Literatura é para os feios e malvados | Daniel Aurelio | Digestivo Cultural

busca | avançada
51542 visitas/dia
1,8 milhão/mês
Mais Recentes
>>> “É Hora de Arte” realiza oficinas gratuitas de circo, grafite, teatro e dança
>>> MOSTRA DO MAB FAAP GANHA NOVAS OBRAS A PARTIR DE JUNHO
>>> Ibevar e Fia-Labfin.Provar realizam uma live sobre Oportunidades de Carreira no Mercado de Capitais
>>> PAULUS Editora promove a 6º edição do Simpósio de Catequese
>>> Victor Arruda, Marcus Lontra, Daniela Bousso e Francisco Hurtz em conversa na BELIZARIO Galeria
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> A suíte melancólica de Joan Brossa
>>> Lá onde brotam grandes autores da literatura
>>> Ser e fenecer: poesia de Maurício Arruda Mendonça
>>> A compra do Twitter por Elon Musk
>>> Epitáfio do que não partiu
>>> Efeitos periféricos da tempestade de areia do Sara
>>> Mamãe falhei
>>> Sobre a literatura de Evando Nascimento
>>> Velha amiga, ainda tão menina em minha cabeça...
>>> G.A.L.A. no coquetel molotov de Gerald Thomas
Colunistas
Últimos Posts
>>> Fabio Massari sobre Um Álbum Italiano
>>> The Number of the Beast by Sophie Burrell
>>> Terra... Luna... E o Bitcoin?
>>> 500 Maiores Álbuns Brasileiros
>>> Albert King e Stevie Ray Vaughan (1983)
>>> Rush (1984)
>>> Luiz Maurício da Silva, autor de Mercado de Opções
>>> Trader, investidor ou buy and hold?
>>> Slayer no Monsters of Rock (1998)
>>> Por que investir no Twitter (TWTR34)
Últimos Posts
>>> Parei de fumar
>>> Asas de Ícaro
>>> Auto estima
>>> Jazz: 10 músicas para começar
>>> THE END
>>> Somos todos venturosos
>>> Por que eu?
>>> Dizer, não é ser
>>> A Caixa de Brinquedos
>>> Nosferatu 100 anos e o infamiliar em nós*
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Pensando sozinho
>>> Aventuras pelo discurso de Foucault
>>> Chega de Escola
>>> Hipermediocridade
>>> A luta mais vã
>>> História da leitura (I): as tábuas da lei e o rolo
>>> Sinatra e Bennett (1988)
>>> La Cena
>>> YouTube, lá vou eu
>>> Uma história da Sambatech
Mais Recentes
>>> English in Formation 6 de Wilson Liberato pela Standfor (2016)
>>> Metodologia de análise gramatical de Ursula Wiesemann, Rinaldo de Mattos pela vozes (1980)
>>> Marketing de Guerrilha de Jay Conrad Levinson e Charles Rubin pela Record (2000)
>>> Pescadores de Corações de Padre Antonio Maria pela Universos dos Livros (2011)
>>> Modelo de Atendimento Terapêutico Com Informática - Modelo Barbosa & D de George Barbosa e Outros pela Vetor (2003)
>>> falencia da critica de leyla perrone moises pela perspectiva (1999)
>>> The Science of Jurassic Park and the Lost World de Rob Desalle & David Lindley pela Harper Perennial
>>> Contabilidade Gerencial - Nova Edição de Ray H Garrison Eric W. Norreen pela Ltc (2001)
>>> Jornalismo investigatigação - O caso Quércia de Sérgio Buarque de Gustão pela Civilização Brasileira (1993)
>>> A Vertigem da Imortalidade de Paulo Schiller pela Companhia das Letras (2000)
>>> Retalhos da Minha Vida de Laurentina Murici de Medeiros pela Do autor (2008)
>>> Tatuagem de Jenifer Lynn Barnes pela Rocco (2005)
>>> Contabilidade Financeira de Stickney & Weil pela Atlas (2001)
>>> Viver vale a pena de Lucília Junqueira de almeida Prado pela Moderna (1988)
>>> Direito e Justiça de Victor Avarbach pela Pini (1991)
>>> Revolução Em Tempo Real de William G Mcgowan pela Campus (1991)
>>> Sortes de Villamor de Nilma Lacerda pela Scipione (2010)
>>> Inventario de Desimportâncias de Grupo escritores pela Obaduque (2013)
>>> Livros de Christiane Zschirnt pela Globo (2006)
>>> A Cerimônia do Chá de Paulo Coelho pela Caras
>>> Semântica - Série Princípios de Roldofo Ilari e João Wanderley Geraldi pela Atica
>>> Kings Ransom de Ed Mcbain pela Oxford Bookworms
>>> Procura-se na Mansao Banks de Rafael Malagutti pela Sinergia (2012)
>>> Quando é Inverno em nosso coração de Américo Simões pela Barbara (2012)
>>> Indentidades Trocadas de Lisa Scottoline pela Abdr (2001)
COLUNAS

Terça-feira, 3/6/2003
Literatura é para os feios e malvados
Daniel Aurelio

+ de 3100 Acessos

Tsc. Tsc. Que vexame! Alguém conhece o distinto senhor e burocrata republicano, William J. Bennett? Pois precisam conhecer. É um monumental exercício didático. Não da forma como ele ambicionaria, claro, mas ainda assim deveras elucidativo.

Bill Bennett, americano médio, rasteja-se entre duas atividades extremamente perigosas: é secretário "antidrogas" do governo Bush Jr (este um voraz consumidor da nociva substância "ouro negro do oriente") e escritor.

Como legítimo conservador, é devotado vetor da moral e virtù cristã, tão febril em sua fé na ordem que resolveu externar a paixão em livro, transformando seu "Livro das Virtudes" e, posteriormente, "O Livro das Virtudes para crianças", num colossal sucesso mercadológico planetário.Ganhou a credibilidade popular que poucos políticos obtém em sua trajetória, por mais magnéticos e espirituosos que aparentem. Engabelou tão bem, que até a recém "imortalizada" Ana Maria Machado, que decerto nada sabia sobre a vida privada de Bennett, levou a cabo o projeto editorial em terra brasilis, com semelhante êxito.

Recentemente, seu nome brotou na babilônia da grande imprensa: e, surpreendentemente, como um viciado em jogatinas, boçal o suficiente para torrar oito milhões de dinheiros imperiais e colaborar com as finanças do mercado sujo e paralelo que tanto combate durante o expediente.

Incongruência? Algo em desatino na boa e velha docilidade do homem comum, ordeiro, honesto, bom chefe de família?

É o elogio à mentira.

E um sintoma preocupante, pois o filão explorado por Bennett é dos mais vendidos e não há um bípede pensante que não almeje a plenitude utópica da felicidade.

Bom, quem deve permanecer é a obra, não a biografia. Tudo bem. Mas o cabra salvaguardou seus livros na escama colorida de um caminho exato para o paraíso. Neste caso, portanto, autor e texto obrigatoriamente se fundem em uma só projeção.

Quem oferece receitas milagrosas não poderia estar tão exposto assim aos seus efeitos colaterais. O que significa simplesmente que ele é um sujeito normal. E, ocupando um polêmico e controvertido cargo federal, nos leva a triste constatação de que a problemática das drogas continuará com seu toldo demagogo e senil. Mas meu negócio é literatura. E Bennett, além de incoerente, é mau escritor. Literatura é para os malvados declarados, subversivos, loucos, mendigos, feios, alcoólatras, satíricos e inadequados em geral, não para carolas que se afinam grotescamente com o viés dos preconceituosos - pela maneira como buscam moldar um padrão superlativo e idílico de ser. Todo moralista é, no fundo, um devasso mal resolvido.

Ninguém precisa de respostas. Somos falíveis e estúpidos. Borges é chavão de labirinto, veja só; Huxley não entrou para a história contracultural pelas sua palavras edificantes e tampouco Sartre chegaria a algum lugar escrevendo amenidades e receitas de emagrecimento. Duvide da cara de conteúdo dos intelectuais de contracapa (a saber: mão no queixo, barba espessa e, ao fundo, uma estante velha abarrotada de livros e enciclopédias empoeiradas) porque é da natureza dos "virtuosos" que nasce o melhor do marketing pessoal.

Ressalto que citei três dos autores mais lidos do mundo, o que é um claro sinal da ausência de má vontade do leitor. Essa sanha por desinteligência programada é oportunismo puro desses cordeiros modelo, que, com a cara de pau dos vendedores de sonhos consumistas, propõem um atalho reto para o portal do bem-estar pessoal, manipulando a fragilidade do indivíduo (que a tudo observa com olhar oblíquo) e tirando de suas mãos o mais importante instrumento para sua emancipação: o benefício da dúvida.

Essa notícia, francamente, foi de enrubescer.

Tsc. Tsc.

Para ir além





Daniel Aurelio
São Paulo, 3/6/2003


Quem leu este, também leu esse(s):
01. As armas e os barões de Rafael Rodrigues
02. Kafka e as narrativas de Julio Daio Borges


Mais Daniel Aurelio
Mais Acessadas de Daniel Aurelio em 2003
01. Canto Infantil Nº 2: A Hora do Amor - 7/11/2003
02. Canto Infantil Nº 1: É Proibido Miar - 26/9/2003
03. O Sociólogo Machado de Assis - 5/9/2003
04. O Calígrafo de Voltaire - 13/6/2003
05. Elogio Discreto: Lorena Calábria e Roland Barthes - 19/12/2003


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




O Brasil: Território e Sociedade no Inicio do Século XXI
Milton Santos e Maria Laura Silveira
Record
(2001)



Lamenin
Pólo Noel Atan
Ação Mental Interplanetária
(1999)



Amores Infernais
Melissa Marr e Outros
Galera
(2011)



Bruce
Peter Ames Carlin; Paulo Roberto Maciel Santos
Nossa Cultura
(2013)



Ágape
Padre Marcelo Rossi
Globo
(2010)



O Que é Energia Nuclear
José Goldemberg
Brasiliense
(1981)



Você Pode Enteder a Bíblia !
Watch Towe Bible and Tract Society
Watch Towe Bible and Tract Soc
(2016)



Curso de Direito Administrativo
Aloísio Zimmer Júnior
Metodo
(2009)



Desastre na Mata
Pedro Bandeira
Melhoramentos
(2003)



The French art of tea
Mariage Frères
Mariage Frères
(2002)





busca | avançada
51542 visitas/dia
1,8 milhão/mês