Fazemos o que com o Nelson? | Flavia Penido

busca | avançada
49395 visitas/dia
1,9 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Bossa Nova Mall homenageia músicos brasileiros com a programação especial Cantos e Encantos do Brasi
>>> SESC CARMO REALIZA CICLO DE OFICINAS VIRTUAIS SOBRE DIREITOS SOCIAIS E PRIMEIRA INFÂNCIA
>>> Tiras da Niara viram livro
>>> “Relatos da Era Digital”: novo álbum celebra a cultura sound system
>>> Abertas as Inscrições para a Oficina Conteúdo Audiovisual Infantil e Infantojuvenil
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Olavo de Carvalho (1947-2022)
>>> Maradona, a série
>>> Eleições na quinta série
>>> Mãos de veludo: Toda terça, de Carola Saavedra
>>> A ostra, o Algarve e o vento
>>> O abalo sísmico de Luiz Vilela
>>> A poesia com outras palavras, Ana Martins Marques
>>> Lourival, Dorival, assim como você e eu
>>> O idiota do rebanho, romance de José Carlos Reis
>>> LSD 3 - uma entrevista com Bento Araujo
Colunistas
Últimos Posts
>>> O melhor da Deutsche Grammophon em 2021
>>> A história de Claudio Galeazzi
>>> Naval, Dixon e Ferriss sobre a Web3
>>> Max Chafkin sobre Peter Thiel
>>> Jimmy Page no Brasil
>>> Michael Dell on Play Nice But Win
>>> A história de José Galló
>>> Discoteca Básica por Ricardo Alexandre
>>> Marc Andreessen em 1995
>>> Cris Correa, empreendedores e empreendedorismo
Últimos Posts
>>> Brega Night Dance Club e o afrofuturismo amazônico
>>> Fazer o que?
>>> Olhar para longe
>>> Talvez assim
>>> Subversão da alma
>>> Bons e Maus
>>> Sempre há uma próxima vez
>>> Iguais sempre
>>> Entre outros
>>> Corpo e alma
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Suplemento Literário 50 anos
>>> Cegueira
>>> Blog da Petrobras como Napster
>>> Menos fé e mais razão
>>> Aluga-se um escritório
>>> Para gostar de ler
>>> A resistência é vermelha
>>> Wear Sunscreen
>>> Millôr no IMS Paulista
>>> Uma história da Chilli Beans
Mais Recentes
>>> Revista Cristã de Espiritismo Nº 01 de Vários Autores pela Escala
>>> Uma História das Histórias de John Burrow pela Record (2013)
>>> Reformador Nº 2195 de Vários Autores pela Feb (2012)
>>> Universo Espírita Nº 26 de Vários Autores pela Universo Espirita (2005)
>>> Única filha de Anna Snoekstra pela Harper Collins (2017)
>>> Revista Cristã de Espiritismo Nº 39 de Vários Autores pela Vivência (2006)
>>> O guia do mochileiro das galácias - 5 volumes de Douglas Adams pela Arqueiro
>>> A Literatura no Brasil Introdução Geral de Afrânio Coutinho pela Global (1999)
>>> Gota d'água de Moacyr Scliar pela Global (2005)
>>> Memorização - Conheça e Desperte Seu Potencial de Robinson Gessoni pela Universo dos Livros (2009)
>>> Estudos de Historia Carioca de P. Antunes pela Desconhecida
>>> Cet ans de solitude de Gabriel García Márquez pela Points
>>> O Hobbit de J.R.R.Tolkien pela Martin Claret (2012)
>>> Cadê você Bernadette? de Maria Semple pela Companhia das letras
>>> Crítica à razão dualista o ornitorrinco de Francisco de Olivreira pela Boitempo (2003)
>>> Obra poética integral de Cesário Verde de Ricardo Daunt pela Landi (2006)
>>> Violetas na Janelas de Vera Lúcia Marinzeck de Carvalho pelo espírito Patrícia pela Petit (2013)
>>> Violetas na Janela de Vera Lúcia Marinzeck pela Petit
>>> Pinóquio de Vários autores pela Ciranda Cultural (2012)
>>> Caminho Suave - Comunicação e Expressão - 1ª série de Branca Alves de Lima pela Caminho Suave (1992)
>>> Caminho Suave - Comunicação e Expressão - 4ª série de Branca Alves de Lima pela Caminho Suave (1990)
>>> São Paulo Vista de Cima de Cássio Vasconcelos pela World Publisher (2020)
>>> Rio Visto de Cima de Cássio Vasconcelos pela Estudio Logos (2020)
>>> Avaliações em educação: novas perspectivas de Albano Estrela e Antônio Nóvoa pela Porto (1993)
>>> Amazonas Pátria da Água de Thiago de Mello pela Boccato (2007)
COMENTÁRIOS

Quinta-feira, 3/7/2008
Comentários
Leitores


Fazemos o que com o Nelson?
Olha, a ser verdadeira a afirmação de Pedro Gamba, teremos que jogar no lixo todas as peças do Nelson Rodrigues (que escrevia louca e desenfreadamente), os livros da Clarice Lispector, os do Ruy Castro, os do Luis Fernado Verissimo, Caio Fernando de Abreu, Graciliano Ramos, Carlos Drummond de Andrade. Quanto ao "Temos todos poucas idéias para publicar na vida", desculpe, mas ainda bem que Shakespeare não sabia disso, ou não teria escrito tantas obras primas em tão pouco tempo (se não me engano, "Otelo", "Rei Lear" e "Macbeth" em pouco menos de 2 anos). Existem bons escritores e maus escritores. O que ambos fazem com as suas habilidades (ou inabilidades) é totalmente irrelevante para se aferir a qualidade de uma obra. E quem já leu Proust sabe muito bem que bons escritores podem falar mais do que 3 páginas (até mais do que 3 volumes) sobre sentimentos. Enfim: é mais fácil ser econômico e falar apenas: não estou a fim de gostar. É um direito garantido certo?

[Sobre "O Conto do Amor, de Contardo Calligaris"]

por Flavia Penido
http://ladyrasta.wordpress.com
3/7/2008 às
23h59 189.33.65.86
(+) Flavia Penido no Digestivo...
 
A seleção é inevitável
Entrevista linda e super interessante para mim, que, mesmo tendo sido uma colaboradora do Cronópios, não sabia desses começos aí nem da Capitu... Enfim, fiquei sabendo da história do site e descobri que comecei lá um pouco depois, tipo um ano depois da sua estréia... A entrevista, aliás, é bem o Edson e o Pipol, essas pessoas tranqüilas, sem qualquer tipo de frescura e super educadas. Agora, quanto aos que reclamam de não serem publicados lá, diria que é a vida, hay que aceitar o lance. O site que virou um portal tem muitos colaboradores e a seleção é inevitável...

[Sobre "Cronópios"]

por Ana L.Vasconcelos
http://www.saldaterraluzdomundo.net
3/7/2008 às
22h30 201.82.247.2
(+) Ana L.Vasconcelos no Digestivo...
 
O Maréchal é ótimo, ein?
Muito boa a entrevista do Leandro Veras, que soube captar muito bem o maravilhoso trabalho do Eric Maréchal... Nossa, ele faz coisas ótimas mesmo, adorei!

[Sobre "Bate-papo com Eric Maréchal"]

por Ana L.Vasconcelos
http://www.saldaterraluzdomundo.net
3/7/2008 às
21h54 201.82.247.2
(+) Ana L.Vasconcelos no Digestivo...
 
Estridente...
Claro e direto, diz o que muita gente não tem coragem de dizer...

[Sobre "O bode das drogas"]

por Lauane Rocha
3/7/2008 às
20h11 189.11.251.66
(+) Lauane Rocha no Digestivo...
 
Machado aqui os Mamonas no céu
Quando ouvi da boca de uma professora de pós que Machado não fora sempre brilhante, que seus escritos, numa primeira fase, não eram nada geniais e que sua notoriedade não adviera senão de Dom Casmurro e Memórias Póstumas, fiquei espantado! "Então o gênio não havia sido gênio sempre?" (como aquela imagem que fazemos de Mozart, compondo sinfonias antes mesmo de aprender a dizer "mamãe, fiz cocô"). A idéia que fazemos de Machado chega a ser a de um santo. Vemos seus milagres mas não sabemos das cachaças que tomou ou dos tombos que levou. Então pegue um disco dos Beatles... De todas as faixas, talvez você reconheça várias, mas nem todas fizeram o mesmo sucesso (esse mérito só mesmo os Mamonas tiveram!). Por via das dúvidas, iconizar Machado parece ser o melhor a fazer até que palavras de pessoas mais qualificadas venham nos resgatar. É reconfortante saber que não somos, nós, escritores iniciantes, os porta-estandartes da irrelevância. Os grandes já tiveram seus maus momentos um dia. Ufa!

[Sobre "Considerações de um Rabugento"]

por Albarus Andreos
http://www.albarusandreos.blogspot.com
3/7/2008 às
14h21 200.218.186.190
(+) Albarus Andreos no Digestivo...
 
Axioma Machadiano
Muita gente ainda defende o axioma: não gostar de Machado é não entender sua ironia etc. Essa pessoas costumam ser compreensivas com os pobres mortais que não gostam tanto de Machado. "Tudo bem", elas dizem (com um sorrisinho), "você tem todo o direito de não gostar de Machado". E o sorrisinho está dizendo: "você não entendeu a ironia do moço mas, quem sabe, você ainda chega lá..." Seria bom se essas pessoas pudessem entender o seguinte: "... a principal contribuição de Machado foi a reescrita da tradição literária". Um dia elas chegam lá, quem sabe? Ótimo texto, abçs!

[Sobre "Considerações de um Rabugento"]

por Guga Schultze
3/7/2008 às
11h27 201.80.34.71
(+) Guga Schultze no Digestivo...
 
Seríamos melhores sem religião
Eu vejo que é muito fácil ficar jogando a culpa das catástrofes do mundo, da poluição, do Holocausto e de tantas outras coisas más nos ateus. Não podemos dizer que só por não ter uma orientação religiosa não são dotados de sentimentos humanos. Isso é transferir o problema das coisas do seu sentido real que as faz acontecer. Tenho a opinião pessoal, apesar de ser cristã, que seríamos muito melhores sem religião. Melhor ainda seria se as pessoas se respeitassem, pois como isso é, para mim, algo tão pessoal, deveria ser problema de cada um com seu Deus. A religião não nos faz pessoas melhores ou piores.A maneira intolerante e desrespeitosa como nos tratamos, sim.

[Sobre "Chris Hedges não acredita nos ateus"]

por Gerusa
http://www.overboestar.blogspot.com
2/7/2008 às
22h19 201.4.199.197
(+) Gerusa no Digestivo...
 
Meleca-Celular
É, Guga. Você acertou em cheio. Mas ainda acredito que as pessoas possam, daqui a algum tempo, reencontrar o prazer de conversar com os amigos reais e esquecerem dessa meleca que é o celular. Aliás, nem sei se acredito. Boa charge. Beijo.

[Sobre "Amizade (1)"]

por Adriana Godoy
2/7/2008 às
21h04 201.58.122.241
(+) Adriana Godoy no Digestivo...
 
Não leu? Não opine
Pedro Gamba não gosta de Contardo porque ele escreve semanalmente... Ponto. Ah, esses leitores de mente fechada que endeusam um ou dois autores e acreditam que são tão cultos quanto seus ídolos. Ler e entender Camões não faz de você um Camões! Portanto, desça do pedestal do "não li e não gostei". Em tempo: grandes autores brasileiros foram colunistas e articulistas de jornais impressos.

[Sobre "O Conto do Amor, de Contardo Calligaris"]

por Juliana Dacoregio
http://www.somanypiecesofme.blogspot.com
2/7/2008 às
19h46 200.180.5.37
(+) Juliana Dacoregio no Digestivo...
 
O Eu ao extremo
Os jovens não se interessam pela democracia. Eles não vêem nela nada que possam aproveitar em seu interesse. Vivemos um momento em que os seres humanos são parasitários da espécie humana. Tudo o que interessa é o que traz ganhos imediatos. Fora disto, nada mais existe. É o "eu" superlativado ao extremo.

[Sobre "Hackeando o Sistema Democrático"]

por Edson Bueno de Camar
http://umalagartadefogo.blogspot.com
2/7/2008 às
12h44 189.54.42.40
(+) Edson Bueno de Camar no Digestivo...
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




A Realidade Interna
Flávio Fortes Dandréa
Difel
(1974)



Biblioteca Folha - Memórias de um Sargento de Milícias
Manuel Antônio de Almeida
Publifolha
(1997)



Amanhecer - Série Crepúsculo 4
Stephenie Meyer
Intrínseca
(2009)



João Bolão
Ricardo Filho
Melhoramentos
(2011)



A Escolha
Nicholas Sparks
Novo Conceito
(2012)



Revista Latinoamericana de Psicopatologia Fundamental Vol 12 Nº4
Puc Sp
Escuta
(2009)



A Moreninha 2: a Missão
Ivan Jaf
Ática
(2015)



Comunicacao e Mudanca nos Paises Em Desenvolvimento
Daniel Lerner / Wilbur Schramm
Melhoramentos
(1973)



Michaelis Illustrated Dictionary Volume 1 English-Portuguese
Fritz Pietzschke end Franz Wimmer
Melhoramento
(1997)



Gente e Fatos
Honório de Sylos
Ibrasa
(1988)





busca | avançada
49395 visitas/dia
1,9 milhão/mês