Digestivo nº 261 | Julio Daio Borges | Digestivo Cultural

busca | avançada
61456 visitas/dia
1,8 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Projetos culturais e acessibilidade em arte-educação em cursos gratuitos
>>> Indígenas é tema de exposição de Dani Sandrini no SESI Itapetininga
>>> SESI A.E. Carvalho recebe As Conchambranças de Quaderna, de Suassuna, em sessões gratuitas
>>> Sesc Belenzinho recebe cantora brasiliense Janine Mathias
>>> Natália Carreira faz show de lançamento de 'Mar Calmo' no Sesc Belenzinho
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Lá onde brotam grandes autores da literatura
>>> Ser e fenecer: poesia de Maurício Arruda Mendonça
>>> A compra do Twitter por Elon Musk
>>> Epitáfio do que não partiu
>>> Efeitos periféricos da tempestade de areia do Sara
>>> Mamãe falhei
>>> Sobre a literatura de Evando Nascimento
>>> Velha amiga, ainda tão menina em minha cabeça...
>>> G.A.L.A. no coquetel molotov de Gerald Thomas
>>> O último estudante-soldado na rota Lisboa-Cabul
Colunistas
Últimos Posts
>>> The Number of the Beast by Sophie Burrell
>>> Terra... Luna... E o Bitcoin?
>>> 500 Maiores Álbuns Brasileiros
>>> Albert King e Stevie Ray Vaughan (1983)
>>> Rush (1984)
>>> Luiz Maurício da Silva, autor de Mercado de Opções
>>> Trader, investidor ou buy and hold?
>>> Slayer no Monsters of Rock (1998)
>>> Por que investir no Twitter (TWTR34)
>>> Como declarar ações no IR
Últimos Posts
>>> Asas de Ícaro
>>> Auto estima
>>> Jazz: 10 músicas para começar
>>> THE END
>>> Somos todos venturosos
>>> Por que eu?
>>> Dizer, não é ser
>>> A Caixa de Brinquedos
>>> Nosferatu 100 anos e o infamiliar em nós*
>>> Sexta-feira santa de Jesus Cristo.
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Soul Bossa Nova
>>> Bill & Melinda Gates #Code2016
>>> A proposta libertária
>>> A compra do Twitter por Elon Musk
>>> A morte absoluta
>>> O Marceneiro e o Poeta
>>> Dom Quixote, matriz de releituras
>>> À Sua imagem e semelhança
>>> Download: The True Story of the Internet
>>> Mistério em Moscou
Mais Recentes
>>> Conecte Gramática - Caderno de Revisão de William Cereja; Tereza Cochar pela Saraiva (2013)
>>> Robur, o Conquistador de Júlio Verne pela Matos Peixoto (1965)
>>> Imagens da América de Marcos Malafaia e Fernanda Graell pela Globo (2002)
>>> Entendo a Depressão de Fabíola Luz pela Paulus (1994)
>>> Assimilação Evangélica de João Nunes Maia/espíritos Diversos pela Fonte Viva (1986)
>>> Saúde da Mulher de José Aristodemo Pinotti pela Senac
>>> Conversa Com Criança - Vol. 1 - Presença - Caminho de Daniella Freixo de Faria pela São Paulo (2013)
>>> Filosofando - Introdução à Filosofia - Volume único- Aprova Enem de Maria Lúcia de Arruda Aranha; Maria H. P. Ma pela Moderna (2013)
>>> Música ao Longe de Érico Veríssimo pela Globo (1965)
>>> Milano da Scoprire de Bruno Pellegrino pela Milanoexpo (2010)
>>> Antologia Poética de Vinicius de Moraes pela Companhia de Bolso (2010)
>>> Como Exercer Sua Cidadania de Marcos Sá Corrêa pela Bei (2003)
>>> O Vencedor Está Só de Paulo Coelho pela Agir (2008)
>>> A Lei de Murphy de Gerenciamento de Projetos - 431 de Eduardo Gorges pela Brasport (2007)
>>> O Poder Através da Ioga de Anna Trökes pela Vitória Régia
>>> A Física de Jornada Nas Estrelas - Star Trek de Lawewnce M. Kruss pela Makron (1997)
>>> Gagueira e Subjetividade de Silvia Friedman pela Artmed (2001)
>>> O Livro de Mesa do Executivo de Auren Uris pela Biblioteca Pioneira (1987)
>>> Mothern: Manual da Mãe Moderna de Juliana Sampaio; Laura Guimarães pela Matrix (2005)
>>> O Retorno do Jovem Príncipe de A. G. Roemmers; Paulo Afonso pela Fontanar (2011)
>>> Marketing; Direto ao Ponto de Chris Ritchie pela Saraiva (2012)
>>> Ever After High Ciencia e Feitiçaria de Suzanne Selfors; Ligia Arata Barros pela Salamandra (2016)
>>> Prostate Troubles de Leon Chaitow pela Thorsons
>>> Elementos do Direito Processo Penal de Angela C. Cangiano Machado e Outros pela Premier (2008)
>>> Quando Paris Cintila de Betty Milan pela Best Bolso (2013)
DIGESTIVOS

Sexta-feira, 13/1/2006
Digestivo nº 261
Julio Daio Borges

+ de 3500 Acessos
+ 1 Comentário(s)




Internet >>> Internet em 2005
A internet foi a grande vedete, em termos culturais, em 2005. Pra começar que completou 10 anos de existência, digamos, comercial – e foi ovacionada em verso & prosa, em todo lugar (inclusive no mundo off-line). Do macro pro micro, o Google teve sua história finalmente contada por John Battelle (ex-Wired). A BBC – que é certamente um exemplo a ser seguido, em termos de presença da “grande mídia” na Web – teve sua Beethoven Experience (uma semana do Mestre de Bonn que abalou a história dos downloads). Neste decênio, lembrou-se também, claro, do boom das Indústrias Criativas – em que o Brasil tem seu lugar (com ou sem a França). Por falar em Cultura Livre (livro pela editora Francis), o Blue Bus completou igualmente seus 10 anos (ainda que atrelado ao mainstream); a Taste inaugurou seu canal de leituras, o Nankin; e o Paralelos saiu em livro (nas letras, para completar, Cíntia Moscovich abriu seu site e blog). Os blogs, aliás, – melhores ou piores – não passaram por grandes revoluções. A grande revolução, desde 2004, nessa seara, têm sido os podcasts. No Brasil – vale repetir (e acrescentar) – Discofonia, Nightripper, É Batata, 5 a 1 e Antes, Durante e Depois. Em Portugal (com muitas saudades do Brasil): o GavezDois. Literalmente, vozes individuais; mas também: revistas eletrônicas. E revistas em papel, como a W3. A tão falada Web 2.0 – um termo cunhado pelo editor da O’Reilly – pôs as assas pra fora graças a ferramentas de (meta)conteúdo chamadas de “agregadores”, alimentadas por feeds (RSS?). (Entenda aqui seu próximo itinerário de leituras...) Ainda teve a consagração do Gmail, do Flickr e do Del.icio.us. Na internet, 2006 – assim como o futuro – já começou. [Comente esta Nota]
>>> Mais Internet
 



Artes >>> Artes em 2005
O cinema não fez muito bonito em 2005. Praticamente entregue aos blockbusters, que não atraem mais ninguém, e com o DVD acossado pela pirataria, a sétima arte foi definhando e clamando urgentemente por uma redefinição (pela qual, por exemplo, passa agora a música – pós-grandes gravadoras). Arrasando quarteirão: Spielberg em Guerra dos Mundos; Scorsese com seu Aviador; e Breno Silveira, no Brasil, com 2 Filhos de Francisco. Diretores no fio da navalha: Woody Allen com Melinda e Melinda; Clint Eastwood com Menina de Ouro; Andrucha Waddington com Casa de Areia. Zebras memoráveis: Closer (que virou referência para “a nova moral”) e Meu tio matou um cara (com Deborah Secco e Lázaro Ramos, dominando a cena – ou as cenas – o ano todo). No teatro, as ambições andam mais comedidas e, por isso, os palcos nos pareceram muito mais interessantes em 2005. Por ordem inversa de pretensão (e de público): Os Sete Afluentes do Rio Ota (onisciente, onipresente e onipotente Maria Luisa Mendonça); Adivinhe quem vem para rezar (Paulo-sempre-Autran); Sonho de um homem ridículo (Celso “pré-pós-tudo-bossa-band” Frateschi); Prego na testa (aterrorizado e aterrorizante Possolo); Bixiga, uma Bela Vista (o Ágora e o milagre das multiplicação dos pães). As artes, mesmo, tiveram, pelo menos, dois grandes momentos em matéria de exposição: Henry Moore (o Rodin do Século XX, segundo LEM) e Chico Buarque: o tempo e o artista, em São Paulo, no Sesc Pinheiros. Artistas – que podemos considerar plásticos – lançaram álbuns pela editora Conrad (que está revolucionando os quadrinhos no Brasil): entre tantos, Osamu Tezuka, Marcatti e Allan Sieber. Afora isso, Daniela Castilho foi convidada para a Bienal de Florença; a Kaboom! trouxe mais textos do que imagens; e até o Casseta&Planeta mereceu um especial. 2005 brindou, como pôde, os cinco (seis? Jung???) sentidos; que venha 2006. [Comente esta Nota]
>>> Mais Artes
 



Além do Mais >>> Além do Mais em 2005
2005 viu crescerem e proliferarem as iniciativas culturais de centros não formalmente ligados à academia. Em Campinas – flertando com a Unicamp – a programação exaustiva (e incomparável) do CPFL, de Augusto Rodrigues. Em São Paulo – flertando com a USP? – a Casa do Saber, no Itaim e em Higienópolis. Pela última (que não nega nem afirma o apelido de “Daslusp”), passaram, entre outros, em 2005: Colm Tóibín, João Adolfo Hansen, Antonio Medina Rodrigues, Luiz Felipe Pondé, Sérgio Rizzo e Tereza Aline Pereira de Queiroz... No meio termo entre um centro cultural e gastronômico, o Chakras expôs Ivald Granato e Antonio Peticov; lançou, ainda, um CD duplo e fez cantar Patricia Marx (revoltada com o revival dos Anos 80). A gastronomia, em si, teve bons momentos no ano: a altíssima, com o La Tambuille (que, a propósito, nunca sai entre os dez mais da Vejinha) e com o Emiliano (ainda indeciso, gastronomicamente falando, por conta de seu hotel); e a alta, com o Emporium Plaza (na linha inovadora da enogastronomia) e o Deloonix (inspirado, mas apenas inspirado, no raw food). No reino das novidades: a interessante invenção do Ateliê do Café (acredite se quiser, uma ramificação do criativo Grupo DPaschoal). Saindo da alquimia (mágica) e voltando, mais uma vez, para o mundo das idéias, mais especificamente as científicas, Richard Dawkins ajudou Nietzsche a matar Deus neste início de século, com O Capelão do Diabo (a reunião, quase que dominante, de suas contendas com os padres). A Igreja ainda esbravejou, por anos, contra a Lei da Biossegurança, mas foi derrotada no Congresso por obra e graça do Movitae. George Steiner merecia, então, fechar o ano com um apelo aos Mestres. Que eles – os verdadeiros – nos iluminem em 2006. [Comente esta Nota]
>>> Mais Além do Mais
 

 
Julio Daio Borges
Editor

* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
13/1/2006
10h21min
Não foi só no eixo Rio-São Paulo que as artes ficaram meio tristes. Por aqui, em Santa Catarina, as coisas também não caminharam como as pessoas ligadas nas artes queriam... O Brasil inteiro ficou ligado no Mensalão que não deu e não vai dar em nada. Enquanto a vida segue, esperemos que 2006 seja melhor para a literatura, cinema, teatro, poesia...
[Leia outros Comentários de MauraSoares]

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




História 2º Ano Ensino Fundamental
Cândido Domingues Grangeiro
Cereja
(2014)



The Big Leaf Pile
Josephine Page
Cartwheel
(2001)



Creta
Antony Beevor
Record
(2008)



Cozinhe e Congele
Maria Thereza Sampaio Cintra
Do Autor
(1989)



No Olho do Outro
Oscar Cesarotto
Iluminuras
(1996)



Uma Guerra Americana
Omar El Akkad
Harper Collins Br
(2017)



Comentários à Lei de Falências e de Recuperação de Empresas
Fábio Ulhoa Coelho
Saraiva
(2005)



Sou Católico Vivo a Minha Fé
Vario
Cnbb
(2007)



A família Frank que sobreviveu: uma saga da segunda guerra
Gordon F. Sander
Zahar
(2007)



Alma de Rainha
Carol Marinelli
Harlequin
(2010)





busca | avançada
61456 visitas/dia
1,8 milhão/mês