A realidade, na verdade, é mentira | Ivan Bilheiro | Digestivo Cultural

busca | avançada
39929 visitas/dia
1,1 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS

Quarta-feira, 17/8/2011
A realidade, na verdade, é mentira
Ivan Bilheiro

+ de 3100 Acessos
+ 2 Comentário(s)

Sobre as múltiplas e traiçoeiras faces da realidade. Assim é apresentado o livro Infâmia (Objetiva/Alfaguara, 2011, 277 págs.), de Ana Maria Machado, em uma de suas orelhas. Ou seria mais sobre a construção de múltiplas versões da realidade que, assim, sepultam a verdade? Quando se diz por aí que "os fatos são indiscutíveis, é necessário interpretá-los", estranhe. No final das contas, interpretações se fantasiam de fatos, os verdadeiros fatos são sepultados pelas versões e, assim, a realidade se perde. O que se vê, na verdade, é que as várias interpretações tornam-se onipresentes, e o necessário (e complicado) é interpretá-las...

A obra de Ana Maria Machado é muito mais sobre a infâmia ― com artigo definido ― do que, propriamente, a respeito de alguma infâmia. No caso, duas histórias, correndo em paralelo, que cumprem o papel de fazer um alerta, muito forte e atual, sobre os mecanismos através dos quais vidas são destruídas por conta de mecanismos de ocultação e deturpação da verdade.

De um lado, o embaixador Manuel Serafim Soares de Vilhena, chamado Manu entre os íntimos, chefe de uma família com tradição na carreira diplomática brasileira. Leitor por gosto e profissão, gosta de se dizer "intruso" das histórias, que lê e acompanha de perto, vivenciando-as. Ao longo da trama, por conta de uma catarata, encontra-se impossibilitado de fazer leituras e contrata a filha de um amigo para que cumpra a função de seus olhos, lendo para ele. No curso dos acontecimentos, o embaixador, que se nota tão perspicaz diante dos acontecimentos noticiados na mídia e das viagens encontradas na literatura, sente-se fracassado por não ter conseguido acompanhar a decadência da filha recém-perdida. Manu se questiona, por várias vezes, como foi que ele não conseguiu enxergar a urgência do caso da filha, o sofrimento que a vitimou. Neste caso, não foi "intruso", não foi um bom leitor.

Em paralelo, a história de um chefe de almoxarifado de uma repartição pública, chamado Custódio Fialho Borges Filho. Há anos trabalhando naquele Instituto, Custódio subiu até onde podia na carreira. Nessa condição, conseguiu dar meios para que os filhos corressem atrás dos próprios sonhos profissionais. Sentia-se satisfeito com isso. Mas, em sua posição, acabou constatando certas irregularidades que vinham sendo feitas pela nova diretoria. Em busca de justiça, por entender que um funcionário público, como diz o nome, deve funcionar para o público, resolve buscar meios de denunciar o ocorrido em seu local de trabalho. Através do contato com um jornalista, dispara a investigação da mídia e lança, "em horário nobre", o podre que se apossava do Instituto nos últimos tempos.

Embaixador e funcionário público: distantes em seus postos, próximos em suas tragédias. Ambos começam a notar que a realidade nem sempre corresponde à verdade e que, muitas vezes, versões magistralmente construídas são postas em seu lugar e iludem, fazendo da verdade uma opção descartada na construção desta realidade. Lançados em cenários construídos com muitas peças falsas, sofrem na busca do verdadeiro que está por trás, acreditando ser possível encontrá-lo.

Manuel Serafim Soares Vilhena, experiente nos meios políticos e diplomáticos, choca-se com a mentira a respeito da morte da filha. De fragmentos escritos pela mesma, até relatos de pessoas próximas, muitas pistas são recolhidas a fim de desvelar o que, efetivamente, ocorreu. Sentindo-se cada vez mais descrente do que lhe fora relatado, coloca-se no encalço da verdade, o que muda todo o cenário, altera cursos de vida, desfaz imagens sobre pessoas... A investigação mostra que o chão firme da realidade não passava de ilusão.

Custódio, por sua vez, constata rapidamente que a verdade nem sempre é o que importa. Vendo toda a sua denúncia, na busca da justiça, tornar-se um monstro incontrolável capaz de destruir vidas, pela deturpação de interpretações, o funcionário público luta para manter a esperança. Na mídia, vê toda a verdade revelada, mas apresentada de forma a servir à mentira, à farsa, ao roubo... "Tudo é verdade e nada é verdade", constatação do velho trabalhador ― a mesma d'O Estrangeiro de Camus, quando via o processo de que era réu fazer-se por uma ligação de fatos verdadeiros que construíam uma interpretação, uma versão somente favorável à acusação.

Ligadas, na trama, por relacionamentos entre os vários personagens, as histórias encaixam-se no sentido de construir o alerta: a infâmia, vil mecanismo de ocultação da verdade, tão presente na sociedade contemporânea, é um mal gravíssimo. A lição de um dos personagens é clara: "Atento, fui aprendendo que todo relato tem interpretações. Mais de uma. Nenhuma é a única correta. Mas muitas são apenas falsas, mentirosas".

A infâmia gera consequências terríveis, irreparáveis, e muitas vezes ela é construída pela fé cega que se tem em relatos, argumentos de autoridades, versões da mídia, gritos e acusações dos inimigos... Já Hamlet, de Shakespeare, lembrava que basta uma partícula impura para que toda a substância torne-se desprezível, que um pequeno defeito solapa toda a moral de um homem aos olhos alheios. Assim, maculadas pela infâmia, ainda que em uma mísera partícula (uma denúncia infundada), vidas inocentes são terrivelmente destruídas.

História permeada de referências a acontecimentos recentes do país, Infâmia é um livro que chama à responsabilidade o leitor: de que se alimentam as infâmias, as interpretações grotescas e deturpadas da verdade, se não do eco a elas feito? "Muitas vezes o crime não é aquilo que está sendo denunciado, mas a denúncia em si. Verdadeiros assassinatos de caráter, que é o nome técnico que os especialistas dão a isso", diz o embaixador personagem. Cumpre que os leitores, da imprensa, da literatura, dos relatos cotidianos, não sejam meros reprodutores, mas tornem-se críticos. Que as distorções da realidade não tornem a história infame...

Para ir além






Ivan Bilheiro
Juiz de Fora, 17/8/2011


Quem leu este, também leu esse(s):
01. A descida aos subterrâneos do humano de Guilherme Conte


Mais Ivan Bilheiro
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
19/8/2011
10h54min
Ana Maria Machado disse uma coisa curiosa num programa de televisão, a respeito desse livro: que ele vinha numa linha de títulos como "Desonra", de Coetzee, "Reparação", de Ian McEwan, "Humilhação", de Roth, e outros. Verdade: o que será que leva tantos autores de países diferentes a criar títulos assim, em onda mundial?
[Leia outros Comentários de francisco lopes]
24/8/2011
18h37min
Belo texto, Ivan! Essa discussão sobre a verdade é interessantíssima. E a frase "descontruída" no primeiro parágrafo já foi motivo de outras conversas. Pra ser sincero, não conhecia nem a autora nem o livro, mas me parece muito bom! As menções a Camus e Shakespeare engrandecem ainda mais o texto e a discussão em si.
[Leia outros Comentários de Rogério Arantes Luis]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




EU COMPRO, SIM! MAS A CULPA É DOS HORMÔNIOS
PEDRO DE CAMARGO
NOVAS IDEIAS
(2013)
R$ 10,00



O MEU SONHO É CIDADANIA
JOSÉ LUIZ DATENA
CELEBRIS
(2003)
R$ 8,00



DIREITO PENAL VOLUME 1 - PARTE GERAL, INTRODUÇÃO
LUIZ FLÁVIO GOMES
RT - REVISTA DOS TRIBUNAIS
(2003)
R$ 22,00



BRAZIL FRAGRANCES
LUCILENE RIBEIRO CORD.
ABIHPEC
R$ 50,00



UMA ESTADIA NO INFERNO, POEMAS ESCOLHIDOS, A CARTA DO VIDENTE
ARTHUR RIMBAUD
MARTIN CLARET
(2005)
R$ 18,00



FUNDAMENTOS DE FILOSOFIA VOL. ÚNICO
GILBERTO COTRIM
SARAIVA
(2013)
R$ 15,63



LEON TOLSTOI POR ELE MESMO
LEON TOLSTOI; CELIA XAVIER CAMARGO
PETIT
(2006)
R$ 14,00



AS 25 LEIS BÍBLICAS DO SUCESSO
WILLIAM DOUGLAS
SEXTANTE
(2012)
R$ 18,90



UM ASSASSINO PARA O PAPA
TAD SZULC
RECORD
(2001)
R$ 20,00



CRÔNICAS ESCOLHIDAS - JOSÉ DE ALENCAR (LITERATURA BRASILEIRA)
JOSÉ DE ALENCAR
ÁTICA
(1995)
R$ 4,00





busca | avançada
39929 visitas/dia
1,1 milhão/mês