Londres e seus museus - em breve, de graça | Arcano9 | Digestivo Cultural

busca | avançada
79919 visitas/dia
2,6 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Renato Morcatti transita entre o público e o íntimo na nova exposição “Ilê da Mona”
>>> Site WebTV publica conto de Maurício Limeira
>>> Nó na Garganta narra histórias das rodas de choro brasileiras
>>> TODAS AS CRIANÇAS NA RODA: CONVERSAS SOBRE O BRINCAR
>>> Receitas com carne suína para o Dia dos Pais
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Ao pai do meu amigo
>>> Paulo Mendes da Rocha (1929-2021)
>>> 20 contos sobre a pandemia de 2020
>>> Das construções todas do sentir
>>> Entrevista com o impostor Enrique Vila-Matas
>>> As alucinações do milênio: 30 e poucos anos e...
>>> Cosmogonia de uma pintura: Claudio Garcia
>>> Silêncio e grito
>>> Você é rico?
>>> Lisboa obscura
Colunistas
Últimos Posts
>>> Deep Purple em Nova York (1973)
>>> Blue Origin's First Human Flight
>>> As últimas do impeachment
>>> Uma Prévia de Get Back
>>> A São Paulo do 'Não Pode'
>>> Humberto Werneck por Pedro Herz
>>> Raquel Cozer por Pedro Herz
>>> Cidade Matarazzo por Raul Juste Lores
>>> Luiz Bonfa no Legião Estrangeira
>>> Sergio Abranches sobre Bolsonaro e a CPI
Últimos Posts
>>> O cheiro da terra
>>> Vivendo o meu viver
>>> Secundário, derradeiro
>>> Caminhemos
>>> GIRASSÓIS
>>> Biombos
>>> Renda Extra - Invenção de Vigaristas ou Resultado
>>> Triste, cruel e real
>>> Urgências
>>> Ao meu neto 1 ano: Samuel "Seu Nome é Deus"
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Eles – os artistas medíocres
>>> Sultão & Bonifácio, parte IV
>>> Em 2016, pare de dizer que você tem problemas
>>> O Direito mediocrizado
>>> Carma & darma
>>> Carlos H Lopes de chapéu novo
>>> Três paredes e meia
>>> All That Jazz
>>> A proposta libertária
>>> It’s only rock’n’roll but I like it
Mais Recentes
>>> O Exu do Fogo de Marcílio Borges pela Madras (2013)
>>> Panorama da Literatura de Flávio Aguiar pela Nova Cultural (1988)
>>> Drácula: O vampiro da noite de Bram Stoker pela Martin Claret (2008)
>>> Arquiteto a Máscara e a Face de Paulo Bicca pela Projeto (1984)
>>> Jonas Assombro de Carlos Nejar pela Novo Século (2008)
>>> A Construção da Cidade Brasileira de Manuel C. Teixeira (Coord.) pela Livros Horizonte (2004)
>>> Ayurveda: A Ciência da Longa Vida de Dr. Edson Antônio D'angelo & Janner Rangel Côrtes pela Madras (2015)
>>> Macunaíma (o heróis sem nenhur caráter) de Mário de Andrade pela Círculo do Livro
>>> Cyrano de Bergerac de Edmond Rostand pela Nova Cultural (1993)
>>> Relações Sociais E Serviço Social No Brasil: Esboço de Uma Interpretação Histórico-metodológica - 41ª Edição (7ª Reimpressão) de Marilda Villela Iamamoto & Raul de Carvalho pela Cortez (2018)
>>> Lima Barreto: o rebelde imprescindível de Luiz Ricardo Leitão pela Expressão Popular (2006)
>>> A Batalha das Rainhas de Jean Plaidy pela Record (1978)
>>> Um Certo Capitão Rodrigo de Erico Verissimo pela Círculo do Livro
>>> O Livro de San Michele de Axel Munthe pela Círculo do Livro
>>> O Espião Que Morreu de Tédio de George Mikes pela Círculo do Livro
>>> O Santo Inquérito - Coleção Prestígio de Dias Gomes pela Ediouro (2004)
>>> Confissões Eróticas de Iris e Steven Finz pela Record (2001)
>>> Diários do Vampiro Vol 1 Origens Ddiários de Stepan de L. J. Smith - Kevin Williamson - Julie Plec pela Galera Record (2011)
>>> Peão da Rainha de Victor Canning pela Record (1969)
>>> Paris - uma Agenda de Bons Endereços de Elisabeth Vanzolini pela Ediouro (1998)
>>> Obras Incompletas - Coleção Os Pensadores - 2 Volumes de Friedrich Nietzsche pela Nova Cultural (1991)
>>> Ensaios Escolhidos - Coleção Os Pensadores de Bertrand Russell pela Nova Cultural (1992)
>>> Diálogos - Coleção Os Pensadores de Platão pela Nova Cultural (1991)
>>> Ensaio Acerca do Entendimento Humano de John Locke pela Nova Cultural (1991)
>>> Do Contrato Social e outros textos - Coleção Os Pensadores de Rousseau pela Nova Cultural (1991)
COLUNAS

Segunda-feira, 5/2/2001
Londres e seus museus - em breve, de graça
Arcano9

+ de 2000 Acessos

Há várias maneiras de se conhecer a capital britânica.

Se você já veio para cá você sabe: muito, muito difícil conhecer esta cidadezinha em uma semana (como eu tentei uns anos atrás, como mochileiro recém-saído da faculdade, encontrando a capital britânica numa semana de tempo particularmente amaldiçoado, uma chuva que obrigou o torneio de Wimbledon a ser adiado). Frustrante. Bom, você pode conhecer Londres passando um mês preguiçosamente passeando pelos parques; Outro mês, conhecendo restaurantes de todas as partes do mundo; Mais um, nos teatros do West End; e não nos esqueçamos, é claro, da semana dedicada aos museus.

Eu fico impressionado como você encontra coisa boa por aqui nesses museus, e cada vez fica melhor. Faz tempo que você esteve aqui pela última vez? Então, certamente você não conhece o novo interior do Museu Britânico, certamente o museu mais famoso do mundo, fundado em 1753. Por sorte, trabalho aqui do lado, em Holborn, e volta e meia dou uma pingadinha para tomar um café e comer um brownie no abrigo daquele teto espetacular de aço e vidro, que se curva sobre minha cabeça, entre o prédio principal do museu e a extraordinária bibilioteca. O que mais anda mudando? Acho que ainda não ficou batido falar da Tate Modern, o novo braço do tradicional museu que abriga "O Beijo", de Rodin. A Tate Modern foi inaugurada com estardalhaço no ano passado, ocupando uma velha usina às margens do rio Tâmisa, entre a ponte de Blackfriars e a nova ponte do Milênio. Fenomenal.

Entretanto, o mais novo desdobramento neste mundo de corredores e obras às vezes estapafúrdias, às vezes embasbacantes, é o que está sendo anunciado nestes dias. Um acordo fechado entre o Departamento de Cultura, Mídia e Esporte e o Tesouro nacional estabelece que todos os museus públicos de Londres, todos, vão deixar de cobrar ingresso.

A novidade não atinge, é claro, o tradicionalmente gratuito Museu Britânico, ou a Tate, mas vai afetar outros museus conhecidos da capital britânica. Um exemplo é o Museu de História Natural, uma verdadeira viagem para quem gosta de ciência, animais, dinossauros, e por aí afora. É a epítome do museu de ciências, tudo o que você sempre imaginou. Exposições interativas e claras, mesmo para pessoas que falam pouco inglês, e um ambiente que nos transforma em crianças, com vontade de correr de um canto para o outro para descobrir o que tem lá dentro, ou o que é aquele bicho empalhado. O Museu de História Natural cobra hoje £9 para adultos, um absurdo (especialmente se você fizer o câmbio para Reais, o que eu vou te dar a chance de descobrir sozinho e sofrer). Também devem passar a ser gratuitos, o museu da Ciência e o museu Victoria e Albert (o chatíssimo museu de design, com longas e intermináveis salas com vestidos, artigos de ourivesaria e outros ítens que, no meu entender, formam um acervo imenso demais e díspar demais para serem abrigados sob o mesmo teto). Todos esses museus ficam na região de Kensington, pertinho do Hyde Park.

Quer saber minha opinião? Eu acho excelente que se libere de vez os museus, especialmente num país em que está bem economicamente como a Grã-Bretanha. A proposta original para liberar a entrada foi feita pelo Partido Trabalhista de Tony Blair, na época que ainda estava na oposição, mas não vingou porque temia-se que os custos fossem altos demais. Agora, parece que os calculos foram revistos. Se dá para o governo subsidiar os museus, ótimo. No Brasil isso seria excelente, mas não creio que seja viável o governo pagar por tudo. O Masp cobra R$ 10 pela entrada, mas não tem opção. Infelizmente, a cultura é uma das últimas prioridades, num país que enfrenta pragas de difícil resolução, especialmente em São Paulo, em ruínas pós-Pitta. Um dia, quem sabe, todos os museus serão de graça, abertos 24 horas por dia, com milhares de visitantes, alunos de arte, crianças e namorados. Se isso acontecesse no Brasil, talvez os poucos museus que temos fossem mais vivos, como é o museu britânico, que as pessoas visitam despretenciosamente, e sempre aprendem algo novo. É comovente, e certamente não ocorreria se o visitante tivesse que pagar. Liberar o ingresso dos museus com certeza vai colaborar para popularizá-los mais. No entanto... Ok, Ok, sonhar vale a pena. À propósito, o que há de quente nos museus por aí, agora? Talvez você nem saiba...


Arcano9
Londres, 5/2/2001


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Saudade de ser 'professor' de Filosofia de Cassionei Niches Petry
02. A noite iluminada da literatura de Pedro Maciel de Jardel Dias Cavalcanti
03. O Que Podemos Desejar; ou: 'Hope' de Duanne Ribeiro
04. Escola, literatura e sociedade: esquizofrenia de Ana Elisa Ribeiro
05. O Mito da Eleição de Marilia Mota Silva


Mais Arcano9
Mais Acessadas de Arcano9 em 2001
01. Duas formas de perder a virgindade no West End - 5/3/2001
02. O que realmente importa - 17/12/2001
03. Quando road movie encontra inocência adolescente - 19/3/2001
04. Ler ao acaso - 19/11/2001
05. Concurso de popstars mostra novo caminho na TV - 19/2/2001


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Amor em S. Petersburgo
Heinz G. Konsalik
Klick
(1998)



Balanço da Bossa e Outras Bossas - 5ª Edição - 4ª Reimpressão
Augusto de Campos
Perspectiva
(2015)



Pollyanna
Eleanor H. Porter
Companhia Nacional



Clareando
Maria Rosa Teixeira
Ie
(2003)



Cinqüenta Tons de Liberdade
E. L. James
Intrínseca
(2012)



Caricatura dos Tempos
Belmonte
Melhoramentos/circulo do Livro
(1982)



Psicologia Econômica - Estudo do Comportamento Econômico
Vera Rita de Mello Ferreira
Campus
(2008)



A Filosofia da Arte Moderna
Herbert Read
Ulisseia



Prevenção a Uso de Drogas - uma Visão Espírita
Paulo Pio
Letras e Textos
(2012)



Mónica y Su Pandilla 5 La Sirena
Mauricio de Sousa
Panini Comics
(2010)





busca | avançada
79919 visitas/dia
2,6 milhões/mês