Colunismo em 2005 | Julio Daio Borges | Digestivo Cultural

busca | avançada
71230 visitas/dia
1,4 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS

Sexta-feira, 20/1/2006
Colunismo em 2005
Julio Daio Borges

+ de 2500 Acessos
+ 1 Comentário(s)

Desde que comecei um diário, aos 17 anos, em 1991, eu tenho mania de colocar as coisas em perspectiva. Para saber pra onde estou indo; para saber se estou avançando... Para, de repente, corrigir a trajetória.

Quando eu trabalhei em banco, como eu sempre gosto de contar, as avaliações eram obrigatórias. No último em que trabalhei, você tinha de se auto-avaliar para, só depois, ser avaliado pelo seu chefe, cara a cara. (O meu chefe sempre baixava as minhas notas...)

Então, aqui no Digestivo, eu mantenho a idéia fixa de anualmente olhar pra trás. É bom? É ruim? Vocês gostam? Sei lá. Pra mim, é necessário - e, como vou fazer de qualquer forma, resolvo publicar...

Nos "Digestivos" (aqui e aqui), eu faço mais uma retrospectiva, sem tanta valoração. Tento encaixar num contexto, mas não releio tudo pra saber se foi bem feito o trabalho. Nem dá... É mais pra eu me situar (e você se situar), culturalmente, em relação ao ano.

Aqui, nas "Colunas", eu ainda estou aprendendo a lidar - porque não tem uma organização prévia, uma sistemática... Eu olho o "conjunto" do ano todo e enxergo tudo meio nebuloso. Eu tento ordenar mas - acho que - em vão. Enfim, devo, novamente, tentar...

Lá vai.

No início de 2005, eu vejo que ainda estava, naturalmente, sob a influência de 2004. Meus primeiros temas giravam em torno de literatura, de autores novos... Eu acho que ainda achava que ia ser escritor (cada dia parece que acho menos...). Assim, tentava solucionar alguns enigmas.

Mais pro meio do ano, voltei ao assunto. Por conta da Flip (para mim, o grande "momento" literário da nossa geração); e por causa daquela bobagem que (ainda) é o Movimento Literatura Urgente...

Eu não sei se ajudei ou se atrapalhei meus colegas (?) escritores. Eu vejo como tão "erradas" todas essas coisas que eles fazem... Livros, principalmente. Em 2005, eu posso dizer que li os autores da geração 90 pra cá (vide a minha retrospectiva de "Literatura"). Não fui leviano; fui justo, basicamente, com a minha opinião de leitor.

A escrita está para a nossa geração assim como - acho - a música, a MPB, estava para a geração dos 60. Qualquer idiota achava que podia fazer letras e canções; hoje, qualquer idiota acha que pode escrever poemas, contos, romances...

Mas estou tergiversando.

Da "literatura", felizmente, eu passei, em 2005, para um assunto muito mais interessante (acho hoje): internet. A internet voltou com tudo em 2005. No Brasil e no mundo. O Digestivo "voltou" com tudo em 2005.

Aliás, eu reputo a minha produção frenética no ano passado (Colunas, Releases, Posts...) ao estímulo que recebi da própria internet: seja confirmando minhas idéias de anos; seja recebendo a confirmação pelos Leitores. Os acessos ao site, todo mundo sabe, estouraram. E eu vi que tinha razão no meu projeto de 5 anos.

Isso acontece poucas vezes numa existência humana: você apostar suas fichas numa coisa e ver aquilo se concretizando... Então vocês têm de me perdoar pelos meus arroubos. Como "nada se perde, nada se cria, tudo se transforma", a internet cresceu (e está crescendo) contra o establishment, contra o resto da mídia... E eu cansei de chutar o cachorro morto da imprensa-impressa em 2005...

Tanto que não vou falar mais nada. (Tá?)

Parece que nós passamos anos gritando pras pessoas que a internet era legal, que a internet era o futuro, que a internet era o ó do borogodó... Com a adesão que eu vi, mais emblematicamente no Brasil, ao Orkut (sim, ao Orkut), parece que nós vencemos a batalha. Chega de lutar por auto-afirmação.

Quem vai ter de lutar agora é o resto da mídia - para provar que continua legal, que tem algum futuro, que um belo dia pode voltar a ser... o ó do borogodó. Eu duvido; mas desejo boa sorte. É remar contra a maré - mas nós, da internet, remamos tantos anos... (Agora, senhores da mídia, experimentem do seu próprio remédio.)

Nada mais tenho a declarar sobre o caso.

Para aqueles que não agüentam mais me ouvir falando das maravilhas da "nova mídia", aviso, no entanto, que vou continuar escrevendo sobre tecnologia... Ainda tem muita coisa pra explorar. Muita coisa. E o melhor dos mundos pra quem escreve é ter bastante assunto.

E para os detratores do meu "egocentrismo", aviso que vou continuar relatando minhas experiências à frente do Digestivo... Pois, como disse sabiamente Paul Andrews - na sua coluna de despedida, depois de dezesseis anos cobrindo tecnologia no Seattle Times -, hoje, tão importante quanto falar de tecnologia, de Web, de internet é usar tecnologia, Web, internet. Não vou poder abandonar, portanto, o viés da minha própria experiência.

Lamento.

Como desisti - pelo menos por enquanto - dos temas ligados aos jovens escritores, desisti, de certa forma, dos "grandes temas" do jornalismo, ou, mais especificamente, dos Grandes Temas do Jornalismo Cultural: crítica, pautas, assessorias...

A mim me parece que todo mundo que se aventura pelo reino do "jornalismo cultural" tem de se declarar, em algum momento, contra o atual estado de coisas, como numa "declaração de princípios", como que para dizer "eu não concordo com a cobertura que se faz"... nos cadernos de cultura dos jornais diários, nas últimas páginas das revistas semanais.

Num certo sentido, é como se eu tivesse desistido da "causa" do jornalismo cultural. Eu, realmente, acho que ele não tem salvação no papel. Mas, ao mesmo tempo, não quero assumir mais que estamos buscando "uma saída" para ele aqui, no ambiente da internet, no Digestivo. A saída que eu procuro é muito mais para o Digestivo Cultural do que para o jornalismo cultural em si.

É bom? É ruim? É como é.

Os próprios jornalistas já desistiram, há muito, da causa do jornalismo...

* * *

Teoricamente, esses foram os velhos conceitos que nortearam a minha coluna até agora; e estes são os novos conceitos que vão norteá-la daqui pra frente. Só que não me cobrem coerência depois; porque eu mesmo me canso desse arcabouço - e acabo inserindo um tema pessoal ou outro (aqui e ali)...

Falando nisso, eu constatei, em 2005, que algumas pessoas efetivamente apreciam meu trabalho como Colunista - e, às vezes, até me incluem no seu ranking de "mais mais"... (Obrigado, obrigado.) Digo isso porque, antes, quando eu escrevia exclusivamente "Digestivos", ninguém falava que me lia, a mim, Julio. Hoje alguns me param na rua e me contam: "No Digestivo, eu leio você, o Fulano e o Beltrano (ou a Fulana e a Beltrana)".

Eu não sei - de novo - se isso é bom ou se é ruim, mas é uma indicação de posso estar acertando...


Julio Daio Borges
São Paulo, 20/1/2006


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1 de Renato Alessandro dos Santos
02. Os Doze Trabalhos de Mónika. 9. Um Cacho de Banana de Heloisa Pait
03. O bom e velho formato site de Fabio Gomes
04. Breve resenha sobre um livro hediondo de Cassionei Niches Petry
05. Pokémon Go, você foi pego de Luís Fernando Amâncio


Mais Julio Daio Borges
Mais Acessadas de Julio Daio Borges em 2006
01. Novos Melhores Blogs - 17/3/2006
02. O Gmail (e o E-mail) - 3/3/2006
03. Por que os blogs de jornalistas não funcionam - 22/9/2006
04. Desconstruindo o Russo - 21/7/2006
05. The Search, John Battelle e a história do Google - 6/1/2006


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
20/1/2006
14h33min
Ô Julio, o DC é uma das poucas coisas que apareceram na Rede que conseguiram juntar honestidade, qualidade e utilidade. Simples assim... Você já fez um bem enorme à humanidade! Abs, Bernardo Carvalho, Goiânia-GO.
[Leia outros Comentários de Bernardo Carvalho]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




THE ASSESSMENT OF VISUAL FUNCTION
ALBERT M. POTTS
MOSBY COMPANY
(1972)
R$ 77,97



LA CONSULTATION PASTORALE D ORIENTATION ROGÉRIENNE
YVES SAINTS-ARNAUD
DESCLÉE DE BROUWER
(1969)
R$ 250,00



PARA GOSTAR DE LER - VOLUME 23 - GOL DE PADRE E OUTRAS CRÔNICAS
STANISLAW PONTE PRETA
ÁTICA
(1998)
R$ 10,00



DESENVOLVIMENTO E EDUCAÇÃO NO INTERIOR DO BRASIL
MARIA DO ROSÁRIO CASSIMIRO
ORIENTE
(1974)
R$ 8,90



MINHA PROFISSÃO É ANDAR
JOÃO CARLOS PECCI
SUMMUS
(1980)
R$ 7,90



A GRANDE QUEDA
JAMES RICKARDS
AGORA FINANCIAL
(2015)
R$ 20,00



A MÁQUINA INFERNAL DO ENGENHEIRO GÁRIN
ALÉXIS TOSTÓI
BRASILIENSE
(1959)
R$ 9,00



FRAGMENTOS DA GRANDE GUERRA
LEANDRO FONTES
RECORD
(2004)
R$ 10,00



HISTÓRIAS DA BÍBLIA 4 VOLUMES
VICTOR CIVITA
ABRIL
(1971)
R$ 33,80



A SEMENTE DA VITÓRIA (EL SHADAI)
J. E. LOURENÇO (NARRATIVAS DE S. VILARINDO LIMA)
IBCB
(1987)
R$ 15,00





busca | avançada
71230 visitas/dia
1,4 milhão/mês