Grandes Frases (Pocket) de Zibia Gasparetto pela Evd/ Vida e Consciência (2017)
>>> Sexo das Flores de Pedro Jofre Marodin pela Ermitagem (1989)
>>> O Brazil em face do Prata de Gustavo Barroso pela Imprensa Nacional (1930)
>>> Coreto de papel de Noel Nascimento pela Vicentina (2003)
>>> Projeto de Ensino de Geografia: Geografia Geral de Demétrio Magnoli; Regina Araujo pela Moderna (2004)
>>> A Serpente de Nelson Rodrigues pela Nova Fronteira (1980)
>>> Reencontro com Voce - Psicologia Aplicada de Julia Blanque pela Romero Santiago (2010)
>>> Ontem Agora = Poemas inéditos de Helena Kolody pela Regina Benitez (1991)
>>> Contabilidade Aplicada ao Setor Público de Francisco Glauber Lima Mota pela Brasília (2009)
>>> Mentes Perigosas o psicopata mora ao lado - Psicologia de Ana beatriz Barbosa Silva pela Fontanar (2008)
>>> Código Penal Comentado de Guilherme de Souza Nucci pela Revista dos Tribunais (2008)
>>> Asas de Jaime Vieira pela Edicon (1989)
>>> "Pássaro sem Asas" de Maria do Karmo Santos pela Tudo Novo
>>> Privatize Já: Pare de Acreditar em Intrigas Eleitorais e Entenda Como a Privatização Fará do Brasil um País Melhor de Rodrigo Constantino pela Leya (2012)
>>> O Filho de Netuno de Rick Riodan pela Intrinseca (2012)
>>> Les fleurs du mal de Baudelaire pela Didier (1961)
>>> Poetas contemporâneos Brasileiros = vol 4 de Diversos autores pela Toazza (1990)
>>> A Cauda Longa a Nova dinamica de Marketing- Administração de Chris Anderson pela Campus (2006)
>>> O Outro Lado de Mim de Sidney Sheldon pela Record (2005)
>>> Poetas contemporâneos Brasileiros = vol 3 de Diversos autores pela Toazza (1990)
>>> Em Busca de Respostas (Versão Pocket) de Zibia Gasparetto pela Evd/ Vida e Consciência (2017)
>>> Poetas contemporâneos Brasileiros = vol. 2 de Diversos autores pela Toazza (1990)
>>> O Mar de Monstros de Rick Riodan pela Intrinseca (2009)
>>> Poetas contemporâneos Brasileiros = vol. 1 de Diversos autores pela Toazza (1990)
>>> Como Organizar sua vida Financeira - Administração de Gustavo Cerbasi pela Campus (2009)
>>> Viagem no Espelho de Helena Kolody pela Criar (1988)
>>> As Luzes de Setembro de Carlos Ruiz Zafón pela Objetiva (2013)
>>> Fuja Logo e Demora para Voltar de Fred Vargas pela Companhia das Letras (2004)
>>> O Menino Sem Imaginação de Carlos Eduardo Novaes pela Ática (2008)
COMENTÁRIOS

Domingo, 2/12/2007
Comentários
Leitores


Tem regra que nada impõe
Já há uma língua formal, culta, e outra coloquial, popular, isso em nada mudaria com a reforma; as pessoas permaneceriam falando do mesmo jeito que falam, com seus vícios e sotaques, que não fazem mal a ninguém, nem mesmo à própria língua. Também não traria nenhum prejuízo à nossa literatura, pois a vivacidade e inovação nessa área dependem da criatividade e do preparo dos escritores, não das regras gramaticais e modelos de escrita, que servem apenas como base, não como lei, aos grandes autores. Quanto aos possíveis prejuízos aos estudantes e intelectuais, independente de mudanças, todos temos algum tipo de dificuldade com a língua oficial, ela nunca é dominada totalmente por aqueles que não se dedicam ao estudo da gramática; os erros não aumentariam tanto após a reforma, já erramos muito, então não há por que temê-la enquanto acordo, algo que possa diminuir determinadas burocracias. Talvez seja mais perigoso o domínio da língua inglesa em nosso país.

[Sobre "Por que Faraco é a favor da mudança ortográfica"]

por Cristina Sampaio
http://www.minhasvozes.blogspot.com
2/12/2007 às
14h31 189.70.162.93
(+) Cristina Sampaio no Digestivo...
 
Concordo integralmente
Poucas palavras, mas intensas e verdadeiras. Ótimo.

[Sobre "Poesia e inspiração"]

por Adriana
2/12/2007 às
12h15 201.8.34.12
(+) Adriana no Digestivo...
 
você perdeu seu tempo
Pena que você perdeu seu tempo com o DM. As suas perguntas são bem mais interessantes que as respostas que ele deu. Parece que DM se limitou a responder superficialmente, sem se preocupar com o a amplitude de suas questões. Acho que perdi meu tempo também. Abraço. Dri

[Sobre "Diogo Mainardi"]

por adriana godoy
2/12/2007 às
12h12 201.8.34.12
(+) adriana godoy no Digestivo...
 
Se é para gastar latim...
"Vanitas vanitatum et omnia vanitas". Se é para gastar latim, deixa eu gastar o meu: acho o Diogo vaidoso, pretensioso e preconceituoso. Mas isso é só a minha opinião...

[Sobre "Diogo Mainardi"]

por Carlos Santanna
2/12/2007 às
11h10 200.162.201.62
(+) Carlos Santanna no Digestivo...
 
bonitinho mas ordinário
Lembra muito o Pepe Escobar no auge, quando deu uma entrevista para uma revista brasileira, o cara se achava a única Coca-cola do deserto. É um imitador barato de Paulo Francis até em desprezar Lula. Paulo Francis disse várias vezes que detestava o Nordeste. Diogo é, em suma, bonitinho mas ordinário.

[Sobre "Diogo Mainardi"]

por Ailton Medeiros
http://www.ailtonmedeiros.com.br
1/12/2007 às
21h51 189.71.83.61
(+) Ailton Medeiros no Digestivo...
 
a empáfia de sempre
Boa entrevista, porém o Diogo continua com a empáfia de sempre e uma inveja freudiana do poder. Sorry. É uma pena pois o Diogo poderia aproveitar melhor o potencial que Deus lhe deu. É um burguês enrustido em outra pele.

[Sobre "Diogo Mainardi"]

por Adauto
1/12/2007 às
16h39 189.4.52.85
(+) Adauto no Digestivo...
 
Haverá inocência?
Tropa de elite confronta o estado crítico da nossa sociedade com seus valores, propõe no antagonismo de sua força legal a perda da essência que defende. A forma como o conflito é estruturado revela em seus silêncios muito mais do que todos os diálogos que foram registrados no seu roteiro. O cenário das ações é um gueto esquecido por Deus e por toda a sociedade, por assim dizer. Os valores que predominam são valores de resistência e instinto. A sociedade organizada chega como colonizadora, lei e ordem e nenhum envolvimento na trama sufoca os nativos da região. Quanta riqueza... Quantas leituras possíveis diante de uma realidade surreal. Vivemos uma luta de classes que beira o genocídio, assistimos a uma mortandade de jovens por relações com o tráfico e as drogas que faz a guerra do Iraque parecer um conflito menor. Quando nos enxergaremos no espelho? Afinal, onde estão os heróis? Quem serão os mocinhos?

[Sobre "Tropa de Elite, de José Padilha"]

por Carlos E. Oliveira
1/12/2007 às
03h56 201.65.37.4
(+) Carlos E. Oliveira no Digestivo...
 
Agridoce
A minha sensação é a de que atingimos um grau tal de ruptura dessa teia social, onde nada mais é solução. Somente a vingança. A catarse. Queremos justiça vindicativa, mesmo no plano de um filme de ação, não resta mais nada a esperar, a não ser um herói. Ainda resta um portador da esperança, caso contrário nós viveríamos no Inferno de Dante. A nossa crítica literária vai se extinguindo com o passar do tempo, a de cinema parece seguir o mesmo caminho. Ninguém ousa contradizer o sucesso. Ele se basta. Ele é o maior argumento. Triste e ilógico é remar contra a corrente. Como a história é boa, tem dinâmica, o mocinho vence no final, a música soa bem, os diálogos rápidos, incisivos. O conjunto não aponta para nenhum lugar. É uma visão agridoce da realidade. Deixando a fantasia de lado, o bandido - quase sempre - mata o mocinho. Não estamos no momento de legalizar o consumo das drogas? É melhor o governo administrar essa coisa, do que os atuais detentores desse oligopólio.

[Sobre "Tropa de Elite, de José Padilha"]

por Djabal
http://havesometea.net/NonLiquet/
30/11/2007 às
11h35 200.207.119.199
(+) Djabal no Digestivo...
 
A liberdade é o princípio
Olá, Luis! É complicado dizer o que é bom ou ruim em um texto literário, pois existem gêneros e, principalmente, "gosto" para tudo. Um romance policial ruim "pra você", pode ser excelente para outra pessoa e tudo depende do ponto de vista de cada um. Você é escritor e já tem um bom grau de conhecimento, mas quem não tem pode se deliciar com uma obra pessimamente estruturada "no seu ponto de vista". Não sei, mas acho que não existem "regras" e, se destacam os que fogem delas, é só rever a história da maioria dos grandes escritores, pois só foram "grandes" porque fugiram das regras. Uma obra sem estrutura pode ser legal, afinal, por que seguir uma estrutura? A liberdade é o princípio para uma boa obra "no meu ponto de vista". Abs

[Sobre "Armadilhas da criação literária"]

por Edgar A. Penski
http://www.sylviaplath.de/plath/portpoems.html
30/11/2007 às
11h07 200.206.213.10
(+) Edgar A. Penski no Digestivo...
 
Usando o Orkut
Eu sabia que o Orkut devia servir pra alguma coisa. Muito legal o texto, Mineo. Abraço!

[Sobre "A comédia de um solteiro"]

por Guga Schultze
19/11/2007 às
13h51 201.80.157.230
(+) Guga Schultze no Digestivo...
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




THE POETICAL WORKS OF RUPERT BROOKE
GEOFFREY KEYNES (EDITED)
FABER AND FABER (LONDRES)
(1946)
R$ 35,28



A ÁRVORE DOS SEXOS
SANTOS FERNANDO
CIRCULO DO LIVRO
(1974)
R$ 5,00



JESUS A PESSOA MAIS INTRIGANTE E INFLUENTE QUE JÁ VIVEU NESTE MUNDO
JUANRIBE PAGLIARIN
LANDSCAPE
(2006)
R$ 8,00



THE NEW UNIVERSE: HERE, NOW, AND BEYOND
NATIONAL GEOGRAPHIC SPECIAL PUBLICATION
NATIONAL GEOGRAPHIC WASHINGTON
(2010)
R$ 38,82



PANORAMA GEOGRÁFICO DO BRASIL-ASPECTOS FÍSICOS, HUMANOS E ECONOMICOS
MELHEM ADAS
MODERNA
(1989)
R$ 23,94



OS PRÊMIOS
JULIO CORTÁZAR
ABRIL
(1975)
R$ 13,00



PEQUENA HISTÓRIA DA PSICOLOGIA
MICHAEL WERTHEIMER
NICIONAL
(1976)
R$ 6,90



JUSCELINO & JANGO PSD&PTB
ABELARDO JUREMA
ARTENOVA
(1979)
R$ 18,00



NIETZSCHE E A VERDADE
ROBERTO MACHADO
PAZ & TERRA
(2017)
R$ 29,00



COMO CONQUISTAR UM ÓTIMO EMPREGO
THOMAS A. CASE
PEARSON
(1997)
R$ 5,00





busca | avançada
58188 visitas/dia
2,0 milhões/mês