Sobre o texto de Elis | Marcos

busca | avançada
65675 visitas/dia
2,1 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Trajetória para um novo cinema queer em debate no Diálogos da WEB-FAAP
>>> ÚLTIMAS APRESENTAÇÕES ONLINE DO ESPETÁCULO O DESMONTE
>>> Rodolpho Parigi participa de live da FAAP
>>> Para fugir de ex-companheiro brasileira dá volta ao mundo com pouco dinheiro
>>> Zé Guilherme encerra série EntreMeios com participação da cantora Vania Abreu
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Entrevista: o músico-compositor Livio Tragtenberg
>>> Cabelo, cabeleira
>>> A redoma de vidro de Sylvia Plath
>>> Mas se não é um coração vivo essa linha
>>> Zuza Homem de Mello (1933-2020)
>>> Eddie Van Halen (1955-2020)
>>> Prêmio Nobel de Literatura para um brasileiro - II
>>> Vandalizar e destituir uma imagem de estátua
>>> Partilha do Enigma: poesia de Rodrigo Garcia Lopes
>>> Meu malvado favorito
Colunistas
Últimos Posts
>>> Zuza Homem de Mello no Supertônica
>>> Para Ouvir Sylvia Telles
>>> Van Halen ao vivo em 1991
>>> Metallica tocando Van Halen
>>> Van Halen ao vivo em 2015
>>> Van Halen ao vivo em 1984
>>> Chico Buarque em bate-papo com o MPB4
>>> Como elas publicavam?
>>> Van Halen no Rock 'n' Roll Hall of Fame
>>> A última performance gravada de Jimmi Hendrix
Últimos Posts
>>> Normal!
>>> Os bons companheiros, 30 anos
>>> Briga de foice no escuro
>>> Alma nua
>>> Perplexo!
>>> Orgulho da minha terra
>>> Assim ainda caminha a humanidade
>>> Três tempos
>>> Matéria subtil
>>> Poder & Tensão
Blogueiros
Mais Recentes
>>> A poesia concreto-multimídia de Paulo Aquarone
>>> 2007 e os meus CDs - Versão Nacional 2
>>> Between the Acts
>>> O luto e o luto de Valter Hugo Mãe
>>> A PROPÓSITO DE UM POEMA
>>> Como E Por Que Ler O Romance Brasileiro
>>> Jornalista, um bicho de 7 cabeças e 10 chifres
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> O amigo do escritor
>>> O primeiro Show do Milhão a gente nunca esquece
Mais Recentes
>>> As Areias do Tempo de Sidney Sheldon pela Record (1989)
>>> O Ditador de Sidney Sheldon pela Record (1998)
>>> A Outra Face de Sidney Sheldon pela Record (1970)
>>> Um Capricho dos Deuses de Sidney Sheldon pela Record (1987)
>>> Lannée Du Tennis 2000 de Jean Couvercelle - Gay Barbier pela Calmann-Lévy (2000)
>>> A Perseguição de Sidney Sheldon pela Record (1994)
>>> O Outro Lado da Meia-Noite de Sidney Sheldon pela Circulo do Livro (1973)
>>> Introdução à Manufatura - Série Tekne de Michael Fitzpatric pela Bookman (2013)
>>> Administração Educacional - Teoria, Pesquisa e Prática - 9ª Ed. de Wayne K. Hoy, Cecil G. Miskel pela Penso (2015)
>>> O Plano Perfeito de Sidney Sheldon pela Record (1997)
>>> Eletrônica II - Série Tekne - 7ª Ed. de Charles Schuler pela Bookman (2013)
>>> Multinacionais Brasileiras de Moacir de Miranda Oliveira Junior pela Bookman (2010)
>>> O Pensamento Em Evolução de Adilson Silva Ramachandra pela Pensamento (2010)
>>> Além dos Muros da Escola de Josette Jolibert, Jeannette Jacob pela Artmed (2006)
>>> A Revista e Seu Jornalismo de Reges Schwaab, Frederico de Mello Brandao Tavares pela Penso (2013)
>>> Pluriculturalidade e Aprendizagem da Matemática na América Latina de Alfonso Lizarzaburu, Gustavo Zapata Soto pela Artmed (2005)
>>> Documentos de Identidade de Mario Carretero pela Artmed (2010)
>>> Limites - Entre o Prazer de Dizer Sim e o Dever de Dizer Não de Nina Rosa Furtado pela Artmed (2008)
>>> Conte-me Seus Sonhos de Sidney Sheldon pela Record (1998)
>>> Antiguidades Modernas - Crônicas do Cotidiano Escolar de Celso Antunes pela Artmed (2003)
>>> Um Globo Em Suas Mãos de Neiva Otero Schäffer, Nestor André Kaercher pela Penso (2011)
>>> Teoria das Funções de Variável Complexa de Andréi Bourchtein, Lioudmila Bourchtein pela LTC (2014)
>>> História e Energia - Memória, Informação e Sociedade de Gildo Magalhães pela Alameda (2012)
>>> Dominação e Resistência no Contexto Trabalho-saúde de Mario Cesar Ferreira pela Mackenzie (2011)
>>> A Desintegração Americana de Paul R Krugman pela Record (2006)
>>> Caderno de Ruminações de Francisco J. C. Dantas pela Alfaguara (2012)
>>> Corrida pela Herança de Sidney Sheldon pela Record (1997)
>>> Pandora de Mary Sheldon pela Record (2020)
>>> O Livro Selvagem de Juan Villoro pela Cia das Letras (2011)
>>> Quem Tem Medo do Escuro de Sidney Sheldon pela Record (2005)
>>> A Arte de Governar Crianças de Irene Rizzini e Francisaco Pilotti orgs. pela Cortez (2009)
>>> Cinelândia - Breve História de um Sonho de João Máximo pela Salamandra (1997)
>>> O Castelo de Vidro de Jeannette Walls pela Nova Fronteira (2007)
>>> O Castelo de Vidro de Jeannette Walls pela Nova Fronteira (2007)
>>> Paula de Isabel Allende pela Bertrand Brasil (1995)
>>> O Eu Dividido de R.D.Laing pela Vozes (1982)
>>> Zorro de Isabel Allende pela Bertrand Brasil (2006)
>>> O Quinto Frasco de Michael Palmer pela Prumo (2009)
>>> Caderno de Encargos de Milber fernandes Guedes pela Pini (2004)
>>> Melancia de Marian Keyes pela Bertrand Brasil (2005)
>>> Ponto de Impacto de Dan Brown pela Sextante (2005)
>>> As Brumas de Avalon - O Gamo-Rei livro 3 de Marion Zimmer Bradley pela Imago (1985)
>>> S. O. S. Perdido no Espaço de Geronimo Stilton pela Planeta Infantil (2011)
>>> Lexofágico - Série Instante Estante de Sandra Santos e Leo Lobos pela Castelhinho Edições (2012)
>>> Roteiro Lírico e Sentimental da Cidade do Rio de Janeiro de Vinícius de Moraes pela Companhia das Letras (1992)
>>> A linguagem do império de Domenico Losurdo pela Boi tempo
>>> Potreiro de Gauchos de Jayme Caetano Braun pela Sulina (1985)
>>> Parques do Rio de Janeiro - Um Olhar Poético de Renato Resende pela João Fortes Engenharia (2000)
>>> Paulo Mendes da Rocha de Rosa Camargo Artigas pela Cosac & Naify (2002)
>>> Objetos Cortantes de Gillian Flynn pela Intrínseca (2015)
COMENTÁRIOS

Quarta-feira, 2/3/2005
Comentários
Leitores


Sobre o texto de Elis
Realmente o apelo comercial hoje em dia, esta cada' vez mais exigindo certas posturas... por exemplo, depreciar qualquer outro artista ou cantora brasileira e exaltar exageradamente Elis Regina... Não quero colocar aqui em questão o potencial de uma cantora como Elis Regina. Meu caro, a MPB atual esta' um pouco escondida, mas é só prestar um pouco de atenção. Temos excelentes cantoras e porque não dizer completas!!! Não esqueça que tivemos, que tivemos não!, que temos a Nara Leão, que é absolutamente indiscutível, Maria Bethânia, que sempre produziu trabalhos impecáveis, hoje independente contínua mostrando a que veio! E Maisa? E Dolores Duran? Silvia Telles? Etc... Hein? Será que você saberia me dizer qual dessas não é completa? Você teria coragem? Isso porque não fui mais além para falar de outras como Araci de Almeida e até mesmo Ângela Maria, tão pouco apreciada e tão pouco respeitada hoje em dia, a qual Elis nesse mesmo “Ensaio” elege como a sua maior referencia... Acho que apelo comercial tem limite! Você deve concordar comigo!! Obrigado

[Sobre "Digestivo nº 216"]

por Marcos
2/3/2005 às
09h40 200.155.206.64
(+) Marcos no Digestivo...
 
Elis e Maria Rita
Julio, sabemos que Maria Rita não tem a estatura da mãe Elis Regina, mas não seria ela, ainda assim, uma luz no fim do tunel na caverna cada vez mais tenebrosa do vazio musical brasileiro ou mesmo mundial (nos termos que voce coloca)?

[Sobre "Digestivo nº 216"]

por jardel
2/3/2005 às
18h04 200.218.227.54
(+) jardel no Digestivo...
 
Foi você mesmo que escreveu?
Andrea, eu que tive uma vida não realizada no que seriam minhas mais sinceras paixões, que fiz as escolhas erradas por que eram as certas, que perdi a pouca noção de quem eu era para ser o que escolhi achando ser o "certo", contemplo os seus escritos e por um momento alço meu vôo. Um momento aqui, outro lá, em meio às receitas e aos pacientes, ouço a uma pequena voz que insiste. Palavras, sons, idéias que se esvairão no próximo segundo, quando eu pensar nas ordens insossas para o almoço de hoje, ou onde está a conta da luz?!! E elas se foram para sempre. Me conformo ao pensar: de que serviriam? Afinal quem se interessa por minhas palavras escritas? Novamente tudo recomeça. Agora são os sons de outro idioma que me perseguem insistentes, poesias que se me impõem! Mas como? escrevo tão mal em portugues e muito pior em outro?? Mas não há explicação, não posso evitar. Tem que ser assim. As palavras mais bravas chegam ao papel finalmente. Olho os escritos surpresa, amorosa e comovida, como se olhasse à um filho no berço. Guardo-as para mim secretamente. O pudor me impede de mostrar tantas tonterias, obscuridades de minha alma aparentemente simples e acomodada à sina. Aparências enganam, sabemos... As mais selvagens e exigentes enfrentam obstáculos e se mostram. Nua diante do leitor que me olha surpreso, ouço a pergunta? Foi você mesmo que escreveu? Bolas claro que fui e por que não poderia, sorrio complacente. Assim é escrever, escrever para não morrer ou pelo menos para sobreviver.

[Sobre "Escrever para não morrer"]

por Gaivota
27/2/2005 às
16h21 201.9.97.25
(+) Gaivota no Digestivo...
 
Os Mesmos e Outros Amigos
Eh eh eh!!! Andréa, é um texto divertidíssimo este. Para quem gosta de literatura, um prato cheio. Mas queira desculpar-me pelo longo período distante. Deixe-me contar algumas estórias. Conheço bem o casal Daza e Ariza. Não se preocupe, que eles vivem muito felizes por aqui e acolá. Assim me disse um amigo meu que viajou com eles recentemente. Quanto ao Coronel Buendía, ele freqüenta meu lar. Está sempre a falar de uma certa moça do interior do Paraná que é uma de suas grandes paixões. Agora, este seu professor de javanês, ora... eu descobri que ele é um grande charlatão, desculpe-me a franqueza! Às vezes vejo Stephen por aí. Este Dedalus vive a rezar, e eu o considero meio tolo. Deveria fazer como o Gregor Samsa e se isolar em sua estranheza, ou então viajar como Gulliver. A senhorita Eugénie, eu não a conheço. Já ouvi a respeito de sua fortuna e de como ela é disputada. Quanto a mim, eu já estive às voltas com uma certa rapariga chamada Mona. Na verdade, ainda tenho estado com ela por perto, mas me desagrada sua amiga russa, que é pintora. Quando estive no nordeste, conheci uma família de retirantes, que vinha tentar a sorte no sul, e o que mais me encantou foi uma cadelinha chamada Baleia. Parecia gente a bichinha... quanto ao chefe da família, era um tipo meio acabrunhado, não gostei muito dele. Era um bicho, no fim das contas... Também travei contato com uma moça estranhíssima, que fazia estranhas digressões a respeito de baratas, do tempo e do universo. Não soube mais dos que as iniciais do seu nome, G.H. Quando saio em busca de novas aventuras, vou à casa de um cientista amigo meu e sento-me numa máquina de atravessar o tempo. Conheci os Morlocks, por exemplo. Seres assustadores... É isto que seremos? Como além de tudo, gosto de futebol, foi assistir a uma partida cujo resultado foi Corinthians 2, Palestra 1. Não gostei, absolutamente!!! Por fim, fiquei impressionado com a beleza de um certo rapaz chamado Dorian Gray. A despeito disso, me parece um ser abominável. Ouvi algum rumor sobre ele esconder um terrível segredo... Por fim, quando me canso, vou trabalhar um pouquinho, o que é meu novo brinquedo. Preciso um pouco da não-magia dos dias comuns... enfim, tudo isso tem me mantido um tanto ocupado, além de certas rusgas com placas de memória e afins, que me forçou a adquirir outra máquina como a que agora utilizo. Por isso, peço-lhe desculpas por minha ausência. Certamente, falaremos mais sobre nossos amigos em comum ou não. Beijão!!!

[Sobre "Carta aos de Além do Jardim"]

por Alessandro de Paula
27/2/2005 às
15h29 200.225.147.84
(+) Alessandro de Paula no Digestivo...
 
se ninguém se candidata...
Excelente a oportunidade de resgatar a memória de Simonal. Pode ter incomodado muita gente, e por certo incomodou, e foi, no final dos anos 60, um fenômeno, basta ver a apresentação no Maracanãzinho, onde regeu um publico de mais de 20.000 pessoas. Quando será que publicarão um livro sobre Simonal, se ninguém se candidata, de repente, eu vou tentar.

[Sobre "Wilson Simonal: o rei do Pa-tro-pi"]

por Marco Antonio
27/2/2005 às
13h29 200.164.171.69
(+) Marco Antonio no Digestivo...
 
A parte e o todo
Bildung, expressão alemã que se traduz em português por "formação", é um conceito assaz complexo que envolve discussões sobre cultura, política, economia etc. A propósito, Kant, em Reflexões sobre a educação, entende que Bildung, como subdivisão da educação, abrange a instrução e a "conduta". Desse modo, faz sentido o significado atribuído ao termo de "romance de formação", isto é, o de desenvolvimento intelectual.

[Sobre "Os Clássicos e a Educação Sentimental"]

por Fabio S. Cardoso
25/2/2005 às
10h58 200.232.62.193
(+) Fabio S. Cardoso no Digestivo...
 
Variações Sobre o Mesmo Tema
Certa vez eu estava pensando quais as dificuldades cotidianas, além das financeiras, um site poderia enfrentar. Não perguntei por e-mail, pois isto é assunto para ser tratado pessoalmente e com tempo. No fim, você escreveu a coluna e respondeu.(Telepatia?) Incrível a cara de pau das pessoas. Muitas chegam cá no escritório e já abrem a boca dizendo: eu quero "entrar" com tal ação, mas só pago o senhor quando eu receber do Fulano. Ou: "você faz a cobrança e inclui suas custas nas depesas do locatário" (ou seja, se o devedor não paga, eu também não recebo). Como não vivo de graça, mando procurar a justiça gratuita. Antes eu era mais subtil, atualmente falo e levanto para despachar a pessoa. Mundo imundo, desculpe o jogo de palavras. Grande abraço, parabéns pela coluna, RM

[Sobre "Eu sei o que é melhor pra você"]

por Ricardo de Mattos
23/2/2005 às
11h59 200.98.118.100
(+) Ricardo de Mattos no Digestivo...
 
Romance de formação
O termo "romance de formação" não se refere às obras capitais para o desenvolvimento intelectual -- uma das qualidades atribuídas aos "clássicos". Romance de formação, ou de aprendizagem, é um subgênero do romance -- é como dizer, numa comparação meio boba, mas enfim, romance de aventura, ou de capa e espada... A característica principal desse tipo de romance é ter por tema o desenvolvimento de seu protagonista. A obra que "inaugura" o termo é o "Wilhelm Meister", de Goethe -- daí outro nome para a coisa ser alemão: "Bildungsroman". Outros exemplos conhecidos são "O retrato do artista quando jovem", de Joyce, e, no Brasil, obras como "Encontro marcado", de Fernando Sabino.

[Sobre "Os Clássicos e a Educação Sentimental"]

por Francesca
21/2/2005 às
22h42 201.141.94.64
(+) Francesca no Digestivo...
 
sem ar puro o livro puro
Cara Fernanda, obrigado pela leitura e pelo comentário. Fica meio difícil sair e respirar um pouco de ar puro aqui em campinas para sentir a vida melhor. talvez esta seja uma das razões pelas quais eu me tranque em casa para ler e só ler... jardel

[Sobre "O crime e o castigo de um clássico"]

por jardel
21/2/2005 às
13h29 200.218.227.54
(+) jardel no Digestivo...
 
O que há por trás da dislexia
Suas palavras são apropriadas para o momento em que estamos vivendo. Louvo sua perceptível formação filosófica, evidenciada pelas citações de autores clássicos. Gostaria apenas de acrescentar que, se a minoria letrada dos jovens deste país possui os relatados sintomas, isso é resultado do desmonte da formação humanística neste país. Uma sociedade tecnicista, formada para fornecer matéria-prima barata e abundante em troca de kits eletro-eletrônicos de alta tecnologia, não precisa pensar, ou melhor, não deve pensar. O stress de informação age como um desorientador e paralisa qualquer possível articulação política, anulando uma eventual reação contra o papel que nos é imposto pelas nossas elites, completamente vendidas ao interesse estrangeiro por migalhas que as permitam acessar os shopping centers, outlets e malls. Seria uma versão atualizada das miçangas e espelhos oferecidos aos índios na época do "achamento". Nossas peruas e venais caciques manipulam as informações na mass media em prol de seu privilegiado status de amigos dos saqueadores. Sempre foi assim. Assim será até que a última gota de água do Aquífero Guarani seja transportada e então nada mais restará deste espoliado continente.

[Sobre "Apocalípticos, disléxicos e desarticulados"]

por Marcelo Zanzotti
21/2/2005 às
12h29 200.206.72.162
(+) Marcelo Zanzotti no Digestivo...
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




O BANDIDO DA CHACRETE
JULIO LUDEMIR
RECORD
(2007)
R$ 9,99



O HOMEM DESENRAIZADO
TZVETAN TODOROV
RECORD
(1999)
R$ 199,00
+ frete grátis



ADMINISTRAÇÃO EDUCACIONAL EM CRISE
WALTER GARCIA
CORTEZ
(2001)
R$ 8,00



ARGONE 1918 A FORÇA EXPEDICIONÁRIA AMERICANA
BARRY GREGORY
RENES
(1979)
R$ 6,90



LIBERTAÇÃO INTERIOR
DR GERALD KUSHEL
MELHORAMENTOS
(1979)
R$ 5,30



EU QUE AMO TANTO
MARILIA GABRIELA
ROCCO
(2008)
R$ 10,00



HEI DE VENCER
ARTHUR RIEDEL
PENSAMENTO
(1997)
R$ 9,00



AVANTE VINGADORES UM EVENTO MARVEL COMICS 10 GUERRA CIVIL
MARVEL
PANINI
(2006)
R$ 8,90



A MÚSICA NO TEMPO
JAMES GALWAY - REDIGIDO POR WILLIAM MANN
MARTINS FONTES
(1987)
R$ 30,00



UMBANDA O ELO PERDIDO
F. RIVAS NETO (MESTRE ARAPIAGA)
ÍCONE
(1994)
R$ 39,00





busca | avançada
65675 visitas/dia
2,1 milhões/mês