A pós-modernidade de Michel Maffesoli | Guilherme Carvalhal | Digestivo Cultural

busca | avançada
23155 visitas/dia
708 mil/mês
Mais Recentes
>>> Dois solos compõem a Terça Aberta no Kasulo
>>> Mídia em Foco debate as novas perspectivas do mercado da música
>>> "A PALAVRA FORA DO LUGAR: ESCRITORES REFUGIADOS E EM RISCO no CCBB RJ
>>> Escritora Regina Zappa fala sobre maio de 1968 no Sem Censura
>>> Roberta Sá e Gilberto Gil lançam single
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> A Fera na Selva, filme de Paulo Betti
>>> Raio-X do imperialismo
>>> Cães, a fúria da pintura de Egas Francisco
>>> O Vendedor de Passados
>>> A confissão de Lúcio: as noites cariocas de Rangel
>>> Primavera para iniciantes
>>> Nobel, novo romance de Jacques Fux
>>> De Middangeard à Terra Média
>>> Dos sentidos secretos de cada coisa
>>> O pai da menina morta, romance de Tiago Ferro
Colunistas
Últimos Posts
>>> Lançamentos em BH
>>> Lançamento paulistano do Álbum
>>> Pensar Edição, Fazer Livro 2
>>> Ana Elisa Ribeiro lança Álbum
>>> Arte da Palavra em Pernambuco
>>> Conceição Evaristo em BH
>>> Regina Dalcastagné em BH
>>> Leitores e cibercultura
>>> Sarau Libertário em BH
>>> Psiu Poético em BH esta semana
Últimos Posts
>>> Entre a esperança e a fé
>>> Tom Wolfe
>>> Terra e sonhos
>>> Que comece o espetáculo!
>>> A alforja de minha mãe
>>> Filosofia no colégio
>>> ZERO ABSOLUTO
>>> Go é um jogo mais simples do que imaginávamos
>>> Wild Wild Country
>>> Um velho adolescente
Blogueiros
Mais Recentes
>>> As cartas de Dostoiévski
>>> Sobre caramujos e Omolu
>>> Três filmes sobre juventude no novo século
>>> A idolatria do século XXI
>>> Poesia e Guerra: mundo sitiado (parte II)
>>> Vida ou arte em Zuzu Angel
>>> Mainardi e o jornal do futuro
>>> O lilás da avenida sou eu
>>> O Anvil e o amor à música
>>> Sabemos pensar o diferente?
Mais Recentes
>>> Asterix na Córsega
>>> Lutando pela Vida
>>> Sociedade -O Espelho partido
>>> Tu és Isso (Tat Tvam Asi)
>>> Orfandades
>>> Muitas Vozes - Autobiografia de Uma Médium
>>> Como Fazer Uma Monografia
>>> Love, Rosie
>>> A Dieta do Yin e do Yang - Para Gordos, Magros e Instáveis
>>> Olhos Azuis, Coração Vermelho
>>> Marcas da Vida
>>> Corações de Pedra
>>> Corações de Pedra
>>> Por uma Semente de Paz
>>> Voz e Fala da Criança (No lar e na Escola)
>>> Com a Pré-Escola nas Mãos - Uma alternativa curricular para a educação
>>> Novo Mundo - Cartas de Viagens e Descobertas - A Visão do Paraíso
>>> Ouvidos Dourados - A arte de ouvir as histórias
>>> Enigma na Televisão
>>> Tokyo Summer of Dead (O verão dos mortos-vivos)
>>> Curação a arte de bem cuidar-se
>>> Abaixo a Lição de Casa!
>>> O Matrimônio e o Amor
>>> Aventura no Império do Sol
>>> Manu - A Menina que Sabia Ouvir
>>> A Fonte da Juventude
>>> Nó Cego - Inferno e Paraíso numa Fábrica de Loucos
>>> As Portas da Percepção/ Céu e Inferno
>>> Edward Schillebeeckx - Coleção Teólogos do Século XX
>>> Tratado de Psicologia Revolucionária
>>> Novo Endereço
>>> Lei das S.A.
>>> Grimble
>>> A Senda da Iniciação
>>> Por Acaso
>>> Matthew Lipman e a Filosofia Para Crianças. Três Polemicas
>>> Esperanto: O Novo Latim Da Igreja e do Ecumenismo
>>> Dicionário Judaico de Lendas e Tradições
>>> Amar de Novo
>>> Ética e Marketing Social - Editora Futura 2002
>>> Ética e Marketing Social - Editora Futura 2002
>>> Ética e Marketing Social - Editora Futura 2002
>>> Ética e Marketing Social - Editora Futura 2002
>>> Ética e Marketing Social - Editora Futura 2002
>>> Negocie, Influencie e Convença
>>> Gestão de Negócios uma Abordagem Brasileira
>>> Tudo o Que Aprendi Sobre o Mundo dos Negócios
>>> A Empresa Ágil
>>> Tudo Sobre Cheques
>>> Créditos Problemáticos e Inadimplência
COLUNAS

Quinta-feira, 8/6/2017
A pós-modernidade de Michel Maffesoli
Guilherme Carvalhal

+ de 1700 Acessos



A formulação do conceito de modernidade foi uma construção histórica que envolveu da era do ser humano socializado em tribos até o surgimento dos estados nacionais atuais. O modelo tribal foi marcado pela criação de laços entre seus componentes de proximidade, de espontaneidade; conviviam por se enxergarem uns nos outros como iguais.

A formação dos grandes impérios — Egito, Assíria, Roma — até os estados nacionais marcou a criação de laços de convivência que mudaram de forma. O império ou o reino constitui-se como domínios do regente e como uma instituição superior aos homens, e à qual eles se associavam. Surge a figura do súdito e, mais recentemente, a do cidadão com o apogeu das democracias. A formação das sociedades ganha contornos mais burocráticos. Os indivíduos coexistem pelo senso de pertencimento a uma mesma instituição, pelo seu distanciamento dos demais — foi o caso do romano contra os de fora, os bárbaros — e pela mútua dependência, como no modelo econômico atual, da divisão do trabalho.

Pensar nas sociedade modernas significa compreender o ser humano nessas instâncias, pertencente a países, postos como cidadãos de suas nações, inseridos em um contexto de economia de mercado em que a mútua dependência gera a formação de laços, mais do que o fato de se enxergam um igual, e com o individualismo e a liberdade como grandes parâmetros de como essa sociedade deve funcionar, inclusive em suas instâncias jurídicas.

O conceito de pós-modernidade ganhou força nas últimas décadas, apontando mudanças na cultura e nas maneiras de socialização que romperiam com esse modelo de existência. Inúmeros autores, entre eles o aclamado Zygmunt Bauman (que preferia o termo sociedade líquida do que pós-modernidade), começaram a analisar que as sociedades contemporâneas — e poderíamos colocar o princípio como a partir do fim da Segunda Guerra Mundial, apesar de não haver um consenso quanto a datas — tendem a uma maior frouxidão de suas normas, com maior liberdade e maior insegurança, e os valores e as instituições que sempre nortearam a vida humana, como igreja e família, perdem espaço para outras, como a cultura de massa.

As formas de analisar a pós-modernidade são muito vastas e ganharam muitos contornos. Uma visão mais específica que se pretende abordar nesse texto é a do sociólogo francês Michel Maffesoli, um pensador original que tem uma das abordagens mais singulares desse período.

Normalmente as análises sobre pós-modernidades são acompanhadas por forte sentimento negativo. A perda dos valores tradicionais e a formação de uma cultura globalizada, sobrepondo a tradicional, com menor apego à cidadania e o crescimento de problemas sociais como o consumo de drogas e a violência, sempre se configuram como problemático e acompanhado do sentimento de “antigamente era melhor”. Já a abordagem de Maffesoli tem um viés diferente, menos trágico.

Para esse autor, essa era pós-moderna é marcada pelo que ele denomina de “tribalismo”, em que as relações são formadas mais por um forte senso emotivo e menos pelas relações frias formadas pela sociedade industrial. Assim, o comportamento moderno cada vez mais tangeria para um modelo tribal, em que as pequenas aglomerações ganham força, superando o conceito de nação ou de povo. Então, ao rompimento dos antigos modelos sociais sucede um novo, em que as pequenas relações são construídas, e em que o laço afetivo é mais forte.

Na formação das nações modernas, há fortemente o movimento do centro reduzir as disparidades internas. Peguemos um exemplo, o de imigrantes brasileiros, em que as ações sempre foram de reduzir seus laços com as nações de origem e abrasileirá-los, como no caso de levá-los ao uso do idioma português. Dessa forma, as diferentes formas de coexistência seriam centrifugadas por essa noção maior de nação.

Além disso, a industrialização viria acompanhada por um sentimento de desencantamento do mundo. A razão instrumental que modela o comportamento e a relação do indivíduo com seu entorno tornariam essa percepção fria e reduziria a capacidade de se enxergar no outro, de criar uma relação realmente próxima. Em termos mais alegóricos, é como se a própria pessoa se tornasse mecânica.

A perda desse sentimento de pertencimento a essa grande instituição produz mudanças na solidariedade entre as pessoas. Esse modelo de interdependência das partes volta ao modelo primitivo, em que os componentes se reúnem por reconhecerem um no outro um igual. O ritmo da vida moderna então anda para trás, se assemelhando ao modelo dos homens primitivos. E esse senso de proximidade com o outro é retomado.

As implicações desse modelo, obviamente, se dão na política. O pensamento acerca da pós-modernidade já costuma estabelecer alguns pontos, como a incapacidade da política em apresentar soluções e mudanças na sociedade, o que se associa ao desinteresse da população por ela. Com relação a esse contexto, Maffesoli aponta para novas formas de tomadas de decisão, com esses nichos de socialização ganhando força em relação à política tradicional.

Sua forma de pensar é inovadora e muitas vezes controversa. Os questionamento que passam por quem estuda sua forma de enxergar a sociologia facilmente levam à contestação. Esse é outro de seus méritos, o de conseguir pensar fora da caixa e andar contra determinadas correntes tanto no pensamento acadêmico quanto no pensamento do dia a dia.


Guilherme Carvalhal
Itaperuna, 8/6/2017


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Uma suposta I.C. de Elisa Andrade Buzzo
02. Piada pronta de Luís Fernando Amâncio
03. Claudio Willer e a poesia em transe de Renato Alessandro dos Santos
04. Dilúvio, de Gerald Thomas de Jardel Dias Cavalcanti
05. Como se me fumasse: Mirisola e a literatura do mal de Jardel Dias Cavalcanti


Mais Guilherme Carvalhal
Mais Acessadas de Guilherme Carvalhal em 2017
01. Sabemos pensar o diferente? - 21/9/2017
02. Aquarius, quebrando as expectativas - 6/4/2017
03. Mais espetáculo que arte - 16/3/2017
04. A pós-modernidade de Michel Maffesoli - 8/6/2017
05. Literatura, quatro de julho e pertencimento - 20/7/2017


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




MANGÁ VAGABOND 24
TAKEHIKO INOUE
CONRAD
(2003)
R$ 8,75



GOSSIP GIRL - DO JEITO QUE EU GOSTO - VOL. 5
CECILY VON ZIEGESAR
GALERA RECORD
(2007)
R$ 8,00



PÉTALAS CAÍDAS - POESIAS ESCOLHIDAS
AYRTON CHRISTOVAM DOS SANTOS
DO AUTOR
(2000)
R$ 10,00



PENSAR A LEITURA: COMPLEXIDADE
ELIANA YUNES (ORG.)
LOYOLA
(2002)
R$ 19,00



MEUS AMIGOS INTELIGENTES
MARCEL BENEDETI
MUNDO MAIOR
(2012)
R$ 18,90



STEPHEN HAWKING: UMA BIOGRAFIA
KRISTINE LARSEN
A GIRAFA
(2006)
R$ 20,00



O PEQUENO PRÍNCIPE COM AQUARELAS DO AUTOR - CAPA ALMOFADADA
ANTOINE DE SAINT EXUPÉRY
CIRANDA CULTURAL
(2015)
R$ 29,00



O CLONE DE CRISTO
J. R. LANKFORD
SAÍDA DE EMERGÊNCIA
(2014)
R$ 15,00



ACERTE NA ENTREVISTA E NO CURRÍCULO 1 - LIÇÕES PARA O SUCESSO
MAX GEHRINGER
GOLD
R$ 8,00



O CASO DO PACU VOADOR E OUTRAS HISTÓRIAS
ENNIO BOTTON
TODAS AS MUSAS
(2015)
R$ 30,00
+ frete grátis





busca | avançada
23155 visitas/dia
708 mil/mês