Não quero esquecer | Adriana Baggio | Digestivo Cultural

busca | avançada
42881 visitas/dia
1,2 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS >>> Especial Terror nos EUA

Quinta-feira, 13/9/2001
Não quero esquecer
Adriana Baggio

+ de 3700 Acessos

Yara Mitsuishi

Hoje é terça-feira, 11 de setembro. Apesar de minha coluna ser publicada na quinta, meu dead line para entregá-la ao editor é hoje. Por isso, quando esse texto for lido, muita coisa já vai estar "passada". Peço ao leitor então que utilize sua capacidade de abstração, e tente imaginar esta colunista no dia de hoje, o dia em que os Estados Unidos foram atacados de uma maneira jamais vista.

Não tenho a pretensão de ter emoções ou observações mais originais que as das outras pessoas. Como todo mundo, fiquei chocada. A primeira imagem, de uma das enormes torres do WTC pegando fogo, já era inacreditável. Mas acompanhar o avião dirigindo-se deliberadamente para a outra torre foi além da minha capacidade de imaginar uma cena de terror. Pensei nas pessoas dentro do prédio, e num segundo momento, nas pessoas dentro do avião. Antes mesmo de ter a confirmação de que o avião tinha passageiros, não fazia sentido pensar o contrário, já que era o caso de um avião que havia sido seqüestrado para matar pessoas.

Depois, o ataque de parte do Pentágono mostrou a vulnerabilidade do país mais poderoso do mundo. Mas este é um aspecto que prefiro não abordar. Quero falar mesmo é do choque de saber de tanta gente morta, e de ver algumas pessoas morrendo, como os desesperados que se jogaram das torres em chamas. E o pior é que isso não foi uma catástrofe da natureza, como um terremoto, mas um ato deliberado, organizado, que partiu de seres tão humanos (no sentido biológico) como aqueles que foram mortos.

O paralelo pode até ser remoto, mas lembrei imediatamente da manhã em que o seqüestrador da filha de Silvio Santos entrou na casa do apresentador. Assim como da outra vez, estava no início do meu dia de trabalho, e alguém chegava com uma notícia que era difícil acreditar. O segundo passo, nos dois casos, foi ligar a TV e ficar acompanhando o desenrolar da história. As pessoas, incrédulas, não sabem muito bem como lidar com a situação. Percebem que os limites estão se expandindo cada vez mais, que em breve não haverá mais nada que nos proteja, ou princípios que sejam válidos. Por isso, fazem piadas com a tragédia, aparentando uma maneira quase histérica de conviver com o novo limite da tragédia.

No caso do ataque terrorista aos Estados Unidos aconteceu uma coisa pior. Devido à cota de acontecimentos inacreditáveis, carregados de um horror inédito, parece que depois de digerir o ataque à primeira torre do WTC as pessoas passaram a esperar por algo mais terrível ainda. Essa expectativa foi reforçada pela notícia de que haviam outros aviões seqüestrados que poderiam ser usados contra outros alvos. Dava a impressão de as pessoas estenderam seu limite de absorção de tragédias! O primeiro ataque já tinha ficado para trás, já não era mais tão chocante. Existem várias teorias para esse tipo de comportamento. Uma delas aponta a velocidade e o alcance da informação como os fatores responsáveis. Ter acesso fácil ao que aconteceu a milhares de quilômetros, ao mesmo tempo em que as pessoas que estavam passando por aquilo, de alguma maneira banaliza a tragédia, e torna-a mais palatável. E assim ficamos cada vez mais tolerantes.

No dia da invasão da casa de Silvio Santos uma pessoa morreu no metrô de São Paulo vítima de envenenamento por fumaça, que por sua vez foi causada por um princípio incêndio, se não me engano. Não sei como foi com a mídia local, mas nacionalmente essa tragédia não passou de uma notinha. Fiquei abismada! Classifico esse acidente como profundamente grave, digno da maior atenção, comoção e sensibilização! É inconcebível que uma pessoa morra dentro de um meio de transporte público, vítima do fogo! Da mesma maneira, o assassinato do prefeito de Campinas perdeu espaço. Claro, vocês podem dizer, em Campinas morreu uma pessoa, nos Estados Unidos morreram milhares! Concordo que a abrangência do fato determina sua importância, mas me pergunto se não começamos a achar muito normal coisas que antes nos pareciam horríveis, porque o parâmetro de horror já é outro.

Tento pensar em todas as pessoas mortas, naquelas que nem perceberam que morriam, e nas outras que viveram sabe Deus quantos minutos sabendo que iam morrer. Acho que esse caso é pior. Fico pensando naqueles que preferiram se jogar de uma altura de dezenas de andares. Imagina a outra opção que eles tinham, o quanto pior não era... Penso também naquele avião que caiu sem atingir seu alvo, porque talvez tenha sido derrubado pelos próprios americanos. Não consigo deixar de imaginar que tipo de situação faz com que a decisão seja entre matar umas cem pessoas ou correr o risco de permitir o assassinato de milhares de outras.

Quero ter bem claro em minha memória o dia de hoje. Mais tarde, quando tiver filhos, talvez, e eles estiverem estudando para uma prova de História, quero poder me lembrar exatamente do dia, do mês e do ano em que tudo isso aconteceu. Quero poder contar a eles quem foi, porque foi. Quero poder passar a eles todo o horror deste dia, toda a dimensão do sofrimento de saber de milhares de pessoas executadas sem culpa. Vou querer contar a eles a verdade, e não as mentiras que aparecem nos livros de História.


Adriana Baggio
Curitiba, 13/9/2001


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Nos braços de Tião e de Helena de Renato Alessandro dos Santos
02. Os Doze Trabalhos de Mónika. 12. Rumo ao Planalto de Heloisa Pait
03. A noite iluminada da literatura de Pedro Maciel de Jardel Dias Cavalcanti
04. Notas confessionais de um angustiado (VI) de Cassionei Niches Petry
05. Crônica de Aniversário de Julio Daio Borges


Mais Adriana Baggio
Mais Acessadas de Adriana Baggio em 2001
01. À luz de um casamento - 18/10/2001
02. O Segredo do Vovô Coelhão - 15/11/2001
03. Náufrago: nem tanto ao mar, nem tanto à terra - 25/3/2001
04. Marmitex - 1/11/2001
05. Aqui o sol nasce primeiro - 8/11/2001


Mais Especial Terror nos EUA
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




VIVER HOLÍSTICO
PATRICK PIETRONI
SUMMUS EDITORIAL
(1988)
R$ 4,90



COLEÇÃO MODERNA DE ESTUDOS PRIMÁRIOS MATEMÁTICA - 9685
VICENTE KOSIEN
ECLAL
(1969)
R$ 10,00



ENSINO E TREINAMENTO PROFISSIONALIZANTES
STEVE INGLE, VICKY DUCKWORTH
ARTMED
(2015)
R$ 62,00



EDUCAÇÃO E VIDA: UM GUIA PARA O ADOLESCENTE
ANTONIO CARLOS GOMES DA COSTA E OUTROS
MODUS FACIENDI
(2001)
R$ 18,00



PROFETAS E PROFECIAS
ELIANA YUNES; MARIA CLARA LUCCHETTI BINGEMER
LOYOLA
(2010)
R$ 9,50



A ESTRADA AUTOFICCIONAL DE NARCISO
LUIZ GASPARELLI JUNIOR
OPÇÃO
(2015)
R$ 46,00



AMOR NUNCA É DEMAIS
HELEN VAN SLYKE
CÍRCULO DO LIVRO
(1987)
R$ 15,00
+ frete grátis



COPO PELA META
RICARDO NEVES
NEGÓCIO
(2004)
R$ 10,00



MEDITAÇÕES PARA A SAÚDE DO CORPO E DA MENTE
LOUISE L. HAY
SEXTANTE
(2000)
R$ 57,51



SIGNIFICADO E ESTRUTURA
WALLACE L. CHAFE
LIVROS TÉCNICOS E CIENTÍFICO
(1979)
R$ 12,00





busca | avançada
42881 visitas/dia
1,2 milhão/mês