É isso aí que o iPad faz? | Carlos Goettenauer

busca | avançada
72040 visitas/dia
2,1 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Rodolpho Parigi participa de live da FAAP
>>> Para fugir de ex-companheiro brasileira dá volta ao mundo com pouco dinheiro
>>> Zé Guilherme encerra série EntreMeios com participação da cantora Vania Abreu
>>> Bricksave oferece vistos em troca de investimentos em Portugal
>>> Projeto ‘Benzedeiras, tradição milenar de cura pela fé’ é lançado em multiplataformas
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Cabelo, cabeleira
>>> A redoma de vidro de Sylvia Plath
>>> Mas se não é um coração vivo essa linha
>>> Zuza Homem de Mello (1933-2020)
>>> Eddie Van Halen (1955-2020)
>>> Prêmio Nobel de Literatura para um brasileiro - II
>>> Vandalizar e destituir uma imagem de estátua
>>> Partilha do Enigma: poesia de Rodrigo Garcia Lopes
>>> Meu malvado favorito
>>> A pintura do caos, de Kate Manhães
Colunistas
Últimos Posts
>>> Zuza Homem de Mello no Supertônica
>>> Para Ouvir Sylvia Telles
>>> Van Halen ao vivo em 1991
>>> Metallica tocando Van Halen
>>> Van Halen ao vivo em 2015
>>> Van Halen ao vivo em 1984
>>> Chico Buarque em bate-papo com o MPB4
>>> Como elas publicavam?
>>> Van Halen no Rock 'n' Roll Hall of Fame
>>> A última performance gravada de Jimmi Hendrix
Últimos Posts
>>> Normal!
>>> Os bons companheiros, 30 anos
>>> Briga de foice no escuro
>>> Alma nua
>>> Perplexo!
>>> Orgulho da minha terra
>>> Assim ainda caminha a humanidade
>>> Três tempos
>>> Matéria subtil
>>> Poder & Tensão
Blogueiros
Mais Recentes
>>> A forca de cascavel — Angústia (Fuvest)
>>> Meu tio
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> Tarde, de Paulo Henriques Britto
>>> Curitiba
>>> O Leitor Apaixonado, livro de Ruy Castro
>>> Carta de um jovem contestador
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Breve História do Cinismo Ingênuo
>>> Minha cartomante não curte o Facebook
Mais Recentes
>>> Descartes The Project of Pure Enquiry de Bernard Williams pela Routledge (2005)
>>> Desaparecido para Sempre de Harlan Coben pela Arqueiro (2010)
>>> Seis Anos Depois de Harlan Coben pela Arqueiro (2014)
>>> Estatuto da Criança e do Adolescente de Vários Autores pela Pmpa (2003)
>>> O Inocente de Harlan Coben pela Arqueiro (2013)
>>> A Dama das Camélias de Alexandre Dumas Filho pela Nova Cultural (2003)
>>> Equilíbrio Total Através da Parapsicologia de Miguel Lucas pela Almed (1981)
>>> Casa de Bonecas de Henrik Ibsen pela Nova Cultural (2003)
>>> O Poder da Oração para Mulheres de Jackie M. Johnson pela Povket ouro (2013)
>>> Jesus como Terapeuta - O Poder Curador das Palavras de Anselm Grün pela Vozes (2013)
>>> Manual do Astrônomo Amador de Jean Nicolini pela Papirus (1991)
>>> As Três Irmãs de Anton Tchekov pela Nova Cultural (2002)
>>> Constituição da República Federativa do Brasil de Alexandre de Moraes (Org.) pela Atlas (2001)
>>> Constituição da República Federativa do Brasil de Vários Autores pela Saraiva (2000)
>>> O Livro Secreto do Banheiro Feminino de Jo Barrett pela Essência/Planeta (2008)
>>> Código de Hamurabi – Código de Manu – Lei das XII Tábuas de Jair Lot Vieira (Superv.) pela Edipro (2002)
>>> Manual de Prática Forense Civil de Edson Cosac Bortolai pela Revista dos Tribunais (2003)
>>> Vade Mecum Método Cívil 2016 de Vários Autores pela Método (2016)
>>> Nossa próxima atração. O interprograma do Canal 3 de Mário Fanucchi pela Edusp (1996)
>>> Evaristo de Moraes Filho – 100 Anos de Vida Contribuição à Sociologia e ao Direito do Trabalho de Eliana Gonçalves da Fonte Pessanha e Outros (Orgs.) pela Ministério do Trabalho (2016)
>>> O tempo e a alma de Jacob Needleman pela Ediouro (1999)
>>> A Revolução de 1930 - História e Historiografia de Boris Fausto pela Companhia das Letras (2015)
>>> Vivendo, Amando e Aprendendo de Leo Buscaglia pela Nova Era (2007)
>>> Rio Paranapanema da nascente à foz de Paulo Zocchi & Marcelo Maragni pela Horizonte Geográfico (2002)
>>> Milagres de Rodrigo Alvarez pela Globolivros (2017)
>>> Espiritualidade: um Caminho de Transformação de Leonardo Boff pela Sextante (2001)
>>> Índios no Brasil - História, Direitos e Cidadania de Manuela Carneiro da Cunha pela Claro Enigma (2013)
>>> O Encontro Inesperado de Zibia Gaspareto pela Vida e Consciência (2014)
>>> Corpo sem Idade, Mente sem Fronteira de Deepak Chopra pela Rocco (1994)
>>> Astrologia e Saúde de Sheila Geddes pela Nova fronteira (1988)
>>> Naufragos da Vida de Luciana Cardoso pela Dpl (2000)
>>> No Mundo de Chico Xavier de Francisco Candido Xavier pela Ide (2006)
>>> Aborto, Suicidio e Pena de Morte de Celso Martins pela Dpl (2002)
>>> Acaiaca de Marilusa Moreira Vasconcellos / Tomás Antônio Gonzaga pela Radhu (1998)
>>> Astrologia - Prática e Profissão de Stephen Arroyo pela Pensamento (1984)
>>> La Independência Del Paraguay Y El Império Del Brasil de R. Antonio Ramos pela Fundação Alexandre Gusmão (2016)
>>> A Anti-história das Mensagens Co-piadas de Luciano dos Anjos pela Laymarie (2009)
>>> Cidades da Noite Escarlate de William Burroughs pela Siciliano (1995)
>>> A Fé Explicada aos Jovens Volune 1 de Rey-Mermet pela Paulinas (1979)
>>> O Caminho de Jesus Exercícios Espirituais de Pe Pius T Sidegum pela Fonte (2012)
>>> A Vida Mística de Jesus de H Spencer Lewis pela Rosacruz (1991)
>>> O Mistério da Trindade de Alexandre Palma pela Paulinas (2018)
>>> A Fé na Periferia do Mundo de Leonardo Boff pela Vozes (1978)
>>> Diálogos com a Geração Z Fronteiras Educação – Nº 01 - Ano 1 – Cultura, Religião e Liberdade de Sônia Montaño pela Associadas (2010)
>>> A Fé Explicada de Leo J Trese pela Quadrante
>>> O Grande Conflito de Ellen G White pela Casa Publicadora Brasileira (2005)
>>> Diálogos com a Geração Z Fronteiras Educação – Nº 03 - Ano 1 – Inteligência Artificial e o Cérebro no Futuro de Sônia Montaño e Juliana Szabluk pela Associadas (2010)
>>> Instrução Geral Sobre o Missal Romano de J Aldazábal pela Paulinas (2012)
>>> Parábolas e Ensinos de Jesus de Cairbar Schutel pela O Clarim (1993)
>>> Dicionário das Religiões de John R. Hinnells pela Cultrix (1984)
COMENTÁRIOS

Quarta-feira, 14/4/2010
Comentários
Leitores


É isso aí que o iPad faz?
É isso aí que o iPad faz? Mais um motivo para não comprar.

[Sobre "O novo Google Docs"]

por Carlos Goettenauer
http://estadocronico.blogspot.com/
14/4/2010 às
22h53 189.62.125.165
(+) Carlos Goettenauer no Digestivo...
 
Calmo mesmo sob ataque
O velhinho era o melhor debatedor que existia. Sem dúvida. E mesmo quando era atacado nunca levantava a voz.

[Sobre "Friedman, sem dúvida..."]

por Renato
http://www.cafecolombo.com.br
14/4/2010 às
14h11 98.228.141.39
(+) Renato no Digestivo...
 
O mundo precisa disso
Russell exercita o pensamento como forma de iluminar o mundo, enxergar o mundo com clareza. Isso é liberdade na prática. O mundo precisa muito, muito disso.

[Sobre "Por que não sou cristão"]

por Paulo Cezar
14/4/2010 às
10h34 201.95.203.171
(+) Paulo Cezar no Digestivo...
 
O que é ser jornalista?
Apenas estou começando a estudar jornalismo, no entanto, pesquiso e não chego a uma conclusão do que é realmente ser um jornalista. Tenho sonhos com essa profissão, como se há muito tempo eu já soubesse o que é ser jornalista, tenho amor pela profissão sem mesmo a conhecê-la bem. Então penso que ser jornalista é aprender um pouco a cada dia sobre a vida, sobre o mundo, é analisar, ter uma boa percepção, saber críticar, argumentar e mostrar ao mundo com suas palavras o que ele nos transmite a cada instante, pois somos espectadores de plantão.

[Sobre "O que é ser jornalista?"]

por Elisangela Mendes
13/4/2010 às
16h09 189.10.29.128
(+) Elisangela Mendes no Digestivo...
 
O espírito da autoajuda
Oi, Carla! Muito bom encontrá-la por aqui! Você captou com maestria o "espírito" da autoajuda. Foi perspicaz, irônica e divertida! Vou guardar em meus favoritos e visitar mais vezes este espaço. Abrs, Ivana

[Sobre "Parodiando a autoajuda"]

por Ivana M. F. de Negri
13/4/2010 às
14h21 200.207.59.176
(+) Ivana M. F. de Negri no Digestivo...
 
O livro sempre existirá
O comentário vai atrasado, que seja. Achei muito instigante a discussão. Sou uma amante apaixonada pelos livros, pelo papel com que são feitos, pela tinta com que se se imprimem seus textos, pelo seu inebriante perfume. A cada vez que entro em uma livraria (e escondo-me cada vez mais dentro delas), saio de mim e do meu tempo, viajo por continentes inesperados e desconhecidos. E esse arrebatamento é comum a todos os que amam os livros, eu penso, porque advém das histórias que contam os livros. Não serei destituída de meu contentamento porque o papel mudou de forma e a leitura do que há no papel será feita mediante instrumentos outros, ou novas tecnologias e conceitos. O livro sempre existirá, enquanto existirem os homens, enquanto existirem histórias para contar ao redor do fogo, em noites claras de lua alta no céu, entre risos e espantos, depois de um longo e árduo dia de caça nas montanhas.

[Sobre "A Reinvenção da Leitura, na Época Negócios"]

por mari prol
http://contosefolhetins.blogspot.com
12/4/2010 às
22h54 189.60.117.68
(+) mari prol no Digestivo...
 
Assisti ao filme e discordo
Assisti ao filme e discordo da autora com relação à sua "norte-americanização". Ele é basicamente policial e por isso precisa partir de um crime, desenvolver um processo de investigação e descobrir quem foi o assassino e quais foram suas motivações. A escolha do crime de estupro com morte da vítima não foi gratuita, muito pelo contrário, apropriada ao se relacionar com as outras vertentes do filme: o interesse de Espósito pela juíza, o vício (paixão) de Sandoval pelo álcool, a paixão do assassino pela vítima, a fixação do marido na justiça correta (prisão perpétua) etc. Como Sandoval explica no filme, a pessoa pode mudar tudo, menos sua paixão. A exposição do corpo mutilado não foi excessiva, apenas o suficiente para marcar a fixação dos envolvidos com o crime, que altera bastante a vida deles. Darín, mais que popular, está ótimo no seu personagem, uma escolha acertada do diretor. A única coisa que não gostei foi o final feliz para Espósito e a juíza, ranço americano.

[Sobre "Como se vive uma vida vazia?"]

por José Frid
http://blogdofrid.blogspot.com
12/4/2010 às
16h56 201.28.40.249
(+) José Frid no Digestivo...
 
Avatar e o mercado
"Avatar" é um produto extremamente mercadológico, pensado para vender. Como o foram "Parque dos Dinossauros", "Superman", "Spiderman", "Titanic" e muitos outros, todos filmes "revolucionários" em seus efeitos especiais, e todos descartáveis e esquecíveis. Parafraseando um famoso texto sobre deuses mortos, pergunto: onde estão enterrados esses filmes, todos inovadores, todos revolucionários, e todos descartáveis, como todo bom produto de marketing pensado apenas para entreter e vender? Alguém lembrará de pôr flores nos seus túmulos? Espero que não. Que "Avatar" também descanse em paz como um filme-pipoca que nada acrescentou à arte nem à vida das pessoas. Amém.

[Sobre "O futuro do ritual do cinema"]

por Luciano Pita
12/4/2010 às
13h08 200.156.97.164
(+) Luciano Pita no Digestivo...
 
Sobre o filme Avatar
Sobre o filme "Avatar", que não foi apenas um filme, mas um paradigma!: Me causa a impressão que quem viu saberá exatamente a sua significância. Talvez tenha sido este o motivo da academia ter se sentido tão incomodada e, principalmente, tão temerosa. É o que eu tenho opinado para aqueles com quem tenho conversado: a tecnologia científica e sua magnitude. Ela está para além da ética e acaba sempre por receber uma certa alforria (ou, como dizem os árabes, "al horria") por sua continência em libertar algumas questões para um além daquilo que precisamente as estavam restringindo - a própria continuidade.

[Sobre "O futuro do ritual do cinema"]

por Dan Jung
http://DanJung1
12/4/2010 às
12h33 201.17.77.22
(+) Dan Jung no Digestivo...
 
Prezada Sra Carvalho, antes...
Prezada Sra Carvalho, antes de mais nada, não sou Italiano apenas um velhão politicamente totalmente errado(INCORRETO) portanto a minha descrição não teria nenhuma relevancia para os eruditos e entendidos pois afinal, sou o que sou! Incorreto! Mas, o que diz o dicionário do mestre Carlo Parlagreco(?)? Opera = obra (de arte ou coisa que valha) Este era um genero muito apreciadop pela população dos seculos XIX e (presto) XX. Então naquela época era considerada um manifestação artistica popular e muito bem apreciado pelo 'populacho'. Me pergunto, será que a "ralé' era mais culto naquela época ou era simplesmente a falta de midia mais penetrante no meios sociais menos favorecidas, ou outra coisa qualquer (como a constante 'proletarização' dos gostos populares? Hoje sim a opera é apreciada por gente mais culta e eu não me inclo entre estes pois (devido a minha educação inicial)não gosto o genero (apenas gosto ou lembro de algumas árias mais conhecidas e aceitas). Eu não gosto de rótulos in

[Sobre "Questão de gosto ou de educação?"]

por Lajos Attila Sarkozy
12/4/2010 às
11h03 189.62.153.164
(+) Lajos Attila Sarkozy no Digestivo...
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




ARQUEOLOGIA DOS PRAZERES
FERNANDO SONTORO
OBJETIVA
(2007)
R$ 13,13



NOTAS INTRODUTÓRIAS À LÓGICA DIALÉTICA
CAIO PRADO JÚNIOR
BRASILIENSE
(1961)
R$ 14,00



O ANO EM QUE FIZEMOS GREVE DE AMOR
ISABEL VIEIRA
FTD
(1994)
R$ 8,90



MANUAL DA MAMÃE UM GUIA COMPLETO DE INFORMAÇÕES SP
VÁRIOS
SÃO PAULO
(2015)
R$ 5,00



A INCRIVEL HISTÓRIA DE YHAMMY: DUAS VIDAS QUE SE ENTRELAÇAM
ROSA ELISA
INOVAÇÃO
(2012)
R$ 7,87



OS NOVOS PROBLEMAS DOS EMBARGOS INFRINGENTES VO. L 2
PAULA BOTELHO SOARES
QUARTIER LATIN
(2008)
R$ 12,00



DEPOIS DA DERROCADA
PHILIP EHIGT
COLEÇÃO ARGONAUTA
(1973)
R$ 11,00



BROQUÉIS FARÓIS
CRUZ E SOUZA
MARTIN CLARET
(2002)
R$ 5,90



METALOGRAFIA
E HEYN E O BAUER
LABOR
(1944)
R$ 18,82



PURA VIDA: TODO ES VERDAD, TODO ES MENTIRA
MARÍA ANGÉLICA MATARAZZO DE BENEVIDES
SOCIEDAD GEOGRÁFICA DE LIMA
(2004)
R$ 19,28





busca | avançada
72040 visitas/dia
2,1 milhões/mês