Excentricidades | Daniela Castilho | Digestivo Cultural

busca | avançada
39219 visitas/dia
1,2 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS

Segunda-feira, 12/12/2005
Excentricidades
Daniela Castilho

+ de 2800 Acessos

Leio um comentário sobre "ser excêntrico" no blog de um amigo. Vou atrás da fonte da notícia. Leio tudo que encontro.

Basicamente, ser "excêntrico" é ser "diferente" - diferente do quê, não me pergunte, hoje em dia definir o que é "ser diferente" se tornou uma tarefa difícil, uma definição que precisa vir acompanhada de uma lista de parâmetros, um manual de instruções referenciais. Há tanta "moda", há tanta diversidade, e ao mesmo tempo, estamos tão globalizados que hoje em dia, duro é achar um "igual". Claro, existem as chamadas tribos, mas esse conceito é meio vazio na minha opinião. O que é tribo? Um grupo de pessoas que usa um determinado cabelo, maquiagem ou roupa? Um grupo de aborígenas no meio do deserto?

Mas voltemos ao artigo referido, que pertence a uma revista britânica: o autor desfila dados de uma pesquisa que começou por causa de um novo comediante britânico que foi rotulado de "excêntrico" e é adorado pelo público - hoje em dia, para que uma afirmação tenha credibilidade quando impressa, é preciso ter dados estatísticos, gráficos e alguns nomes famosos como acompanhamento - e segue, em tom entusiasta, dizendo como ser esquisito, bizarro e diferente, aumenta o sex appeal da pessoa, implementa o sistema imunológico, aumenta o sucesso social, a felicidade, etc., etc.

Devo me confessar profundamente cética a esse tipo de artigo, é uma reedição da "receita para ser mais feliz" que vem sendo publicada em revistas com a mesma freqüência e seriedade de um horóscopo ou de um conselho de livro de auto-ajuda: não saia de casa sem guarda-chuva, 95% dos entrevistados afirmaram que chocolate faz sentir-se bem, essa semana os pesquisadores confirmaram que café lubrifica as artérias e que ser excêntrico aumenta a longevidade e a atividade sexual. Aham. Certo.

É curioso como existe no ser humano uma necessidade de "se destacar na multidão". As pessoas querem afirmar sua individualidade, sua diferença. Querem deixar sua marca no mundo, chamar atenção, se destacar, ainda que seja apenas pintando o cabelo de roxo. Coisas de tempo moderno, porque, como o próprio Darwin afirmaria, a natureza gosta é de iguais: criaturas diferentes têm dificuldade de se adaptar a grupos, sobreviver, multiplicar-se. Não é a toa que os mais jovens se aglutinam em grupos absolutamente padronizados em roupas, cabelos e atitudes. No fundo, todos nós queremos ser aceitos pelos outros e se formos muito diferentes, seremos rejeitados. Sabemos disso quase que instintivamente.

Volto ao artigo e releio, procurando a verdadeira mensagem nas entrelinhas: o que o artigo diz, quase como uma pregação, é que ser alegre, engraçado, ter bom humor chama a atenção dos demais - ser um deprimido está na moda, vejam os góticos, vejam o sucesso dos EMOs, mas cá entre nós, quem aguenta um deprimido profissional por muito tempo? - ser alegre aumenta a longevidade da pessoa, diminui a tendência a problemas de saúde, torna a pessoa mais atraente para as outras. Ah, tá, agora sim, fez sentido.

Por que não disseram isso desde o começo? Talvez porque hoje em dia é preciso enfeitar um texto, algo escrito de forma direta e óbvia demais seria chamado de clichê ou rejeitado pelo leitor, pela obviedade e clareza. Outra característica curiosa do ser humano é que somos criaturas que detestam que nos digam como devemos ser ou o que devemos fazer, mesmo quando procuramos "receitas de felicidade": no fundo, queremos ler ou ouvir alguma coisa que confirme o que pensamos, que nos faça sentir que estamos corretos. Ninguém gosta que lhe aponte os erros, ou que lhes diga: você está na contra-mão, my friend. Disfarçando o texto com um formato de "vejam essa novidade recém-descoberta" o leitor tem a impressão de que teve acesso a uma incrível revelação de sabedoria e se coloca em uma posição mais aberta a aceitar o que está lendo.

E no fundo, a motivação continua a mesma: o que as pessoas querem é ser aceitas pelas outras, querem ser bem sucedidas socialmente, sejam elas iguais ou diferentes. Nossos pobres egos precisam disso.

* * *

E enquanto isso, continua-se discutindo visão e cultura. Estive em duas reuniões ontem que me remeteram novamente a essa questão, ainda mais embalada após o show que assisti no sábado, do Claro que é Rock. Explico.

Existe hoje, graças à política cultural que foi adotada pelo nosso Ministro Gil, uma preocupação em valorizar, registrar e estimular o regionalismo cultural. É uma preocupação oportuna, com toda a globalização que vem acontecendo no mundo todo, com a perda de origens culturais causada por uma invasão de cultura estrangeira de diversas origens que chega cada vez mais rapidamente, via TV e internet, principalmente.

Foi muito curioso assistir em um mesmo show a Nação Zumbi, com o seu rock-maracatu-mangue-beat - pela qual sou apaixonada desde que escutei "A Cidade", anos e anos atrás, com o saudoso Chico Science, que, em um daqueles golpes de ironia do destino, morreu precocemente em um acidente de carro em 1997 - misturada com o punk de Iggy Pop e o industrial rascante do Nine Inch Nails. Acredito que somos hoje isso, uma mistura do que veio ao Brasil de outros mundos nas ondas da colonização e o que veio ao Brasil nas ondas tecnológicas da globalização cultural misturada às origens, como o maracatu.

Então não cesso de me assombrar com a quantidade imensa de jovens metropolitanos que nasceram e foram criados na metrópole abarrotada de shoppings, cinemas que exibem filmes em sua maioria americanos, rádios e TVs recheadas de enlatados & jabás, que não têm conhecimento nenhum sobre o que podemos chamar de "raízes culturais" brasileiras. Não sabem, nunca ouviram nem viram, por exemplo, o maracatu tradicional.

Sem saber o que é a cultura original que existia aqui na terra brasiliensis, o que veio importado com as imigrações durante todo o período colonial e pré-industrial, a mescla que nasceu disso, soterrados com o que vem importado com a globalização, sem conceituação, sem digestão, como podem esses jovens saberem quem são eles mesmos? Há uma perda de identidade constante, há um desvínculo com a origem, há uma renovação industrial de modismos. A forma esvaziada do conteúdo.

Só resta, então, o punk de butique, o excêntrico, o esquisito, simbolizado em cores de cabelos, roupas, maquiagem, trejeitos. A tribo dos sem-identidade, as vítimas-das-modas.

Nota do Editor
Daniela Castilho é designer, diretora de arte e assina o blog MadTeaParty.


Daniela Castilho
São Paulo, 12/12/2005


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Meu Sagarana de Renato Alessandro dos Santos
02. A Vida dos Obscuros de Marilia Mota Silva
03. Meninos, eu vi o Bolsonaro aterrando de Elisa Andrade Buzzo
04. Do inferno ao céu de Cassionei Niches Petry
05. Manual para revisores novatos de Ana Elisa Ribeiro


Mais Daniela Castilho
Mais Acessadas de Daniela Castilho em 2005
01. Sobre blogs e blogueiros - 27/5/2005
02. Cinema brasileiro em debate - 7/6/2005
03. Todos os amores acabam - 3/8/2005
04. Causos e coisas da internet - 11/11/2005
05. Diploma ou não diploma... não é esta a questão - 28/4/2005


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




A GRAFOLOGIA 4ª EDIÇÃO
HERBERT HERTZ
EUROPA-AMERICA PUBLICACOES
(1996)
R$ 31,70



DICIONÁRIO GASTRONÔMICO VINHO COM SUAS RECEITAS
JEZEBEL SALEM; CHRISTIAN FORMON
BOCCATO
(2013)
R$ 70,00
+ frete grátis



ACT MATH FOR DUMMIES
MARK ZEGARELLI
FOR DUMMIES
(2011)
R$ 17,50



SAIBA O QUE RESPONDER - PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE TEMAS DO JUDAISMO
SHIMSHOM BISKER
MAKON
(2012)
R$ 85,90



TESTEMUNHOS E ENSINAMENTOS
MILTON CAMPOS
JOSÉ OLYMPIO
(1951)
R$ 14,00



EXPLICANDO AS ESCRITURAS - LIÇÕES PARA A ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL
VÁRIOS AUTORES
IGR. METODISTA WESL.
(1997)
R$ 7,00



OS CADERNOS DE DON RIGOBERTO
MARIO VARGAS LLOSA
PLANETA
(2004)
R$ 37,00



OBRAS DE ÁLVARO BRITO - EDIÇÃO, INTRODUÇÃO E NOTAS POR ISABEL A..
ISABEL ALMEIDA
LISBOA
(1997)
R$ 27,90



A GUERRA DAS PRIVATIZAÇÕES
NEY CARVALHO
CULTURA
(2009)
R$ 60,00



A FONTE DA LIDERANÇA
DAVID M. TRAVERSI
CULTRIX
(2011)
R$ 19,00





busca | avançada
39219 visitas/dia
1,2 milhão/mês