Mulher, negra e favelada | Mauro G. Cetrone

busca | avançada
61431 visitas/dia
2,0 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Inspirado nas Living Dolls, espetáculo de Dan Nakagawa tem Helena Ignez como atriz convidada
>>> As Caracutás apresentam temporada online de Tecendo Diálogos com bate-papo e oficina
>>> Obra de referência em nutrição de plantas ganha segunda edição revista e ampliada
>>> FAAP promove bate-papo com as atrizes Djin Sganzerla, Zezita Matos e com o diretor Allan Deberton
>>> Elísio Lopes Jr comanda oficina gratuita de dramaturgia nesta sexta-feira (27)
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Carol Sanches, poesia na ratoeira do mundo
>>> O fim dos livros físicos?
>>> A sujeira embaixo do tapete
>>> Moro no Morumbi, mas voto em Moema
>>> É breve a rosa alvorada
>>> Alameda de água e lava
>>> Entrevista: o músico-compositor Livio Tragtenberg
>>> Cabelo, cabeleira
>>> A redoma de vidro de Sylvia Plath
>>> Mas se não é um coração vivo essa linha
Colunistas
Últimos Posts
>>> A profissão de fé de um Livreiro
>>> O ar de uma teimosia
>>> Zuza Homem de Mello no Supertônica
>>> Para Ouvir Sylvia Telles
>>> Van Halen ao vivo em 1991
>>> Metallica tocando Van Halen
>>> Van Halen ao vivo em 2015
>>> Van Halen ao vivo em 1984
>>> Chico Buarque em bate-papo com o MPB4
>>> Como elas publicavam?
Últimos Posts
>>> O poder da história
>>> Caraminholas
>>> ETC. E TAL
>>> Acalanto para a alma
>>> Desde que o mundo é mundo
>>> O velho suborno
>>> Normal!
>>> Os bons companheiros, 30 anos
>>> Briga de foice no escuro
>>> Alma nua
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Para você estar passando adiante
>>> Um brasileiro no Uzbequistão (II)
>>> Da História, De Livros e De Bibliotecas
>>> Sultão & Bonifácio, parte II
>>> Ser intelectual dói
>>> Vera Schettino
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> The world has gone blog mad
>>> É, não ser vil, que pena
>>> Falsários
Mais Recentes
>>> Lições de Direito Processual Civil - Vol.I de Alexandre Freitas Câmara pela Lumens Juris (2004)
>>> Nosso Lar de Chico Xavier pela Feb (2017)
>>> Direito da Criança e do Adolescente de Guilherme Freire de Melo Barros pela JusPodivm (2012)
>>> Direito constitucional descomplicado de Vicente Paulo pela Método (2010)
>>> Por uma Questão de Princípios: Alcance e limites da ética de Peter Singer em defesa dos animais de Sônia T. Felipe pela Fundação Boiteux (2003)
>>> O caso dos Exploradores de Cavernas de Lon L. Fuller pela Universitária de Direito (2008)
>>> Ensino pesquisa e extensão na educação profissional e tecnológica: Olhares multidisciplinares de Maria Adélia da Costa pela Brazil Publishing (2020)
>>> A palavra não dita de Walcyr Carrasco pela Moderna (2014)
>>> Estrelas Tortas de Walcyr Carrasco pela Moderna (2014)
>>> Irmão Negro de Walcyr Carrasco pela Moderna (2015)
>>> 360 Quimica de Dalton Franco pela FTD (2015)
>>> A Arte do Lucro: 23 Estratégias Focadas no Consumidor de Adrian J. Slywotzky pela Campus (2002)
>>> Educação do Espírito de Walter Oliveira Alves pela Instituto Difusão Espírita (1997)
>>> Pai Rico, Pai Pobre: O que os ricos ensinam a seus filhos sobre dinheiro de Robert T. Kiyosaki; Sharon L. Lechter pela Campus (2000)
>>> 360 Matemática de José Ruy Giovanni pela Ftd (2015)
>>> Discutindo o Ensino de Ciências da Natureza a partir da Formação de Professores, Inclusão e História da Ciência de Ivoni Freitas Reis, Karine Gabrielle Fernandes e Ingrid Nunes Derossi pela Brazil Publishing (2020)
>>> Niña Cozinha de Ana Maria Alvarez pela Brazil Publishing (2020)
>>> Energia da Biomassa: termoconversão e seus produtos de Lisiane dos Santos Freitas pela Brazil Publishing (2020)
>>> Livro 360 inglês de Flávia da Cruz Miguel pela Ftd (2015)
>>> Memórias de um Sonhador: Mitologia, Astrologia, Sonhos e Outras Histórias de Kleiton Ramil pela InVerso (2013)
>>> Summa Theológica Espírita - Volume 01 - Filosofia do Espiritismo de Nicolas Theodoridis pela Brazil Publishing (2020)
>>> Formação de Professores para Educação Profissional: normatizações, metodologias e práticas de Maria Adélia da Costa pela Brazil Publishing (2020)
>>> Auto da Compadecida de Ariano Suassuna pela Agir (2005)
>>> Docência entusiasmo e paixão de Elcio Alberton pela Brazil Publishing (2020)
>>> Eros e Psique de João Pedro Roriz pela Paulus (2011)
>>> Auto da barca do Inferno de Gil Vicente pela Moderna (2016)
>>> Ilíada de José Angeli pela Scipione (2014)
>>> Prontuário de André Luiz de Ney da Silva Pinheiro pela Ide (1998)
>>> A Liberdade e a Justiça: horizontes para uma racionalidade socioambiental de José Luis Sepulveda Férriz pela Brazil Publishing (2020)
>>> Dom Quixote de Miguel de Cervantes de Walcyr Carrasco pela Moderna (2014)
>>> Os miseraveis de Victor Hugo de Walcyr Carrasco pela Moderna (2016)
>>> Nietzsche e a Grande Política da Linguagem de Viviane Mosé pela Civilização Brasileira (2014)
>>> O Pacifista de John Boyne pela Companhia de Letras (2012)
>>> Uma Viagem de Volta à Casa do Pai de Eliz Regina Lemos pela Eliz Regina Lemos (2006)
>>> Realidade Alternativa de Vários Autores pela Abril (2018)
>>> Na Aquinas Reader - Selections from the writings of Thomas Aquinas de Mary T. Clark pela Fordham (1997)
>>> Insonia de Graciliano Ramos pela José Olímpio (1947)
>>> Um Breve História do Século XX de Geoffrey Blainey pela Fundamento (2008)
>>> Qualidade de Vida de Dr. Luiz Massad e Elize A. Adde pela Edicon (1995)
>>> Multifeira de Centro Integrado de Educação Sagrado Coração pela Santa Mônica
>>> Restaurant Franchising de Mahmood A.Khan pela Vnr (1992)
>>> A disciplina de um Maratonista de J Wilson Granjeiro pela Gran Cursos (2012)
>>> Essência de A.H.Almaas pela Rosa dos Tempos (1992)
>>> Minha Primeira Bíblia de Estudo de Paul J.Loth pela Terrengui (1998)
>>> Direito Econômico Esquematizado de Fabiano Del Masso pela Metodo (2012)
>>> Harmonia - Fundamentos de Arranjos e Improvisação -Livro+ Cd na promoção BlackNovember de Paulo Jose de Siqueira Tiné pela Attar (2020)
>>> Contos, Mitos e Lendas para Crianças da América Latina de Ática pela Aique Grupo (1981)
>>> Jane Eyre de Charlotte Bronte pela Oxford Bookworms Library (2000)
>>> Love Or Money? de Rowena Akinyemi pela Oxford Bookworms Library (2000)
>>> Há Flores Sobre as Pedras de André Luiz Ruiz e Lucius pela Instituto de Difusão Espírita (2001)
COMENTÁRIOS

Domingo, 19/5/2002
Comentários
Leitores


Mulher, negra e favelada
Rafael, se você fica tão triste ao ver crioulos na tela, basta não assistir mais aos filmes americanos. Suponho que voce seja de esquerda, não? Então, veja apenas filmes nacionais... Eu, como sou crioulo, e de direita, adoro ver filmes americanos, e não perco um episódio de "Um Maluco no Pedaço", no SBT. P.S. Vou votar no candidato do FHC, o Serra, por causa da lei de cotas (mas mudo o voto, se surgir um candidato crioulo, gay ou mulher)

[Sobre "Estereótipos"]

por Mauro G. Cetrone
19/5/2002 às
02h22 200.226.225.212
(+) Mauro G. Cetrone no Digestivo...
 
Resposta do imaturo ignorante
A reacao emocional de uma mulher quanto a comparacao de um embriao com um verme e irrelevante. Em termos biologicos, OBJETIVOS, a comparacao procede. Inclusive, se nunca teve a curiosidade, va ver fotos de embrioes de varios vertebrados, do mais reles peixe ao mais inteligente mamifero. Ve algo em comum entre eles? Ou talvez a pergunta mais apropriada seria, ve algo DE DIFERENTE entre eles? Sim, porque e bastante dificil distinguir um do outro. Enquanto embrioes, o desenvolvimento de um sapo nao e tao diferente daquele empreendido por um humano. Alem do mais, se a mulher nao consegue conceber tal comparacao, que nao faca o aborto. Nao proponho que ninguem seja obrigado a faze-lo. Proponho que nao se impeca que aqueles que o desejem o facam. E convenhamos que se uma mulher esta disposta a abortar, certamente nao ve problemas com minha comparacao. Quanto ao movimento politico dos gays, tudo que os vejo fazer e demandar para si os mesmos direitos que os hetero ja tem, como por exemplo o direito ao casamento (Nao sei porque alguem iria querer isso, mas e direito deles mesmo assim ;) ). Ate o presente momento, nao vi o movimento gay dando pitaco sobre a politica neoliberal do FHC, dizendo que deviamos ser uma nacao comunista, exaltando algum fuher qualquer nem nada que o valha. Posso ate estar enganado. Se vamos falar de minha ignorancia quanto ao passado, sobre o que gostaria de ouvir? Sobre Galileu, que foi obrigado a desmentir que a terra girava ao redor do sol para nao virar churrasquinho gracas a uma certa igreja? Sobre as acusacoes de "bruxaria", completamente indefensaveis, que invariavelmente terminavam com tortura e execucao do acusado? Sobre Hume, filosofo brilhante que foi recusado em uma universidade sob a acusacao de "heresia e ateismo", por volta de 1750? Sim, minha cara, apesar de toda a ignorancia e misticismo que ainda assolam o mundo, considero que estamos bem melhor hoje do que sob o dominio de uma certa organizacao religiosa. E nao fui eu quem nomeou a epoca medieval de "Idade das Trevas". Agora, que tal deixar de lado a tentacao de atacar minha pessoa com seus jargoes sem significado (pessoa imatura, bidimensional e ignorante) e me mostrar PORQUE meus argumentos sao "bidimensionais" (nao me lembro de ter discutido a natureza do espaco-tempo com voce) e quais falhas logicas possuem? Oh, sim, quase me esqueci. Ja que vale usar taticas diversionarias aqui, va ler "O Mundo Assombrado pelos Demonios" por Carl Sagan, os tratados de Hume sobre o entendimento humano, e qualquer livro de biologia do segundo grau que contenha explicacoes sobre desenvolvimento embrionario. Quando voce estiver um pouco menos ignorante, a gente conversa, combinado? ;)

[Sobre "Regras da Morte"]

por Gustavo Alckmin
18/5/2002 às
17h39 200.189.2.1
(+) Gustavo Alckmin no Digestivo...
 
Fernanda Young
VOCÊ NÃO SABE NADA DE TC, FALANDO QUE A FERNANDA YOUNG NÃO TEM TALENTO...VC QUE NÃO TEM.....RECEBE SALÁRIO SÓ PRA FALAR MAL DOS OUTROS...TEM FACULDADE PRA ISSO?

[Sobre "E eu mais ainda!"]

por Fernandinha
18/5/2002 às
16h36 200.151.16.182
(+) Fernandinha no Digestivo...
 
Que confusão!
Gustavo, eu não disse em lugar algum que dois homens, ou duas mulheres, meia dúzia de cabritos e toda a torcida do Flamengo estavam proibidos de fazer sexualmente o que bem quiserem na cama. Podem, sim, porque o próprio Deus lhes deu essa autonomia. Não considero o que você falou válido, porque simplesmente não existe uma mulher capaz de comparar um filho no seu ventre com amebíase. Isso não pode ser levado a sério. O movimento gay é um movimento POLÍTICO que usa um desvio sexual como pretexto. Nada tenho contra os indivíduos gays, amo os cães, acho os boizinhos lindinhos. Sou contra todo o tipo de violência, inclusive as guerras, os bailes funk, as torcidas organizadas de futebol e crueldade com os animais. Ria do que quiser, mas me permita rir ainda mais de seus argumentos bi-dimensionais que mostram bem sua falta de experiência de vida e da sua crença moderna de que você é melhor que um homem medieval. Mostra bem o tamanho da sua ignorância. Mas você tem uma chance de sanear um pouco isso. Já que falou em vermes, tire alguns de sua mente. Vá visitar o site www.brathair.cjb.net e estude um pouco de história medieval. Um outro site bom é o do meu amigo Ricardo da Costa, em www.ricardocosta.com . Cresça um pouco. Depois a gente fala.

[Sobre "Regras da Morte"]

por Assunção Medeiros
18/5/2002 às
03h58 200.184.36.70
(+) Assunção Medeiros no Digestivo...
 
Maldita Religiao...
Uma boa forma de entender do que se trata o homosexualismo e compara-lo a hemofilia ou a uma propencao ao cancer. Certamente nao e uma caracteristica desejavel, e nao contribui em nada para aumentar as chances de sobrevivencia ou a prole de um individuo, mas nao creio que tenha visto muitas pessoas perseguindo e maltratando hemofilicos ou portadores de cancer, pelo contrario. Afinal de contas, por que eh que temos essa necessidade em atacar ou em limitar a libertade dos homosexuais? Dois homens adultos resolvem, de livre e espontanea vontade, efetuar aquela gambiarra la que lembra um pouco o coito. Eles o fazem entre quatro paredes, respeitando portanto a privacidade dos demais. Porque, diabos, ficam os heteros tao incomodados com tal fato? Desde quando isso e problema nosso? Se eles querem voluntariamente desistir da competicao pelas femeas e se se satisfazem com aqueles malabarismos que, aos meus olhos, parecem ridiculos, o que e que eu tenho com isso? Nao vejo como minha liberdade possa estar sendo tolhida pelas praticas do "casal", portanto creio ser razoavel de minha parte nao interferir na deles. Quanto ao aborto. Vejamos. Quando voce detecta parasitas em seu trato intestinal, o que e que voce faz? Voce em algum momento pensa no fato de que tais criaturas possuem sistemas nervosos e portanto a capacidade de sofrer, ao deglutir seu vermifugo? Ou vejamos um exemplo mais extremo. Quais excrupulos voce demonstra ter ao matar uma entidade ADULTA, possuidora de sistema nervoso COMPLEXO, contendo inclusive memorias e que demonstra de forma inequivoca ser capaz de sentir emocoes como medo, dor, amor e desejo sexual? Voces nao tem excrupulos ao fazer um churrasco, mandar um cao para a carrocinha ou mesmo praticar experimentos enojantes em um chimpaze apenas para testar a viabilidade de um cosmetico, tem? Porque diabos entao voce os deveria ter ao tratar de um feto sem memorias, sem sistema nervoso operacional, sem identidade... sem um EU? A partir do momento em que uma mulher decide que nao deseja a crianca, a ultima e reduzida a mesma categoria do parasita intestinal: Uma forma de vida rudimentar que se vale dos recursos da hospedeira para viver e se desenvolver. A mulher nao tem o direito de negar esses recursos? Voce nao os nega aos "hospedes indesejados"? (vermes). Talvez devamos exaltar a sua "responsabilidade" nessa questao! Afinal de contas, a culpa dos vermes estarem ai e toda sua por comer legumes sem os lavar! Agora aguente as consequencias pelo resto de sua vida, nada justifica tal genocidio de centenas de pequenas vidas! No nosso caso, isso equivale a arranjar um emprego adicional para sustentar seu fardo ate os 21 anos de idade, desistir permanentemente de todo um estilo de vida, de todo o seu EU atual, que ja e possuidor de uma consciencia. Tudo em prol de uma crenca moral sem qualquer base cientifica que diz que um maldito aglomerado de celulas que por acaso possui o DNA da especie ariana... digo, DNA humano, e que tem o POTENCIAL de desenvolver uma consciencia, nao deve jamais ser morta. Se voce nao e a favor do aborto, nao o pratique. Mas nao tente impor seus valores a pessoas que desejam pratica-lo sem qualquer peso na consciencia. Garanto que nem voce nem qualquer de seus entes queridos sera de qualquer maneira molestado pela nossa pratica do aborto. :) Nao, nao acredito em diabo e honestamente nao dou a minima. Se ele quiser rir com a mao invisivel e indetectavel em meu ombro, problema dele. As crencas medievais que miraculosamente perduram ate hoje; independentemente de afetarem uma grande parcela da populacao, so conseguem ter um efeito em mim: me fazer rir. Como diria Carl Sagan, vivemos de fato em um "mundo assombrado pelos demonios..."

[Sobre "Regras da Morte"]

por Gustavo Alckmin
17/5/2002 às
21h33 200.189.2.25
(+) Gustavo Alckmin no Digestivo...
 
Pipocas, Diego!
Diego! Porque você foi tão mesquinho como o tamanho de seu texto da primeira vez? Concordo com a letra miúda e o itálico; você está coberto de razão. Viu, senhor Julio Daio Borges? Precisamos de fonte maior, e o itálico deveria ser uma opção, não a regra. Tem razão também pela parte do DERIVADO de um pensamento politicamente correto, vamos dizer então indentificado com ele. Você tem razão em um monte de coisas, e tenho medo de espantarmos os leitores se continuarmos com estes testamentos miúdos em itálico, mas deixa eu dizer umas coisinhas: dizer que dois opostos são igualmente "extremos" é brincar com retórica, não descrever a realidade. Isso é dizer que matar e gerar são igualmente errados. Nem sempre as situações de total oposição se referem a duas coisas negativas. Também está errado em dizer que a CNBB é igreja conservadora. Se você acha isso, não tem a menor idéia do que seja um católico conservador. E chega também de colocar religiosidade como obscurantismo. Deus é uma realidade com que temos de lidar, se não pelo fato da sua existência, pelo menos pelo dado estatístico de sua influêrncia na humanidade. Quanto ao fato de dois iguais se entenderem melhor, pode ser, mas não são COMPLEMENTARES, que é todo o objetivo do homem e da mulher existirem, pipocas (ADOREI o pipocas!). Não precisamos falar no Evangelho: basta estudar brevemente o yin/yang da filosofia oriental. Dois iguais se entendem, mas não geram o crescimento dialético de dois que se complementam. Sempre fica faltando algo. Quanto ao homossexualismo animal, qual o problema? Nunca disse que as pessoas não poderiam praticar o homossexualismo, ou sado-masoquismo, nenhum tipo de fetichismo. Isso é da consciência individual, nada tenho a declarar. Sei e respondo apenas pelo que EU faço. Mas o homossexualismo em qualquer espécie é ocasional, e ninguém imagina que deva ser elevado ao mesmo status do heterosexualismo. Imagine o que aconteceria se TODOS resolvessem adotar o homossexualismo? Vida curta para a espécie humana. E devemos mesmo conhecer gays muito diferentes, pois a preocupação com sexo é geral nos que eu conheço, e até acarreta nos "dark rooms" (salas escuras) das boates gays, onde vale tudo no escurinho. Não é o caso de não aceitar o homossexualismo como existente, apenas não acho que seja desejável, de um ponto de vista moral, social e religioso. Mas Santo Agostinho sempre nos exortava a odiar o pecado e amar o pecador, e procuro praticar isto. Ninguém jamais irá cometer suicídio por minha causa, eu lhe asseguro. Modelo de família existem vários, o que eu conheço e gosto muito é o patriarcal, não me sinto oprimida nem maltratada, sou mulher bastante independente. O que não existe hoje é a clareza do que verdadeiramente é uma família. O marido traisr a mulher indiscrimanadamente não é intrínseco do modelo familiar, é só pecado da carne mesmo. quanto ao aborto, porque é que é a aprte mais frágil que vai pagar pelo pecado dos outros? Quando é que um erro foi consertado por outro erro? Chega, meu querido, assim vou longe e assustaremos todos os leitores para fora daqui! :o) Beijos da Sue...

[Sobre "Regras da Morte"]

por Assunção Medeiros
17/5/2002 às
19h41 200.184.36.8
(+) Assunção Medeiros no Digestivo...
 
Um pezinho , uma garupa ...
De tudo que eu li nessas 46 mensagens mais o texto, conclui que cada um deve seguir seu caminho e quem tem a capacidade de ver mais longe, poderia dar um pezinho para os menos intelectualizados.

[Sobre "Quem Não Lê Não É Humano"]

por Vinicius Brown
17/5/2002 às
15h51 200.19.104.118
(+) Vinicius Brown no Digestivo...
 
De fato.
Condensei meu texto ao máximo por achar horrível ler em fonte tão pequena, em itálico, mas tudo que ganhei com isso foi uma horrenda desinterpretação. Sue, retorno-lhe sua pergunta: quanto conhece de mim pra dizer com tanta segurança que minhas posições são fruto de uma "corja politicamente correta"? Se não me engano, deriva isso de meu curto texto ali em cima. E para tecê-lo usei o mesmo método: falei sobre o texto que o Alexandre publicou. É muito claro, mesmo pelo título do texto, que a contraposição se dá entre o que mostram os filmes citados e os valores do Alexandre (que os define logo no começo, com o "falta Deus"). O declarado extremo da patologia social (mostrado nos filmes) contra os valores morais de uma Igreja conservadora não menos ao extremo - tanto que está próximo de se tornar piada (Campanha da CNBB contra a AIDS no carnaval: nada de preservativos, a solução é o celibato. Ora bolas, quem trancou o senso de realidade pra fora?). Foi essa oposição de extremos que ataquei, a "crença cega e inquestionada", tanto nos valores bíblicos quanto nos filmes. Quanto à impossibilidade da união civil estável de homossexuais (que cometi o erro de encurtar para "casamento" e deu no que deu), concordo com você quanto fala de termos biológicos. Termos psicológicos, é de se discutir: duas pessoas do mesmo sexo geralmente se entendem bem melhor que duas de sexo diferent. Já termos morais, bem, deixo em aberto por enquanto e pego outro ponto de seu texto, sobre "tratamento". Essa afirmação leva a crer que vê homossexualismo como doença, apesar da grande maioria de entidades médicas já terem abandonado essa idéia há tempos. Note-se, grande parte dos suicídios na juventude se dá porque o/a jovem em questão se descrobiu gay, mas no meio em que vivia isso era tratado como abominação, doença. Pergunto, então, o que é pior, moralmente: levar adolescentes ao suicídio, ou aceitar que parte da população é diferente? Note-se que homossexualismo já foi observado e documentado em outras espécies do reino animal: de quem é a "culpa", da sociedade ou da natureza? Voltando à (im)possibilidade da união estável, creio que vivemos em ambientes muito diferentes: conheço muitos homossexuais, nenhum é tão promíscuo quanto metade de meus amigos hetero; alguns têm relações impressionantemente duradouras. Ou seja, a visão que passa com a expressão "bicha velha que ninguém quer comer", de que ser gay é fazer sexo e ponto final, não leva em conta grande parte da questão. E contrapôr isso às famílias patriarcais... pipocas, Sue! O conceito de família com um chefe (homem) provedor, seus filhos e netos, foi mantido artificialmente por tempo demais (com mulheres aguentando caladas por anos o adultério de seus maridos, por exemplo). Sim, nessas condições tudo parece funcional, até o momento em que todos os males vêm à tona; você deve ter ofendido qualquer pessoa, homem ou mulher, que leu isso e tem o mínimo de consciência do papel feminino na sociedade. A idéia de núcleo familiar "eterno", patriarcal, está falida, e tudo mostra isso: número de divórcios, de casos de adultério, de mulheres que preferem criar seus filhos sozinhas. Não, decerto não digo que "a família acabou"; simplesmente não é mais tão estática e intocável quanto antes. Mas, enfim. Aborto. Casal de namorados é descuidado, ela engravida. Vá lá, é o caso do filme citado. São os culpados, por sua imprecaução: arquem com a conseqüência. Garota de 14 anos é estuprada pelo pai e engravida. Mulher casada, com família, é espancada, estuprada, e engravida. Além do trauma imediato do crime, a garota, a mulher, a família dela, as crianças, são obrigadas a carregar isso por toda a vida? "Não sei quem é meu pai, minha mãe foi estuprada e eu nasci." "Meu irmãozinho não parece comigo porque ele é filho de um cara que deve estar preso. Ah, ele que deixou essa cicatriz na mamãe." Como, diga-me, pode afirmar que tais ferimentos não podem ser fechados, que isso seria "assassinato"? A analogia da roleta russa não faz sentido: um feto, fruto de um crime, filho de um monstro, jamais terá o amor que tem uma mãe, uma esposa, um filho gerado de modo natural. Não queira condenar toda uma família à uma vida de memórias horrendas e sofrimento porque tal aborto seria "assassinato." Em todo caso, creio já termos dobrado o tamanho em Kbytes da página, então termino aqui, e peço desculpas aos olhos e à paciência de todos vocês que se arriscaram a ler esse texto enorme sem a mínima formatação nessa letra miúda em itálico. Abraços.

[Sobre "Regras da Morte"]

por Diego Rodeguero
17/5/2002 às
14h28 200.204.73.44
(+) Diego Rodeguero no Digestivo...
 
Inteligência é nata?
Não podemos tirar os méritos de imigrantes que vieram aqui sem lenço e documento e conseguiram o que muita gente boa não conseguiu ainda, manterem seu sustento e da família, criando empregos com empresas que fundaram e que levantaram sózinhos sem ajuda de nenhuma entidade, claro que os tempos eram outros mas mesmo assim vieram de fora e construíram suas vidas. A leitura serve para ampliar os horizontes e não como fonte de inteligência, que muitas vezes já é nata, sei de casos de crianças que gostam de ler antes dos três anos e aprendem sózinhas sem interferência de adultos, eu conheço pelo menos um caso real. A leitura é fundamental para aprimorar a inteligência, ampliar horizontes de informações. Ouvi casos de gente do morro, humilde e que sem acesso a leitura tinha grau elevado do seu Q.I. Quero deixar claro a importância da leitura, com certeza é fundamental, mas nada adianta cultura sem força de vontade de vencer, de criar, arriscar e inovar. A tal falada inteligência emocional. Falando nisso, vocês acham o Jô Soares inteligente? foi questionamento de um fórum que participei.

[Sobre "Quem Não Lê Não É Humano"]

por Suely
17/5/2002 às
13h25 200.154.214.11
(+) Suely no Digestivo...
 
Ops! Desculpe!
Desculpem, os dois, mas eu não estava conseguindo enviar a mensagem, acabei enviando duas vezes! Beijos da Sue.

[Sobre "Regras da Morte"]

por Assunção Medeiros
17/5/2002 às
13h46 200.184.36.15
(+) Assunção Medeiros no Digestivo...
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




MORTE E VIDA DE CHARLIE ST. CLOUD
BEN SHERWOOD
NOVO CONCEITO
(2010)
R$ 5,00



FRANÇAIS 1: EUROLÍNGUA FRANÇAIS - CYCLE 1
HÉLENE CABUT E CHLOÉ GALLIEN
FED MIGROS
(2000)
R$ 15,28



DERMATOLOGIA: CLÍNICA ILUSTRADA - 400 ILUSTRAÇÕES A CORES
GUNTER KORTING
MANOLE (SP)
(1988)
R$ 15,82



EXERCÍCIOS FILOSÓFICOS, COLEÇÃO FERRAMENTAS
MADELEINE ARONDEL ROHAUT
MARTINS FONTES
(2005)
R$ 15,00



O TABULEIRO DA BAIANA - 1ª EDIÇÃO
SONIA ROSA
PALLAS
(2009)
R$ 12,95



INGLÊS 3 - 2º GRAU
JOHN ANDREW SPEEDEN E SHINITI SAKURAGUI
ATUAL
(1986)
R$ 8,90



PAIS E FILHOS COMPANHEIROS DE VIAGEM
ROBERTO SHINYASHIKI
GENTE
(1992)
R$ 25,00



A MULHER DIABÓLICA
AGATHA CHRISTIE
JOSÉ OLYMPIO
(1978)
R$ 16,50



A TRAVERS LA LITTÉRATURE ANGLAISE
LOUIS JUILLARD
PAUL OLLENDORFF
(1883)
R$ 80,00



APOSTILA DO CURSO DE TEORIA DA REAÇÃO EM CADEIA DE NEUTROS
BERNARDINO PONTES (DEDICATÓRIA DO AUTOR )
UNIV ESTADO GUANABARA; INST F
(1968)
R$ 25,28





busca | avançada
61431 visitas/dia
2,0 milhões/mês