Que felicidade! | Américo Leal Viana

busca | avançada
87666 visitas/dia
2,7 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Nova Exposição no Sesc Santos tem abertura online nessa quinta, 17/06
>>> Arte dentro de casa: museus e eventos culturais com exposições virtuais
>>> “Bella Cenci” Estreia em formato virtual com a atriz Thais Patez
>>> Espetáculo teatral conta a história de menina que sonha em ser astronauta
>>> Exposição virtual 'Linha de voo', de Antônio Augusto Bueno e Bebeto Alves
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Ao pai do meu amigo
>>> Paulo Mendes da Rocha (1929-2021)
>>> 20 contos sobre a pandemia de 2020
>>> Das construções todas do sentir
>>> Entrevista com o impostor Enrique Vila-Matas
>>> As alucinações do milênio: 30 e poucos anos e...
>>> Cosmogonia de uma pintura: Claudio Garcia
>>> Silêncio e grito
>>> Você é rico?
>>> Lisboa obscura
Colunistas
Últimos Posts
>>> Cidade Matarazzo por Raul Juste Lores
>>> Luiz Bonfa no Legião Estrangeira
>>> Sergio Abranches sobre Bolsonaro e a CPI
>>> Fernando Cirne sobre o e-commerce no pós-pandemia
>>> André Barcinski por Gastão Moreira
>>> Massari no Music Thunder Vision
>>> 1984 por Fabio Massari
>>> André Jakurski sobre o pós-pandemia
>>> Carteiros do Condado
>>> Max, Iggor e Gastão
Últimos Posts
>>> A lei natural da vida
>>> Sem voz, sem vez
>>> Entre viver e morrer
>>> Desnudo
>>> Perfume
>>> Maio Cultural recebe “Uma História para Elise”
>>> Ninguém merece estar num Grupo de WhatsApp
>>> Izilda e Zoroastro enfrentam o postinho de saúde
>>> Acentuado
>>> Mãe, na luz dos olhos teus
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Hemingway by Ken Burns
>>> A sétima temporada de 24 horas
>>> De olho neles
>>> Saudações cinemusicais
>>> 1998 ― 2008: Dez anos de charges
>>> The Book of Souls
>>> Carta ao pai morto
>>> Rousseau e a Retórica Moderna
>>> A vida mais ou menos
>>> Amores & Arte de Amar, de Ovídio
Mais Recentes
>>> Odisséia de Homero pela Abril Cultural (1981)
>>> Sobre a morte e o morrer de Elisabeth Kübler-Ross pela Martins Fontes (1994)
>>> O deus odioso, o diabo amoroso de Jacques Cazotte pela Escuta (1991)
>>> Odisséia de Homero pela Abril Cultural (1981)
>>> Sobre a morte e o morrer de Elisabeth Kübler-Ross pela Martins Fontes (1994)
>>> Chapeuzinho Vermelho e Outras Histórias Fábulas de Ouro de Paulinas pela Paulinas (2001)
>>> Biologia Volume Único 5ª Edição de César; Sezar; Caldini pela Saraiva (2011)
>>> Move Up Intermadiate Students Book de Simon Greenall pela Macmillan (1995)
>>> Move Up Advanced Students Book de Simon Greenall pela Macmillan (1999)
>>> Biologia Integrada Volume Único Ensino Médio de Luiz Eduardo Cheida pela Ftd (2003)
>>> Universo da Química Volume Único + Caderno de Resoluções de Bianchi; Albrecht; Daltamir pela Ftd (2005)
>>> Emagreça & Apareça! - Autografado de Wilson Rondó Júnior pela Gaia (2007)
>>> Entrega ao Deus Interior de Eva Pierrakos; Donovan Thesenga pela Cultrix (1999)
>>> Nosso Homem Em Havana de Henry Graham Greene pela Abril Cultural (1972)
>>> A Luz no Túnel de Jorge Amado pela Record (1982)
>>> Prática de Ensino os Estágios na Formação do Professor de Anna Maria Pessoa de Carvalho pela Pioneira (1987)
>>> Adolescência, psicanálise e educação: o mestre "possível" de adolescentes de Beatriz C. Cruz Gutierres pela Avercamp (2003)
>>> Nas Terras do Rei Café de Francisco Martins pela Melhoramentos (1973)
>>> A startup enxuta de Eric Ries pela Lua de Papel (2012)
>>> Prática pedagógica, aprendizagem e avaliação em educação a distância de Iolanda, B. de Camargo Cortelazzo pela Intersaberes (2013)
>>> Em Tudo, uma Lição água da Vida de Árvore da Vida pela Árvore da Vida (2001)
>>> Qutro vidas de um cachorro de W. Bruce Cameron pela Harper-Collins (2016)
>>> Adolescência, psicanálise e educação: o mestre "possível" de adolescentes de Beatriz C. Cruz Gutierres pela Avercamp (2003)
>>> A Pedagogia de Jesus de J. M. Price pela Juerp (1975)
>>> Os colegas de Lygia Bojunga pela Casa Lygia Bojunga (2004)
COMENTÁRIOS

Quarta-feira, 21/2/2007
Comentários
Leitores


Que felicidade!
No ano passado, tive a oportunidade de ler os três livros de Milton Hatoum, e em sequência: "Relato de um certo Oriente", "Dois Irmãos" e "Cinzas do Norte", que me foram emprestados por uma amiga. Fazia tempo que eu procurava o autor e o encontrei de uma única vez. Que felicidade! Há, realmente, pais bastante autoritários, como o que aparece no último livro de Milton.

[Sobre "O pai e um violinista"]

por Américo Leal Viana
21/2/2007 às
15h59 200.213.108.130
(+) Américo Leal Viana no Digestivo...
 
um p.s. involuntário?
puxa. daria um ótimo pós-escrito ao "cinzas do norte".

[Sobre "O pai e um violinista"]

por luizgusmao
http://luizgusmao.blogspot.com
21/2/2007 às
11h57 200.103.119.218
(+) luizgusmao no Digestivo...
 
amei a sua história
Cara, amei a sua história. Cômica, real(?). Imaginei direitinho a cena. Acho que todos deveríamos ter um cão desses para as emergências. Infelizmente só tenho um gato, que tem medo até de formiga. Meio gay, sabe como é! Parabéns! Mais um presente de aniversário (o meu que é hoje). Acho que a quarta-feira fica menos cinza com o DC. Abraço. Adriana

[Sobre "O Peachbull de Maresias"]

por Adriana
21/2/2007 às
11h46 201.58.107.126
(+) Adriana no Digestivo...
 
um tiro certeiro na alma
Sem dúvida, o miniconto, quando bem escrito, é um colírio para o coração. É como os hai-kais: têm que ser perfeitos, com as palavras certas, para dar um tiro certeiro na alma. Parabéns pelo seu texto. Abraço. Adriana

[Sobre "Pequena poética do miniconto"]

por Adriana
21/2/2007 às
11h35 201.58.107.126
(+) Adriana no Digestivo...
 
Maravilhoso este texto
Acrescentaria mais um livro ao rol dos que abordam o tema da relação pais/ filhos - O DIA EM QUE MATEI MEU PAI - de Mário Sabino.

[Sobre "O pai e um violinista"]

por Cyntia Zazou
21/2/2007 às
10h43 201.79.245.162
(+) Cyntia Zazou no Digestivo...
 
além do ruído
Os contrastes, as pausas, as inflexões e tudo de que é constituído o silêncio; o prenúncio da mensagem, o instante exato da captura da atenção. Acho que é deste "estar" e "não estar" que vivenciamos, e nos ruídos ordinários onde se oculta tudo o que não é análogo, que se oculta o silêncio. O fundo sonoro numa grande cidade diluí nossa identidade no excesso de informação e rouba da nossa atenção a possibilidade de estabelecer uma relação densa com o objeto observado. Creio que a cena rural também tenha sua cortina de ruídos, com evolução seguramente menos tensa; e ainda assim desorienta. Precisamos aguçar os sentidos para ouvir o silêncio e além do ruído. As mensagens chegam do deserto, da conjunção de estrelas, dos mortos de quaisquer guerras insanas, e o silêncio ecoa questinador e urgente. Estamos alijados pela compreensão imediata do sonoro em detrimento da ausência das palavras. Às vezes choramos e todo o significado se estabelece, noutras nos calamos, eloquentes, num significado vasto e pleno.

[Sobre "Silêncio"]

por Carlos E. F. Oliveir
21/2/2007 às
10h24 201.65.37.4
(+) Carlos E. F. Oliveir no Digestivo...
 
a melhor coisa da minha vida
Gabriela, gostei muito do seu texto. Acho que a maior parte das mulheres sente mais ou menos isso que você desabafou. Meu medo era de esquecer de alimentar o bebê, cheguei a sonhar (ou ter pesadelos) com isso. Entretanto tive meu primeiro filho quando estava numa crise conjugal, vivendo em casa separada, e com dois empregos precários, sem carteira assinada. E foi maravilhoso! Foi a melhor coisa da minha vida. Minha segunda gravidez também foi sem planejar e igualmente maravilhosa. Não viveria sem meu trabalho mas também não consigo imaginar uma vida feliz sem meus filhos, com todas as preocupações e alegrias que eles me dão. Desejo que sua experiência seja também muito gratificante e iluminada.

[Sobre "A hora certa para ser mãe"]

por Áurea Thomazi
21/2/2007 às
10h15 201.78.146.207
(+) Áurea Thomazi no Digestivo...
 
vejo açúcar em todo lugar
Fantástico. Fui proibido de comer açúcar por um bom tempo e agora é exatamente isto: vejo açúcar em todo lugar. Num dos meus delírios médicos, cheguei a pedir uma água desde que fosse diet. Acontece nas melhores famílias. Ou deve acontecer, sei lá.

[Sobre "Sou diabético"]

por Bloom
http://iaad.blogspot.com
21/2/2007 às
09h29 201.6.253.3
(+) Bloom no Digestivo...
 
Botões além da conta
Sinceramente, acho que tá na hora do Digestivo virar midia impressa, uma revista, sei lá, com, no mínimo, 200 págs., 3 milhoes de exemplares. Isso pq, sendo um dinossauro, e, como tal, acreditando que leitura (de boa qualidade) é alimento do espirito, não precisaria mais apertar botões. Além da conta. Era só folhear.

[Sobre "Digestivo nş 317"]

por Bernard
20/2/2007 às
23h54 201.81.123.30
(+) Bernard no Digestivo...
 
angustiosamente lindo...
Lindo... tristemente, saudosamente, angustiosamente lindo...

[Sobre "Receita para se esquecer um grande amor"]

por Elis
20/2/2007 às
18h26 201.83.196.19
(+) Elis no Digestivo...
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Dívida Externa: Eles Gastam, Nós Pagamos
Mouzar Benedito
Loyola (sp)
(2000)



Responsabilidade Civil por Erro Médico
Fábio Motta da Cunha
Cbj
(2007)



Introdução à Sociologia
Francisco Videira Pires
Lello & Irmão (porto)
(1977)



Seminário Política Externa no Brasil para o Século XXI
Aldo Rebelo e Outros
Cãmara dos Deputados
(2003)



Sonido: Datos Practicos
John Borwick
Rede (barcelona)
(1968)



Cirurgia Plastica:medicina e Arte
Antonio Carlos Bellini
Antonio Bellini
(2000)



Soldagem dos Aços Inoxidáveis a Arco Voltaico Convencional
Hélio Portocarrero de Castro (com Dedicatória)
Não Identificada
(1974)



Le Tour Du Monde Dun Écologiste
Jean-marie Pelt
Fayard
(1990)



Enfermagem Ortopédica
Maria de Fátima Ventura e Outros
Ícone
(1996)



Arte de Nutrir Nas Grandes Cidades
Yvone Margonari
Minha
(2009)





busca | avançada
87666 visitas/dia
2,7 milhões/mês