arte moderna e pós-moderna | AlbertoBeuttenmüller

busca | avançada
84470 visitas/dia
2,7 milhões/mês
Mais Recentes
>>> A bailarina Ana Paula Oliveira dança com pássaro em videoinstalação de Eder Santos
>>> Festival junino online celebra 143 da cidade de Joanópolis
>>> Nova Exposição no Sesc Santos tem abertura online nessa quinta, 17/06
>>> Arte dentro de casa: museus e eventos culturais com exposições virtuais
>>> “Bella Cenci” Estreia em formato virtual com a atriz Thais Patez
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Ao pai do meu amigo
>>> Paulo Mendes da Rocha (1929-2021)
>>> 20 contos sobre a pandemia de 2020
>>> Das construções todas do sentir
>>> Entrevista com o impostor Enrique Vila-Matas
>>> As alucinações do milênio: 30 e poucos anos e...
>>> Cosmogonia de uma pintura: Claudio Garcia
>>> Silêncio e grito
>>> Você é rico?
>>> Lisboa obscura
Colunistas
Últimos Posts
>>> Cidade Matarazzo por Raul Juste Lores
>>> Luiz Bonfa no Legião Estrangeira
>>> Sergio Abranches sobre Bolsonaro e a CPI
>>> Fernando Cirne sobre o e-commerce no pós-pandemia
>>> André Barcinski por Gastão Moreira
>>> Massari no Music Thunder Vision
>>> 1984 por Fabio Massari
>>> André Jakurski sobre o pós-pandemia
>>> Carteiros do Condado
>>> Max, Iggor e Gastão
Últimos Posts
>>> Virtual: Conselheiro do Sertão estreia quinta, 24
>>> A lei natural da vida
>>> Sem voz, sem vez
>>> Entre viver e morrer
>>> Desnudo
>>> Perfume
>>> Maio Cultural recebe “Uma História para Elise”
>>> Ninguém merece estar num Grupo de WhatsApp
>>> Izilda e Zoroastro enfrentam o postinho de saúde
>>> Acentuado
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Biografia do orvalho
>>> Um caso de manipulação
>>> A novilíngua petista
>>> A clepsidra e os livros de areia
>>> Impressões sobre a FLIP
>>> Guilherme Carvalhal
>>> Achados
>>> Um post vazio
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Crime e mistério nas letras nacionais
Mais Recentes
>>> Assim Morreu Tancredo Depoimento a Luís Cláudio Cunha de Antonio Batista de Britto pela L&pm (1985)
>>> Pragmatismos, Pragmáticas e Produção de Arthur Arruda e Outros pela Garamond (2008)
>>> O Aleph de Jorge Luis Borges pela Globo (1973)
>>> A Estratégia do Oceano Azul de W. Kim, Rene Mauborgne pela Elsevier (2005)
>>> Winning in Life and Work de Chris Howard/ Calvin Coyles/ Keith Blakemore-noble pela New Beginnings (2014)
>>> As Veias Abertas da América Latina de Eduardo Galeano pela Paz e terra (1980)
>>> Brasilien de Vários Autores pela Stefan Loose (2015)
>>> Estação carandiru de Drauzio Varella pela Companhia das Letras (1999)
>>> O Crepúsculo Do Império E A Aurora Da China de Noronha pela Observador Legal (2012)
>>> Revista Radiolândia de Vários pela Rio Gráfica (1955)
>>> Manual da Mamãe - Anuário 2014 - um Guia Completo de Informações de Flávia Teodoro pela Bpa (2014)
>>> De 0 a 1000 Dias os Dias Decisivos do Bebê de Roseli Sarni pela Fabiola Suano (2017)
>>> Revista Radiolândia de Vários pela Rio Gráfica (1955)
>>> Revista Radiolândia de Vários pela Rio Gráfica (1955)
>>> Revista Radiolândia de Vários pela Rio Gráfica (1955)
>>> Revista Radiolândia de Vários pela Rio Gráfica (1954)
>>> Teorema de Pier Paolo Pasolini pela Nova Fronteira (1975)
>>> A Casa dos Espíritos de Isabel Allende pela Difel (1986)
>>> Os Pecados da Tribo de José J. Veiga pela Difel (1982)
>>> O Expresso da Meia-noite & Outras Histórias de Rubem M. Scheffel pela Casa Publicadora Brasileira (1988)
>>> Denário do sonho de Marguerite Yourcenar pela Nova Fronteira (1971)
>>> Titinho e os Tênis Mágicos de Jerônimo Jardim pela L&PM (1989)
>>> Rio dos Signos de Geraldo Dias da Cruz pela Jo (1986)
>>> Dois minutos de gasolina parta a meia-noite de Ricardo Carlaccio pela Do Autor (2010)
>>> A Cidade Vazia de Fernando Sabino pela Do Autor (1961)
COMENTÁRIOS

Quarta-feira, 23/7/2003
Comentários
Leitores


arte moderna e pós-moderna
Caro Jardel: não vamos confundir arte moderna com pós-moderna (a partir de 1960). Picasso, Kandinsky et caterva não mais influenciam a arte atual, a arte de Linguagem Contemporânea. Esta está toda baseada em Duchamp, o causador de idéias geniais, mas também o causador da crise que se instalou na arte atual. A maioria dos artistas em atividade não está preparada para a arte conceitual de Duchamp, mas procuram imitá-lo. Por isso, as instalações mal resolvidas, os vídeos de arte sem qualquer sentido, que vemos nas bienais. A Arte está deixando de comunicar-se com o fruidor, o qual passou a ser um neo-bobo, como diria o nosso FHC. Abraço. AB.

[Sobre "Picasso versus Duchamp e a crise da arte atual"]

por AlbertoBeuttenmüller
23/7/2003 às
10h10 200.158.60.76
(+) AlbertoBeuttenmüller no Digestivo...
 
O Homem que Copiou
Uma pena este filme do Jorge, que são dois. Um, do início até o assalto ao carro forte, bom filme, outro daí em diante.O que Jorge nos entrega no segundo filme é aquele presente que vem dentro de uma caixa, que contém caixas menores, até a última, mínima. Quem presenteia desta forma pode divertir-se muito, mas para o presenteado cada caixa é uma chateação e uma convocação a desempenhar o papel coadjuvante do palhaço que leva as bordoadas, os tombos, as esguichadas d’água.Fosse há vinte anos, em vez da Piovani poderia ser a Xuxa, a quem ela copia, em vez do Cardoso poderia ser o Didi. Claro, lá os heróis não matavam os amigos por chamá-los de cagões e por dinheiro, não matavam o padrasto por espiar na fechadura e por dinheiro. Mas as artes têm que evoluir conforme os costumes, não é mesmo? Passados vinte anos ficamos mais sofisticados, em vez de trapalhões, somos normais.Jorge desta vez não foi inovador, copiou dos norte- americanos suas marcas registradas: roube um banco, mate um amigo e o sogro e vá ser feliz no Rio de Janeiro. Atualmente filme ianque / bul, quando consegue ter alguma coisa que preste, e nove entre dez não conseguem, é no primeiro tempo. É na apresentação do conflito, na circunstancialização, na construção da trama que eles conseguem ser bons. Os desenlaces, as soluções apresentadas, são de uma mesmice estúpida e intragável para quem não é viciado em dinheiro e violência, sexo e violência, sordidez e violência e violência e violência. Esqueci alguma coisa? Deixo a receita: olhe filmes ianque / buls e este Hq C até a metade e vá embora imaginando os desdobramentos das situações propostas antes que comece o tiroteio, os roubos e, ainda que por puro besteirol, os assassinatos e traições, ah, e as explicações. Em suma, saia antes da imbecilização de todos os personagens e do enredo, ao que, por ficar até o final, reajo em legítima defesa. Felizmente houve aquele primeiro tempo em que o Hq C jogou bem. Vi personificadas ali boas sínteses, ora leves e frugais, ora densas e emotivas, de jovens que conheço e as características de uma boa comédia de costumes. A primeira parte do Hq C vale o ingresso e compensa o que passamos depois. Mas para que arriscar? Vá assistir ! E saia na metade. É lucro 100% garantido.

[Sobre "Discurso de Amor em Fragmentos"]

por Jean Scharlau
22/7/2003 às
19h22 200.203.80.76
(+) Jean Scharlau no Digestivo...
 
não merecia, mas, enfim...
Isso é que dá ficar fazendo as tais "concessões" a troco de migalhas... Sujeitam-se a receber insultos de tipos como Faustão, Jô Soares, Gugu Liberato e outros batráquios menos votados. O Lulu Santos não merecia, mas, enfim...

[Sobre "Lulu Santos versus Faustão"]

por Elidio Goncalves
21/7/2003 às
18h57 205.188.209.38
(+) Elidio Goncalves no Digestivo...
 
escatologia
Não vejo diferença nenhuma entre Lulu Santos e Faustão

[Sobre "Lulu Santos versus Faustão"]

por Heraldo Vasconcellos
21/7/2003 às
11h22 200.173.133.62
(+) Heraldo Vasconcellos no Digestivo...
 
eletricidade pura
Caro Fabio, obrigado pelo comentário e leitura. fante é eletricidade pura, no estilo. jardel

[Sobre "John Fante: literatura como heroína e jazz"]

por jardel
21/7/2003 às
09h51 200.218.225.10
(+) jardel no Digestivo...
 
A literatura dos porcos
Parabéns pelo artigo, caro Jardel. O início do texto é um primor de concisão acerca da obra de Fante. Ler pergunte ao pó é, de fato, chafurdar o focinho na lama.

[Sobre "John Fante: literatura como heroína e jazz"]

por Fabio Cardoso
21/7/2003 às
08h54 200.186.151.97
(+) Fabio Cardoso no Digestivo...
 
do espiritual na arte
Caro Alberto, li hoje seu texto muito precioso. só queria comentar algo que creio ser uma generalização. a frase final, de que as categorias hegelianas e as heidegerianas não cabem na arte contemporânea. se partimos de "do espiritual na arte" de kandinsky e chegarmos à arte abstrata, afinal o que temos? uma busca da síntese espiritual que a linha, o movimento e a cor podem proporcionar. isso é uma postura que remete ao pré-renascimento e a uma obra como "da arte e do belo", do pensador católico francês do sec. XIX Lamennais. claro que no caso de picasso e duchamp você está correto. apenas creio que nem toda arte contemporânea foi devedora destes dois. a arter abstrata, posterior ao que de mais relevante os dois fizeram, é o caso. e há outros casos. o que acha? abraço, jardel

[Sobre "Picasso versus Duchamp e a crise da arte atual"]

por jardel
19/7/2003 às
12h10 200.218.225.10
(+) jardel no Digestivo...
 
Domingao do Faustao
O melhor eh nao assistir! Recomendo, pra quem quer qualidade, assistir aa TV CULTURA e EDUCATIVA.

[Sobre "Lulu Santos versus Faustão"]

por Aridio Schiappacassa
19/7/2003 às
09h48 200.225.58.153
(+) Aridio Schiappacassa no Digestivo...
 
Preconceito...
Entendo o teu ponto de vista mas, se não fosse entitulada "passeata gay" e digamos... "festa da paulista", será que iria incomodar tanto? Temos que lembrar que um manisfesto na Paulista atinge a mídia e a classe-alta-média e que esta tem sido palco do MST, dos estudantes, etc. Será que os gays e lésbicas conseguiriam manifestar sua revolta como facção social reprimida (principalmente quando assumidos) sem levantar uma bandeira ou um cartaz bem alto? Às vezes para se atingir uma situação equilibrada temos que ir primeiro aos extremos... talvez seja isto que eles estejam tentando. A mídia se aproveita mesmo disto... e a moda como tu mesmo citaste. Mas convenhamos nem todo mundo irá liberar uma natureza homossexual ao ver um outdoor com dois homens ou duas mulheres instigando o homossexualismo... só os que realmente já a contém. Um abraço.

[Sobre "Preconceito invertido"]

por Suzana
18/7/2003 às
15h41 150.163.132.197
(+) Suzana no Digestivo...
 
far from heaven é grande arte
caro julio, que bom que voce anotou a importância deste filme "far from heaven" (longe do paraíso). é realmente excepcional o filme, de uma sutileza de roteiro e interpretação de deixar marcas. vale seu comentário. abraço, jardel

[Sobre "Digestivo nº 139"]

por jardel
17/7/2003 às
20h20 200.218.225.10
(+) jardel no Digestivo...
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Almanaque Ei, Nerd
Universo Geek
Universo Geek
(2017)



Drogas Problema Meu e Seu
Deusimar Wanderley Guedes
Do Autor
(2009)



Carnaval e Cidadania: Armazém do Samba - Catálogo de Produtos
Amebras
Amebras
(2008)



The Ugly Russian
Victor Lasky
Pocket Books (ny)
(1966)



As Pupilas do Senhor Reitor - Tomo II
Júlio Diniz
Minha



Estereótimos - Dicas de um Expatriado
Daniel Barros
Grupo Editorial Scortecci
(2011)



A Responsabilidade Civil nos Acidentes de Automóvel - 2ª Edição
Arnaldo Marmitt
Aide (rj)
(1986)



Os Impasses da Pratica Politica da Igreja Popular
Marcio R. P. Tangerino
Alínea (campinas, Sp)
(1998)



A Democracia Participativa na Constituição de 1988: os Institutos
Revista da Ordem dos Advogados do Brasil, 54
Brasiliense
(1989)



Fantasy in Death
J. D. Robb (capa Dura)
Putnams (new York)
(2010)





busca | avançada
84470 visitas/dia
2,7 milhões/mês