Vendem-se explicações do Planeta dos Macacos | Rafael Lima | Digestivo Cultural

busca | avançada
46852 visitas/dia
1,1 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS

Terça-feira, 4/9/2001
Vendem-se explicações do Planeta dos Macacos
Rafael Lima

+ de 9300 Acessos

Yara Mitsuishi


Porque (ainda) me ufano da minha cidade
- Lindo!
- Poderoso!
O repertório de gritinhos que se ouve toda vez que um cantor se mostra ao público cresce a cada show, mas tenho que reconhecer: a platéia se superou quando Zé Renato adentrou no palco do teatro Rival, acompanhado pelo grupo de choro Madeira Brasil
- Absoluto!
- Sabe tudo!
- For Windows!
Casa de show que não tem na entrada retrato em preto e branco de artistas que já foram consagrados, com nomes que hoje se perdem na memória; que não tem um ligeiro porém marcante cheiro de mofo; que não tem uma cozinha absolutamente suspeita, e que não tem um slogan de vanglória assim meio estúpido ("70 anos de resistência cultural" ou "Aqui se faz a história da música popular brasileira") não merece ser chamada assim. E o teatro Rival é uma autêntica casa de shows.

O nascimento da era caórdica
No texto que escrevi semanas atrás, uma série de conceitos novíssimos deve ter soterrado aquele tipo de leitor desavisado e sempre vulnerável a esses terremotos de informação. O mais interessante quando se começa a se interessar por uma área nova, aparentemente inexplorada, é descobrir alguém em outro canto do mundo, juntando as mesmas peças desse quebra-cabeças remoto. O Nicholas compôs um hipertexto em seu blog - aqui convertido a plain text, utilizando apostos, parênteses e orações explicativas e outros recursos gramaticais em substituição aos recursos HTML e Java - que me surpreendeu pela similaridade de idéias e pela concisão com que expressou:

"O ponto é que estamos no fim de uma era que deu muito mais ênfase ao hierárquico - suprimiu a criatividade, que por ser imprevisível, não poderia ser encaixada nos planos mestres - chegando a pensar que não se poderia obter resultados de outra maneira: os meios tornaram-se o fim, faz-se porquê, independente de ser útil ou não. Chegamos numa crise de desenvolvimento - burocracia, que em magia caótica é o ponto em que o limite da ordem leva ao caos - em que o próximo passo é esse desmontar da construção por coerção (o fim do sono de Newton, como dizia William Blake), substituindo-a por resultados por colaboração: ócio criativo, pressão dos pares."

O Trapalhão no Planalto dos Macacos
Agora é meio tarde que o hype já passou e quem viu, viu, e quem não viu, não viu, mas acho que ainda consigo descolar uns trocados, então lá vai o anúncio:

"A partir da presente data, VENDEM-SE, NESTA COLUNA, EXPLICAÇÕES PARA O FINAL DA NOVA VERSÃO DO FILME O Planeta dos Macacos, mediante módicas quantias (consulte a tabela junto ao nosso editor). Existem 3 modelos de explicações disponíveis: namorada, chope e cabeuça. O primeiro destina-se àqueles que apenas procuram uma desculpa para rebocar a namorada para a sala escura e não querem se passar por trouxas quando a menina faz um muxoxo e diz que não entendeu o final ("Por que todo mundo virou macaco, hein? Por que que a nave dele foi parar na Casa Branca?"), e resume-se a frases espirituosas de rápido efeito. O segundo é perfeito para rodas de chope: envolve citações a clássicos pop - com o perdão pelo oxímoro -, comentários picantes sobre o micro vestido da loirona selvagem, e uma ou duas piadas que, se não explicam o fim do filme, ao menos descontraem o ambiente e relaxam os ânimos pelo efeito catártico de desmoralizar o filme. A terceira é sob medida para enroladores profissionais: envolve paradoxos temporais, H.G. Wells, relatividade, buracos negros, Noam Chomsky, semiótica, História dos E.U.A. e mais um ou dois itens da nossa longa tabela de imposturas intelectuais à escolha do cliente. Sirva-se."

Retratação
É mais fácil pichar um monumento público sem ser pego do que arranhar um mito impunemente. Ter questionado a qualidade de musa de Nara Leão por aqui rendeu reclamações em número suficiente para merecer essa autocrítica. A questão é simples: pelo padrões atuais de marketing pessoal & cultura de mercado, que mandam na produção de cantoras de MPB, é praticamente impossível entender como ela foi elevada ao nível de musa há 40 anos. Reitero: musa de praia e botequim, mas musa, anyway. Quando Nara começou a gravar discos e aparecer na mídia, a imensa indústria de vendas de disco ainda não havia sido catapultada pelos Beatles, nem a interferência de produtores (para ficar só neles; não contemos empresários, consultores de marketing, e os outros tipos pagos pelas gravadoras para nos dizerem do que nós devemos gostar) era suficiente para mudar o conceito de um grupo, vide Jota Quest. Havia espaço para a intuição de Nara indicá-la a seguir a emergente bossa nova, nem bem esperar sua consagração e aderir aos sambas de fonte popular e fundo social (os chamados "de protesto"), ou gravar Roberto Carlos quando seu lado comercial o transformara em persona non grata. Mais do que um par de joelhos redondos, foi exatamente essa habilidade mutante e a disposição para defender sua opiniões o que atraiu atenção para si - de uma maneira totalmente involuntária, é bom observar. Nara Leão era muito tímida para se valer das polêmicas para fazer propaganda, e nem gostava muito de dar opinião (apesar da contundência com que falava). Era desse material que se faziam as musas, antigamente.
:::: Nara Leão, uma Biografia: Sérgio Cabral, editora Lumiar, 2001

Magnun Mini
A gente se esforça para ser tolerante, compreensivo e sensível, mas tem coisas que põem a nossa paciência à prova. A lógica de mercado parece ser capaz de explicar tuuuuuudo - mas eu ainda não consegui entender por que a Kibon faz uma ótima campanha para lançar um picolé novo como o Magnun, com ótimos displays de geladeiras de padaria, focando no tamanho maior e mais robusto do sorvete (uma bela morena atacando a embalagem com vontade), agora vem com essa de Magnum Mini. Ora bolas, ou é Magnun ou é mini. Parece até obra daquele lusitano que escreveu na lousa da padaria:
Pão com manteiga: 9 escudos
Pão sem manteiga: 8 escudos
Pão com margarina: 7 escudos
Pão sem margarina: 6 escudos
Ou daquele que chamaram para desenvolver novos produtos para o McDonald's, e criou o Big Mac em 3 tamanhos: grande, pequeno e médio, afinal, ninguém aqui é preconceituoso e big também pode ser mini... Ora pois...

Brincadeiras idiotas ou Como se divertir perigosamente:
1)Entrar na Toca do Vinícius e perguntar se eles tem o livro do Tinhorão.
2)Passar no Baixo Gávea segunda de noite, e gritar, acompanhando com a buzina do carro "viva o Conde!!!"
3)Meter a cabeça dentro do Bip-Bip na roda de samba de domingo de noite e comentar calmamente: "mas Chico Buarque não passa de um pagodeiro melhorado"

Aspas para o meu chapa multidisciplinar Eduardo Mello: faixa preta, guitarrista e mergulhador

"Não precisa ficar se desculpando, não! Todo mundo sabe para que você quer ir morar sozinho! Para poder levar mulher para casa. Para poder ouvir som alto. Para poder amarrar uma toalha azul no pescoço e sair nu pela casa gritando que é o Super Homem."

Poste Escrito
Um grande abraço para o Sérgio Farias pelas generosas palavras -- agora com direito ao link para o Catarro Verde, que eu fiquei devendo, e um super beijo para a Mônica, minha alma gêmea em incontinência cerebral.


Rafael Lima
Rio de Janeiro, 4/9/2001


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Quando amor e terra quase se confundem de Elisa Andrade Buzzo
02. Você é África, Você é Linda: abaixo o preconceito! de Fabio Gomes
03. O começo do fim da hegemonia 'de esquerda' de Julio Daio Borges
04. Nice, Bebeth e Anjali de Marta Barcellos
05. Clássicos para a Juventude de Ricardo de Mattos


Mais Rafael Lima
Mais Acessadas de Rafael Lima em 2001
01. Charge, Cartum e Caricatura - 23/10/2001
02. A diferença entre baixa cultura e alta cultura - 24/7/2001
03. Sobre o ato de fumar - 7/5/2001
04. Um álbum que eu queria ter feito - 6/11/2001
05. Vendem-se explicações do Planeta dos Macacos - 4/9/2001


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




MANUAL DE DIREITO COMERCIAL 8ª EDIÇÃO
WALDO FAZZIO JUNIOR
ATLAS
(2007)
R$ 40,00



ENSINANDO A CUIDAR DE CRIANÇA
NÉBIA MARIA A. DE FIGUEIREDO
DIFUSÃO ENFERMAGEM
(2003)
R$ 16,00



O BRASIL TEM CURA
RACHEL SHEHERAZADE
MUNDO CRISTÃO
(2015)
R$ 10,00



AQUARELA BRASILEIRA
BETH CANÇADO
CORTE
(1995)
R$ 10,00



FISISCA SER PROTAGONISTA BOX- VL. UNICO
ADRIANA BENETTI MARQUES VALIO E OUTRO
SM
(2016)
R$ 220,00



TEATRO CUBANO: TEATRO CUBANO ACTUAL
ADYS GONZALO DE LA ROSA (ED.)
ALCALÁ
(2003)
R$ 22,00



FILOSOFIA NA ANTIGUIDADE - SÓCRATES E PLATÃO
RÉGIS FERNANDES DE OLIVEIRA
REVISTA DOS TRIBUNAIS
(2012)
R$ 28,00



MARKETING ESSENCIAL: CONCEITOS, ESTRATÉGIAS E CASOS
PHILIP KOTLER
PRENTICE HALL BRASIL
(2013)
R$ 50,00



O LIVRO DO PENDULO
SIG LONEGREN
BERTRAND
(1997)
R$ 20,00



A TERAPIA MAIS BREVE POSSÍVEL - AVANÇOS EM PRÁTICAS PSICANALÍTICAS
SOPHIA ROZZANNA CARACUSHANSKY
SUMMUS
(1990)
R$ 50,00





busca | avançada
46852 visitas/dia
1,1 milhão/mês