uma série incrível | Junior

busca | avançada
60226 visitas/dia
1,8 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Livro beneficente ensina concurseiros a superar desafios e conquistar sonhos
>>> Cia Triptal celebra a obra de Jorge Andrade no centenário do autor
>>> Sesc Santana apresenta SCinestesia com a Companhia de Danças de Diadema
>>> “É Hora de Arte” realiza oficinas gratuitas de circo, grafite, teatro e dança
>>> MOSTRA DO MAB FAAP GANHA NOVAS OBRAS A PARTIR DE JUNHO
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> As maravilhas do modo avião
>>> A suíte melancólica de Joan Brossa
>>> Lá onde brotam grandes autores da literatura
>>> Ser e fenecer: poesia de Maurício Arruda Mendonça
>>> A compra do Twitter por Elon Musk
>>> Epitáfio do que não partiu
>>> Efeitos periféricos da tempestade de areia do Sara
>>> Mamãe falhei
>>> Sobre a literatura de Evando Nascimento
>>> Velha amiga, ainda tão menina em minha cabeça...
Colunistas
Últimos Posts
>>> Fabio Massari sobre Um Álbum Italiano
>>> The Number of the Beast by Sophie Burrell
>>> Terra... Luna... E o Bitcoin?
>>> 500 Maiores Álbuns Brasileiros
>>> Albert King e Stevie Ray Vaughan (1983)
>>> Rush (1984)
>>> Luiz Maurício da Silva, autor de Mercado de Opções
>>> Trader, investidor ou buy and hold?
>>> Slayer no Monsters of Rock (1998)
>>> Por que investir no Twitter (TWTR34)
Últimos Posts
>>> Parei de fumar
>>> Asas de Ícaro
>>> Auto estima
>>> Jazz: 10 músicas para começar
>>> THE END
>>> Somos todos venturosos
>>> Por que eu?
>>> Dizer, não é ser
>>> A Caixa de Brinquedos
>>> Nosferatu 100 anos e o infamiliar em nós*
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Mínimas
>>> Ascese, uma instalação do artista Eduardo Faria
>>> Parangolé: anti-obra de Hélio Oiticica
>>> Tom Wolfe
>>> Queen na pandemia
>>> A história do Olist
>>> Kubrick, o iluminado
>>> Mr. Sandman
>>> Unchained by Sophie Burrell
>>> Reflexões na fila
Mais Recentes
>>> Qual é o Seu Lugar no Mundo de Leila Navarro pela Gente (2003)
>>> Fallen de Lauren Kate pela Galera Record (2010)
>>> Homem: o Sexo Frágil de Flávio Gikovate pela Mg (1989)
>>> A Magia do Acaso de Renato Marcondes, Maurício Gutemberg pela Dédalo (2009)
>>> Iniform Commercial Code de Stone pela Bradford Stone
>>> O Presente do Meu Grande Amor: 12 Histórias de Natal de Stephanie Perkins pela Intrinseca (2014)
>>> Candangos Tracos de Brasília de Cezar Britto pela Aracaju (2021)
>>> Entre o Amor e a Guerra de Zibia Gasparetto pela Lucius (1998)
>>> Ética Empresarial na Pratica de Mario Sergio Cunho Alencastro pela Ibpex (2010)
>>> Teto, Sentimento e Pele de Fernando di Primo pela Do Autor (1989)
>>> Liderança do trabalhador cristão de Pe. Urbano Rausch pela Loyola (1973)
>>> Aladdin a História do Filme Que Encanta Gerações de Disney pela Universo dos Livros (2019)
>>> Repertório de Politica Externa: Posições do Brasil de Fundação Alexandre Gusmão pela Fundação Alexandre Gusmão (2007)
>>> O Paulo do Gato a aventura do recém- descasado de Marcus Barros Pinto pela Objetivo (1999)
>>> Organização do Futuro de Peter F Drucker pela Futura (1997)
>>> O Sensacional livro antitedio do Lucas Rangel de Lucas Rangel pela Pararela (2016)
>>> Viajando de 1850 Ate 1900 Tunel do Tempo de Martinez pela Ftd (1997)
>>> Neurophilosophy of Free Will de Henrik Walter; Cynthia Klohr pela Mit Press (2009)
>>> A Conquista do espaço político de Maria Lúcia de Oliveira pela Jornal a Tarde (1983)
>>> Comece Hoje a Dizer - Eu Te Amo de Stephen Arterburn / Carl Dreizler pela Thomas Nelson (2012)
>>> Gestão Dde Hotelaria e Turismo de Reinaldo Dias e Outros pela Pearson (2005)
>>> Zeélia Uma Paixão de Fernando Sabrino pela Record (1991)
>>> Gestão para um Mundo Melhor de Elcio Anibal de Lucca pela Elsevier (2008)
>>> Vincent Van Gogh de Vincent Van Gogh pela Atica (2006)
>>> Florência Diante de Deus de Eliezer Moreira pela Patuá (2015)
COMENTÁRIOS

Sexta-feira, 15/11/2002
Comentários
Leitores


uma série incrível
Foi ou é, realmente, uma série incrível, quem não teve a oportunidade de assistir não saberá nunca do que tantas pessoas falam sobre este seriado. O que mais marca nesta série, é a ausência de efeitos especiais, e outros artifícios tão usados atualmente, deixando lugar a uma história que não poderia deixar de fazer tanto sucesso, a história da vida real, uma história em nos enxergamos, a simplicidade da produção, algo que dificilmente os "Enlatados" atuais conseguirão reproduzir, só nos resta a saudade e as recordações e a esperança de sempre podermos ver e algum dia mostrar para as próximas gerações um dos maiores exemplos do que a TV deveria trazer para as pessoas. Um Grande abraço a todos que assim como eu são fãs incondicionais dessa série.

[Sobre "Anos Incríveis"]

por Junior
15/11/2002 às
15h46 200.195.102.150
(+) Junior no Digestivo...
 
desculpem-me por ser tão chato
Ah, desculpem-me por ser tão chato. Mas, esqueci um pequeno detalhe. O Alexandre nunca poderia ser um trostkista da corrente de Frida Kahlo (ela mesmo abandonou o "e" de Frieda), porque a grande artista mexicana voltou ao PCM em 1948.

[Sobre "Filhos de Francis"]

por marcelo
15/11/2002 às
13h26 200.168.30.136
(+) marcelo no Digestivo...
 
Comentando o mundo e só
Alexandre, Apesar de não achar muito correto postar comentários inter-colunistas, vou abrir uma exceção. Principalmente porque tenho uma resposta para sua dúvida. Em primeiro lugar não acredito que vários dos "escritores e intelectuais" que pululam pela Internet possam ser considerados de direita. São mais "polemistas fáceis", que vivem da quantidade de comentários (agressivos ou bajuladores) que seus "ensaios" provocam. É mais um caso psicológico que político. É claro que eu também estou me reservando o direito de generalizar descabidamente, isso não pode ser somente um direito seu. Segundo, eu passei um pouco do ponto. Estou nos meus 30 e poucos. Mas como ainda me lembro dos meus 20 e poucos (é evidente que essa questão geracional não tem a mínima importância, mas como você a trata como essencial, vamos estudá-la), posso dizer que a abundância de "bons escritores de direita", acontece por uma verdadeira e total incompetência da própria direita. Vejamos, quando eu tinha 10 e poucos anos, estava participando ativamente da redemocratização deste país, quando tinha 20 e poucos anos construía em bairros e comunidades o Partido dos Trabalhadores, além de ajudar na retomada de sindicatos dos pelegos impostos pela ditadura. Mais no fim dos meus 20 e poucos anos, estava construindo um dos principais partidos de extrema-esquerda do mundo, o PSTU, escrevendo no seu jornal e dirigindo sua Secretaria Internacional. Por outro lado, a direita, em toda a América Latina,foi sempre incapaz de construir qualquer movimento ou partido minimamente coerente, que tivesse coragem de apresentar suas propostas à sociedade de cara aberta, criando uma base social perene. Quando a direita aparece, precisa se travestir de populista ou partir para a violência pura e simples. Por isso, para a juventude "de direita" , só restam os blogs. Ficar comentando o mundo, sem qualquer repercussão concreta, é a isto que está condenada a juventude "de direita". Quanto ao Paulo Francis, eu gostava de ler sua coluna bem no começo quando ele estava na Folha (será que essa geração de 20 e poucos sabia que ele já havia sido de esquerda e morreu debaixo de um retrato do Trotsky), mas depois que eu aprendi inglês e descobri a New Yorker, preferi ler os comentários no original.

[Sobre "Filhos de Francis"]

por marcelo
15/11/2002 às
12h51 200.168.30.136
(+) marcelo no Digestivo...
 
Vidiotas
Querida Cleusa: obrigado pelos parabéns. Também creio que seria saudável para os nossos pintores estudarem esses dois mestres, mas nossos artistas acreditam que a pintura já era; preferem novos meios, novas tecnologias, porque o novo passou a ser a obsessão de toda a sociedade. Infelizmente, os nossos contemporâneos já não são pintores, mas instaladores, vidioastas, alguns vidiotas. Parabéns pelo alto grau de suas leituras. AB

[Sobre "Matisse e Picasso, lado a lado"]

por AlbertoBeuttenmüller
15/11/2002 às
09h37 200.158.28.18
(+) AlbertoBeuttenmüller no Digestivo...
 
Cuidado com a ideologia !
Grande Alexandre: Seu texto coloca alguns pingos nos is, como recuperar a influência de Francis numa nova geração de intelectuais. Contudo, há um aspecto que discordo completamente: ao falar que esta geração é "de direita", você cai no erro terrível da ideologia - aliás, o mesmo erro da esquerda petista. A nova geração de intelectuais - influenciada ou não por Francis ou Olavo de Carvalho - não pode ser rotulada em hipótese nenhuma. Eles são, isto sim, indivíduos, que tentam pensar por conta própria numa nação que esqueceu o que é isso. Eu, pessoalmente, não sou "da direita" porque, na verdade, nunca exisitiu uma "direita". O único movimento ideológico que exisitiu foi o "da esquerda" - que inventou "o da direita" para domesticar os imbecis que pululam por aí. Assim, quando sou classificado como "da direita", você simplesmente não captou a verdadeira dedicação do meu trabalho e dos meus escritos. Não sou nem "da direita", nem "da esquerda", nem "do centro" - estou acima delas. Qualquer ideologia deforma a nossa percepção da realidade e é nosso dever, como a nova geração de intelectuais que ainda resisite à ascensão da lulidade, restaurar a experiência de uma abertura da alma às coisas que realmente importam, como a salvação da alma e a eternidade. No final da vida, Francis pensava a mesma coisa, mesmo sendo um cético dos diabos. E, por aqui, Olavo de Carvalho tenta fazer o mesmo - mesmo com meio mundo achando que ele é uma variação do mccarthismo (não é porque McCarthy era um tremendo incompetente). Perdemos a noção dos assuntos que importam - e é nosso dever recuperá-los para que essa droga chamada Brasil tenha algum futuro. Abraços, Martim. P.S. Escrevi sobre este perigo de cair na vala da ideologia no meu ensaio "A Geração Corrompida", publicado no jornal "O Indivíduo" (www.oindividuo.com).

[Sobre "Filhos de Francis"]

por Martim Vasques
15/11/2002 às
08h20 200.211.125.28
(+) Martim Vasques no Digestivo...
 
Compreensão
Veja só: a mulher lavar cuecas é um fato, seja esposa ou empregada doméstica. Não é justo, não parece moderno, mas é fato. Supor o que ocorre na minha casa é agressão gratuita. Não faltam fontes de informação para o que afirmo. Responda um comentário de cada vez.

[Sobre "Ideologia retrô"]

por Fabio Polonio
15/11/2002 às
03h39 32.101.186.133
(+) Fabio Polonio no Digestivo...
 
olá vejam que legal...
http://twybook.cjb.net/

[Sobre "Anos Incríveis"]

por beautifulsunshine
15/11/2002 às
03h45 200.225.194.49
(+) beautifulsunshine no Digestivo...
 
A aldeia global
Assim como McLuhan, parece que o Sr. Danton é mesmo desprovido de uma estrutura de pensamento político atento a um mundo que ele tenta codificar. Incrível mesmo é que nos dias de hoje ainda encontramos quem se atenha a analisar essa malcheirosa montanha de detrito subfilosófico e subteórico que resultaram em conclusões equivocadas. A "aldeia global" é um dos conceitos mais irrelevantes concebidos porque falho na dimensão social, vesgo na economia e reacionário politicamente. Nunca foi considerado pelos jornalistas de alguma seriedade ou pelos polemistas e pensadores de algum peso (procurem ver o que Dwight McDonald disse de McLuhan). Na sua confusa e descomprometida visão de mundo, o Sr. Danton padece do equívoco básico de McLuhan: não ter ideologia alguma nem ter um sistema confiável pelo qual possa analisar as transformações. Na falta de um pensamento político consistente, basta as idéias de Edgar Morin para explicar o mundo. Que pena...Talvez isso explique por que tanta curiosidade em identificar o "muito, muito mais" do generoso alerta de Pablo. Aproveitando a referência ao advento da imprensa móvel, bom observar um slide francês da década de 70 que mostrava Gutemberg no ato de dirigir uma vigorosa banana ao professor de literaruta inglesa tranformado em pseudocodificador e pensador da chamada era eletrônica. A melhor resposta que poderia ter sido dada. Aos dois.

[Sobre "Megalópoles de informação"]

por Giba San
15/11/2002 à
01h42 200.213.138.254
(+) Giba San no Digestivo...
 
Matisse e Picasso
Parabéns para Alberto Beuttenmüller pelo texto sobre Matisse e Picasso. Li o livro e continuo relendo pois nele temos bastante do processo de pintura dos dois grandes artistas.Que bom se nossos pintores "contemporâneos lessem seu artigo.

[Sobre "Matisse e Picasso, lado a lado"]

por Cleusa Arantes
15/11/2002 à
00h49 200.202.0.110
(+) Cleusa Arantes no Digestivo...
 
Será que eu "iscrivinho" bem?
Alê, meu querido... Eu ABOMINO Paulo Francis, entre outros (também tenho minha listinha), mas há uma frase dele que merece ser citada: "Quem não lê não pensa e quem não pensa será para sempre um servo". Quanto aos blogs, nunca me preocupei em ser ou não da esquerda, da direita, de trás ou da frente, mas acredito que todos os blogs têm um certo fascínio... Eles nos fazem rir ou chorar (às vezes chorar de tanto rir), porque é lá onde as pessoas refletem suas idéias e até sua personalidade. Aliás, estou curiosa para saber que tipo de textos você irá postar no seu! Ou já desistiu da idéia? Como prometi, até faço o layout e cuido da parte de design para você. Mas os textos... Ah, os textos! Será que as pessoas irão te julgar como "burro"?! Eu duvido, mas lembre-se que na vida tudo é relativo... Grande beijo.

[Sobre "Filhos de Francis"]

por *Roberta*
15/11/2002 à
00h50 200.158.25.69
(+) *Roberta* no Digestivo...
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Controladoria Avançada - Economia
Clovis Luis Padoveze
Thomson
(2005)



Helena Série Bom Livro
Machado de Assis
Atica
(1987)



Certificação Ccna: Guia Preparatório para o Exame 640-802
Jefferson Mello
Novaterra
(2012)



Vampire Killer
Paul Shipton
Oxford University Press
(2008)



Estatutos do Homem
Thiago de Mello
Matins Fontes
(1984)



Técnicas para uma Leitura Rápida e Eficaz
Donald Weiss
Nobel / Klick
(1992)



The New Capitalists
Stephen Davis Jon Lukomnik
Harvard Business School Press
(2006)



A Linguagem do Olhar
Lina Barroso
Loyola
(2010)



Intimidade Salmos 25:14
Denio Lara
Denio Lara



Mid 12 Anos no Serviço Diplomático Soviético
Nicolas Polianski
Record
(1984)





busca | avançada
60226 visitas/dia
1,8 milhão/mês