Reflexões sobre um século esquecido (1901-2000), por Tony Judt | Digestivo Cultural

busca | avançada
74982 visitas/dia
2,1 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Lewis Wolpert explica como os organismos multicelulares se formam a partir de um simples óvulo
>>> Festival Aparecida Criativa surge para transformar a produção cultural de Sorocaba
>>> Com 21 apresentações gratuitas, FLOW Literário celebra presença da literatura nas artes
>>> Com 21 apresentações gratuitas, FLOW Literário aborda multi linguagens da literatura
>>> MASP, Osesp e B3 iniciam ciclo de concertos online e gratuitos
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Um antigo romance de inverno
>>> O acerto de contas de Karl Ove Knausgård
>>> Assim como o desejo se acende com uma qualquer mão
>>> Faça você mesmo: a história de um livro
>>> Da fatalidade do desejo
>>> Cuba e O Direito de Amar (3)
>>> Isto é para quando você vier
>>> 2021, o ano da inveja
>>> Pobre rua do Vale Formoso
>>> O que fazer com este corpo?
Colunistas
Últimos Posts
>>> Queen na pandemia
>>> Introducing Baden Powell and His Guitar
>>> Elon Musk no Clubhouse
>>> Mehmari, Salmaso e Milton Nascimento
>>> Gente feliz não escreve humor?
>>> A profissão de fé de um Livreiro
>>> O ar de uma teimosia
>>> Zuza Homem de Mello no Supertônica
>>> Para Ouvir Sylvia Telles
>>> Van Halen ao vivo em 1991
Últimos Posts
>>> Centopéia perambulante
>>> Fio desemcapado
>>> Verbo a(fiado)
>>> Janelário
>>> A vida é
>>> (...!)
>>> Notívagos
>>> Sou rosa do deserto
>>> Os Doidivanas: temporada começa com “O Protesto”
>>> Zé ninguém
Blogueiros
Mais Recentes
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Frederico Trajano sobre a retomada
>>> Marchand da resistência
>>> Evasivas admiráveis, de Theodore Dalrymple
>>> Cinema em 2002
>>> Ser intelectual dói
>>> Eu não pulei carnaval
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Grüβ Gott
>>> Blogs vs. sites de notícias
Mais Recentes
>>> O que o dinheiro não compra de Michael J. Sandel pela Civilização Brasileira (2012)
>>> História de Juvenal e o Dragão de João Martins de Athayde pela Não informado
>>> A Segunda Vida de Canção de Fogo de Minelvino Francisco Silva pela Não informado
>>> A Segunda Vida de Canção de Fogo de Minelvino Francisco Silva pela Não informado
>>> O Homem em Teilhard de Chardin de Paul Chauchard pela Herder (1963)
>>> O Santo Graal a História de uma Lenda de Richard Barber pela Record (2007)
>>> Cestas Sagradas-lições espirituais de um guerreiro das quadras de Phil Jackson /Hugh Delehanty pela Rocco (1997)
>>> Carmen de Prosper Mérimée pela Brasiliense (1986)
>>> A Borboleta de James M. Cain pela Brasiliense (1986)
>>> Carmilla Morrer de Prazer e Chá Verde de Sheridan Le Fanu pela Brasiliense (1985)
>>> O Que é Trabalho Empresa Marketing de Varios Autores pela Círculo do Livro
>>> O Que é Ecologia / Corpo / Lazer de Pàdua / Gaiarsa / Camargo pela Círculo do Livro
>>> Reunião de Turma de Fred Uhlman pela Record (1971)
>>> Impossível Equilíbrio de Mempo Giardinelli pela Record (1997)
>>> Língua Portugues Sistema Único de Saude de Ismael mrad e Ana Carolina pela Águia Dourada (2016)
>>> Tijon, Gongón e Outros Escritos de Miguel Ángel Asturias pela Labortexto (1999)
>>> Vista do Amanhecer no Trópico de G. Cabrera Infante pela Companhia das Letras (1988)
>>> Moha o Louco Moha o Sábio de Tahar Ben Jelloun pela Francisco Alves (1985)
>>> A Neve do Almirante de Alvaro Mutis pela Companhia das Letras (1990)
>>> O Pau de Sebo de René Depestre pela Marco Zero (1983)
>>> O Misterioso Desaparecimento da Marquesinha de Loria de José Donoso pela Difel (1984)
>>> O Itinerário da Derrota de Ruy Carlos Ostermann pela Artes Ofícios (1992)
>>> Cem Anos de Paixão - uma Mitologia Carioca no Futebol de Cláudia Mattos pela Rocco
>>> Evolução na Comunicação de Giovanni Giovannini pela Nova Fronteira (1987)
>>> Mito e Sexualidade de Jamake Highwater pela Saraiva (1992)
DIGESTIVOS >>> Notas >>> Imprensa

Terça-feira, 7/9/2010
Reflexões sobre um século esquecido (1901-2000), por Tony Judt
Julio Daio Borges

+ de 9800 Acessos
+ 2 Comentário(s)




Digestivo nº 470 >>> Tony Judt comoveu, recentemente, o mundo, ao lutar contra uma doença rara, que ia paralisando-o, progressivamente, até a morte. O mal avançava a galope, e a morte não tardaria a ocorrer, mas Judt, supreendentemente, concedeu uma entrevista à Época — onde afirmava que continuaria escrevendo enquanto pudesse. Seu corpo quase não respondia, mas sua mente continuava límpida. Impossível não se lembrar dessa história ao ler Reflexões sobre um século esquecido (1901-2000), que acaba de sair pela editora Objetiva. Judt ficaria conhecido por Pós-guerra (2008), igualmente traduzido no Brasil, mas seus ensaios, coligidos neste novo volume, são tão interessantes quanto. E a sensação, ao avançar pela leitura, é que o mundo perdeu mais um ensaísta — do quilate de Juan Luis Cebrián; do tipo que não se forja mais (talvez porque se escreva cada vez menos em profundidade). E Judt é, deliciosamente, fluido — desde a introdução, que fisga o leitor ainda na livraria, até a última parte, quando aborda pesos pesados como Kissinger. Judt partiu convencido de que o século XXI assumiu o controle de nossa época aos borbotões: saímos dos 1900s propriamente sem nos despedir, nem ponderar o que "ganhamos" e o que deixamos para trás. Judt, por exemplo, lamenta — como Umberto Eco — o fim de uma "cultura comum", dada a profusão de informações, também na internet, isolando-nos de nossos contemporâneos e, em igual medida, de nossos antepassados. Judt observa — como Marco Antonio Villa, outro dia — que a política se esvaziou, que as discussões são majoritariamente econômicas e que não existem novas "metas sociais" a serem cumpridas. E Judt lamenta, sobretudo, o desaparecimento dos chamados "intelectuais públicos": "homens e mulheres que se dedicavam ao debate e a influenciar a opinião pública e a política" — "assumindo o papel de porta-vozes do interesse público e do povo, contra a autoridade do Estado". Tudo isso na supracitada "introdução", habilmente designada "O mundo que perdemos". Judt ainda relembra Koestler, Primo Levi e tem a audácia de criticar a quase unânime Hannah Arendt. Ressuscita Camus — sem poupá-lo —, e desconstrói, para espanto dos historiadores (ou simpatizantes), Eric Hobsbawn. Consegue retomar o interesse pela história do marxismo (quem diria) e discutir, como se fosse hoje, a "Queda da França" (em 1940). É possível supor — como Nélson Rodrigues afirmava — que Tony Judt tenha alcançado "a serenidade dos que vão morrer". O certo é que numa era de tantos "extremos" quanto a anterior, precisamos de novos faróis, como Tony Judt — pois, "se quisermos compreender o mundo do qual acabamos de emergir, precisamos ter em mente o poder das ideias".
>>> Reflexões sobre um século esquecido (1901-2000)
 
Julio Daio Borges
Editor

Quem leu esta, também leu essa(s):
01. João Gilberto na Casa de Chico Pereira (Música)
02. Quando os mercados falham (Literatura)
03. What Is And What Should Never Be (Música)
04. Tout le reste est littérature (Literatura)
05. Tout le reste est littérature (Literatura)


Mais Notas Recentes
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
7/9/2010
03h00min
Julio, muito obrigado por repercutir o lançamento desse livro. O Judt foi uma das mentes mais lúcidas do século 20. Mal posso esperar para ler seu livro póstumo de memórias.
[Leia outros Comentários de Daniel Lopes]
8/9/2010
10h07min
A reflexão nasce da serenidade, da busca íntima dos valores morais e éticos e da leitura crítica de um período em que construímos a vida. No momento em que podemos partir devido a uma doença ou coisa assim teremos tempo pra essa reflexão. Mas o importante é elaborar o tempo enquanto estamos vivos e respirando, refletindo sobre a nossa forma de existir.
[Leia outros Comentários de Manoel Messias Perei]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Lúcia
Gustavo Bernardo
Relume Dumará
(1999)
R$ 9,80



Nouvel Âge Dor Ou Horreur Économique ? La Nouvelle Économie Des
Jacques Régniez
Presses Universitaires France
(1999)
R$ 32,28



El Espacio Imaginario
Sami-ali
Amorrortu
(1974)
R$ 15,00



As Novas Fronteiras da Ética Cristã
Claudionor de Andrade
Cpad
(2015)
R$ 20,00



Rivista Di Architettura e Arti del Progetto Luglio / Agosto 1999
Pierre Pinon
Federico
(1999)
R$ 15,00



Harry Potter and the Deatbly Hallows
J. K. Rowling
Bloomsbury
(2007)
R$ 22,00



O Matuto
Zíbia Gasparetto-pelo Espírito de Lucius
Vida e Consciencia
(2003)
R$ 25,90



O Tronco do Ipê Clássicos Brasileiros
José de Alencar
Ediouro
R$ 8,00



Corpo Novos Poemas
Carlos Drummond de Andrade
Record
(1984)
R$ 15,00



Nina Remy 3 Uma Super Espiã Um Tremendo Pesadelo
Deborah Abela
Fundamento
(2009)
R$ 11,90





busca | avançada
74982 visitas/dia
2,1 milhões/mês