Coisas ditas e não ditas | Guilherme

busca | avançada
65675 visitas/dia
2,1 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Trajetória para um novo cinema queer em debate no Diálogos da WEB-FAAP
>>> ÚLTIMAS APRESENTAÇÕES ONLINE DO ESPETÁCULO O DESMONTE
>>> Rodolpho Parigi participa de live da FAAP
>>> Para fugir de ex-companheiro brasileira dá volta ao mundo com pouco dinheiro
>>> Zé Guilherme encerra série EntreMeios com participação da cantora Vania Abreu
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Entrevista: o músico-compositor Livio Tragtenberg
>>> Cabelo, cabeleira
>>> A redoma de vidro de Sylvia Plath
>>> Mas se não é um coração vivo essa linha
>>> Zuza Homem de Mello (1933-2020)
>>> Eddie Van Halen (1955-2020)
>>> Prêmio Nobel de Literatura para um brasileiro - II
>>> Vandalizar e destituir uma imagem de estátua
>>> Partilha do Enigma: poesia de Rodrigo Garcia Lopes
>>> Meu malvado favorito
Colunistas
Últimos Posts
>>> Zuza Homem de Mello no Supertônica
>>> Para Ouvir Sylvia Telles
>>> Van Halen ao vivo em 1991
>>> Metallica tocando Van Halen
>>> Van Halen ao vivo em 2015
>>> Van Halen ao vivo em 1984
>>> Chico Buarque em bate-papo com o MPB4
>>> Como elas publicavam?
>>> Van Halen no Rock 'n' Roll Hall of Fame
>>> A última performance gravada de Jimmi Hendrix
Últimos Posts
>>> Normal!
>>> Os bons companheiros, 30 anos
>>> Briga de foice no escuro
>>> Alma nua
>>> Perplexo!
>>> Orgulho da minha terra
>>> Assim ainda caminha a humanidade
>>> Três tempos
>>> Matéria subtil
>>> Poder & Tensão
Blogueiros
Mais Recentes
>>> A poesia concreto-multimídia de Paulo Aquarone
>>> 2007 e os meus CDs - Versão Nacional 2
>>> Between the Acts
>>> O luto e o luto de Valter Hugo Mãe
>>> A PROPÓSITO DE UM POEMA
>>> Como E Por Que Ler O Romance Brasileiro
>>> Jornalista, um bicho de 7 cabeças e 10 chifres
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> O amigo do escritor
>>> O primeiro Show do Milhão a gente nunca esquece
Mais Recentes
>>> As Areias do Tempo de Sidney Sheldon pela Record (1989)
>>> O Ditador de Sidney Sheldon pela Record (1998)
>>> A Outra Face de Sidney Sheldon pela Record (1970)
>>> Um Capricho dos Deuses de Sidney Sheldon pela Record (1987)
>>> Lannée Du Tennis 2000 de Jean Couvercelle - Gay Barbier pela Calmann-Lévy (2000)
>>> A Perseguição de Sidney Sheldon pela Record (1994)
>>> O Outro Lado da Meia-Noite de Sidney Sheldon pela Circulo do Livro (1973)
>>> Introdução à Manufatura - Série Tekne de Michael Fitzpatric pela Bookman (2013)
>>> Administração Educacional - Teoria, Pesquisa e Prática - 9ª Ed. de Wayne K. Hoy, Cecil G. Miskel pela Penso (2015)
>>> O Plano Perfeito de Sidney Sheldon pela Record (1997)
>>> Eletrônica II - Série Tekne - 7ª Ed. de Charles Schuler pela Bookman (2013)
>>> Multinacionais Brasileiras de Moacir de Miranda Oliveira Junior pela Bookman (2010)
>>> O Pensamento Em Evolução de Adilson Silva Ramachandra pela Pensamento (2010)
>>> Além dos Muros da Escola de Josette Jolibert, Jeannette Jacob pela Artmed (2006)
>>> A Revista e Seu Jornalismo de Reges Schwaab, Frederico de Mello Brandao Tavares pela Penso (2013)
>>> Pluriculturalidade e Aprendizagem da Matemática na América Latina de Alfonso Lizarzaburu, Gustavo Zapata Soto pela Artmed (2005)
>>> Documentos de Identidade de Mario Carretero pela Artmed (2010)
>>> Limites - Entre o Prazer de Dizer Sim e o Dever de Dizer Não de Nina Rosa Furtado pela Artmed (2008)
>>> Conte-me Seus Sonhos de Sidney Sheldon pela Record (1998)
>>> Antiguidades Modernas - Crônicas do Cotidiano Escolar de Celso Antunes pela Artmed (2003)
>>> Um Globo Em Suas Mãos de Neiva Otero Schäffer, Nestor André Kaercher pela Penso (2011)
>>> Teoria das Funções de Variável Complexa de Andréi Bourchtein, Lioudmila Bourchtein pela LTC (2014)
>>> História e Energia - Memória, Informação e Sociedade de Gildo Magalhães pela Alameda (2012)
>>> Dominação e Resistência no Contexto Trabalho-saúde de Mario Cesar Ferreira pela Mackenzie (2011)
>>> A Desintegração Americana de Paul R Krugman pela Record (2006)
>>> Caderno de Ruminações de Francisco J. C. Dantas pela Alfaguara (2012)
>>> Corrida pela Herança de Sidney Sheldon pela Record (1997)
>>> Pandora de Mary Sheldon pela Record (2020)
>>> O Livro Selvagem de Juan Villoro pela Cia das Letras (2011)
>>> Quem Tem Medo do Escuro de Sidney Sheldon pela Record (2005)
>>> A Arte de Governar Crianças de Irene Rizzini e Francisaco Pilotti orgs. pela Cortez (2009)
>>> Cinelândia - Breve História de um Sonho de João Máximo pela Salamandra (1997)
>>> O Castelo de Vidro de Jeannette Walls pela Nova Fronteira (2007)
>>> O Castelo de Vidro de Jeannette Walls pela Nova Fronteira (2007)
>>> Paula de Isabel Allende pela Bertrand Brasil (1995)
>>> O Eu Dividido de R.D.Laing pela Vozes (1982)
>>> Zorro de Isabel Allende pela Bertrand Brasil (2006)
>>> O Quinto Frasco de Michael Palmer pela Prumo (2009)
>>> Caderno de Encargos de Milber fernandes Guedes pela Pini (2004)
>>> Melancia de Marian Keyes pela Bertrand Brasil (2005)
>>> Ponto de Impacto de Dan Brown pela Sextante (2005)
>>> As Brumas de Avalon - O Gamo-Rei livro 3 de Marion Zimmer Bradley pela Imago (1985)
>>> S. O. S. Perdido no Espaço de Geronimo Stilton pela Planeta Infantil (2011)
>>> Lexofágico - Série Instante Estante de Sandra Santos e Leo Lobos pela Castelhinho Edições (2012)
>>> Roteiro Lírico e Sentimental da Cidade do Rio de Janeiro de Vinícius de Moraes pela Companhia das Letras (1992)
>>> A linguagem do império de Domenico Losurdo pela Boi tempo
>>> Potreiro de Gauchos de Jayme Caetano Braun pela Sulina (1985)
>>> Parques do Rio de Janeiro - Um Olhar Poético de Renato Resende pela João Fortes Engenharia (2000)
>>> Paulo Mendes da Rocha de Rosa Camargo Artigas pela Cosac & Naify (2002)
>>> Objetos Cortantes de Gillian Flynn pela Intrínseca (2015)
COMENTÁRIOS

Sábado, 27/7/2002
Comentários
Leitores


Coisas ditas e não ditas
Bem-vindo à discussão, Helion. Observe que eu não escrevi que defender uma cultura IMPLICASSE LOGICAMENTE oprimir a outra, mas é o que se vê na hipocrisia multiculturalista. Daí a associação que - note - FRED REED fez entre luta de classes e multiculturalismo, que só tentei expor. A alta cultura, esteja embora definhando, é dada como dominante e expressão dos dominadores, assim como acontece com o liberalismo na economia. O uso político da intolerância cultural(disfarçada de tolerância) o texto que sugeri explica melhor do que eu poderia. Finalmente, a música erudita (já percebi que não concordarás) é intrinsecamente melhor do que o samba porque cumpre melhor do que ele sua função artística: "diz" muito mais, exprime bem mais, é muito mais rica em nuanças de expressão. Um grande abraço!

[Sobre "O pensamento biônico"]

por Guilherme
27/7/2002 às
22h10 200.193.27.195
(+) Guilherme no Digestivo...
 
multiculturalismo e revolução
Se me permitem. Não consigo imaginar como a defesa das culturas “politicamente fracas” possa se assemelhar à proposta da ditadura do proletariado. A defesa da tolerância é – ao contrário - muito mais aparentada à luta contra uma ditadura do que à imposição de uma ditadura. Discordar do preconceito do cristão não significa oprimi-lo ditatorialmente. É defender a existência de outros valores, e não eliminar os mais tradicionais. A não ser que discordar de um pensamento dominante seja “oprimi-lo”, o que seria uma contradição em termos./// O exemplo da música erudita versus a popular me parece infeliz. Afirmar a “superioridade” de uma cultura é mais do que “defender os dominadores”: é ignorar que há parâmetros não comparáveis, ou seja, que nenhuma das duas é superior a coisa nenhuma. Por sinal: se há, como você diz, dez pagodeiros para cada violinista, não estaria a cultura erudita – seguindo o seu raciocínio - na posição inferiorizada politicamente? Nesse caso, defender a erudição seria, aí sim, a autêntica tolerância cultural! Inverte-se o argumento.../// Uma última coisa: se o multiculturalismo não defende a tomada violenta do poder, como mesmo você reconhece, então como poderia ser “o substituto da revolução armada”? sinto muito, Guilherme mas, tal como o João pessoa, não captei a lógica.

[Sobre "O pensamento biônico"]

por Helion
27/7/2002 às
19h58 200.154.217.202
(+) Helion no Digestivo...
 
Saudades do livro!!
Vou fazer uma analogia macabra, mas meu envolvimento literário vai ao ponto da de terminar a obra e sentir o mesmo vazio de quando retornamos de um enterro de algum parente, fica aquela sensação de tristeza e ao mesmo tempo a necessidade de se voltar a viver sem aquilo que se foi. O envolvimento emocional com a obra é proporcional a inteligência expressa nela, duvido que alguém se importe de eliminar o personagem que anda pelo deserto em busca de sei lá o que, em o Diário de um Mago.....

[Sobre "Amando quem não existe"]

por Eduardo Vianna
27/7/2002 às
16h02 200.207.205.22
(+) Eduardo Vianna no Digestivo...
 
Os Nativos que se cuidem!!!!!!
Acredito que o destino de nosso menos potentoso povo indígena não deva ter sido muito diferente, dadas as facilidades de se deixarem dominar. O censo demográfico na época me parece que não funcionava muito bem, então não há a menor idéia de quanto se matou direta (armas de fogo) e indiretamente (trabalho forçado, pestes e doenças). O mais "fascinante" e amedrontador foi o papel desta mesma igreja católica no processo, consolidada ao longos de nossos anos como a maior instituição dos aspectos místicos humanos. O continente Africano escapou da barbárie histórica indireta sobre seus nativos, mas definha na ingerência da humanidade para estas questões de solidariedade, uma vez que padecem de epidemia de AIDS, Ebola...etc... Homem dito Branco, Cara Pálida....o que você fez com o mundo?

[Sobre "O Mistério dos Incas"]

por Eduardo Vianna
27/7/2002 às
15h40 200.207.205.22
(+) Eduardo Vianna no Digestivo...
 
De um copiador de Mondrian...
nunca vi descrição tão lúcida do mundo da moda!

[Sobre "Amando quem não existe"]

por el guapo
27/7/2002 às
14h33 200.158.20.153
(+) el guapo no Digestivo...
 
Tentando outra vez
Realmente minha primeira explicação, malgrado o endosso e o elogio do Sidney, estava ruim. Tento de novo. É que na verdade não se trata de analogia, como dei a entender, mas de um traço genético, legado do pai ao filho. O marxismo defende que existe a opressão de um classe sob outra pelo monopólio dos meios de produção; que só existe libertação pelo combate dos oprimidos contra os opressores; e que a cultura dominante é manifestação desse domínio e meio de o manter. Conseguintemente, surge o equivalente cultural da luta de classes: o multiculturalismo, defendendo as culturas politicamente fracas contra a forte. Porém, essa política cultural logo se mostra equivalente a uma ditadura do proletariado. O cristão não pode defender que o homossexualismo é um mal, ou é chamado de intoerante. Não se pode dizer que música erudita vale muito mais que o samba porque isso é defesa dos dominadores, ainda que haja no Brasil dez pagodeiros para cada violinista. A tolerância cultural mostra-se intolerância com a cultura acusada de opressora. O mecanismo de censura do inimigo é a regra "politicamente correta". Assim, repete-se no plano cultural o que Evandro nos contou da discussão econômica. Outra coisa: o multiculturalismo não defende a tomada violenta do poder, é verdade, mas justamente porque ele é o substituto da revolução armada, adotado quando se percebeu que a tática anterior não ia longe. São idéias irmãs. A respeito disso, o magnífico artigo de Olavo de Carvalho, "Do Marxismo Cultural": http://www.olavodecarvalho.org/semana/06082002globo.htm Espero agora ter sido mais claro. Um abraço!

[Sobre "O pensamento biônico"]

por Guilherme
27/7/2002 às
13h02 200.193.27.195
(+) Guilherme no Digestivo...
 
Que achado!
Agradeço a explicação, mas sinto muito, continuei sem entender. A semelhança apontada (ambos escolhem um inimigo, instigam revolta contra ele e utilizam o conflito para ganhar o poder político) não é uma caracteristica de todo e qualquer movimento político que almeja a conquista do poder? Inclusive da direita política, por exemplo? De maneira que a analogia permanece sem justificação, no meu entender. Há tambem outra coisa: nunca ouvi dizer que os multiculturalistas preguem a tomada revolucionária ou violenta do poder. Bem, continuo esperando uma explicação mais precisa. Procurarei ler o artigo recomendado, no entanto.

[Sobre "O pensamento biônico"]

por João Pessoa
27/7/2002 às
08h25 200.199.78.133
(+) João Pessoa no Digestivo...
 
As últimas em Zululand
Rogério, bem que tinha percebido que o blog não se atualizava...Vou lhe dizer algumas novidades; o Fabio, realmente e infelizmente, saiu, mas o lado bom é que está também escrevendo um blog em fdr.blogspot.com . O Dennis, como você já deve ter visto, foi atacado por um dos membros mais primitivos da tribo dos zagalões, mas está bem e sempre pensando em histórias escabrosas sobre marqueses, anéis e gatos. E você, como está? O Watcher? Tem desenhado? Um abraço- Alexandre.

[Sobre "Samurais de Fecaloma"]

por Alexandre
27/7/2002 às
04h02 200.207.125.11
(+) Alexandre no Digestivo...
 
Relendo certas passagens
Romulo, é verdade, acontece comigo também; me lembro de ter relido certas passagens de pulps algumas vezes para ver de novo alguém partindo desta para a (supostamente) melhor...Isso não deve ser um bom sinal sobre as nossas personalidades, deve? O que isso significa? Fizemos mal em confessar? ;>)Um abraço, volte sempre- Alexandre.

[Sobre "Amando quem não existe"]

por Alexandre
27/7/2002 às
03h49 200.207.125.11
(+) Alexandre no Digestivo...
 
Bienvenue, Kelly
Olá, Kelly! Como foi de viagem? A Rive Gauche continua do lado esquerdo, a Droite do direito? A cúpula dos Invalides continua brilhando sob o sol? Quanto aos ovóides, esse é o benefício de ser bem míope...Kelly, bem-vinda de volta, apareça sempre; e se algum dia você ler o "A Coisa Não-Deus", espero que não se desaponte e me diga, depois, o que achou. Está bem? Beijos, Alexandre.- PS: Meus modos! Nem agradeci a sua mensagem simpática! Obrigado, Kelly!

[Sobre "Amando quem não existe"]

por Alexandre
27/7/2002 às
03h41 200.207.125.11
(+) Alexandre no Digestivo...
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




O BANDIDO DA CHACRETE
JULIO LUDEMIR
RECORD
(2007)
R$ 9,99



O HOMEM DESENRAIZADO
TZVETAN TODOROV
RECORD
(1999)
R$ 199,00
+ frete grátis



ADMINISTRAÇÃO EDUCACIONAL EM CRISE
WALTER GARCIA
CORTEZ
(2001)
R$ 8,00



ARGONE 1918 A FORÇA EXPEDICIONÁRIA AMERICANA
BARRY GREGORY
RENES
(1979)
R$ 6,90



LIBERTAÇÃO INTERIOR
DR GERALD KUSHEL
MELHORAMENTOS
(1979)
R$ 5,30



EU QUE AMO TANTO
MARILIA GABRIELA
ROCCO
(2008)
R$ 10,00



HEI DE VENCER
ARTHUR RIEDEL
PENSAMENTO
(1997)
R$ 9,00



AVANTE VINGADORES UM EVENTO MARVEL COMICS 10 GUERRA CIVIL
MARVEL
PANINI
(2006)
R$ 8,90



A MÚSICA NO TEMPO
JAMES GALWAY - REDIGIDO POR WILLIAM MANN
MARTINS FONTES
(1987)
R$ 30,00



UMBANDA O ELO PERDIDO
F. RIVAS NETO (MESTRE ARAPIAGA)
ÍCONE
(1994)
R$ 39,00





busca | avançada
65675 visitas/dia
2,1 milhões/mês