À Ana Elisa, de uma avó | Beth Castro

busca | avançada
33925 visitas/dia
1,4 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Namíbia, Não! curtíssima temporada no Sesc Bom Retiro
>>> Ceumar no Sesc Bom Retiro
>>> Mestrinho no Sesc Bom Retiro
>>> Edições Sesc promove bate-papo com Willi Bolle sobre o livro Boca do Amazonas no Sesc Pinheiros
>>> SÁBADO É DIA DE AULÃO GRATUITO DE GINÁSTICA DA SMART FIT NO GRAND PLAZA
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Modernismo e além
>>> Pelé (1940-2022)
>>> Obra traz autores do século XIX como personagens
>>> As turbulentas memórias de Mark Lanegan
>>> Gatos mudos, dorminhocos ou bisbilhoteiros
>>> Guignard, retratos de Elias Layon
>>> Entre Dois Silêncios, de Adolfo Montejo Navas
>>> Home sweet... O retorno, de Dulce Maria Cardoso
>>> Menos que um, novo romance de Patrícia Melo
>>> Gal Costa (1945-2022)
Colunistas
Últimos Posts
>>> Lula de óculos ou Lula sem óculos?
>>> Uma história do Elo7
>>> Um convite a Xavier Zubiri
>>> Agnaldo Farias sobre Millôr Fernandes
>>> Marcelo Tripoli no TalksbyLeo
>>> Ivan Sant'Anna, o irmão de Sérgio Sant'Anna
>>> A Pathétique de Beethoven por Daniel Barenboim
>>> A história de Roberto Lee e da Avenue
>>> Canções Cruas, por Jacque Falcheti
>>> Running Up That Hill de Kate Bush por SingitLive
Últimos Posts
>>> A moça do cachorro da casa ao lado
>>> A relação entre Barbie e Stanley Kubrick
>>> Um canhão? Ou é meu coração? Casablanca 80 anos
>>> Saudades, lembranças
>>> Promessa da terra
>>> Atos não necessários
>>> Alma nordestina, admirável gênio
>>> Estrada do tempo
>>> A culpa é dele
>>> Nosotros
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Entrevista com Ruy Castro
>>> Um conto-resenha anacrônico
>>> Um parque de diversões na cabeça
>>> Rindo de nossa própria miséria
>>> História da leitura (V): o livro na Era Digital
>>> Duas crises: a nossa e a deles
>>> As pessoas estão revoltadas
>>> Eu sou fiscal do Sarney
>>> Vamos sentir saudades
>>> Pequena poética do miniconto
Mais Recentes
>>> Curso de Direito Natural de Luís Taparelli D'Azeglio, Sj;Nicolau Rosseti pela Anchieta (1945)
>>> Tiro no coração de Mikal Gilmore pela Companhia das Letras (1996)
>>> A Crise Do CapitalismoA de A Crise Do Capitalismo pela A Crise Do Capitalismo (1999)
>>> Histórias de Fadas de Oscar Wilde pela Saraiva (2015)
>>> Eu, Robô de Isaac Asimov pela Ediouro (2004)
>>> Gramatica de la lengua espantola de Emilio Alarcos Llorach pela Espasa (2015)
>>> A costureira de Dachau de Mary Chamberlain pela HarperCollins (2014)
>>> Grande Sertão. Veredas de Guimarães Rosa pela Nova Fronteira (2010)
>>> The India-Rubber Men de Edgar Wallace pela London hodder & stoughton limited (1940)
>>> Flash Mx Com Actionscript - Orientado A Objetos de Francisco Tarcizo B. Junior pela Érica (2002)
>>> Destros e canhotos de José Quadros Franca pela Melhoramentos (1969)
>>> História da riqueza do homem de Leo Huberman pela Zahar (1971)
>>> Sentimentos Modernos de Maria Angela D'incao pela Brasiliense (1996)
>>> A Criança Saudável de Wilhelm Zur Linden pela Brasiliense (1977)
>>> A Mae Do Freud de Luis Fernando Veríssimo pela L&pm (1987)
>>> Irritacao - O Fogo Destruidor de Torkom Saraydarian pela Aquariana (1991)
>>> Boa Noite Punpun de Inio Asano pela JBc (2019)
>>> Biblioteca Desafios Matemáticos - 7 volumes de Vários Autores pela RBA / Editec (2023)
>>> Mude a sua Mente e Transforme a sua Vida de Gerald G. Jampolsky e Diane V. Cirincione pela Cultrix (1999)
>>> Uns e Outros: Contos Espelhados - Tag de Helena Terra e Luiz Ruffato pela Tag / Dublinense (2017)
>>> A Metafísica do Cinema de Robert Bresson de Carlos Frederico Gurgel Calvet da Silveira pela Batel (2011)
>>> Violencia Política en el Siglo XXI de Adalberto C. Agozino pela Dosyuna (2011)
>>> Religiões e Homossexualidades de Maria das Dores Campos Machado; Fernanda Delvalhas Piccolo (Orgs.) pela Fgv (2010)
>>> Jerusalém de Gonçalo M. Tavares pela Companhia das Letras (2006)
>>> Cinema, Pipoca e Piruá de Sérgio Klein pela Fundamento (2009)
COMENTÁRIOS

Domingo, 1/6/2008
Comentários
Leitores

À Ana Elisa, de uma avó
Também fui à Bienal. O objetivo era apresentar o mundo dos livros a dois netinhos, num fim de tarde de domingo. Ao contrário de você, enfrentamos filas e aglomerações nas livrarias e cafés. Pareceu-me que minha idéia tinha sido assimilada por muitas outros avós... Mas foi uma festa, para nós, a intimidade que estabelecemos com outros usuários do mundo das letras. Pipocas, água de coco, fotos em alguns estandes, vários livros comprados e outros tantos continuados no desejo, voltamos para casa tarde da noite... Ali, continuamos a explorar as letras até a exaustão. O entusiasmo das crianças teve seu ápice no dia seguinte, quando meu netinho de quatro anos, diante da TV, me gritou: "Vó, tá passando a Bienal do Livro. Será que vamos aparecer?" De livro na mão, ele tinha ainda nos olhos o mesmo brilho da véspera. Valeu!

[Sobre "Igual, mas diferente: a Bienal de Minas"]

por Beth Castro
1/6/2008 às
21h59 201.58.145.10
(+) Beth Castro no Digestivo...
 
Não chega a tanto...
Como disse o Bruno, idéias relevantes! No entanto, também recebi seu texto pela newsletter deste digníssimo site. Portanto, não acho que o fim do e-mail esteja próximo e acho que não existirá um fim. Ele sempre será MAIS uma ferramenta de comunicação, como são as cartas manuscritas, muito relevantes ainda hoje.

[Sobre "O e-mail não é mais a mensagem"]

por Taís Kerche
http://tagarelicesoblog.blogspot.com
1/6/2008 às
16h24 200.158.38.165
(+) Taís Kerche no Digestivo...
 
Fiquei curioso
As entrevistas com o Calligaris são sempre muito interessantes. Confesso que não conheço muito ele, só sei que suas aparições na mídia têm aumentado bastante ultimamente, mas fiquei bem curioso para ler o romance, apesar de não ser seu leitor e não ter o hábito de ler a Folha.

[Sobre "O Conto do Amor, de Contardo Calligaris"]

por Fernando Lima
http://boemiosmalditos.blogspot.com
31/5/2008 às
11h39 201.81.215.20
(+) Fernando Lima no Digestivo...
 
E-mail seu
Idéias relevantes, Luli. No entanto, vale lembrar que recebi seu texto graças a um e-mail. Acontece.

[Sobre "O e-mail não é mais a mensagem"]

por Bruno Mourão
30/5/2008 às
14h01 200.251.137.27
(+) Bruno Mourão no Digestivo...
 
Recepção a Milton Hatoum
Nossa, a recepção ao Milton Hatoum tem alcançado essas proporções? Que legal! Os quatro livros dele são, de fato, muito bons. Parecem, no entanto, um só livro, escrito e reescrito, variações sobre um mesmo tema, as conturbadas relações familiares. Nesse sentido, esse último, "Órfãos do Eldorado", é o mais conciso, mais breve mesmo, em que as situações narrativas são menos exploradas. Mas nem por isso ruim. Aliás, ostenta, em comparação com os outros três, grande virtude, já destacada pelo Daniel Piza em uma ótima sinopse: consegue tratar, em espaço exíguo, tanto de questões intimistas quanto da realidade política e social brasileira. Foi muito bom saber, por esta nota, que um bom autor brasileiro está sendo lido, apreciado e discutido!

[Sobre "Órfãos do Eldorado, de Milton Hatoum"]

por Roberta Resende
http://www.amoreslivros.blogspot.com
28/5/2008 às
18h35 200.161.73.158
(+) Roberta Resende no Digestivo...
 
Via ECT, sim
Concordo com quase tudo do texto de Luli. Gostei muito. É isso mesmo, os novos meios surgem para melhorar nossas formas de comunicação, nos adptamos a eles e a tecnologia evolui cada vez mais. Porém, "uma carta manuscrita, enviada dentro de um envelope selado" jamais será irrelevante!

[Sobre "O e-mail não é mais a mensagem"]

por Juliana Galvão
28/5/2008 às
13h18 150.164.116.180
(+) Juliana Galvão no Digestivo...
 
Brevidade vs. Extensão
Acontece cada coisa, né, James? O Sérgio Augusto não se deteve tanto na paixão que Calvino tinha pela modalidade literária (cuidado aí com as patrulhas do gênero!) cultivada por Monterroso. Tem até universidades (bem diferentes de uma UFRGS) em cujos respectivos "perpétuos" departamentos, exige-se de uma tese doutoral sobre micronarrativas (brevidade), a extensão da "Crítica da Razão Pura"...! Acontece, sim.

[Sobre "Monterroso e a microliteratura"]

por Marco Antônio
http://www.literaujobueno.blogspot.com
28/5/2008 às
04h28 201.82.144.156
(+) Marco Antônio no Digestivo...
 
Minhas lembranças de Hatoum
Ler sobre Milton Hatoum foi um resgate ao ano de 2003, quando 56 alunos de um curso de Letras viveram momentos de febre literária, e só não comprou o "Relato de um Certo Oriente" quem não pôde. A nossa Mestre Jucimara, de Teoria Literária, nos ensinou a ver em Milton Hatoum um futuro Machado de Assis. E dizia com ênfase que ele já era um grande escritor. Todos os alunos elogiaram a escolha do livro para o Seminário, que foi um sucesso, pela obra em estudo. Parabéns ao artigo "Órfãos do Eldorado...".

[Sobre "Órfãos do Eldorado, de Milton Hatoum"]

por Gelza Reis Cristo
http://www.gelza.cristo.nom.br
27/5/2008 às
20h43 201.74.105.113
(+) Gelza Reis Cristo no Digestivo...
 
O Macaco Não Satírico
Espantei-me (não muito, é verdade) por saber que Monterroso precisava trabalhar bastante para compor o orçamento. Ah, literatura, ingrata literatura! Publiquei duas ou três fábulas geniais do autor, em meu blog, e não recebi um mísero comentário. Para mim, seria impossível um sujeito ler "O Macaco que Quis ser Escritor Satírico" e permanecer indiferente. Mas acontece, né?

[Sobre "Monterroso e a microliteratura"]

por James
http://www.literaturareal.blogspot.com
27/5/2008 às
14h22 201.9.7.153
(+) James no Digestivo...
 
Artistas e pseudos
Luiz Eduardo Matta: As faculdades dedicadas ao ensino das artes, juntamente aos críticos comprometidos com assuntos alheios à arte, respondem por esse despautério que você bem comenta. Um artista é, antes de mais nada, reposítorio de um dom ou talento. Alguém que frenquenta aulas de pintura, escultura, teatro ou canto etc. poderá até enriquecer seu intelecto, mas ficará devendo se não tiver dom e uma qualidade natural para ser artista. Aí é que está. Qualquer idiota bem relacionado(a) pode surgir do nada e invadir espaços que deveriam ser ocupados por artistas. O esforço terceiromundista da critica brasileira em produzir e apoiar aberrações e vigaristas de vários matizes resulta no óbvio: os próprios batendo palma para si mesmos, cercados de pseudocultos e "exóticos" de todos os quadrantes. Pena que quem paga a conta é o contribuinte, através das verbas para a educação e arte... E os verdadeiros artistas ficam à margem, mesmo quando vanguardistas ou contemporâneos...

[Sobre "A arte contemporânea refém da insensatez"]

por R Almeida
http://contubernioideocratico.blogspot.com
19/5/2008 às
11h25 189.81.113.209
(+) R Almeida no Digestivo...
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Presente a Dádiva Que Abençoa a Quem o Dá
R. R. Soares
Graça Editorial
(2000)



Marketing de Relacionamento e Competição Em Tempo Real Com Crm
M. Bretzke
Atlas
(2000)



O Desafio do Fórum Social Mundial - um Modo de Ver
Chico Whitaker Prefácio de Oded Grajew
Perseu Abramo
(2005)



Pollyanna - the Heinle Reading Library Series
Eleanor H. Porter
Cengage
(2009)



Três Estilos de Mulher - a Domestica. Col o Mundo Hoje Nr 39
Susana Pravaz
Paz e Terrra
(1981)



Brinque-book Conta Fábulas: o Conselho do Leão e Outras Histórias
Bob Hartman, Susie Poole
Brinque Book
(2002)



A Dinâmica do Amor 3ªed. 1984
Yves S. Arnaud
Paulinas
(1984)



Coleção Supergasbras Salgadinhos
Gold Editora
Gold
(2011)



Alegria e Triunfo
Lourenço Prado
Pensamento
(2012)



Pintura Aventura
Katia Canton
Dcl
(2009)





busca | avançada
33925 visitas/dia
1,4 milhão/mês