LPB: um debate importante | Gustavo

busca | avançada
75359 visitas/dia
2,6 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Cia Fragmento de Dança lança seminário “Amor Mundi – Pensando com Hannah Arendt”
>>> Realidade e ficção na Terça Aberta na Quarentena de agosto
>>> OBMJazz: OBMJ lança primeiro clipe de novo projeto
>>> Serginho Rezende é entrevistado por Zé Guilherme na série EntreMeios
>>> TOGETHER WE RISE TRAZ UMA HOMENAGEM ÀS PESSOAS QUE FIZERAM PARTE DA HISTÓRIA DO GREEN VALLEY
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> A desgraça de ser escritor
>>> Um nu “escandaloso” de Eduardo Sívori
>>> Um grande romance para leitores de... poesia
>>> Filmes de guerra, de outro jeito
>>> Meu reino por uma webcam
>>> Quincas Borba: um dia de cão (Fuvest)
>>> Pílulas Poéticas para uma quarentena
>>> Ficção e previsões para um futuro qualquer
>>> Freud explica
>>> Alma indígena minha
Colunistas
Últimos Posts
>>> Uma aula com Thiago Salomão do Stock Pickers
>>> MercadoLivre, a maior empresa da América Latina
>>> Víkingur Ólafsson toca Rameau
>>> Philip Glass tocando Mad Rush
>>> Elena Landau e o liberalismo à brasileira
>>> O autoritarismo de Bolsonaro avança
>>> Prelúdio e Fuga em Mi Menor, BWV 855
>>> Blooks Resiste
>>> Ambulante teve 3 mil livros queimados
>>> Paul Lewis e a Sonata ao Luar
Últimos Posts
>>> Coincidência?
>>> Gabbeh
>>> Dos segredos do pão
>>> Diário de um desenhista
>>> Uma pedra no caminho...
>>> Sustentar-se
>>> Spiritus sanus
>>> Num piscar de olhos
>>> Sexy Shop
>>> Assinatura
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Nelson Freire em DVD e Celso Furtado na Amazônia
>>> Um caos de informações inúteis
>>> Asia de volta ao mapa
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Parei de fumar
>>> Ford e Eastwood: cineastas da (re)conciliação
>>> Amor à segunda vista
>>> O Gmail (e o E-mail)
>>> Diogo Salles no podcast Guide
Mais Recentes
>>> A Rainha da Moda - Como Maria Antonieta se vestiu para a Revolução de Caroline Weber pela Zahar (2008)
>>> A Historia da Ciência para Quem Tem Pressa de Nicola Chalton / Meredith Mac Ardle pela Valentina (2017)
>>> Manual Prático do Horóscopo Chinês de Minami Keizi pela Traço (1988)
>>> Caos: a Criação de uma Nova Ciência de James Gleick pela Campus (1990)
>>> As Noites das Grandes Fogueiras - Uma História da coluna Prestes de Domingos Meirelles pela Record (1995)
>>> O aguilhao--abrindo picadas na densa mata. de Carlos de maio pela Virtualbooks (2014)
>>> A essencia dos anjos de Martin claret pela Martin claret
>>> Desobsessao pelo espírito andre luiz de Francisco candido xavier e waldo vieira pela Feb
>>> Os 100 segredos das pessoas felizes--descobertas simples e uteis dos estudos cientificos sobre a felicidade. de David niven pela Sextante (2001)
>>> Como Fazer Amigos e Influenciar Pessoas de Dale Canergie pela Companhia Nacional (2012)
>>> O desafio de amar de Stephen & alex kendrick pela Bv books (2009)
>>> A Mulher Lagarto E Outras Histórias de Fernando Luiz Cipriano pela Annablume (2011)
>>> Sem padecer no paraiso--em defesa dos pais ou sobre a tirania dos filhos. de Tania zagury pela Record (1992)
>>> Planeta--41--como desenvolver nosso sexto sentido. de Editora tres pela Tres (1976)
>>> Planeta especial--o povo eleito--uma interpretaçao revolucionaria da origem dos judeus. de John allegro pela Tres (2020)
>>> Os caminhos de Mandela de Richard Stengel pela Principium (2013)
>>> Vencer a Crise - Lições para superar as dificuldades financeiras de Herbert Kimura pela Do Autor (2019)
>>> 1984 de George Orwell pela Companhia das Letras (2009)
>>> Resistência de Agnes Humbert pela Nova fronteira (2008)
>>> Questões do Coração de Emily Giffin pela Novo Conceito (2011)
>>> Elimine a Sua Energia Negativa - Com Fé ou sem Fé, acreditando ou Não de Kika Miranda pela Corus (2006)
>>> O Mar de John Banville pela Nova Fronteira (2007)
>>> The golden of morocco--english edition--160 colour illustrations. de Bonechi pela Bonechi (1998)
>>> Pedraria e bijurerias extra--mais de 260 fotos. de Escala pela Escala
>>> Marley e Eu A vida e o amor ao lado do pior cão do mundo de John Grogan pela Prestígio (2006)
>>> Maria na terra de meus olhos de Oscar Araripe pela Rocco (1975)
>>> A Bruxa de Portobello de Paulo Coelho pela Planeta (2006)
>>> Descartes - Biblioteca de Filosofia de Pierre Guenancia pela Zahar (1991)
>>> A Fada e o Bruxo As Crônicas de Ivi de F Medina pela Hamelin (2012)
>>> Para Sempre Contigo de Evanice Maria Pereira pela Petit (2012)
>>> Globo Rural--Ele faz a terra dar de tudo de Editora globo pela Globo (1989)
>>> O Milagre da Manhã com Deus de Padre Reginaldo Manzotti pela Petra (2018)
>>> Globo rural--107--flores/especial--explosao no ar. de Editora globo pela Globo (1994)
>>> Cuidar & ser Cuidado de Lluis Segarra pela Cultor de Livros (2019)
>>> O Poder da Mulher que Ora de Stormie Omartian pela Mundo Cristão (2003)
>>> Pesquisa Princípio Científico e Educativo de Pedro Demo pela Cortez (1996)
>>> O Maravilhoso Mágico de Oz de L Frank Baum pela Ciranda Cultural (2019)
>>> Peter Pan de James M Barrie pela Ciranda Cultural (2019)
>>> Pinóquio de Carlo Collodi pela Ciranda Cultural (2019)
>>> Globo rural--39--descoberto um tesouro:a mandioca. de Editora globo pela Globo (1989)
>>> Galerie des offices--guide officiel toutes les ceuvres. de Gloria fossi pela Giunti (2004)
>>> Em Meu Próprio Caminho de Allan Watts pela Siciliano (1992)
>>> Cama de Gato de Kurt Vonnegut pela Record (1991)
>>> A História Secreta de Donna Tartt pela Companhia das Letras (1995)
>>> Os Invictos de William Faulkner pela Arx (2003)
>>> Paralelo 42 de John dos Passos pela Rocco (1987)
>>> Para onde você vai com Tanta Pressa de Christiane Singer pela Martins Fontes (2005)
>>> Carta Sobre o Comércio do Livro de Denis Diderot pela Casa da Palavra (2002)
>>> Rimas da Vida e da Morte de Amos Óz Amós Oz pela Companhia das Letras (2008)
>>> Uma Desolação de Yasmina Reza pela Rocco (2001)
COMENTÁRIOS

Quinta-feira, 12/5/2005
Comentários
Leitores


LPB: um debate importante
Muito oportuno o debate em torno da literatura de entretenimento, que tanta falta faz ao Brasil. Se os nossos escritores olhassem menos para o umbigo deles e tivessem um pouco de piedade dos leitores, nossa literatura seria bem mais rica e lida. Depois os escritores ficam se queixando que ninguém dá bola para eles. Caro Luis Eduardo Matta, você foi muito corajoso ao levantar essa questão. Parabéns!

[Sobre "A LPB e o thriller verde-amarelo"]

por Gustavo
12/5/2005 às
16h19 201.8.10.197
(+) Gustavo no Digestivo...
 
Meu Gozo Decadente
Andréa, não só rio do besteirol, como eu o assumo como estilo de vida. Sou patético, graças a mim. Ou a algum deus, talvez. Assim como assumo o dramalhão também. Se eu tivesse um nome composto de novela latina, minha vida seria perfeita... mas, voltando ao besteirol, eu não vou às peças do Falabella porque o que eu posso ver ali, eu vejo nas ruas. Vejo em mim, na minha mãe, amigos, inimigos, todos. É isso, eu gozo de decadência. E acho que não poderia ser melhor. Beijão!!!

[Sobre "Quem tem medo do Besteirol?"]

por Alessandro de Paula
12/5/2005 às
11h51 200.204.153.101
(+) Alessandro de Paula no Digestivo...
 
Críticos são necessários?
A verdade é que a paciência deve vir dos dois lados. Mas, se há uma diferença tão grande entre o mundo do crítico e o do leitor, por que as críticas cinematográficas ainda são lidas? O crítico deve "pensar como público" para atingir o leitor? O fato é que quem questiona as opiniões dos críticos é porque lê, e lê porque gosta, porque precisa desse "adendo do filme", por mais que discorde dele. O leitor precisa saber alguma coisa para escolher que filme quer ver. Não que todos os críticos sejam bons, mas depois desse seu texto (escelente, aliás), verei com outros olhos as críticas publicadas nos jornais. Parabéns.

[Sobre "A falta de paciência com o cinema"]

por Erika Ferreira
11/5/2005 às
21h13 200.217.18.63
(+) Erika Ferreira no Digestivo...
 
Talvez
Talvez, uma resposta seja que todos querem mesmo é o familiar. E da mesma maneira imaginam o papel do crítico como sendo o do colega que vai receitar algo familiar. O crítico também tem um segundo papel neste tipo de pensamento: o homem que será o objeto de tudo que achamos ridículo e discordamos... Afinal, nada melhor do que ter um nome associado a coisas que não queremos saber, entender ou discutir. Alie isso a boa quantidade de críticos que agem como torcida em arquibancada, e você tem uma plausível receita para explicar o que está acontecendo... Duas questões tostines: Se os críticos são tão irrelevantes porque as pessoas ainda os leem antes ou depois de ir ao cinema? E o pior, porque alguém deixaria de ir ou iria a um filme devido a opinião de um único indivíduo, mesmo que seja mais qualificado? Acho que para você desenvolver seu próprio gosto, tem que assistir muitas coisas diferentes, e no processo quem sabe descobre como apreciar um filme... Viajando um pouco, acho que é o mal dos dias de hoje: tudo tem que ser perfeito, não basta apreciar o que cada coisa oferece de bom....

[Sobre "A falta de paciência com o cinema"]

por Ram
11/5/2005 às
15h48 69.232.215.23
(+) Ram no Digestivo...
 
Sociedades perdidas...
Gostei muito do texto, mas será que o tema que você discute não é simplesmente uma característica inerente do homem? Na maior parte das situações não existe uma dicotomia clara entre o bem e o mal. Na verdade, sempre depende de contexto, cultura e informação. A maior parte das pessoas em qualquer sociedade quer ser respeitada como sendo moral e justa. Mas são raríssimos aqueles que vivem o seu senso de justiça quando este impõe perda ou sacrifício para si próprio. Eu fico imaginando uns séculos atrás, quando a escravidão populava todos os cantos do globo, e países europeus iam colonizando até outras nações que já possuiam cultura elevada e história. Não estou nem comentando a situação dos indígenas que os europeus consideravam selvagens... Mas sim China, Índia, Indonésia,... Será que a sociedade daquela época não via a condição do homem escravo como sendo deprimente? Uma sub-humanização? A crença cristã já estava estabelecida, e nas palavras de Cristo se viam claras a condenação ao tratamento de homens como sendo sub-humanos... Ou seja, haviam elementos necessários para este tipo de justiça. No entanto, por séculos as economias se beneficiaram da exploração inescrupulosa alheia. Ou será que portugueses, espanhóis e ingleses ignoravam o que era escravidão, exploração de colônias e tudo mais? No fundo talvez o grande problema seja que a sociedade se indispõe com o indivíduo que decide pensar por si próprio, sem fazer parte de corrente alguma... A seleção natural acaba relegando estas pessoas a poeira ou a algumas prateleiras da biblioteca. Mas pouco se manifesta a verdadeira contribuição: pensem sozinhos e sem preconceito! Quanto ao nazismo, a coisa mais horripilante ainda é saber que Hitler foi tão calculado que no início do regime procurou facções zionistas que estivessem dispostas a denunciar outros judeus. E estas facções denunciaram até que o horror chegou ao apogeu. Talvez o que Hitler fez foi materializar a crueldade. É um ato difícil, plástico, e obviamente terrível. Ter algo palpável como um campo de concentração para demonstrar a fé em suas crenças. Muitos outros líderes não fizeram isso historicamente, ou faziam escondido, e talvez por isso seja mais fácil perdoar e esquecer inconsistências históricas... Se cada líder e sociedade hoje materializasse os seus preconceitos e inconsistências, garanto que seria caos... Apesar das imagens hoje estarem um pouco banalizadas... Talvez seja outro fator a se considerar: a banalização da informação.

[Sobre "A queda"]

por Ram
11/5/2005 às
14h28 69.232.215.23
(+) Ram no Digestivo...
 
entre o homem e a arte
Se é consolo saber, Marcelo, não é só nos domínios do cinema que falta paciência. Já experimentou ler as críticas de teatro nos jornais? A distância entre o crítico e o público é cada vez maior porque a distância entre o homem e a arte é muito grande. O papel do crítico é atuar como uma ponte entre a obra e o público, oferecendo referências para a fruição sem invadir o espaço opinativo do leitor. Mas como ser ponte, quando não há o que ligar? O artista fala uma língua diferente do chamado "homem médio".

[Sobre "A falta de paciência com o cinema"]

por Evandro Medeiros
10/5/2005 às
16h53 200.216.198.67
(+) Evandro Medeiros no Digestivo...
 
Jô, o bonzão
Realmente o Jô é uma mala gorda. Seu único mérito foi ter nascido em família rica que o fez viajar pelo mundo e aprender a falar alguns idiomas. Mas tem muito marinheiro do cais do porto que tb fala. Mas a pseudocultura embasada em ponto eletrônico é mesmo de amargar. Não tem graça, é chato, é arrogante, se acha o bom da bocada. Só imagino se fosse mesmo inteligente. E se fosse bonito, então? Faz várias coisas pra esconder que que faz tudo mal. O David Letterman tb é chato (mas nem tanto) mas pelo menos é o original. Assistir à cópia-carbono é perda de tempo. Gostaria de ver o Jô entrevistar alguém realmente inteligente, com cultura e sem medo de dizer o que pensa. Melhor ainda seria se o ponto eletrônico falhasse. Acho que a maior parte dos neurônios e da cultura do gordo localiza-se dentro de uma das orelhas.

[Sobre "Anti-Jô Soares"]

por Walter P. Carpes Jr.
10/5/2005 às
16h28 150.162.15.23
(+) Walter P. Carpes Jr. no Digestivo...
 
Li e gostei
Penso e ajo da mesma forma que você. Obrigada.

[Sobre "A síndrome da rejeição via internet"]

por Raydália
10/5/2005 às
13h46 200.230.190.102
(+) Raydália no Digestivo...
 
Da'-lhe Bortolotto
Ainda bem que o Brasil nao "veta" autores, atores e diretores que vão mostrar a inteligência e a criatividade em pátrias do Primeiro Mundo... Da'-lhe BORTOLOTTO neles...ainda bem que temos um Italiano na França e no Brasil...

[Sobre "Ainda bem que existe a França"]

por Pedrinho Renzi
10/5/2005 às
12h59 200.210.29.131
(+) Pedrinho Renzi no Digestivo...
 
Apenas uma ressalva
Ótimo, Marcelo. Apenas uma ressalva: se "ela" achou o pior filme da vida dela um filme que agradou a você, a conclusão não poderia ser que ela viu poucos filmes na vida, mas sim que ela viu excelentes filmes na vida, a ponto de um bom filme ser o pior... Valeu! André.

[Sobre "A falta de paciência com o cinema"]

por André Pires
10/5/2005 às
11h51 201.19.7.82
(+) André Pires no Digestivo...
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




OS JOVENS PERGUNTAM RESPOSTAS PRÁTICAS
WATCHTOWER BIBLE AND TRACT SOCIETY OF NEW YORK
WATCHTOWER BIBLE
R$ 5,00



O INVISÍVEL CAVALO VOADOR - COL. FALAS CONTEMPORÂNEAS CRÔNICAS
LOURENÇO DIAFÉRIA
FTD
(1990)
R$ 14,87



SEGUNDA VIAGEM DO RIO DE JANEIRO A MINAS GERAIS E A SÃO PAULO (1822)
SAINT-HILAIRE, AUGUSTE DE
GARNIER - ITATIAIA
(2011)
R$ 23,00



MORTAS EM SERVIÇO
LILLIAN ODONNELL
FRANCISCO ALVES
(1981)
R$ 6,56



BRASIL SOCIEDADE DEMOCRATICA
HÉLIO JAGUARIBE E OUTROS
JOSÉ OLYMPIO
(1985)
R$ 6,90



PROPAGANDA SUBLIMINAR MULTIMÍDIA ( NOVAS BUSCAS EM COMUNICAÇÃO)
FLÁVIO CALAZANS; LIVRO
SUMMUS
(1992)
R$ 9,90



PRÉCIS D OPHTALMOLOGIE
V. MORAX
MASSON
(1931)
R$ 79,20



CLEBYNHO: O BABALORIXA APRENDIZ - 1ª EDIÇÃO
LEANDRO MULLER
PALLAS
(2010)
R$ 23,40



O LIVRO DA ESCRITA
RUTH ROCHA / OTÁVIO ROTH
MELHORAMENTOS
(2002)
R$ 14,00



ELLAS RO # 004 ANO 01/ 2013
VÁRIOS
CGP GRÁFICA
(2013)
R$ 25,00





busca | avançada
75359 visitas/dia
2,6 milhões/mês