Especial Terror nos EUA | Digestivo Cultural

busca | avançada
33925 visitas/dia
1,4 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Namíbia, Não! curtíssima temporada no Sesc Bom Retiro
>>> Ceumar no Sesc Bom Retiro
>>> Mestrinho no Sesc Bom Retiro
>>> Edições Sesc promove bate-papo com Willi Bolle sobre o livro Boca do Amazonas no Sesc Pinheiros
>>> SÁBADO É DIA DE AULÃO GRATUITO DE GINÁSTICA DA SMART FIT NO GRAND PLAZA
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Modernismo e além
>>> Pelé (1940-2022)
>>> Obra traz autores do século XIX como personagens
>>> As turbulentas memórias de Mark Lanegan
>>> Gatos mudos, dorminhocos ou bisbilhoteiros
>>> Guignard, retratos de Elias Layon
>>> Entre Dois Silêncios, de Adolfo Montejo Navas
>>> Home sweet... O retorno, de Dulce Maria Cardoso
>>> Menos que um, novo romance de Patrícia Melo
>>> Gal Costa (1945-2022)
Colunistas
Últimos Posts
>>> Lula de óculos ou Lula sem óculos?
>>> Uma história do Elo7
>>> Um convite a Xavier Zubiri
>>> Agnaldo Farias sobre Millôr Fernandes
>>> Marcelo Tripoli no TalksbyLeo
>>> Ivan Sant'Anna, o irmão de Sérgio Sant'Anna
>>> A Pathétique de Beethoven por Daniel Barenboim
>>> A história de Roberto Lee e da Avenue
>>> Canções Cruas, por Jacque Falcheti
>>> Running Up That Hill de Kate Bush por SingitLive
Últimos Posts
>>> A moça do cachorro da casa ao lado
>>> A relação entre Barbie e Stanley Kubrick
>>> Um canhão? Ou é meu coração? Casablanca 80 anos
>>> Saudades, lembranças
>>> Promessa da terra
>>> Atos não necessários
>>> Alma nordestina, admirável gênio
>>> Estrada do tempo
>>> A culpa é dele
>>> Nosotros
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Os Rolling Stones deveriam ser tombados
>>> Manual prático do ódio
>>> Por que Faraco é a favor da mudança ortográfica
>>> Modernismo e Modernidade
>>> A favor do voto obrigatório
>>> O último estudante-soldado na rota Lisboa-Cabul
>>> Sobre o Ronaldo gordo
>>> A nova escola
>>> 100 homens que mudaram a História do Mundo
>>> Entrevista com Ruy Castro
Mais Recentes
>>> Aços e Ferros Fundidos 6ª Ed de Vicente Chiaverini pela Associação Brasileira de Metal (1990)
>>> Historias Disparatadas de Vic Parker pela Silver Dolphim (2021)
>>> O Monge e o Filosofo: o Budismo Hoje de Jean-françois Revel e Matthieu Ricard pela Mandarim (1998)
>>> Kaplan GMAT 800, 2005-2006 de Vários Autores pela Kaplan Publishing (2005)
>>> Crónica de la Colonia Galesa de la Patagonia de Abraham Matthews pela El Regional (1975)
>>> Le New York de Paul Auster de Gérard de Cortanze , James Rudnick pela Du Chêne (1993)
>>> Effective horsemanship de Noel Jackson pela Arco Publishing (1967)
>>> Livro - Guias de campo- O ceu de Guias de campo pela Escala educacional
>>> Eclipse de Stephenie Meyer pela Intrinseca (2008)
>>> Famílias Terrivelmente Felizes de Marçal Aquino pela Cosac Naify (2003)
>>> Crepusculo de Stephenie Meyer pela Intrinseca (2008)
>>> O Olho Mais Azul de Toni Morrison pela Companhia das Letras (2019)
>>> The White Face de Carl Ruthven Offord pela Robert M. McBride Company (2023)
>>> Belas Maldições de Neil Gaiman Terry Pratchett pela Bertrand do Brasil (2017)
>>> Um dia minha alma se abriu por inteiro de Iyanla Vazant pela Sextante (2000)
>>> Marley e eu de John Grogan pela Prestigio (2006)
>>> Na Companhia de Soldados - o Dia-a-dia da Guerra do Iraque de Rick Atkinson pela Bertrand Brasil
>>> Leila Diniz de Joaquim Ferreira dos Santos pela Companhia das Letras (2008)
>>> A casa das sete torres de Nathaniel Hawthorne pela Nova Fronteira (2019)
>>> A cabana de William P Young pela Sextante (2008)
>>> Política - uma brevíssima introdução de Kenneth Minogue pela Jorge Zahar (1998)
>>> Cinquenta tons mais escuros de E L James pela Intrinseca (2012)
>>> Ensino da Gramática. Opressão? Liberdade? de Evanildo Bechara pela Atica (1995)
>>> Os cem melhores poemas brasileiros do século de Italo Moriconi pela Objetiva (2001)
>>> Cadê meu travesseiro? de Ana Maria Machado pela Salamandra (2004)
ESPECIAIS

Quarta-feira, 26/9/2001
Terror nos EUA
Colunistas


Telhado de vidro
>>> Os regimes democráticos caem reféns da ilusão de imparcialidade, de verdade cristalina, de ausência de interesses. Para mim, os meios de comunicação de massa fazem tanta propaganda política quanto fazem anúncio comercial. Sua propaganda pode não ser tão exagerada ou maquiavélica quanto a soviética ou a fascista. Por outro lado, por ser tão convincente em sua "transparência", é muito mais insidiosa.
por Daniela Sandler
Leia Mais

Paranóias Persecutórias
>>> No dia do atentado ao WTC, a Wal-Mart registrou um aumento substancial nas compras de água e gêneros de primeira necessidade. Cessados os estrondos, os itens campeões de venda, no dia seguinte, foram bandeirinhas e ornamentos de teor nacionalista. Dois dias depois, o que cresceu foi o consumo de armas. Um amigo meu fez, com raciocínio jocoso, a seguinte interpretação: “Primeiro, a gente se defende; depois, arruma uma boa desculpa para poder sair matando os outros”.
por Rafael Lima
+ 4 comentário(s)
Leia Mais

Origem do Terror
>>> O povo americano alienado e sem culpa - nem mesmo nas eleições de Bush, eleito pelos colégios eleitorais e não pelo voto direto - não faz idéia das atrocidades cometidas por seu país para atingir a confortável posição de império. Como bem disse um palestino em NYC: "As ruas eram uma versão exata de Kashmira, Kuwait, Teerã, Vietnã... pela primeira vez os americanos puderam ver em sua casa as atrocidades que cometem há décadas."
por André Pires
Leia Mais

O dia do caçador
>>> A tradição islâmica, principalmente naquela região da Ásia Central, dita que um hóspede jamais pode ser maltratado por seu anfitrião, muito menos sumariamente expulso; ainda mais quando esse hóspede doou milhões de dólares em armamentos e participou ativamente das lutas de independência do Afeganistão (com ajuda da CIA e da SAS, diga-se de passagem). Seria uma ofensa imperdoável da parte dos afegãos entregarem bin Laden “de bandeja” aos americanos, e algo que duvido que acabe ocorrendo.
por Rafael Azevedo
Leia Mais

A Arte de Odiar
>>> Desde terça-feira passada tenho pensado muito no ódio. Ele existe — não há como negar. Os neo-pentencostais afirmam que não é algo humano. É coisa do dito-cujo, do cramunhão, do esquerda, do incompreendido, do mentiro, do tacanho, do manco, do travesso, enfim. Qualquer pessoa que tenha dois neurônios, no entanto, sabe que o mal é apenas a face oposta do bem. Jung afirmava que, supondo o inconsciente infinito, poder-se-ia supor um bem infinito e, logo, um mal infinito, coabitando o infinito da mente humana.
por Paulo Polzonoff Jr
Leia Mais

EUA, Ano Zero
>>> Na ideologia reinante, a repetição monotemática das tevês serviu para reforçar o caráter de “divisor de águas” do ataque, para dar ainda mais grandiosidade ao evento e para intensificar o sentimento solene em relação ao futuro do país. Nós, espectadores, fomos cortados do resto do mundo. Quem confia em tevê aberta para ter notícias internacionais ficou sabendo apenas que tal ou tal país manifestou apoio aos Estados Unidos ou que, na Palestina, alguém comemorou o ato terrorista.
por Daniela Sandler
Leia Mais

A dor do inexplicável
>>> Desde o ano passado, que sinto enorme apreensão com a guerra no Oriente Médio. Eu tinha amigos morando lá e por meses só queria vê-los de volta ao Brasil. Passa o tempo e você “acostuma” a viver o risco de quem ama, mas a experiência me fez sentir ainda mais a dor que milhares de pessoas estão sofrendo nesse momento, com seus amigos e parentes desaparecidos. Acho que toda aquela apreensão que eu sentia mais latente no ano passado, ganhou forma na terça-feira.
por Vera Moreira
Leia Mais

O abismo olhou
>>> Essa guerra, da convivência entre opostos, do cotidiano civilizado, parece que já está perdida. Não que estivesse mais perto de ser ganha, mas o estado de Paz armada na Guerra Fria, ou de Pax Americana depois, enganava muito bem com sua impressão de segurança, contanto que certos limites fossem respeitados. Mas os assaltantes estão nos sinais, os canibais estão na sala de jantar, e os terroristas já derrubam os maiores prédios do mundo. É quando se olha para o abismo, e o abismo olha de volta.
por Rafael Lima
Leia Mais

A barbárie contra-ataca
>>> Diante do horror dos acontecimentos, vejo as imagens de refugiados palestinos no Líbano, comemorando freneticamente as explosões e mortes. É revoltante. Deveriam ser eles os mortos, deveriam ser aqueles bigodudos oferecendo tortas e cumprimentando-se, aquelas estúpidas crianças e seus sorrisos imbecis, aquela mulher horripilantemente feia, com seus dentes e óculos gigantescos envoltos por uma túnica negra. E não os inocentes que jamais desejaram mal a ninguém.
por Rafael Azevedo
Leia Mais

Idiotice Internacional
>>> Gostaria de rebater críticas de pessoas desinformadas que gostam de falar de países que mal conhecem. Em primeiro lugar, o Pentágono não é mais o centro principal de nada. Os principais estrategistas foram mudados para novas bases, anos atrás. Outra coisa: acho que os responsáveis pelo atentado não são americanos. Esses americanos de milícias locais querem sua liberdade para comprar e carregar armas a fim de caçar e proteger suas fazendas e famílias. E Bush é um deles.
por Juliano Maesano
Leia Mais

Não quero esquecer
>>> Não tenho a pretensão de ter emoções ou observações mais originais que as das outras pessoas. Como todo mundo, fiquei chocada. As pessoas, incrédulas, não sabem muito bem como lidar com a situação. Percebem que os limites estão se expandindo cada vez mais, que em breve não haverá mais nada que nos proteja, ou princípios que sejam válidos. Mais tarde, quando tiver filhos, vou querer contar a eles a verdade, e não as mentiras que aparecem nos livros de História.
por Adriana Baggio
Leia Mais

Nada de novo no front
>>> Eram onze da manhã aqui em Rochester, que fica a uma hora de vôo de Nova York. Todo mundo parou em volta de tevês. As notícias iam caindo como os aviões: Washington! Pittsburgh! O que virá depois? O país me pareceu extremamente frágil sob o céu aberto e devassado: quantos aviões ainda estão no ar? Eu havia acabado de dar aula. Discutíamos as falhas da arquitetura modernista. Liguei o computador. Tudo mudou. O aluno, a explicação e o livro sumiram.
por Daniela Sandler
Leia Mais

Do Caos, Dalí e os idiotas
>>> Nenhuma ideologia ou religião, sob qualquer justificativa, explica a morte de inocentes. Os ataques terroristas realizados nos Estados Unidos, sob a bandeira do anti-imperialismo, da anti-globalização, da resistência islâmica, são a marca de uma guerra que em muito extrapola o que se pode considerar "civilização". A guerra sempre fez parte da história da Humanidade. Mas um ataque não pode ser desferido sem uma declaração formal de guerra.
por Paulo Polzonoff Jr
+ 1 comentário(s)
Leia Mais

Mais Especiais
Julio Daio Borges
Editor
topo


Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




O Bricabraque (2005)
Hugo Passolo
Companhia Ed Nacional
(2005)



Triste Fim de Policarpo Quaresma (com Questões do Enem)
Lima Barreto
Cered Objetivo
(2004)



Fisico Quimica
Vera Lucia Duarte
Atual
(1982)



Livro - Memórias Póstumas de Brás Cubas - Col Núcleo de Literatura
Machado de Assis
Núcleo
(1996)



No Carrossel do Zodíaco
Maria R. Mizrahi
Berkana
(1996)



O Caçador de Pipas - Confira!
Khaled Hosseini
Nova Fronteira
(2005)



Vocabulário para Ortodontia & Ortopedia Funcional dos Maxilares
Ana Julia Perrotti-garcia
Sbs
(2003)



Mangá Blade 24
Hiroaki Samura
Conrad
(2004)



Misturas e Substâncias Reações Químicas - Série Ciências para o 1
Angélica Ambrogi, Julio Cezar Foschilini Lisb
Hamburg
(1973)



Vila Sésamo o Livro das Perguntas - a Terra
Vários Autores
Folio
(2007)





busca | avançada
33925 visitas/dia
1,4 milhão/mês